quinta-feira, 15 de maio de 2014

Entregar o poder ao PT não foi um erro, mas a queda em uma armadilha!


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Paulo Chagas

Caros amigos: O Partido dos Trabalhadores, após o seu 14º Encontro Nacional, emitiu diretrizes táticas para participar das eleições de 2014, cujo fulcro é a negação da triste realidade em que se transformou o Brasil.  
As diretrizes definem como objetivo central dar continuidade ao “projeto nacional de desenvolvimento sustentável, iniciado pelo ex-presidente Lula e continuado, com avanços, pela presidenta Dilma Rousseff”!  Fica a nosso encargo, a partir do estrago que este projeto já causou à Nação, imaginar, se é possível fazê-lo, o quanto falta ainda para a destruição final do país, destruição esta “sustentável”, ou seja, irreversível! 
Para eles, Dilma Rousseff tem de ser reeleita e isto será obtido por intermédio do apoio de todas as classes, grupos e movimentos comprometidos com o processo de destruição, seja por ignorância, ganância, incompetência, má formação moral ou simplesmente pelo apego à corrupção e ao dinheiro “arrecadado” pelo fisco e desviado em escusas transações. 
Diz a tática petista que tudo será feito para garantir e ampliar a permanência do PT nos governos estaduais e nos legislativos, assegurando a hegemonia do partido nos três poderes e níveis administrativos da República e a “reforma do sistema político-eleitoral”, ou seja, a passagem definitiva ao bolivarianismo e a sua consolidação!  
Para isto quaisquer alianças serão válidas, pois os fins justificam os meios.  Não é desafio à nossa imaginação, em face do que é de conhecimento público, presumir que tipos de alianças serão consideradas válidas para os objetivos petistas. 
Referindo-se ao segundo mandato de Dilma Rousseff, as diretrizes asseveram que ela é a preferida do eleitorado e que o povo brasileiro deseja que ela “continue mudando o Brasil”.  Mas para aonde?  Para o fundo do poço mais profundo do pré-sal, onde depositaram os restos da Petrobrás e do orgulho nacional? 
Como é possível imaginar que o povo brasileiro esteja querendo continuar neste rumo?  É uma aposta na acomodação de quem crê que, para baixo, todo o Santo ajuda!  É apostar que povo e massa sejam a mesma coisa.  É apostar na eficácia do sistema educacional instituído pelo PT para bestificar a sociedade e transformar o povo em massa de manobra  – gado! 
Para os corruptos, continuar mudando significa perseverar na cartilha do Foro de São Paulo com a surrada justificativa de superação de uma maldição herdada dos militares, dos conservadores e do neoliberalismo, quando, hoje, o mundo inteiro sabe que a “herança maldita” está no esconjuro testamental do próprio PT !  Passa do criador para a criatura e desta para o povo! 
Atribuir ao domínio imperial norte-americano, à ditadura do capital financeiro e à lógica do Estado mínimo [ ... mínimo??!!!!????!!!??????!!!?????!  Nota de AP] a débâcle da economia nacional e não à desonestidade e à própria incompetência dos gestores petistas é mais do que desfazer da inteligência mínima do povo, mas escarnecer da sociedade como um todo.   
“Quem busca a reeleição não pode apenas apresentar novos programas e falar sobre o futuro.  Precisa, igualmente, mostrar o que já fez”, diz ainda a diretriz, mas, nem Dilma nem o PT têm algo de bom para dizer do que já fez, muito menos para apresentar como programa de futuro, apenas contradições e falsas propostas, tais como :  obter mais espaço nas instituições, isto é mais aparelhamento, mais sanguessugas, mais incompetentes em lugares chave  — vide Petrobrás —;  “democratizar” o Estado, “inverter prioridades”, estabelecer uma “contra-hegemonia ao capitalismo”, isto é, desincentivo ao investimento, à criatividade e ao progresso pessoal e coletivo, menos PIB, mais impostos; e construir um “projeto de socialismo radicalmente democrático”  — vide os modelos venezuelano e cubano! 
A Diretriz conclui a orientação com a seguinte pérola da hipocrisia :  “continuar mudando o Brasil, fazendo cada vez mais um país rico e desenvolvido, sem miséria e com democracia política, econômica e social”.  
Olhando para trás e para o presente, podemos dizer que entregar o poder ao PT não foi um erro de uma parcela do eleitorado, mas a queda numa armadilha, num engodo, numa ilusão, numa mentira, numa arapuca montada por falsários para aprisionar e usufruir das ilusões dos mais ingênuos e das eternas vítimas da falta de escrúpulos dos políticos. 
Os brasileiros não cometeram um erro ao eleger Lula e Dilma,foram ludibriados !  Reelegê-la, isto sim, será mais do que um erro, mas uma burrice imperdoável ! 
Cair, mais uma vez, na trampa articulada nas diretrizes emanadas do 14º Encontro Nacional do PT é o mesmo que abrir mão da liberdade; da igualdade de oportunidades;  da dignidade pessoal;  dos valores cristãos, da família e do mérito;  do desenvolvimento;  do crescimento econômico;  da manutenção e da ampliação do patrimônio nacional;  da soberania;  da segurança e da saúde públicas;  da educação de qualidade, enfim, do futuro da Nação.  
A permanência do PT no poder servirá, principalmente, para jogar uma pá de cal sobre a evolução do país e para continuar a encher os bolsos dos corruptos e a contribuir para o desenvolvimento de outros países, como Cuba, Congo-Brazzaville, Tanzânia, Etiópia, Zâmbia, Senegal, Costa do Marfim, República Democrática do Congo, Gabão, República da Guiné, Mauritânia, São Tomé e Príncipe, Sudão e Guiné Bissau, beneficiários de investimentos e perdões de dívidas! 
Deixar triunfar a tática petista é destruir a democracia representativa, substituindo-a por mecanismos de controle das instituições políticas e sociais albergados na chamada “democracia direta” cujas consequências para a liberdade podem ser apreciadas pelas notícias vindas da progressista e ensanguentada República Bolivariana da Venezuela.

Paulo Chagas, General de Brigada na reserva, é presidente do Ternuma – Terrorismo Nunca mais.

3 comentários:

Loumari disse...

Assim diz o Senhor: Maldito o homem que confia no homem, e faz da carne o seu braço, e aparta o seu coração do Senhor.

Porque será como a tamargueira no deserto, e não sentirá quando vem o bem; antes, morará nos lugares secos do deserto, na terra salgada e inabitável.

Bendito o varão que confia no Senhor, e cuja esperança é o Senhor.

Porque será como a árvore plantada juntos as águas, que estende as suas raizes para o ribeiro, e não receia quando vem o calor, mas a sua folha fica verde; e, no ano de sequidão, não se afadiga nem deixa de dar fruto.

Enganoso é o coração, mas do que todas as coisas, e perverso: quem o conhecerá?

EU, O SENHOR, esquadrinho o coração, EU provo os rins:

e isto para dar a cada um segundo os seus caminhos e segundo o fruto das suas acções.
(JEREMIAS 17:5-10)

Loumari disse...

A idolatria e depravação dos gentios


Porque do céu se manifesta a ira de Deus sobre toda a impiedade e injustiça dos homens, que detêm a verdade em injustiça.

Porquanto, o que de Deus se pode conhecer, neles se manifesta, porque Deus lho manifestou.

Porque as suas coisas invisíveis, desde a criação do mundo, tanto o seu eterno poder,

com a sua divinidade, se entendem, e claramente se vêem, pelas coisas que estão criadas, para que eles fiquem inexcusáveis;


Porquanto, tendo conhecido a Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças, antes em seus discursos se desvaneceram, e o seu coração insensato se obscureceu.

Dizendo-se sábios, tornaram-se loucos, E mudaram a glória do Deus incorruptível, em semelhança da imagem de homem corruptível, e de aves, e de quadrupedes, e de répteis.

Pelo que, também, Deus os entregou as concupiscências dos seus corações, a imundícia, para desonrarem seus corpos entre si;

Pois mudaram a verdade de Deus em mentira, e honraram e serviram mais a criatura do que o Criador, que é bendito eternamente. Amen.

Pelo que Deus os abandonou as paixões infames, porque até as suas mulheres mudaram o uso natural, no contrário a natureza;

E semelhantemente, também os varões, deixando o uso natural da mulher, se inflamam na sua sensualidade, uns para com os outros, varão com varão, cometendo torpeza, e recebendo em si mesmos a recompensa que convinha ao seu erro.

E, como eles se não importaram de ter conhecimento de Deus, assim Deus os entregou a um sentimento perverso, para fazerem coisas que não convém;

Estando cheios de toda a iniquidade, prostituição, malícia, avareza, maldade; cheios de inveja, homicídio, contenda, engano, malignidade;

Sendo murmuradores, detractores, aborrecedores de Deus, injuriadores, soberbos, presunçosos, inventores de males, desobedientes aos pais e as mães;

Néscios, infieis nos contratos, sem afeição natural, irreconciliáveis, sem misericórdia;

Os quais, conhecendo a justiça de Deus, que são dignos de morte os que tais coisas praticam não somente as fazem, mas também consentem aos que as fazem.
(ROMANOS 1:21)

Loumari disse...





Quem é injusto, faça injustiça ainda; e quem está sujo, suje-se ainda;

e quem é justo, faça justiça ainda; e quem é santo, seja santificado ainda.
Eis que cedo venho, e o meu galardão está comigo, para dar a cada um segundo a sua obra.
(APOCALIPSE 22:11)

Então, disse JESUS aos seus discípulos:

Se alguém quiser vir após mim, renuncie-se a si mesmo, tome sobre si a sua cruz, e siga-me;
(MATEUS 16:24)

Se formos infiéis, ele permanece fiel; não pode negar-se a si mesmo. (2 TIMOTEO 2:13 )