segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Até quando seremos reféns de uma Elite omissa, uma Zelite rentista e da oligarquia de políticos corruptos?


Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

O grande bandido a ser combatido é o ente fictício chamado Estado Brasileiro sem controle pela sociedade. Ele é o "Pai" de todos os bandidos. Os demais sujeitos, principalmente políticos, são perigosos coadjuvantes, que se reproduzem no ambiente e no modelo em vigor. Por isso precisa ser radicalmente mudada a estrutura Capimunista Rentista tupiniquim - centralizadora, cartorial, cartelizada e corrupta. Ela é a "Mãe" e matriz estrutural das sacanagens brasileiras.

Repita-se por 13 x 13: o Brasil precisa ser refundado sob uma nova matriz constitucional federalista, realmente republicana, que garanta o controle do direto do cidadão sobre a máquina estatal. Só uma inédita Intervenção Cívica Constitucional - que começa a ser debatida a partir das redes sociais - tem condições de colocar o Brasil nos eixos corretos. Se isto não acontecer, o Brasil não tem jeito: continuará aquela colônia de exploração, potencialmente rica, porém mantida artificialmente na miséria, por interesses transnacionais, pela ignorância da maioria esmagadora do povo, pela senvergonhice das Zelites e pela omissão ou fraqueza das Elites (os que deveriam liderar os processos efetivos de mudança).

O Brasil é uma Republiqueta baseada em conceitos errados e equívocos cometidos propositalmente, com fins corruptos. Enquanto o barril de petróleo despenca no mundo inteiro, por aqui nossa zelite e nossos governantes alertam que é necessário aumentar ainda mais os preços dos combustíveis para equilibrar as finanças públicas. Mesmo com estas chuvas torrenciais e os reservatórios cheios, não se desligam as termoelétricas e o preço da energia elétrica continua altíssimo.
O desemprego é avassalador e nossos governantes só apresentam novas formas de aumentar ainda mais o achaque fiscal e continuam a aterrorizar as empresas em busca de receitas para sustentar as bilionárias e inescrupulosas mordomias dos donos do poder. Agora querem arrumar garantias via FGTS para que os bancos emprestem a trabalhadores sem emprego e sem renda. Assim, aquecendo o consumo via dívidas, eles esperam ganhar algum fôlego. Pelo menos até as eleições municipais.
As prefeituras, falidas e mal administradas, não conseguem manter o nível mínimo de qualidade para o atendimento à população. A saúde no Brasil – pública e privada – está falida e sem perspectivas. A falta de segurança no Brasil está mais para um país em guerra civil do que qualquer outra coisa. Inútil analisar em outra direção. Que o digam as nossas quase 60 mil vítimas assassinatos por ano... Perdão, elas não podem dizer nada. Já morreram. Mas nós ficamos aqui como mortos-vivos, sobreviventes na agonia.
As privatizações e concessões de estradas e portos, ao invés de servir de promoção do desenvolvimento ou de solução de problemas estruturais da economia brasileira, viraram fontes de receitas para os governos. Os leilões buscam levantar dinheiro diretamente. Depois, indiretamente, os vencedores da disputa ficam obrigados, por negociatas ou pela via das gestapos fiscalizadoras, a pagar propinas para tocar os negócios. Sobem as tarifas, e socializam o pagamento da sacanagem com a sociedade.
Tudo o que as nossas zelites, nossos burocratas e nossos políticos apresentam como solução para a crise brasileira é apensas uma forma de arrecadar mais dinheiro para os cofres dos governos. Dinheiro que eles querem só serve para manter as estruturas corruptas e os privilégios corporativistas tão em foco neste momento. Mesmo com as massas desempregadas ocupando as ruas, cada vez em maior número, nossos governantes parecem não saber lidar com a gravidade da situação.
Não querem entender que a crise atual é causada por uma estrutura de estado perdulária, corrupta, ineficiente e que promove todo tipo de injustiça para justificar sua própria existência. Nos discursos vazios, insistem em mentir para a população, alegando que as crises são "conjunturais" ou "culpa de problemas mundiais". Persistem na famosa lei da tecnocracia: criar dificuldades para vender facilidades.
Os brasileiros estão cansados desse sentimento de impotência. Por mais que tentem, pacificamente, as zelites insistem em não ouvir. O pragmatismo cínico delas, no mais canalha e burro raciocínio rentista, só enxergam a manutenção das vantagens no curto prazo, custe o que custar para os outros, é claro! Os brasileiros, cidadãos-eleitores-contribuintes, novamente assistiram, neste início do ano, a toda uma fúria de aumentos em impostos, taxas, tributos, além de todo tipo de achaque fiscal possível de ser praticado.
Inconformados com a dificuldade de fazerem os desempregados contribuírem com esta farra fiscal, o Bando Central quer ressuscitar a CPMF, que atinge a todos inclusive aqueles sem emprego. Para não falar nos aposentados. Nisso a CPMF é justa: atinge a todos mesmo. Até quando a o povo brasileiro aceitará ter sua vida e da sua família maltratada por gente tão inescrupulosa?
Calma... A hora da reação nunca esteve tão próxima... Desta vez, a crise estrutural vai desandar... Conchavos oligárquicos não conseguirão conter a ira de um povo pt da vida...

Releia o artigo de domingo: Dilma, se liga na Cármem Lúcia...


Por que é importante mexer na Dívida Pública?


Quem não viu, vale refletir sobre a palestra da Maria Lucia Fattorelli.

Malvada Dilma


Recesso acabando...


Altos e baixos


Além das medidas


Reação burra


Colabore com o Alerta Total

Os leitores, amigos e admiradores que quiserem colaborar financeiramente com o Alerta Total poderão fazê-lo de várias formas, com qualquer quantia, e com uma periodicidade compatível com suas possibilidades.

Nos botões do lado direito deste site, temos as seguintes opções:

I) Depósito em Conta Corrente no Banco do Brasil. Agência 4209-9, C/C: 9042-5, em favor de Jorge Serrão.

OBS) Valores até R$ 9.999,00 não precisam identificar quem faz o depósito; R$ 10 mil ou mais, sim.

II) Depósito no sistema PagSeguro, da UOL, utilizando-se diferentes formas (débito automático ou cartão de crédito).

III) Depósito no sistema PayPal, para doações feitas no Brasil ou no exterior.

Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 25 de Janeiro de 2016.

7 comentários:

lgn disse...

Quem ainda não se deu conta de que o problema brasileiro se chama Estado não está entendendo absolutamente nada. Acreditar que foi o PT a razão da situação a que chegamos é deixar perdido no meio do caminho a causa principal. Ou alguém esqueceu que o discurso petista falava em acabar tudo isso que está aí. Que os coronéis da política dominavam o poder de tal forma que o Estado mais se parecia com um reinado e seus nobres. O povo dificilmente teve alguma condescendência por parte dos sucessivos governos. Para não ser ácido, até que houve homens públicos que se dispuseram a fazer algo pelo zé mané, mas a rede que envolve o Estado não permite que se vá além do permitido por seus proprietários. O Estado brasileiro tem dono é nunca foi o povo. Como diria aquele personagem de Chico Anísio na Escolinha do Professor Raimundo, o povo é apenas um detalhe. Hoje está tão visível essa condição que os donos do poder não sabem o que fazer com o que criaram lentamente ao longo dos anos. Jamais se prepararam para governar um país, mas para se locupletarem da res pública. Dinheiro público é como anus de bêbado. E chegamos ao um impasse. Pois o que faz o governo? Busca o compromisso, a compreensão do zé mané para que tudo continue como sempre foi. O povo trabalhando para o Estado. Para que alguma coisa mude é necessário que todos, absolutamente todos percam, mas enquanto o Estado, na figura de seus representantes, estiver numa boa condição, enganam-se os que pensam em mudanças substantivas. Não há um personagem que tenha condições de participar do Estado, sob que instituição for, e que imagine o país daqui a dez, vinte, trinta anos à frente. Os homens públicos aprenderam que viver o dia-a-dia lhes traz mais vantagens, mesmo que as coisas que lhes são externas se deteriorem. Uma visão curta, típica do egoísta com poder. Vai ser muito difícil acordar o gigante pela própria natureza.

Anônimo disse...

O que se lamenta é não termos uma oposição de peso, como fazia o PT com FHC e o trouxa ainda apoia Lula, embora vacile prá lá e prá cá igual folha de bananeira ao vento!!
Aliás, DEMONIZAR AS POLICIAS nos confrontos com os desordeiros da esquerda são para acabar com elas, é uma tática esquerdista de depreciar a policia, caso dos comunistas do PT para tomarem posse dela – o exército já está com um comunista, Aldo Rebelo – e falta agora a policia que deve ser extinta para dar lugar aos “coletivos” do governo, como sucede no inferno chamado Venezuela.
Sabemos que os partidos comunistas são aliados da bandidagem - nunca mostra seus malfeitos -mas usa ela para se firmarem no poder e depois escravizar os outros, como sucede em Cuba e é o desejo do PT destruir a policia e implantar sua “democracia”!
A filha do ex ditador Chávez é a mulher mais rica da Venezuela com mais de 1,5 bilhão de dólares - evidentemente, tudo conseguido “com muito esforço e trabalho”!

Anônimo disse...

Ilustre J.Serrão: A esse "bandido" que com toda a razão Vossa Excelência denomina de "Estado Brasileiro",já foram dadas várias oportunidades desde o ano de 1500,com a chegada de Cabral,sem que ele tomasse "jeito". Na condição de "Colônia" de Portugal,só mandou as riquezas geradas por aqui para "lá",o que na época totalizava 1/5 (daí o "quinto dos infernos"). Hoje o Brasil é "Colônia" de Brasilia e manda para lá o dobro que era na época de Portugal,ou seja,40%,significando 2/5 dos "infernos".Com a aparente "independência!" do Brasil(foi só jurídica e política),instalaram o IMPÉRIO,que também não funcionou ,e em 1889 proclamaram essa "merda" de República,que de todos os períodos anteriores,foi o pior. Os países são como certas pessoas irrecuperáveis. Todos devem receber alguma oportunidade quando erram. Mas isso tem um limite. Bandidos irrecuperáveis devem ser eliminados,tanto quanto os "Estados-bandidos". Aposto que se fosse dado oportunidade autodeterminista aos povos das diferentes regiões do atual Brasil,eles saberiam melhor que ninguém organizar suas vidas no presente e para o futuro. O Brasil "não deu certo" (o "Estado-bandido")e não existe qualquer perspectiva de que algum dia isso venha a acontecer. A "federação" está no papel desde 1891 e até hoje não se viu nada de federação.Saindo essa "cafajestada" que hoje nos governa,já existem na fila inúmeros outros cafajestes esperando a vez para substituí-los e fazer o mesmo que os outros fizeram.Quem trocar Lula,Ciro Gomes,Aécio Neves,Serra,Alckmin,e outros prováveis que andam por aí,por merda,vai sair ganhando.Nada do que sair das urnas vai prestar.Sérgio A.Oliveira.

Anônimo disse...

Ilustre J.Serrão: A esse "bandido" que com toda a razão Vossa Excelência denomina de "Estado Brasileiro",já foram dadas várias oportunidades desde o ano de 1500,com a chegada de Cabral,sem que ele tomasse "jeito". Na condição de "Colônia" de Portugal,só mandou as riquezas geradas por aqui para "lá",o que na época totalizava 1/5 (daí o "quinto dos infernos"). Hoje o Brasil é "Colônia" de Brasilia e manda para lá o dobro que era na época de Portugal,ou seja,40%,significando 2/5 dos "infernos".Com a aparente "independência!" do Brasil(foi só jurídica e política),instalaram o IMPÉRIO,que também não funcionou ,e em 1889 proclamaram essa "merda" de República,que de todos os períodos anteriores,foi o pior. Os países são como certas pessoas irrecuperáveis. Todos devem receber alguma oportunidade quando erram. Mas isso tem um limite. Bandidos irrecuperáveis devem ser eliminados,tanto quanto os "Estados-bandidos". Aposto que se fosse dado oportunidade autodeterminista aos povos das diferentes regiões do atual Brasil,eles saberiam melhor que ninguém organizar suas vidas no presente e para o futuro. O Brasil "não deu certo" (o "Estado-bandido")e não existe qualquer perspectiva de que algum dia isso venha a acontecer. A "federação" está no papel desde 1891 e até hoje não se viu nada de federação.Saindo essa "cafajestada" que hoje nos governa,já existem na fila inúmeros outros cafajestes esperando a vez para substituí-los e fazer o mesmo que os outros fizeram.Quem trocar Lula,Ciro Gomes,Aécio Neves,Serra,Alckmin,e outros prováveis que andam por aí,por merda,vai sair ganhando.Nada do que sair das urnas vai prestar.Sérgio A.Oliveira.

Anônimo disse...

Assistam a Palestra do Professor Jose Munir, ele fala do inchacho do Estado é grande problema do Povo do Brasileiro

Anônimo disse...

O Brasil não precisa de oposição mas sim de uma policia secreta, para colocar a máfia sabotadora na cadeia, pois nos municípios e estados o bicho corre solto e nem um fdp denuncia nada. Maçonaria e judiciário as máfias malditas, perto deles o PT é santo...

Martim Berto Fuchs disse...

"Lula,Ciro Gomes,Aécio Neves,Serra,Alckmin," - Esqueceu o Álvaro Dias.
O Sérgio está coberto de razão e nós continuaremos cobertos de merda.
Enquanto forem as quadrilhas à impor os candidatos, só nos resta usar bastante papel higiênico para nos limpar.