quinta-feira, 13 de agosto de 2015

Cocolimpíada


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos Maurício Mantiqueira

Que saudades do mar de lama!

Regatas num mar de merda.

Atletismo do grande cinismo.

Assalto triplo. Corrida de molusco; tentáculos como obstáculos.

Pancrácio com Stalinácio.

Luta entre os filhos da própria.

Enganabara (OXUM ENGANA BARÁ) na baía guarra.

“Assalto com vara, assalto a distância, assalto de altura; sempre é bom enquanto dura!” este é o lema do grande larápio, hoje assustado – e isto é um fato – por medo de um lava-a-jato.

Em vez de coroa de louros, vai levar chifradas de touros.


Carlos Maurício Mantiqueira é um livre pensador.

Um comentário:

Loumari disse...

Há que regular a máquina do Estado com tal precisão, que os ministros estejam impossibilitados pela própria natureza das leis, de fazer favores aos seus conhecidos e amigos."

(Palavras de Salazar em 1932 em entrevista com o jornalista António Ferro.)



"Em poucas décadas estaremos reduzidos à inteligência, ou seja à caridade de outras nações, pelo que é ridículo continuar a falar de independência nacional.

Para uma nação que estava a caminho de se transformar numa Suíça, o golpe de Estado foi o princípio do fim.

Resta o Sol, o Turismo e o servilismo de bandeja, a pobreza crónica e a emigração em massa.

"Veremos alçados ao Poder analfabetos, meninos mimados, escroques de toda a espécie que conhecemos de longa data.

A maioria não servia para criados de quarto e chegaram a presidentes de câmara, deputados, administradores, ministros e até presidentes da Republica."

(Marcelo Caetano)