domingo, 23 de agosto de 2015

Carta à Nação


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por OAB, CNI, CNC e CNS

O Brasil se encontra numa crise ética, política e econômica que demanda ações imediatas para sua superação.

Independentemente de posições partidárias, a nação não pode parar nem ter sua população e seu setor produtivo penalizados por disputas ou por dificuldades de condução de um processo político que recoloque o país no caminho do crescimento.

É preciso que as forças políticas, de diversos matizes, trabalhem para a correção de rumos da nação. É uma tarefa que se inicia pelo Executivo, a quem cabe o maior papel nessa ação, mas exige o forte envolvimento do Congresso, Judiciário e de toda a sociedade.

Mudanças, respeitando-se a Constituição, se fazem necessárias.

Por um lado, é preciso dar força aos órgãos de investigação e ao Poder Judiciário para que, nos casos de corrupção, inocentes sejam absolvidos e culpados condenados. A corrupção não pode seguir como um empecilho para o desenvolvimento do país.

É preciso implementar, de maneira célere e efetiva, medidas para melhorar o ambiente de negócios no país, evitando o crescimento do desemprego ou o prolongamento da recessão.

Entre elas, destaca-se a necessidade de ampliação da segurança jurídica no país, com regras claras e cumprimento de contratos e obrigações, evitando que potenciais investimentos sejam perdidos.

A nação também precisa ser desburocratizada, facilitando o processo produtivo e garantindo um ambiente de negócios em que o Estado deixe de agir como um freio à expansão econômica.

É preciso que seja realizado um forte investimento em infraestrutura, em parceria com a iniciativa privada nacional e estrangeira, para retornar o processo de crescimento econômico.

Deve-se, ainda, reduzir imediatamente o tamanho do Estado, assegurando que o mérito e o profissionalismo sejam os critérios na escolha de servidores.

Também não é mais possível postergar a reforma tributária, que deve eliminar fontes de cumulatividade e garantir direitos aos contribuintes.

Noutro campo, também deve-se rever as regras de crescimento automático de gastos de modo a permitir a sustentabilidade dos investimentos em saúde e educação, e sem abdicar da necessidade de permanente inclusão de novos segmentos da sociedade brasileira no mercado de consumo.

Esperamos a sensibilidade dos políticos eleitos para a implementação de uma agenda que abra caminhos para a superação das crises e para a recuperação da confiança dos brasileiros.

Por fim, as entidades signatárias, com a publicação desta carta, formam um fórum permanente de apresentação de propostas para que a sociedade civil tenha um papel ativo na construção de um Brasil democrático e próspero.

Brasília, 19 de agosto de 2015.


Assinam: OAB Nacional, Confederação Nacional da Indústria (CNI), Confederação Nacional do Transporte (CNT) e Confederação Nacional de Saúde (CNS) - http://www.oab.org.br/noticia/28660/carta-a-nacao

6 comentários:

Anônimo disse...

Simples, não?
Ordem e Progresso!

Anônimo disse...

PORRA QUE LEGAL, DEPOUIS DE QUERENTA ANOS VOCÊS TRÊS RESOLVERAM SE MANIFESTAR E POR A BOCA NO TROMBONE, POIS SAIBAM QUE ESTÃO DEVENDO MUITO PARA A SOCIEDADE E NÃO DEVEM FICAR EM CIMA DO MURO, LEMBREM SE QUE NA DECADA DE OITENTA O POVO ERA ESCRAVIZADO E VOCÊS NEM SEQUER APARECIAM, O SESI COM SEUS SUPERMERCADOS DE FAIXADA FOI QUEM MAS TOMOU PARTE NESTA CACHORRADA, COMO SE TIVESSEM MOEDA PROPRIA O TRABALHADOR ERA OBRIGADO A RETIRAR UM VALE DE CINQUENTA POR CENTO DO SEU SALARIO E GASTA EXCLUSIVAMENTE NELES, A OAB POR SUA PARTE ERAM CUMPLICES POIS DEIXAVAM O POVO DE MÃOS ATADAS SEM TER O QUE FAZER ERAM OBRIGADOS A TRABALHAREM SEM RECEBER O QUE NOS ERA DE DIREITO E PARA FALAR COM UM ADVOGADO A CONSULTA ERA DESPROPORCIONAL O JUDICIARIO SEMPRE CURRUPTO SÓ DAVA CAUSA PARA O PATRÃO POR MAS ERRADO QUE ESTIVESSE, NO EXTERIOR O BRASIL FICOU CONHECIDO COMO PAIS DOS DESNUTRIDOS, DESDENTADOS, DESCAMIZADOS, ANALFABETOS E OUTROS ADJETIVOS. HOJE FICOU PROVADO QUE A CORRUPÇÃO FAZ PARTE DA CULTURA DOS POLITICOS ENTÃO PEGUEM SUAS ARMAS E VÃO A LUTA. O TERMO PEGUEM SUAS ARMAS É FIGURADO POIS CADA LUTA COM O QUE TEM E NO SEUS CASOS É A DENUNCIA, O QUE DEVERIAM TEREM FEITO DESDE DE 1954, QUANDO COMEÇOU ESTA PATIFARIA...

Anônimo disse...

Enrolem sua cartinha e enfiem nos respectivos cus. Sem mais.

Estéfani JOSÉ Agoston disse...

Entre a declaração explícita contida no texto acima, a mim tonalizada de imensa hipocrisia e o que escreve dona Eliane Catanhede, fico com esta última, articulista do Estadão que escreve...

"Nesta encrenca política tão grande e tão desafiadora, inverteu-se o jogo. Diante da crise política e econômica, com a Lava Jato chegando ao Congresso, é a elite quem toma a dianteira para apoiar o claudicante governo Dilma Rousseff, enquanto as grandes massas que vão às ruas rejeitam o PT e se aproximam da oposição, inclusive, ou principalmente, do PSDB.....

...A olho nu, não se identificaram (na Manifestação do dia 16 passado) ali banqueiros, grandes empresários, altos burocratas, diretores de estatais, nem grandes coisa nenhuma, até porque os bancos lucraram mais de 50% em meio à crise, dirigentes partidários aliados estão numa boa e a elite incrustada nas estatais já encheu as burras, digamos, heterodoxamente. Essa é a verdadeira elite, e ela está com o PT e com Dilma, que parece estar se recuperando...."


O fato é que tem muita gente ganhando nas costas do povo, banqueiros e empresários que preferem Dillma Vana Rousseff no poder exercendo a presidência da república diligentemente buscando eliminar adversários, para de alguma forma preservarem seus criminosos e absurdos ganhos financeiros, mesmo que à custa da destruição da Nação, do Brasil.

Por isso reafirmo que a única via saudável é a Intervenção Militar Constitucional para retornamos ao Progresso com Ordem e Honra.

http://politica.estadao.com.br/noticias/geral,-a-incrivel-inversao,1748973

Anônimo disse...


A OAB está vendida e faz tempo e estão tentando limpar o nome contaminado pelo status quo. Estamos em rota de colisão e agora é tarde OAB, principalmente esse blog já vem avisando há muito tempo. Agora, resta saber se os comandantes militares chegarão a tempo, pois provavelmente, o inimigo já está preparado e sabendo aonde atuará. Como diria um famoso músico ex-esquerdista...quem sabe faz a hora não espera acontecer! Os tambores já começaram a tocar amigos.

Tutankamom.

Félix Maier disse...

A OAB é a quinta-coluna desse grupo. Não representa a sociedade brasileira, mas o petralhismo.