terça-feira, 3 de novembro de 2015

General Villas-Bôas expressa visão de estadista


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Ney de Araripe Sucupira

O jornal O Estado de São Paulo publicou oportuna e longa entrevista com o general Eduardo Villas Bôas,comandante do nosso Exército, apreciada pelos estudiosos da expressão militar do poder nacional, vista como abrangente e esclarecedora, diante de intrigantes dias da conjuntura nacional com o escancaramento da prática de corrupção envolvendo govenantes, políticos e empresas nacionais de prestígio.

Soube, apropriadamente, transmitir com serenidade o espírito doutrinário que sempre reinou na  Força Terrestre de Caxias, com permanente zelo pela observância constitucional, diante de sensíveis e críticos ambientes da política nacional, notadamente, o da hora presente que vive a sociedade brasileira, com a desconfortante repercussão internacional que se arrasta pela mídia.

As ponderadas respostas devem servir para melhor elucidar o pensamento inteligente dos operadores da mídia, das elites intelectuais e da classe política, inclusive  confirmar o perfil exemplar dos comandantes e comandados do Exército Brasileiro ao povo brasileiro,  no sistema de defesa da América Latina, e aos exércitos parceiros na sua contribuição nas Forças de Paz da ONU, inferindo-se as respeitáveis relações de amizade e cooperação com todas as forças militares  dos países amigos.

É importante que nossos governantes, a classe política e o poder judiciário tenham isenção de ânimos e determinação para desvencilhar o sofrido povo brasileiro da grave crise moral e ética que solapa os poderes da arranhada República, com riscos à paz social, à ordem econômica e aos dias porvir das novas gerações.

Segue o texto da entrevista : ‘Há uma crise ética, mas instituições cumprem seu papel’ - Política - Estadão


Ney de Araripe Sucupira, Profissional de Relações Públicas, é dirigente da ADESG-SP.

7 comentários:

Augusto disse...

NINGUÉM PERGUNTA SOBRE O FORO DE SÃO PAULO???
NORMAS SÃO NORMAS! Mas, não podemos acreditar cegamente num comandante de exercito que tem em seu currículo 21 anos de convivência, aprendizado e especialização (DOUTRINAÇÃO) na China COMUNISTA.
AI TEM!!!

Anônimo disse...

"O Brasil é um país com instituições sólidas e amadurecidas, que estão cumprindo seus papéis".Uma piada, General!]

Anônimo disse...

Puxa-saco asqueroso beijando o traseiro de um traidor ainda mais nojento...Viva as Fraquezas Desmoralizadas!

marcelo victor disse...

Como ainda temos liberdade neste país, cada qual decide como será lembrado na historia.
Particularmente, tenho nojo desse mela cueca!!!

Anônimo disse...

O GAL MOURÃO PODE SER CONSIDERADO COMO O GAL PATTON: É UM LÍDER, TEM CORAGEM, DETERMINAÇÃO E É UM HOMEM DE AÇÃO.
UM HOMEM HONRADO E DE GRANDE VALOR, QUE NÃO DEIXA SE DOMINAR POR UMA INCOMPETENTE.
PORQUE ELE TEM COMPROMISSO COM O BRASIL.

Anônimo disse...

PREFIRO O GAL MOURÃO!
AMA A PÁTRIA E O POVO BRASILEIRO.

marcelo victor disse...

Esse mela-cueca vai pagar caro pelo silencio criminoso que ele està promovendo no caso do verdadeiro genocidio institucionalizado que està sendo levado a efeito contra nossos policiais militares, justamente a reserva estrategica do exercito brasileiro (cujo comandante é esse mela-cueca).

Esse sujeito e os secretarios de segurança publica sao os maiores responsaveis pela morte covarde dos nossos policiais, existindo secretarios de segurança que, segundo o deputado Bolsonaro, determinam que os policiais nao entrem em confronto, deixando os cidadaos de bem a mercê dos vagabundos.

Ou seja, o cidadao de bem, que paga os impostos e mantem os programas sociais populistas (dos ateu-comunistas), sao os que irao morrer nas maos dos vagabundos, sem que a Policia responda ao grito de socorro das pobres e desprotegidas vitimas.

Veja o video:
Parte 1 - https://www.youtube.com/watch?v=sL31kp2uRjo
Parte 2 - https://www.youtube.com/watch?v=rUUxh7n7XmA