terça-feira, 29 de dezembro de 2015

STF em suspeição


“Contribuir para a defesa da Democracia e da Liberdade, traduzindo um País com projeção de Poder e soberano, deve ser o nosso Norte.” (General Marco Antonio Felício da Silva).

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Marco Antonio Felício da Silva

Não é de hoje e sem qualquer pudor que o STF vem sendo aparelhado pelos governos do PT, principalmente, tendo em vista a blindagem de Lula e da atual presidente em face da possível evolução da investigação do Petrolão atingi-los como criminosos em  verdadeiro mar de lama que envergonha o País.

O último episódio dessa escabrosa novela desenvolveu-se durante e logo após a última sessão da mais alta corte do Poder Judiciário, julgando procedimento instaurado pela Câmara Federal, que representa a Nação, enfatizo, com o fito de dar sequência a um pedido de impeachment, por crime de responsabilidade, da atual Presidente Dilma Rousseff.

O ministro relator Edson Fachin, evitando principalmente a ingerência em outro Poder , o Legislativo, e respeitando suas normas internas, aprovou a continuidade do processo iniciado pelo Presidente da Câmara, sendo contestado e derrotado, ao final do julgamento, pela argumentação do Ministro Roberto Barroso. A Corte, então, por maioria, decidiu em favor do governo, revertendo o voto do relator Edson Fachin.

Análises publicadas na Mídia, entre elas a da coluna ‘VEJA Bem’, com Felipe Moura Brasil (http://veja.abril.com.br/blog/felipe-moura-brasil), desmascaram, de forma irrefutável, o voto oral e escrito do Ministro Barroso sobre o rito de impeachment, taxando-o de ¨argumentação fraudulenta¨, pois, baseada em adulterações e omissões do que está escrito na Lei e no regimento interno da Câmara. Fraude aceita, passivamente, pela maioria dos juízes coadjuvantes.

Porém, o mais contundente, e que confirma o que denunciamos quase diariamente, foi a entrevista, logo após o término da sessão, à Rádio Jovem Pan, do Ministro Gilmar Mendes, dirigindo-se duramente aos seus pares do Tribunal. Afirmou Gilmar Mendes: “Lembra que eu tinha falado do risco de cooptação da Corte? Eu acho que nesse caso isso ocorreu… diante desse quadro de grave crise de corrupção, nós vamos ficar fazendo artificialismos jurídicos para tentar salvar, colocar um balão de oxigênio em alguém que já tem morte cerebral”. E prossegue, acusando o aparelhamento do STF: “É claro que há todo um projeto de bolivarização da Corte. É evidente que, assim como se opera em outros ramos do Estado, também se pretende fazer isso no Tribunal e, infelizmente, ontem (17/12) nós demos mostras disso…o Tribunal acabou chancelando uma política fisiológica”.

Enquanto isso ocorre às claras e comprovadamente, o País continua ladeira abaixo, pleno de descalabros de toda sorte, incluso com a permanência de uma presidente rejeitada pela grande maioria da população, ilegitimada, desacreditada, pois, inepta e mentirosa, com índices econômicos cada vez mais preocupantes e contínua grave crise política e social (cerca de 6000 desempregos diários, inflação em alta, recessão cavalar, rebaixado pelas agências de investimentos, falência da infraestrutura, caos na educação e na saúde), gerando desconfiança, insegurança e instabilidade geral.

E, irritantemente, ainda há gente que se diz preocupada com o País, acreditando em instituições sólidas, poderes harmônicos, legalidade e sistema democrático com equilíbrio político a base de freios e de contrapesos. Estes ou não tem o necessário discernimento pra acompanhar o que ocorre no Brasil ou apoiam o esquizofrênico governo que, infelizmente, aí está a desgovernar.


Marco Antonio Felício da Silva é General na reserva. 

7 comentários:

Anônimo disse...

Perfeito General Felício...onde estão os outros que comungam com vossas ideias...creio que o que tem que ser feito por aqui é algo similar ao que ocorreu em HONDURAS somado ao episodio do Bispo comilão do Paraguay...nada próximo da democracia vai resultar em algo positivo aqui no Brasil...a graaaaaaaaaaande maioria dos políticos que eleitos pelo povo é composta de sem vergonhas e corruptos, quando não ladrões da coisa publica...só uma limpeza geral e começar do zero para que possamos encontrar o tão perseguido norte para lá rumar em busca da ORDEM E DO PROGRESSO, cada vez tão distantes quando o País está às mãos desses vermelhos ladrões e sem vergonhas...
Abraços e Feliz Ano Novo.

Carlos Bonasser

Paulo Robson Ferreira disse...

O general Marco Antônio Felício da Silva manda uma mensagem clara a um tal de Vidas Boas para que o mesmo não se faça de bobo e fique repetindo o refrão ridículo: "vivemos na perfeita ordem democrática". Se o PT não tivesse distribuído cartões corporativos com a seletividade de se perpetuar no poder talvez acreditaríamos na boa fé e na pouca inteligência de quem repete esse refrão.

Gilberto Leocadio De Souza disse...

Penso que o último parágrafo do texto serviria muito bem ao Gen. Vilas Boas que reiteradamente insiste em afirmar que as instituições estão funcionando adequadamente.

aaanjr57 disse...

Perfeito general Felício!Só espero que o claro recado ao General Vilas Boas seja lido pelo mesmo e que aja pelo Brasil como o senhor fez com este artigo.Com os poderes aparelhados,nunca será pedida a Intervenção Militar como prevê o Art 142 da nossa Constituição,enquanto isso o Brasil "sangra" rumo à ditadura socialista bolivariana do Foro de São Paulo.As Forças Armadas são o último bastião para evitar isso,"BRASIL ACIMA DE TUDO"!

Durval Alves de Oliveira Oliveira disse...

Mais irritante é ouvir o Gal. Vilas Boas dizer que as instituições estão funcionando democraticamente, ja esta cooptado?? como na Venezuela?? Dando declarações de "politico" sem vergonha!! Olha o exemplo recente do Egito!! Cada declaração, de politico, que esse comandante da diminui as esperanças do povo e militares decentes e envergonha a tradição patriótica do EB!!

Anônimo disse...

Sr.General M.A.Felício da Silva: Sempre admiro os seus escritos. Por isso não entendi até hoje as razões pelas quais VªSª partiu com mil ofensas contra a minha pessoa em face do artigo que escrevi "FALTOU MOBRAL NAS FORÇAS ARMADAS",que gerou outro,uma resposta,de sua autoria,no mesmo blog (Alerta Total) ,e que levou o título "O MOBRAL E AS FORÇAS ARMADAS,UMA RESPOSTA". O que eu disse lá é o mesmo que Vª Sº está dizendo aqui. Não sou general,mas nem por isso abdico de escrever o que penso.Tenho o máximo respeito pelas FFAA,mas sinto-me no direito de criticar aqueles que na verdade estão traindo e desmerecendo as Forças Armadas.Quanto ao seu artigo,ele está excelente.(Sérgio A.Oliveira)

Herman Joao Froeder Neto disse...

Assim como o STF o Exército também se socialialisimou e se bolivariano. Se não as bases, quem comanda sim. Ao aceitar um ex-guerrilheiro e militonto esquerdista do PC do B, o Exército se apequenou e se alistou ao lado daqueles que falam em democracia(para enganar os trouxas) e têm em seu programa a luta de classes e a destruição da democracia e dos valores que lhe são intrínsecos. O pt está conseguindo criar um bando de "idiotas úteis" como nunca "antes se vou na história desse país". O projeto lulopetistas parece vitorioso. Porém, o que aconteceu no mundo inteiro por onde já passaram os ditos progressistas, a história vai se repetir aqui: a sociedade desorganizada, as benesses nas mãos dos chefes do poder, a elite dominante(oligárquica e corrupta) cada vez mais rica e o pobre chamado a pagar a conta. A pobreza será socializada. Aonde vamos parar? Infelizmente, a fome e o desempegro serão os grandes aliados da nossa periclitante democracia. Qdo faltar pão na mesa da maioria, talvez a massa seja obrigada a acordar. Até lá, preparemos os nossos bolsos. Seremos assaltados. A dita classe média, como sempre, vai pagar a conta...