sábado, 7 de novembro de 2015

Dilma não sofrerá impeachment, nem impugnação?


Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

A inflação sobe, a corrupção aumenta, mas Dilma não cai! Por quê? O Capimunismo Tupiniquim funciona bem assim: Todo mundo bebe, mas ninguém dorme no ponto. Basta ler as recentes notícias. A primeira faz a petelândia festejar: "Polícia Federal aponta que Instituto FHC recebeu R$ 975 mil da Odebrecht". A outra faz a alegria de tucanalhas: "Polícia Federal diz que Odebrecht pagou R$ 3,9 milhões a instituições ligadas a Lula".

Traduzindo: sob risco de ter sua construtora pedindo, em breve, recuperação judicial por causa do elevado endividamento gerado pelo calote das obras estatais, a maior transnacional brasileira, pelo menos, tem o mérito de agradar a gregos e baianos - basta que ocupem ou tenham muito poder. Imoral da História: o Marcelo Odebrecht fica preso, para a turma do funil ficar solta...

Como não vai se alterar essa lógica estrutural do Capimunismo brasileiro, baseada no toma-lá-dá-cá, ou no é-dando-que-se-recebe (a mais cínica e canalha contravenção de um nobre princípio franciscano), pode-se prever, com margem quase total de acerto, que nada acontecerá com Dilma Rousseff, além de ampliar ainda mais o desgasta de imagem (se é que isto é possível). Dilma dificilmente sofrerá impeachment, porque a corrupta base aliada não deseja mudanças bruscas. 

Dilma também não terá sua chapa reeleitoral impugnada, porque o desgoverno do crime organizado ainda tem um gigantesco poder de manobra nos bastidores.   
Nenhum marciano que chegou à Terra ontem ficou espantado com o fato de o presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Dias Toffoli, ter decidido que a ministra Maria Thereza de Assis Moura continuará sendo relatora de uma das quatro ações que pedem no tribunal a cassação do mandato da presidente Dilma Rousseff e do vice, Michel Temer. A magistrada é a mesma que, em fevereiro, alegando falta de provas apresentadas pelos tucanos, determinou o arquivamento da Ação de Impugnação de Mandato Eletivo (Aime) contra Dilma e Temer.

O Palhasso do Planalto comemorou a decisão de Toffoli. Ainda mais porque o ex-advogado do PT, talvez coerente com o passado, acatou uma tese dos defensores do Partido dos Trabalhadores para impedir que o ministro Gilmar Mendes fosse designado relator do caso. Gilmar tem sido o ministro do TSE que defende com mais fervor a necessidade de investigação dos supostos ilícitos cometidos na campanha de Dilma. A petelândia venceu mais uma no judiciário... Até porque Toffoli determinou que o plenário do TSE decida, no futuro, se os quatro processos que pedem a impugnação da eleição tramitarão juntos. O tal "futuro" pode demorar séculos, e tudo tende a ficar como dantes...

A não ser que a capacidade de conspiração do PMDB fale mais alto que o poder malabarista de sustentação dos petistas. Todo o cuidado é pouco para a petelândia, porque seus "aliados" não estão para brincadeira. Vide a entrevista do Presidente do Instituto Ulisses Guimarães à revista Isto É. O eterno maoísta Wellington Moreira Franco (sempre odiado pela brizolista Dilma) conseguiu ampliar o ódio que a petelândia nutre por ele, ainda mais que ficou claro ser ele o principal autor do documento "Uma Ponte para o Futuro" - que detona tudo que a desgovernança petista tem feito até agora. A única coisa cinicamente engraçada é que o PMDB não é da oposição...

Pelo menos duas declarações do Moreira, que Dilma chama de "Gato Angorá" (apelido pejorativo que Leonel Brizola dava ao adversário por seus prematuros cabelos brancos), tiraram o Palhasso do Planalto do sério: "Impeachment é uma coisa muito séria e está sendo tratada de forma muito trivial. Quem tem patrocinado este debate é a Presidência da República. Porque a primeira pessoa a falar sobre impeachment quando estava na Rússia foi a presidente. E os ministros do Planalto, reiteradamente, falam disso. A única novidade foi a introdução do impeachment do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha. A força bruta quer transformar como caminho para resolver a crise a questão de quem vai ser impichado primeiro. O governo faz as coisas para evitar seu impeachment, ou para estimular o impeachment do Eduardo Cunha. E dizem que ele faz o contrário. Eu prefiro discutir este documento, porque é ele que vai criar possibilidades de você ter um leme seguro".

Outra fala do gato Moreira que deixou Dilma e os petistas muito pts da vida: " Olha aqui, o PMDB acha que o PT não é tão aliado como deveria ser. Mas o problema principal para este quadro que estamos vivendo é termos um caminho e formarmos uma maioria em torno dele. Essa discussão não é para agradar nem desagradar quem quer que seja. É para nós cumprirmos o papel que o PMDB sempre cumpriu, de apresentar uma alternativa. Evidentemente, não agrada a todo mundo, mas se consolida como um esforço político de atender uma maioria".

No final da entrevista, Moreira também reafirmou que o partido vem com candidato próprio à Presidência da República em 2018, mesmo que com uma ressalva importante: "Claro. Sempre falamos isso. Mas ter candidato é fácil. Difícil é ter candidatura. Com estrutura eleitoral que sustente uma campanha. Pressupõe máquina, programa, alianças. Não é só o candidato, mas um conjunto de ações políticas com conteúdo, representatividade, necessários para viabilizar o candidato".

A temporada de traições está escancarada. Mas a turma da Dilma avalia que é mais fácil o escândalo da Fifa atingir a CBF e os contratos com a Rede Globo que um camelo honesto passar pelo buraco da agulha escondida na cadeira da Presidenta - onde Lula insiste em continuar sentando simbolicamente...

Do jeito que a coisa desanda em Bruzundanga, vamos todos parar debaixo da ponte para o futuro...   

Tantas emoções


Generais foram forçados a admitir ontem que sentiram muita vontade de chorar, tão comovidos que ficaram com o discurso proferido pela enfermeira Eva Chavion, ao passar o cargo de Secretária-Geral do Ministério da Defesa para o General de Exército Joaquim Silva e Luna:

“Quero agradecer aos comandantes das Forças, ressaltar a minha gratidão pela parceria, articulação e diálogo sempre franco e aberto no desenvolvimento das atividades e projetos que construímos nesse curto período, Reforcei meu aprendizado e espírito nacionalista. A busca sempre pela excelência, o comprometimento com o Estado e o profissionalismo dos militares é uma lição que aliarei à minha vida profissional”.

Eva Chavion continua por cima da carne seca porque é a secretária-executiva da Casa Civil do amigão Jaques Wagner...

Foco

O General Luna destacou qual é sua prioridade inicial no estratégico cargo que volta a ser ocupado por um militar:

“Foco: atender as demandas conjunturais do presente; e construir uma Agenda, orientado pelo ministro, em conjunto com as nossas Forças Armadas, capaz de modelar o futuro de forma consistente e institucionalizada. Essa é a minha percepção inicial”.

O Bom camarada Aldo Rebelo, Ministro da Defesa, adorou o discurso:
“Digo que trabalharemos juntos e que juntos venceremos as adversidades e desafios do nosso país e do nosso ministério”.

Promessa é dívida?

A atriz Maitê Proença, de 57 anos, prometeu, no programa "ExtraOrdinários", do SporTV, que tiraria a roupa se o Botafogo voltasse à Primeira Divisão do Futebol Brasileiro.

Botafoguenses cantam uma canção para cobrar da bela o estrito cumprimento da promessa...

A letra é de Brucutu de Rocha Miranda, Carol Monte, Felipe Pinaud e Pedro Monte, com interpretação de Pedro Paulo Malta...



O curioso é que o cumprimento da promessa pela Maitê deve mobilizar todas as torcidas - incluindo as inimigas dos botafoguenses.

Falou...


Pactante


Tudo detectado


Colabore com o Alerta Total

Neste momento em que estruturamos mudanças para melhor no Alerta Total, que coincide com uma brutal crise econômica, reforçamos os pedidos de ajuda financeira para a sobrevivência e avanço do projeto.

Os leitores, amigos e admiradores que quiserem colaborar financeiramente conosco poderão fazê-lo de várias formas, com qualquer quantia, e com uma periodicidade compatível com suas possibilidades.

Nos botões do lado direito deste site, temos as seguintes opções:

I) Depósito em Conta Corrente no Banco do Brasil. Agência 4209-9, C/C: 9042-5, em favor de Jorge Serrão.

OBS) Valores até R$ 9.999,00 não precisam identificar quem faz o depósito; R$ 10 mil ou mais, sim.

II) Depósito no sistema PagSeguro, da UOL, utilizando-se diferentes formas (débito automático ou cartão de crédito).

III) Depósito no sistema PayPal, para doações feitas no Brasil ou no exterior.

Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 7 de Novembro de 2015.

7 comentários:

Anônimo disse...

Enfim, qualquer semelhança com a ditadura militar não é mera coincidência.
Só o que mais teme o PT é que nos salvará dessa ditadura, ou seja, um contragolpe que deve começar com a prisão dos comandantes militares que são a garantia da roubalheira.

Sérgio Alves de Oliveira disse...

Certamente,Serrão,Dilma não sofrerá impeachment,nem impugnação. "Era" p/ela e Temer, serem cassados na impugnação,saindo nova eleição com Lula de candidato e vencedor.Mas a imagem do Sr.Brahma parece não estar nada boa,exceto para os fanáticos governistas que têm "boquinhas" em toda parte. Então mudaram. O negócio agora será segurar Dilma de qualquer maneira até 2018,dando tempo p/ Lula limpar a sua imagem suja e sair novamente candidato. Então a única alternativa que terá o Brasil será a de usar o artigo 142 da Constituição,convocando as suas Forças Armadas para tirar esse Governo à força,saindo novas eleições. Beira ao ridículo esse teatrinho barato que está sendo feito no TSE,com o seu Presidente,Ministro Dias Toffoli (PT até debaixo d'água),"ordenando" a Ministra Maria Thereza (outra pró Governo) a ser a relatora do processo de impugnação dos mandatos. Vai dar Dilma de "goleada".

Anônimo disse...

Resta saber se o Ministro da Defesa ALDO REBELO vai usar seu prestigio no Congresso para dar movimentação à PEC 245/2008, pois já é hora de os militares das FORÇAS ARMADAS serem reconhecidos também.

Anônimo disse...

Os brasileiros poderão morrer de fome pelas ruas, ainda assim Dilma não corre riscos, pois OS MILITARES, comandados por Villas Bôas (amigo de China e Rússia), a garantirão no poder, custe o que custar!!!!

Luiz Carlos Soprano disse...

"Prá" mim chega ! Acabou ! Se não houver a Intervenção Constitucional Militar no dia 15 de novembro próximo, vou "apertar o botaõ do FODA-SE" !!! ESSES SACRIPANTAS TOMARAM CONTA DE TUDO E TEM TODOS NO BOLSO !!! PQOP !!! SÓ TRAZEIROS FLÁCIDOS COOPTADOS NAS FORÇAS ARMADAS !!!

Anônimo disse...

AF disse:

Algo precisa ser feito. Acho que primeiro tem que fazer uma intervenção nas FFAA. Esses generais não são patriotas... pra mim está muito evidente!

Anônimo disse...

Acredito eu que Proensa é filha de militar e ganha uma graninha pelo que seu pai fêz. O QUE PORRA. Ganha a tal bolsa militar.