sábado, 28 de fevereiro de 2015

O Incrível "exército" de $talinácio: Bolsonaro representa contra Lula na PGR por crime contra segurança nacional


Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

O sapientíssimo Comandante $talinácio só pode estar sob forte influência daquele lendário Marechal comunista chinês, o Massariko no Ku. Só uma pressão muito grande o fez cometer a maior cagada verbal nunca antes vista na história deste País. Convocar o tal "exército do Stédile" - que a inteligência do tradicional Exército de Caxias acompanha detalhadamente - foi um ato falho psicológico de desespero, mas também de arrogância e pleno conhecimento de como o PT e demais partidos radicalóides de esquerda no Brazil articulam e financiam seu projeto corrupto de revolução investindo em organizações criminosas e nos elementos marginais que ajudam a fabricar - com dinheiro público e muita demagogia.

O que o mito em decadência $talinácio proclamou merece ser levado muito a sério. Não foi uma bravata, ou apenas um ato falho de um sujeito pressionado. Prova disso é que o presidente do PT no Rio de Janeiro, o discípulo de José Dirceu, Washington Quaquá, deu sequência ao que o chefão proclamou na ABI, na histérica terça-feira, 24 de fevereiro do ano sem graça de 2015. Quaquá, falando sério, repetiu ontem a ordem unida aos militantes nazicomunopetralhas: "Agrediu, devolvemos dando porrada". A linha de faniquito do Quaquá Massaranduba, que deveria contratar o frenético Theo Pereira para assessor de imprensa, é o assassinato da política no Brasil.

Já que o Procurador-Geral da República não denuncia, alguém precisa denunciar: Luiz Inácio Lula da Silva, com sua declaração nazifascista de guerra aos opositores e inimigos, cometeu um assassinato da atividade Política. Ainda bem que os dignos representantes do Exército de Caxias reagiram à altura ao crime institucional cometido por Lula. O presidente do Clube Militar detonou: "É inadmissível um ex-presidente da República pregar, abertamente, a cizânia na Nação". O curioso é que a suposta "oposição" não pede a responsabilização penal de Lula pela incitação à violência e à ilegalidade que ele pregou na ABI.

O comandante do Incrível "exército" do $talinácio parece ter a blindagem de um tanque de guerra de última geração. O motivo desta capacidade de resistência é bem simples. Lula tem a maior central de informação e produção de dossiês contra seus adversários e inimigos. Sua capacidade de assassinar as reputações de quem ousar enfrentá-lo é sem limites. Além disso, conta com seus "exércitos" invisíveis - que o Exército Brasileiro de Verdade mapeia, mas não atua, efetivamente, para neutralizar e destruir. Será que vai esperar que um General de Quatro Estrelas tome um tiro na cara para reagir? Ou que a mesma tragédia aconteça com um Supremo Magistrado, Procurador da República ou algum político de "oposição"?

O corrupto esquema de poder no Brasil tem um exército marginal bem treinado à disposição do projeto revolucionário. Isto não é paranóia. Os fatos objetivos comprovam que a ameaça é real. No meio de Movimentos Sociais aparentemente justos e inocentes, existem verdadeiros marginais treinados em ações de guerrilha e armados com mais qualidade que o "Exército de Caxias" - que recebe cada vez menos investimento do governo, que prefere fazer crescer a "Força Nacional". O aparato revolucionário tem o reforço de guerrilheiros de Cuba, Angola, Haiti e Bolívia - sob as bençãos do Foro de São Paulo. Milícias e outros grupos radicalóides cumprem o mesmo papel. Concorrem com os narco-comerciantes tradicionais, também muito bem armados, que ora são tratados como inimigos, ora como aliados eleitorais em comunidades carentes, dependendo do grau de cinismo da conjuntura.

Generais de renome já cansaram de denunciar isto nas redes sociais. Mas tudo fica como dantes nas imediações do Quartel do Abrantes... A inteligência das Forças Armadas sabe, detalhadamente, como funciona o financiamento da atividade criminosa de guerrilha urbana e rural no Brasil. No entanto, prefere apenas "acompanhar", produzir relatórios de inteligência, que se perdem na burocracia e não geram uma ação efetiva contra as ações criminosas que afrontam a soberania nacional, o que os obriga a agir conforme o artigo 142 da Constituição Federal (ainda em vigor). Nesta passividade, os militares conseguem dar um golpe neles mesmos e na própria Nação Brasileira.

No começo da década de 30 do século passado, a República de Weimar assistiu, passivamente, à formação das SAs do Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores da Alemanha. Logo que Hitler chegou ao poder, elas se transformaram nas SS e na Gestapo - e deu no que deu... A situação brasileira é muito mais assustadora. O radicalismo político, combinado com a violenta marginalidade, ameaça sair de controle. No Brasil, mais de 50 mil pessoas são assassinadas, anualmente, em crimes violentos. Curioso é que a mídia ideologicamente pautada só atira contra a Polícia Militar - acusada de responsabilidade por cerca de 400 destas mortes...

O esquema nazicomunopetralha e seus demais "primos" esquerdistas promovem a sistemática desmoralização das Forças Armadas e das Polícias Militares, sempre contando com a conivência da mídia que recebe seus "mensalões" ou tem simpatia romântica pelas causas "ideológicas". Esta facção hegemônica da imprensa vendida - como era esperado - não reagiu contra a apologia ao crime pregada, abertamente, por Lula - que assassinou a Política na ABI, e continua solto, porque nenhum Procurador, Magistrado ou Militar da Ativa teve a mínima coragem de denunciá-lo formalmente. Pelo menos o deputado Jair Bolsonaro entrou com uma representação na PGR (7106/2015) contra Lula, por crime contra a segurança nacional e a ordem política-social... Mais um pepino para o Rodrigo Janot descascar...

O Brasil da omissão caminha para uma onda de intolerância e violência que pode nos levar a uma guerra civil declarada. Na "não-declarada" já estamos sobrevivendo há muito tempo. O incrível exército de $talinácio vem com tudo... Até a hora que nem o seu "Criador" conseguirá controlá-lo - da mesma forma como ocorreu na Alemanha de Adolf Hitler e, depois, se tornou uma realidade ainda mais triste na Alemanha Oriental do pós-guerra, até a queda do Muro de Berlim (que, no Brasil, ganha um tijolinho novo de concreto a cada dia...). A STASI nazicomunopetralha não perdoa ninguém... O lema dela é: "Aos amigos, tudo; aos inimigos, nem a Lei"...

Quando a situação sair completamente do controle, não adianta convocar para a ativa o lendário Marechal Massariko no Ku... A casa já estará arrombada, mesmo que pareça ter a ilusória segurança de um presídio a céu aberto...

Leia o artigo, de Carlos Azambuja: A STASI e o Terrorismo

  
"Data venha"...

Já que o Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, reclamou ontem que foi obrigado a transformar sua casa em um presídio, depois que ela foi arrombada por bandidos, fica uma sugestão pragmática:

Por que Janot não leva logo, para sua casa-presídio, os políticos ladrões do Petrolão...

Daqui a pouco, vai ter bandido processando a PGR por causar ansiedade pela lista negra nunca divulgada, ferindo os direitos humanos fundamentais dos corruptos que esperam a hora de saborear mais uma pizza bem indigesta para o povo brasileiro...

Releia: Golpe na Lava Jato: Tática é culpar dirigentes de empreiteiras, para poupar políticos que chefiavam roubos


Mentira Global

Na Bahia, já se tem certeza de que os marginais que quebraram o carro de reportagem da Rede Bahia, afiliada da Rede Globo, eram sindicalistas que pretendiam sabotar o justo movimento de reivindicação dos caminhoneiros.

O Jornal Nacional de ontem, a própria rede Bahia e várias entidades de defesa do jornalismo embarcaram na desinformação, tentando criminalizar os caminhoneiros que são vítimas da fracassada política econômica do desgoverno Dilma - que fica mais escrota ainda com o pacote de maldades do Joaquim Levy.

As milícias (ou o exército paralelo) do PT está agindo com prontidão para sabotar, neutralizar ou até matar os inimigos, mas a imprensa chapa-branca, estadodependente de verbas de estatais, prefere não denunciar a verdade...

Encontros e desencontros


Foi ele...


Por sugestão do senador tucano Cássio Cunha Lima, o ex-Presidente Fernando Henrique Cardoso tirou uma foto em que aparece segurando um cartaz (feito à mão pelo presidente do PSDB, senador Aécio Neves) com uma nota de R$ 2, onde estava escrito: “Foi FHC”.

A brincadeira, numa referência à criação do Plano Real, em 1994, que trouxe estabilidade econômica ao País, foi para sacanear a Dilma - que joga a culpa de todos os seus erros no FHC...

Agora, brincadeira mesmo foi FHC insistir que o PSDB não vai apoiar qualquer proposta de impeachment da Dilma, do mesmo jeito que ele salvou Lula de ser derrubado quando estourou o escândalo do Mensalão...

Aí sim, se pode dizer, que a salvação de Lula é inteira culpa do FHC...

Zorra Vermelha programada


Além do MST do Stédile, a nazicomunopetralhada contra com outros "exércitos" revolucionários...

Guilherme Boulos, líder do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), durante passagem por Uberlândia, Minas Gerais, prometeu que o movimento pretende paralisar o Brasil no dia 18 de março de 2015, data que está sendo chamada de “Dia Nacional de Luta pela Reforma Urbana”, ou “Quarta-Feira Vermelha”.

O movimento reivindica “moradia” e “reforma urbana”, mas seu real objetivo é realizar a revolução socialista-comunista. Boulos já declarou publicamente que as invasões e paralizações, os “protestos” e as “manifestações” promovidos pelo MTST têm justamente esse propósito político.

O grupo também conta com um núcleo de comunicação, responsável pela confecção de bandeiras e camisetas e por elaborar os gritos de ordem.

Clube das Desesperadas


Sabedoria caminhoneira

Do caminhoneiro Ivar Schmidt, líder do Comando Nacional do Transporte, em entrevista ao site da Veja:

"Nós estamos com lucro zero, aí o governo nos propõe de ficar tendo lucro zero mais seis meses. Eu acho que eles não regulam certo da cabeça. Devem estar com problema."

"O nosso movimento abomina sindicato, associação, federação, confederação. E esses segmentos tentaram nos representar nas últimas décadas e nunca resolveram nosso problemas. Então, a gente está aqui. Vou ficar em Brasília até resolver isso."

Adeus, Spock


Vida longa e próspera ao grande ator Leonard Nimoy - o famoso meio-humano, meio-vulcano Spock, de Star Trek.

O ator e diretor de cinema faleceu aos 83 anos, de crônica obstrução pulmonar, embora tenha parado de fumar há 30 anos.

Todos os Jedis estão de luto com esta grande perda cinematográfica e, por que não, filosófica...


É Poda mesmo!

Do consagrado apresentador de televisão, Marcos Hummel, em seu Facebook:

"Viver em São Paulo, com a ameaça das árvores que podem cair a qualquer momento.... é Poda".

Quem tem amigo não fica na prisão?


Reforço nas Doações ao Alerta Total

Os leitores, amigos e admiradores que quiserem colaborar financeiramente conosco poderão fazê-lo de várias formas, com qualquer quantia, e com uma periodicidade compatível com suas possibilidades.

Nos botões do lado direito deste site, temos as seguintes opções:

I) Depósito em Conta Corrente no Banco do Brasil. Agência 4209-9, C/C: 9042-5, em favor de Jorge Serrão.

OBS) Valores até R$ 9.999,00 não precisam identificar quem faz o depósito; R$ 10 mil ou mais, sim.

II) Depósito no sistema PagSeguro, da UOL, utilizando-se diferentes formas (débito automático ou cartão de crédito).

III) Depósito no sistema PayPal, para doações feitas no Brasil ou no exterior.
                           
Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!


O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 28 de Fevereiro de 2015.

A Marmota e seu Janota


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos Maurício Mantiqueira

Depois de muita lorota, vendo que o tempo se esgota com a paciência do povo idiota, o bolo fofo janota, à frente do forno do inferno, prepara o seu listão, com dor no coração.

Tanta gente bacana não pode assobiar e chupar cana. Vivem em grandes palácios e não numa simples cabana.

Os pagadores da conta, desta vez de grande monta, acham a pizza um acinte ao pobre contribuinte.

Os remédios tradicionais estão com o prazo de validade vencido.

Há que consultar Esculápio pra tratar do grão larápio.

Ainda que seja amargo é o único prestante para o caso. Indicado pra cefaléia também serve pra diarréia de prestígio em ocaso. Sem embargo do que incuba um grande gato na tuba.

Nada será como dantes depois de certos purgantes.

A causa: molusco apodrecido; o efeito, cada um pense a seu jeito.

Carlos Maurício Mantiqueira é um livre pensador.

O Brasil só tem um Exército: o de Caxias!


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Gilberto Rodrigues Pimentel

Na terça-feira, dia 24 de fevereiro, nas ruas centrais do Rio de Janeiro, pudemos assistir o despreparo dos petistas com as lides democráticas. Reagiram inconformados como se só a eles coubesse o "direito" da crítica aos atos de governo. Doeu aos militantes petistas, e os levou à reação física, ouvir os brados alheios de "Fora Dilma".

Entretanto, o pior estava por vir! Ao discursar para suas hostes o ex-presidente Lula, referindo-se a essas manifestações, bradou irresponsáveis ameaças: " ..também sabemos brigar. Sobretudo quando o Stédile colocar o exército dele nas ruas".

Esta postura incitadora de discórdia não pode ser de quem se considera estadista, mas sim de um agitador de rua qualquer. É inadmissível um ex-presidente da República pregar, abertamente, a cizânia na Nação. Não cabem arrebatamentos típicos de líder sindical que ataca patrões na busca de objetivos classistas.

O que há mais por trás disso?

Atitude prévia e defensiva de quem teme as investigações sobre corrupção em curso?

Algum recado?

O Clube Militar repudia, veementemente, a infeliz colocação desse senhor, pois neste País sempre houve e sempre haverá somente um exército, o Exército Brasileiro, o Exército de Caxias, que sempre nos defendeu em todas as situações de perigo, externas ou internas.


Gilberto Rodrigues Pimentel, General na reserva, é Presidente do Clube Militar.

Caminhoneiro não é médico


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Milton Simon Pires

Quando, em 1840, Alexis de Tocqueville finalmente publicou a segunda parte da “Democracia na América”, ele deixou claro, no final do livro, que as sociedades democráticas são aquelas que maior risco correm de sacrificar, em nome do interesse geral, os direitos básicos de qualquer indivíduo. Viajando pelos Estados Unidos, Tocqueville percebeu quais os riscos que a igualdade generalizada impõem sobre a liberdade individual.

O homem democrático, atomizado, não reconhece mais diferenças de aptidão e capacidade. O mérito individual se dissolve na multidão e cada um recorre a própria razão como medida suprema de decisão. Se a razão individual não é suficiente, a verdade e a justiça nascem abençoadas pela aclamação das massas. No “teatro da justiça”, são os aplausos e vaias da plateia e não os comentários da crítica que definem o valor da peça democrática americana que, mesmo ruim na época de Tocqueville, é uma obra prima se comparada com a ópera bufa bufa petista.

O que, acredito eu, Tocqueville não tenha conseguido imaginar é uma “democracia” levada a um limite tão extremo que a própria definição de interesse do “indivíduo” e da “sociedade” são relativas e dependem de uma interpretação ideológica.
Vamos ao ponto central do artigo: os caminhoneiros brasileiros estão bloqueando estradas. Argumenta-se que isso fere o mais elementar dos direitos de um cidadão e de uma sociedade – o “direito de ir e vir”. Entendo eu que, a partir dessa definição, temos uma “classe” - a dos caminhoneiros – que está prejudicando a sociedade, não é isso? Se isso é verdade, devo pressupor que os caminhoneiros estão excluídos da sociedade, não é? Afinal eles estão prejudicando o direito da “sociedade como um todo”, não estão?

Pois bem, pergunto, eu: e o direito deles, caminhoneiros, à sobrevivência? Quando se trata deles, aí eu posso passar a dizer que é um “interesse de classe” mas não do indivíduo, não é? Assim como me foi dito, tempos atrás, que uma greve dos médicos “não deveria prejudicar a sociedade como um todo”.

A questão é a seguinte: alguém sabe dizer o que é a “sociedade como um todo”?? Eu não sei, mas apesar de não saber já percebi que o Governo Petista não tem dificuldade alguma em definir o conceito - tudo que for contra o partido é contra a “sociedade como um todo”. O que é bom para o Partido é bom para o Brasil.

A prova disso que escrevi é elementar – não se chama Força de Segurança Nacional nem Polícia Rodoviária Federal quando, ao invés dos caminhoneiros, é o Movimento Sem Terra que bloqueia estradas federais. Ou se chama? Ou é mentira isso que eu acabei de escrever ??

Devemos abrir os olhos para ver o quão relativos são os conceitos de liberdade e de direito de ir e vir no Brasil Petista ou vamos continuar sempre repetindo as bobagens e slogans de lugar comum. Para desgraça do Partido dos Trabalhadores, caminhoneiros não são médicos. O PT não tem um Sindicato de Caminhoneiros capaz de mantê-los quietos com ideias de que “a população carente não pode ser prejudicada”...e de que “não podemos perder o apoio dos usuários das estradas”...Não existe, para desgraça dos marginais petistas, um “Sistema Único de Estradas Brasileiras” garantido pela Constituição de 1988.

Dilma não pode trazer motoristas cubanos para o Brasil, né companheiros? Caminhoneiros não fazem faculdade, não são coxinhas, não tem olhos azuis..Não tem “dívida histórica” a ser resgatada com a população depois de formados em “faculdades federais de caminhoneiros”, né ? Caiu a ficha de vocês? Caminhoneiro não é Médico !

Para os Sindicatos Médicos – vocês não enganam mais ninguém..


Milton Simon Pires é Médico.

Uma análise bem simplória


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Fabrizio Albuja

Uma análise bem simplória. Os dois últimos anos do governo que tornou nossa moeda forte e o poder Real de compra de quem trabalha coincidiu com a eleição de um tal de George Bush, no qual a principal brincadeira nas reuniões de família era o WAR.

Quando Clinton era presidente, a economia mundial e a diplomacia reinavam, no entanto, um boquete com uma estagiária feia foi responsável pela troca de governo seguinte. Isso refletiu aqui no Brasil e começamos a ver um câncer ressurgindo com força total dizendo ser "do povo".
Enquanto eram distribuídas as riquezas dos capitalistas de trabalham, os comunistas do bolsa miséria se procriavam como gremlins tomando banho de Wap.

Daí existiu uma troca, um analfabeto por uma idiota, e a coisa piorou.
Abriram o depósito e disseram, podem pegar o quanto quiserem... pegaram demais!

Agora para compensar, aumentos e mais aumentos e, aqueles que outrora fizeram campanha pela vagabundagem, estão sentindo diretamente no bolso e decidem paralisar as estradas.

Loucura, pena que nosso país não reina o mérito e sim o demérito...

Enquanto isso, a inversão de valores vomitada por comunistas e socialistas desesperados para não perder a pose vai por água abaixo.

Cuidado com os "revoltados", muitos são espiões infiltrados que estão se fazendo passar por indignados pois eles querem ver a mamata continuar.
‪#‎quartomundoforever.


Fabrizio Albuja é Jornalista e Professor Universitário.

Grito do Povo


Poesia Política no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Manoel do Côco

Essa tal corrução está comendo um pedaço
Transmitindo um fracasso da saúde e da nação
Falta de condição, falta de medicamento
O tamanho do sofrimento dos filhos e também dos pais
Nas portas dos hospitais um morre a cada momento
Corrupção é doença, um câncer nacional
O Supremo Tribunal quer tomar as providências
Mas a nossa paciência há tempos se esgotou
Nosso povo se juntou, estamos indo pra rua
E se ninguém der um jeito, essa luta continua.


Manoel do Côco é Repentista.

Chauí, Chauí, Chuá


Poesia Política no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Geisel

Em homenagem à filósofa, filosofo também com a paródia:

Chauí, Chauí, Chuá

Deixa a cidade feiosa morena
Feia e pequena, volte ao petezão
Beber a pinga da fonte que manda
Se tu nasceste da bosta cheirosa
Cheirando a estrela que não é da terra
Volta pra vida serena da aula
Da  velha crença debaixo da terra.

E a fonte a cantar, chauí, chuá
E o esgoto a correr, Petê, Petê
Parece que alguém tão cheio de mágoa
Deixasse quem há de dizer maldade
No meio do esgoto rolando também.

A lua mingante de cor  rosada
Faz a jornada do discurso ao léu
Como se sombra da bebedeira
Fosse da cachoeira o escarcéu
Quando essa sombra lá distante
Com palavra rouquenha cair
Dá-nos essa prova que desenterra
Que eu volto pra terra donde não quero partir

E a fonte a cantar, chauí, chuá
E o esgoto a correr, Petê, Petê
Parece que alguém tão cheio de mágoa
Deixasse quem há de dizer maldade
No meio do esgoto rolando também.


Jorge Geisel é Advogado especialista em Direito Marítimo com passagem em diversos cursos e seminários no exterior. Poeta, articulista, membro trintenário do Lions Clube do Brasil. É um dos mais expressivos defensores do federalismo e da idéia de maior independência das unidades da federação.

A STASI e o Terrorismo


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos I. S. Azambuja

A República Democrática Alemã (RDA) foi colocada pelos historiadores, durante o período de Guerra-Fria, entre os Estados que mais ativamente patrocinaram o terrorismo. A abertura dos arquivos do Ministério do Interiorde Segurança do Estado mostrou que o HvA, de fato, colaborou com diversas organizações, bem como apoiou grupos revolucionários envolvidos com o terrorismo.

Markus Johannes Wolf (“Misha”), o denominado “Homem sem Rosto”, que por 33 anos foi o chefe do setor de Informações Exteriores do Ministério, evidentemente sabia de tudo. Sabia dos muitos vínculos que a RDA tinha com organizações terroristas do Ocidente.

O fato é que está mais do que comprovado que a RDA e seus Serviços de Informações deram apoio técnico, financeiro e treinamento a organizações engajadas no terrorismo contra governos e instituições civis como parte de suas estratégias.

Frente Patriótica Manuel Rodriguez, do Chile, foi um dos grupos terroristas que receberam treinamento na RDA e em Cuba. Além do mais, a RDA também protegeu terroristas que escaparam da RFA, como os do grupo Baader Meinhof. Sobre isso, Markus Wolf, cinicamente, escreveu que a RDA tolerava as organizações de libertação nacional que empregavam o terrorismo.

Como poderíamos saber com certeza que o que oferecíamos poderia ser usado de maneira que desaprovássemos?” Ora, o general Markus Wolf deveria saber que a luta terrorista para derrubar governos constituídos não era um pic-nic e que a aprovação estava implícita no próprio treinamento.

Markus Wolf, em seu livro “O Homem sem Rosto”, editora Record, 1997, escreveu sobre isso. Reconheceu que o que seu país tenha feito de errado “equivalia ao que o Ocidente fez na batalha contra o comunismo”, e que “era assim que a guerra era travada em algumas frentes”.

Reconheceu também que a dignidade e a liberdade humanas em alguns regimes são restringidas em conseqüência de uma política excessivamente zelosa de segurança do Estado, bem como o uso sistemático de torturas para punir adversários. “E isso aconteceu na RDA”, completa.

O fato é que ao final dos anos 70 o Ministério e o Departamento chefiado por Markus Wolf estiveram envolvidos em inúmeras alianças com forças estrangeiras que utilizavam o terror como forma de luta, como a Al-Fatah da OLP, o terrorista autônomo e assassino venezuelano Ilich Ramirez Sanchez (“Carlos, o Chacal”), os chilenos da Frente Patriótica Manuel Rodriguez, o grupo terrorista alemão ocidental Fração do Exército Vermelho (“Baader Meinhof”), George Habash chefe da radical Frente Popular pela Libertação da Palestina (que mantinha um apartamento em Dresden e sua filha estudava em uma Universidade na então Alemanha Oriental), Abu Nidal (os militantes de seu grupo receberam treinamento em técnicas de lançamento de mísseis) e outros. Além do treinamento a grupos terroristas, o Serviço mantinha contatos com a Eta-Basca e o Exército Republicano Irlandês (IRA). Esses contatos eram conhecidos por um reduzidíssimo número de funcionários.

Além de oferecer treinamento na RDA, o Serviço também deu assistência a membros da Fração do Exército Vermelho que haviam buscado refúgio no país. Alguns deles receberam novas identidades e documentos com novas vidas fornecidos pelo Ministério de Segurança do Estado, entre os quais Susanna Albrecht, acusada de conduzir um grupo de extermínio até à casa de um amigo de seu pai, Jürgen Ponto, diretor-executivo do Dresdner Bank; e Christian Klar e Silke Maier-Witt, envolvidos no seqüestro e assassinato de Hans-Martin Schleyer, presidente da Associação dos Industriais Alemães.

Três outros integrantes da Fração – Inge Viett, Regina Nicolai e Ingrid Siepmann - também foram acolhidos pela RDA procedentes da Checoslováquia, para onde haviam fugido. Cada um desses terroristas recebeu uma história de fachada para justificar suas presenças na RDA.

Além de tudo isso, seções de treinamento também ocorriam na RDA para ex-membros da Fração ainda vivendo no Ocidente. Em 1981 e 1982 um grupo foi treinado em disparar armas pesadas contra o assento de passageiros de um automóvel Mercedes, bem como instruídos de como se livrarem dos destroços.

Guerrilheiros do Congresso Nacional Africano (CNA), a partir de meados dos anos 70 em diante, também receberam treinamento na RDA e, sobre isso, nunca ocorreu qualquer vazamento para o exterior. Os contatos eram feitos entre Joe Slovo, líder do Partido Comunista Sul-Africano e o Comitê Central do Partido Comunista da RDA. 

“Carlos, o Chacal”, esteve por várias vezes na RDA. A primeira vez em 1979 através de ligações feitas pelo Iêmen do Sul, portando um passaporte diplomático sírio. Ele havia reservado uma suíte no Palast Hotel. Nos relatórios dos agentes da Stasi ele aparecia como um fanfarrão, um burguês mimado que virou terrorista e que violava todas as regras básicas de discrição, pondo em risco todos os que trabalhavam com ele. Postava-se no bar do hotel até tarde da noite, bebendo copiosamente e paquerando as mulheres, com uma pistola pendurada na cintura. Essas informações eram reportadas ao Serviço pelas prostitutas.

O Serviço tolerava a presença de estrangeiros envolvidos em atividades terroristas na esperança de poder usá-los mais tarde em “casos graves” – um eufemismo para a guerra total às nações que compunham a OTAN.

Apesar das promessas feitas pela OLP e outros grupos, pelo menos dois ataques terroristas foram desfechados a partir do território da RDA: o atentado à bomba ao Consulado da França em Berlim Ocidental, em 1983, e o atentado à discoteca La Belle, ponto de encontro de militares norte-americanos, também em Berlim Ocidental.

Nesse atentado perderam a vida dois soldados norte-americanos e uma mulher, ferindo 150 pessoas. Os EUA alegaram que o atentado fora orquestrado na embaixada da Líbia em Berlim Ocidental e a CIA alegou também que o Serviço da RDA sabia de antemão dos preparativos para o ataque.
De fato, um relatório do controle de fronteira de Neiber reportava que os diplomatas líbios haviam entrado na RDA com explosivos em sua bagagem. Suas identidades bem como ligações com terroristas eram bem conhecidas. Isso levou a nada menos que o presidente Reagan anunciasse que os EUA tinham provas cabais do envolvimento líbio.

Por que? O principal organizador do atentado, de nome Chreidi, viajara com facilidade entre as duas Berlim durante um período de intensificação das medidas de segurança no Checkpoint Charlie. Todavia, fontes da OLP, citadas em documentos encontrados no Serviço após a queda do Muro de Berlim relatavam que Chreidi não era apenas um terrorista líbio, mas de fato um agente a soldo dos EUA. Dez dias após o seu pronunciamento, o presidente Reagan autorizou um ataque maciço à Líbia.

Também um grupo de militantes do Partido dos Trabalhadores do Brasil recebia treinamento político ideológico na RDA, em novembro de 1989, quando caiu o Muro, tendo retornado apressadamente ao Brasil sem concluir o curso.
Após o chamado Massacre de Munique, em 1972, realizado pelo Setembro Negro, a RDA decidiu oferecer um status semi-diplomático à Al-Fatah. Logo em seguida os guerrilheiros palestinos foram convidados aos acampamentos secretos na região rural da RDA para treinamento militar (uso de armas, explosivos e táticas de guerrilha).

Um treinamento de rotina para grupos de libertação nacional”, segundo escreveu Markus Wolf. Esse treinamento era supervisionado por dois Departamentos do Ministério, responsáveis por tarefas militares e treinamento: o HÁ-II (Contra-Espionagem) e o AGM (Grupo de Trabalho do Ministro), bem como pelo Departamento chefiado por Markus Wolf, o HvA. Para visitantes palestinos, os Oficiais do HvA ministravam regularmente palestras sobre coleta de informações, codificação e decodificação, bem como transmitiam suas experiências em técnicas de contra-espionagem.

A maioria dos terroristas árabes que estavam ocultos na RDA cruzava a fronteira sob cobertura diplomática árabe.

Segundo Markus Wolf, “em troca da nossa ajuda e treinamento, esperávamos ganhar acesso às informações da OLP sobre segurança, estratégia global e armamento dos EUA” (sic). É verdade que os contatos com a OLP também facilitaram as operações dos agentes do Serviço em Damasco e Aden.

É verdade que após a reunificação da Alemanha, em todos os arquivos abertos por uma zelosa equipe de promotores da RFA, não foram encontradas provas da cumplicidade de Markus Wolf com o terrorismo. Ele apenas sabia, mas não fez nada... Escreveu em seu livro que “os Serviços eram compartimentados” e que “nossa cooperação com a OLP de Arafat e outros grupos semelhantes fazia parte de uma complexa manobra política pela qual eu era pessoalmente responsável, e sei disso. Era uma colaboração a serviço de nossa liderança política, e éramos tão politicamente motivados nessa implementação quanto nas missões do passado no Terceiro Mundo”.

NotaAlém de apoiar o terror internacional, a STASI também se notabilizou por fornecer assessoria para a polícia secreta de várias ditaduras comunistas pró-soviéticas, como o governo do MPLA em Angola, o regime genocida de Mangistú Marian na Etiópia e os sandinistas na Nicarágua, entre outros.

Carlos I. S. Azambuja é Historiador.

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Golpe na Lava Jato: Tática é culpar dirigentes de empreiteiras, para poupar políticos que chefiavam roubos


Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

O desgoverno Dilma Rousseff fechou uma tática padrão para impedir que os processos da Operação Lava Jato atinjam o núcleo da organização política criminosa que, efetivamente, usou o esquema de corrupção com as empreiteiras, na Petrobras e outras estatais ainda não reveladas, para financiar um projeto espúrio de perpetuação no poder.

A ordem que vem sendo transmitida, a partir do ministro da Justiça José Eduardo Cardozo, a advogados de empreiteiras é que seus dirigentes não celebrem, de jeito nenhum, acordos de "colaboração premiada" com o Ministério Público e a Justiça Federal. Em contrapartida, as empresas acusadas serão aliviadas nos futuros acordos de leniência a serem firmados entre a administração pública e as pessoas jurídicas que se admitirem "infratoras".

Essa é a Piada Expressa descaradamente montada para secar a fonte de terror político da Lava Jato. O mafioso esquema de politicagem tupiniquim prepara mais uma dose cavalar de impunidade, fazendo toda a roubalheira ter compensado, com a riqueza inexplicável e injustificável de políticos corruptos que vão se perpetuando no poder. E pode contar com o apoio do PMDB - partido eternamente governista.

Se depender do desgoverno e seus comparsas, as punições da Lava Jato vão se limitar às condenações que devem ser impostas, com mão de ferro, pelo juiz Sérgio Fernando Moro, na 13a Vara Federal de Curitiba. Tudo que for julgável na segunda turma do Superior Tribunal Federal ou no âmbito do Superior Tribunal de Justiça vai gerar uma impunidade pelo longo e previsível trâmite. Veremos um repeteco do Mensalão, no qual a maioria esmagadora dos políticos está tecnicamente solta, no regime de "prisão domiciliar" para brasileiro ver. Os golpes (supremo ou superior) na Lava Jato são previsíveis, e já estão programados. Os honestos e éticos que morram de tanto chorar...

A mais recente piada produzida pelos nazicomunopetralhas de Bruzundanga é a suposta ameaça de morte contra o Procurador-Geral de Justiça, Rodrigo Janot. Realmente, tal "ameaça" é de matar de rir. Mais engraçado é que se divulgou que Janot foi informado da ameaça em uma reunião sigilosa com o ministro da Justiça, aquele mesmo José Eduardo Cardozo que, também para nos assassinar de rir, promoveu reuniões, nada sigilosas, com advogados de empreiteiros. Fica no ar a constatação de que o blindadíssimo Chefão Lula, antes de soltar o exército do Stédile contra nós, resolveu comandar um invencível exército de humoristas para transformar a versão jornalística dos fatos em uma piada totalmente sem graça - e desgraçada. O Palhasso do Planalto é canalha por 13 x 13!


A piada foi tão cavalar que nem jumento consegue rir dela. A máquina de desinformação nazicomunopetralha teve a coragem jogar no ar a piada de que Cardozo se reuniu com Janot, fora da agenda prevista, para uma reunião em que o Procurador-Geral convidou o Ministro da Justiça " para discutir um projeto de lei que cria um órgão para facilitar o combate à corrupção, com a participação do Executivo". Para nos matar de vez de tanto rir, ainda fomos obrigados a ouvir o Cardozo encenar um argumento que ficaria justo e perfeito na boca do Imortal Mussum: "Isso se encaixa exatamente com a orientação da presidente Dilma Rousseff".

A Piada está pronta no País da Piada Pronta (royalties para o José Simão). Não importa mais que político Janot vai denunciar. O desgoverno e sua tropa de choque do PMDB mantém o casamento de fachada e vão trabalhar pela contenção máxima dos efeitos colaterais. A tática defensiva já está manjadíssima, e só cai nela quem for otário: joga-se toda a culpa nos dirigentes das empreiteiras, aplicam-se multas, mantêm-se os negócios, refundam-se construtoras e, acima de tudo, poupam-se os verdadeiros responsáveis pelo projeto que usava e abusava da corrupção institucionalizada para financiar um projeto político de perpetuação no poder, ao mesmo tempo em que enriquece, ilicitamente, políticos, seus familiares e "laranjas" que a impunidade sistêmica no Brasil impede de serem alcançados pelo bracinho esquálido do judiciário tupiniquim.


A reunião do poderoso Eduardo Cunha com um diretor da Odebrecht no Hotel George V, em Paris, durante o carnaval, divulgada ontem com exclusividade pelo Alerta Total, é um sinal de que o desgoverno, a base aliada e suas principais fontes de financiamento estão se acertando direitinho para evitar qualquer "juízo final". Eles fingem que se matam, teatralizam que se odeiam, de vez em quando promovem traições entre si, mas, no final das contas, sempre mamam na mesma teta de ouro: a da vaca gorda estatal capimunista.

Assim, a previsão mais concreta é: Dilma Rousseff só cai se morrer ou pedir para sair (o que não fará, porque seu chefão Lula não deixará). Lula, idem, continuará blindado como sempre, rindo da cara de todos... Este quadro crítico só se altera por acidente histórico. A ironia é que Lula, o grande líder que sabia de tudo do Petrolão, do Mensalão e de outros "ões", já é um prisioneiro dele mesmo. Um mito em decadência e desconstrução que "desmoraliza a honradez" (roubemos a expressão que o imortal Millôr Fernandes atribuiu ao José Sarney).

PT, saudações! Abram alas para o eterno carnaval do Palhasso do Planalto. O crime compensa e nós, os otários cidadãos-eleitores-contribuintes, como sempre, vamos arcar com a conta da sacanagem contra uma Nação sem vergonha.

Repita-se por 13 x 13: se não mudarmos nosso modelo estatal, político e tributário, apenas para começar realmente as transformações, rumo a um verdadeiro aprimoramento institucional, tudo continuará do mesmo jeito no Brasil da Impunidade e da Roubalheira!

Mito mentiroso do MST


Um investidor do mercado financeiro soltou ontem para suas listas o que chama de cálculo para desmistificar a força do MST - invocada pelo Comandante Lula em seu recente discurso de guerra:

"Afinal, qual é a “força” do “exército” de Stédile? Quantos homens ele teria? Temos noção do tamanho do movimento MST? Só de curiosidade. Vamos logo acabar com esse mito petista! Essa intimidação barata do Lula! Cerca de 350 mil famílias, do site do MST. Pegando metade disso para apenas os homens e metade disso novamente para eliminar velhos e crianças...Talvez aí uns 90mil “combatentes”? Não é um exército, mas chega a ser uma bela milícia. Suficiente para recriar o caos da Venezuela. Cuba, Venezuela e Rússia fornecendo as armas".

Fiscal Federal das Asneiras?

Indagação provocativa do Kamarada Azamba para os demais kamaradas que nos lêem:

"Alguém sabe dizer porque o ministro da justiça em suas aparições na TV sempre tem a seu lado uma policial federal fardada?  Será que é para evitar que ele continue a falar asneiras?".

Mujica no alvo

Do futuro ex-presidente do Uruguai, José Mujica, definindo de forma certeira a ameaça institucional contra o ditador Nicolas Maduro, na Venezuela:

"O problema que pode ocorrer na Venezuela é que podemos nos ver diante de um golpe de Estado de militares de esquerda, e com isso a defesa democrática vai para o caralho. Seria um erro gravíssimo deixar a Constituição".

Brasil no Atoleiro


Capa da edição latinoamericana da revista The Economist pegou pesado com o "País do Carnaval"...

Uma passista de escola de samba está em um pântano coberta de gosma verde com o título “O atoleiro do Brasil”.

Para a revista, “a economia do Brasil está em uma bagunça, com problemas muito maiores do que o governo admite ou investidores parecem perceber”.

Além da ameaça de recessão e da alta inflação, a revista cita como grandes problemas o fraco investimento, o escândalo de corrupção na Petrobras e a desvalorização cambial que aumenta a dívida externa em real das empresas brasileiras.

Culpa do modelo

A Economist critica que boa parte dos problemas brasileiros foram gerados pelo próprio governo que adotou uma estratégia de “capitalismo de Estado” no primeiro mandato:

"Isso gerou fracos resultados nas contas públicas e minou a política industrial e a competitividade".

O editorial termina com a lembrança de que o Brasil não é o único dos BRICS em apuros e a Rússia está em situação pior ainda:

“Mesmo com todos os seus problemas, o Brasil não está em uma confusão tão grande como a Rússia. O Brasil tem um grande e diversificado setor privado e instituições democráticas robustas. Mas seus problemas podem ir mais fundo do que muitos imaginam. O tempo para reagir é agora”.


Ainda sobre corrupção


O programa Direito e Justiça em Foco, no próximo domingo, às 22 horas, na Rede Golpel, continua tratando sobre o tema corrupção.

O convidado do desembargador Laércio Laurelli é o desembargador Carlos Henrique Abrão - que falará sobre a Associação dos Juízes Anticorrupção.

Repeteco

Reveja, em duas partes, o programa Direito e Justiça em Foco, de domingo passado, com o Kamarada que edita este Alerta Total:



E o programa de que tínhamos participado no ano passado:


Rainha do Bispo

Finalmente, o Bispo Macedo já tem data para ter a Rainha dos Baixinhos na caríssima folha de pagamento da rede televisiva em que é "proprietário".

Xuxa Meneguel assina, dia 5, seu contrato com a Rede Record do Reino de Deus.

Não deixa de ser um golpe contra a Globo - que cansou de Xuxa, e vice-versa...

Xuxa turbinará e trará grandes anunciantes para os cofres da emissora do Bispo - que pode até aparecer no dia da entrevista coletiva para ganhar um "beijinho-beijinho"...

Hino do Impeachment


Já dizia o João Saldanha que "quem reclama já perdeu", mas, mesmo assim, vamos para a rua exigir reforma política, reforma tributária, transparência e fim da impunidade.

 

Vamos decorar o Hino do Impeachment, de Luiz Trevisani & Eder Borges, para as manifestações de rua do dia 15 de março...


O refrão do rock vai pegar: "Todo mundo já sabe que a anta sabia/que o molusco mandava e ela obedecia"...

Controle cerebral

Foi um risco mas a TEKEVER assumiu a qualidade do trabalho desenvolvido no consórcio Brainflight e fez ontem uma experiência pioneira, controlando o voo de um drone apenas com comandos cerebrais.

O sistema recorre á utilização de uma touca com sensores que permite "ler" os comandos dos impulsos cerebrais do utilizador para os transferir para o drone.

Esta é já a terceira fase do Brainflight, o projeto apoiado pela União Europeia e que já passou por várias fases, incluindo a utilização do sistema de controle cerebral para comandar um simulador.

Agora, um sonho: já pensou quando a gente puder fazer o mesmo, usando comandos cerebrais para controlar a máquina estatal e impedir o desgoverno?

Planejamento, estratégia e desenvolvimento

Os dois primeiros livros da coleção Pensamento Estratégico, Planejamento Governamental e Desenvolvimento no Brasil Contemporâneo serão apresentados durante um seminário marcado para quinta-feira que vem, dia 5 de março, na sede do Ipea, em Brasília.

A primeira publicação, intitulada Planejamento e Avaliação de Políticas Públicas incorpora estudos sobre os PPAs de 2000-2003 até o PPA 2016-2019. As análises apresentam os desafios e as dificuldades para tornar o plano um instrumento mais central e efetivo ao processo de gestão e governança das políticas públicas federais. 

O segundo livro (PPA 2012-2015: Experimentalismo institucional e resistência burocrática) avalia as inovações institucionais propostas no PPA 2012-2015, nos campos do marco jurídico, do monitoramento, do controle, da participação social e da conexão com outros processos de governo.

Maçons contra os corruptos

Maçons farão camisetas com este logo para 15 de março.

Reforço nas Doações ao Alerta Total

Os leitores, amigos e admiradores que quiserem colaborar financeiramente conosco poderão fazê-lo de várias formas, com qualquer quantia, e com uma periodicidade compatível com suas possibilidades.

Nos botões do lado direito deste site, temos as seguintes opções:

I) Depósito em Conta Corrente no Banco do Brasil. Agência 4209-9, C/C: 9042-5, em favor de Jorge Serrão.

OBS) Valores até R$ 9.999,00 não precisam identificar quem faz o depósito; R$ 10 mil ou mais, sim.

II) Depósito no sistema PagSeguro, da UOL, utilizando-se diferentes formas (débito automático ou cartão de crédito).

III) Depósito no sistema PayPal, para doações feitas no Brasil ou no exterior.
                           
Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!


O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 27 de Fevereiro de 2015.