terça-feira, 15 de setembro de 2015

Juventude Revolucionária 8 de outubro


"Se tu conheces o inimigo e a ti próprio, não precisarás temer o resultado de 100 batalhas. Se tu te conheces, mas não ao inimigo, para cada vitória obtida sofrerás também uma derrota. Mas, se tu não conheces o inimigo e nem a ti próprio, serás sempre derrotado".(SUN-TZU, Ano 500 A.C.)

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos I. S. Azambuja

A Juventude Revolucionária Oito de Outubro (JR8) é a organização de frente para a atuação do Movimento Revolucionário Oito de Outubro no movimento estudantil. O V Encontro Nacional da JR8 reuniu jovens de vários estados do país na Praia Grande (SP), entre os dias 8 e 11 de abril de 2008, para debater temas como conjuntura nacional, movimento estudantil,socialismo, cultura, e eleger a nova Coordenação Nacional da JR8.

Com a palavra de ordem “
1, 2, 3, 4, 5 mil, a JR8 é a energia do Brasil”, a juventude reafirmou a bandeira da libertação nacional e a construção do socialismo, e elegeu como coordenador nacional Pedro Campos Pereira.

O novo coordenador da JR8 prestou homenagens a Márcio Cabreira, que deixou a direção da coordenação nacional. “
A JR8 que temos hoje é fruto dessa força e dessa capacidade de compromisso com o povo e, muito especialmente, o nosso camarada Márcio representa e sintetiza essas qualidades, a de um revolucionário, de um socialista”, disse.

Pedro Campos Pereira também prestou homenagem a dois ex-coordenadores, Mauro Bianco e Antônio Alves dos Santos fundadores da Juventude Revolucionária 8 de Outubro. “
Quando comecei a militar e a conviver com esses companheiros, tinha neles uma confiança absoluta pelo grau de dedicação à revolução e de combatividade. Os companheiros, que passaram por um momento em que todos falavam que a luta pelo socialismo chegava ao fim, foram de uma combatividade impressionante. O exemplo deles foi uma lição de vida e, com certeza, toda a geração que temos hoje é fruto da responsabilidade e do exemplo de luta desses companheiros”, afirmou Pedro Campos Pereira, junto aos novos membros da Direção Nacional.

“Agora, o que nós temos que fazer é buscar o melhor da gente e o compromisso de combatividade que caracteriza os nossos camaradas, para terminar a etapa da nossa revolução, construir o socialismo”, exclamou Pedro Campos. 

No V Encontro Nacional da JR8, os jovens participaram da palestra feita pelo secretário-geral do MR8 (Movimento Revolucionário 8 de Outubro), Sérgio Rubens de Araújo Torres (antigo militante que participou da luta armada dos anos 70 e hoje é o presidente do Partido Pátria Livre, fundado em 21 de abril de 2009 e tornado legal, perante a Justiça Eleitoral), que falou sobre o socialismo e sobre a revolução nacional e democrática. O Partido Pátria Livre trouxe,praticamente, o MR8 para a legalidade.

Foi também realizado um debate sobre Cultura, com a palestra de Valério Benfica, membro do Comitê Central do MR8 e presidente do Centro Popular de Cultura da UMES (CPC-União Municipal de Estudantes Secundaristas). “A cultura pode tanto atuar pela revolução ou pela conservação das relações sociais”, disse Valério. “Por exemplo, o Império Romano, em relação à cultura, incorporava palavras, culto aos deuses e costumes de outras culturas. Por quê? Porque sabia que quanto mais identificação o dominado tivesse com o dominador, melhor”. (...) “Outro exemplo é o Japão em relação à Coréia, que tentou promover a extinção da cultura coreana”. (...) “Aqui no Brasil temos o exemplo dos negros africanos, que lutaram pela sua liberdade. Aqui, o negro era posto para rezar para Santa Bárbara, mas rezava para Iemanjá. E, através disso, dessa unidade, os negros conseguiram preservar sua cultura”.

No encontro também estiveram presentes Miguel Manso, secretário de organização do MR8; Rosanita Zanon Campos, membro do Secretariado Nacional do MR8; Susana Lischinsky, membro do Comitê Central do MR8 e uma das fundadoras da JR8; Mauro Bianco, membro do Secretariado Nacional do MR8 e ex-coordenador da JR8 e Lídia Correa da Silva, membro da Direção Regional e do Secretariado Regional do MR8 de São Paulo.

Pedro Campos Pereira – eleito presidente da JR8 e ex-presidente da União Municipal dos Estudantes Secundaristas de São Paulo/SP, em maio de 1999, participou da Reunião Regional da Federação Mundial da Juventude Democrática (FMJD) em Santiago, Chile, em 14/21 de julho de 1999, juntamente com Laura Lucena; participou do Seminário sobre o Neoliberalismo, em Cuba, em agosto de 1999; em maio de 2000 foi substituído na presidência da UMES por Marco Antonio André. Em agosto de 2001assumiu o cargo de diretor de Escolas Públicas da UNE. Em dezembro de 2004 participou, em Caracas, do II Congresso Bolivariano dos Povos, juntamente com Suzana Lischinsky, ou Alicia Suzana Lischinsky ou Suzana Santos, que cursou a Universidade de Amizade com os Povos Patrice Lumumba, na ex-URSS.


Carlos I. S. Azambuja é Historiador.

2 comentários:

Anônimo disse...

"... A grande imprensa e mídia em geral,o megaempresariado (vide Petrolão)com a meta de uma economia fascista (conluio entre o Estado e o megaempresariado),as entidades de cla$$e (OAB,FIESP,CNI,CNBB [antro de comunistas],o sistema bancário [que sangra o país com a divída interna [que até o fim de 2015 chegará a R$ 3 TRILHÕES,com R$ 450 BILHÕES de juros/ano e o principal da dívida sempre por pagar]...
Noi trecho acima de certo autor, digo que Teologia da Libertação-TL e seitas evangélicas beneficiarias do PT, em parceria com a ala esquerdista Judas da CNBB estragaram a democracia brasileira mais que tudo, pois também contaram com muitos padres comunistas pastores simpatizantes do socialismo nas paroquias e nos cultos evangélicos, subverteram o povão, em geral fácil de manipular, pois a cultura nacional é ruim, povo atrasado, e a peste do PT ainda ajuda a alienar mais ainda, continuando o serviço doutra merda menos ruim que era o PSDB com seu socialismo massificante.
O PT é a praga que os acima ajudaram sedimentar no Brasil, como disse o anarquista Lula com razão, dizendo que sem esses "religiosos" não teria chegado ao poder!
Aliás, o Luleco está dizendo por aí na maior cara dura que denunciarem ele é "PERSEGUIÇÃO POLÍTICA"!
Sabe se fazer de vítima; tadinho, kiinjustissa!
Vá encenar novelas na Grobo globalista, Luleco!

Oswald disse...

Esse FDP deve ter os pulmões virgens, pelo visto.