segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

Contribuintes da Petros fazem pressão para que fundo afaste dirigente investigado pela PF na Lava Jato


Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

O espectro da negociata assombra o Capimunismo Rentista Corrupto do Brasil, no momento em que se noticia que grandes fundos nacionais e transnacionais têm US$ 25 bilhões para grandes investimentos por aqui. Enquanto a loucura da Dilma Rousseff não é impedida em sua permanente loucura para aumentar impostos e juros, para conseguir bancar a gastança perdulária da máquina estatal na união, estados ou nos municípios, investigações da Lava Jato escancaram o quanto ainda pode ficar mais grave a crise estrutural e sistêmica, ampliando o desastre ético, social, econômico, político e, pior ainda, institucional.

O ex-conselheiro fiscal do fundo de pensão dos empregados da Petrobras, Sérgio Salgado, denunciou ao presidente da Petros, Henrique Jäger, que "há uma séria inconsistência" quando a fundação alega, publicamente na imprensa, que o ex-diretor de investimentos da Petros Newton Carneiro da Cunha não mais faz parte de seus quadros. Sérgio Salgado contesta o que a Petros tentou aliviar na reportagem denúncia do jornal O Globo de domingo (17 jan 2016), revelando trocas de torpedos e mensagens entre o ex-presidente da empreiteira OAS, Léo Pinheiro, e Carneiro da Cunha.      

Sérgio Salgado desmente a informação oficial da Petros: "Conforme a Ata, das Indústrias Romi, onde a Petros é sua maior acionista minoritária (10.2% do capital votante), vê-se que o Sr. Newton Carneiro da Cunha não só é o representante indicado pela Fundação Petros no Conselho de Administração daquela empresa, como comete o absurdo da insensatez, ao oferecer dinheiro nosso para dar vazão aos grandes projetos que ambos (ele e Léo Pinheiro) certamente deveriam ter em mente".
  
Um relatório de 204 páginas da Polícia Federal revelou que o ex-presidente da OAS Léo Pinheiro comandou um intenso e variado esquema de distribuição de dinheiro a políticos e autoridades — principalmente por meio de doações de campanha eleitoral — em troca de “ação, intervenção ou apoio” aos negócios da empreiteira nas mais diferentes esferas de poder.

Reportagem de O Globo escancarou geral: Um dos torpedos que mais ilustram essa troca de favores foi disparado por Newton Carneiro da Cunha, ex-gestor da Petros, o fundo de pensão dos funcionários da Petrobras. A mensagem foi enviada a Pinheiro em 28 de fevereiro de 2014, dia em que Carneiro se tornou diretor de Investimentos da Petros. O empreiteiro teria atuado para ajudá-lo a conquistar o cargo. O diretor, então, agradece: “Caro Léo, Boa Noite, fui empoçado (sic) hoje, pelo Conselho como Diretor de Investimentos! Quero agradecer o precioso apoio recebido de sua parte! Obrigado. E me colocar à disposição para dar vazão aos grandes projetos. Grande Abraço. Newton Carneiro”.

A matéria, de extrema gravidade e reveladora de como funciona o capimunismo no Brasil, denunciou: Mensagens interceptadas pelos investigadores da Operação Lava-Jato nos celulares de Léo Pinheiro, ex-presidente da OAS, mostram que ocorreram pelo menos dez encontros dele com o ministro Edinho Silva, da Secretaria de Comunicação Social. Há ainda outras conversas que indicam a necessidade de os dois se reunirem. Segundo um dos registros, o último encontro teria sido um jantar no dia 10 de novembro de 2014, apenas quatro dias antes de o empreiteiro ser preso. Edinho foi tesoureiro da campanha da presidente Dilma Rousseff à reeleição em 2014.

O encontro de Edinho Silva com o empreiteiro da OAS às vésperas da prisão de Pinheiro está salvo na pasta Calendário de um dos celulares. A marcação do evento era para um jantar no restaurante Rubaiyat Faria Lima, em São Paulo (SP), às 23h. O assunto está descrito como “Dr. Edinho”. “Reserva para 4 pessoas em nome de Sr. Pinheiro, realizada por Sr. Adonias”, registra o campo detalhes do evento. Os investigadores destacam que, com base na mesma pasta Calendário, o ex-presidente da OAS se reuniu em 8 de novembro de 2014 com João Vaccari Neto, então tesoureiro do PT. “Interessante destacar que houve anotação semelhante para João Vaccari Neto com data de 08/11/2014, ou seja, em poucos dias, LP (Léo Pinheiro) se reuniu com dois responsáveis pela arrecadação de numerários para o Partido dos Trabalhadores (PT)”.

O relatório da PF atesta que o primeiro registro de reunião entre Edinho e Léo Pinheiro no celular do empreiteiro é de 29 de junho de 2012. Nesta data, o então deputado estadual Edinho mandou três mensagens marcando um encontro no hotel Renaissance, em São Paulo (SP), às 11 horas. No mesmo ano, em 25 de setembro, Pinheiro mandou mensagem a Edinho justificando um atraso para encontro. “Chego em 15 min. Trânsito…”, escreveu o empreiteiro, às 10h51m. O publicitário Vladimir Garreta, que tem ligação com o PT, também teria participado do encontro: Pinheiro mandou mensagem para um celular dele 17 minutos depois dizendo: “Estamos aqui”. A reunião teria tratado de repasses para o PT paulista. Em agosto de 2014, Edinho mandou mensagem a Pinheiro indagando pelo nome da empresa de um empreiteiro. Pinheiro respondeu e Edinho agradeceu: “Obrigado pelo apoio. Você é um grande parceiro”.

Revoltado com a escandalosa reportagem, Sérgio Salgado exige o afastamento de Carneiro da Cunha do conselho das Indústrias Romi: "Entendendo não ter qualquer cabimento que alguém ofereça valores que, além de não lhe pertencerem, são responsáveis pela manutenção dos benefícios de milhares de assistidos (aposentados e pensionistas), para ter como resultado o envolvimento da nossa fundação em atos ilícitos (sim, porque não resta a menor dúvida que é disso que se está agradecendo), cabe ao Sr. Presidente e à sua diretoria, solicitar àquele elemento que renuncie ao cargo que exerce em nome da Fundação. Começa a ficar claro (ou será que estamos exagerando?) porque nossa fundação está chegando aos projetados R$ 20 ou 25 bilhões de déficit em 2015".

O Capimunismo Rentista Corrupto tupiniquim funciona assim. O ente ficcional Estado, que interfere indevida e exageradamente no regramento excessivo da economia, utiliza seu poder de pressão nas empresas estatais de economia mista para se meter em grandes negócios privados. A mesma União, que controla das "estatais", patrocina os fundos de pensão dos empregados delas e manipula, politicamente, a indicação de seus gestores. É assim que, indiretamente, o eventual ocupante político da máquina estatal dá as cartas nos investimentos que os Fundos farão em grandes empreendimentos privados (que se transformam em pagadores de "mensalões" ou, até a lei impedir, contribuintes de campanhas eleitorais.

Nesse modelo estrutural, que facilita o tráfico de influência e a corrupção sistêmica, as regras elementares e produtivas do capitalismo ficam em segundo plano. Por isso, só podem ser loucos os investidores de grandes fundos que apostam seu dinheiro neste verdadeiro Cassino do Al Capone que é o Caímunismo Rentista Corrupto do Brasil.

Releia o artigo de domingo: Teremos um Presidente da República preso?


Bolsa cadeia?


Sem teto


Sacudindo o pandeiro


Meia na cadeia


Esquecido no cárcere


Sempre descumprindo promessa


Livro di grátis


Colabore com o Alerta Total

Os leitores, amigos e admiradores que quiserem colaborar financeiramente com o Alerta Total poderão fazê-lo de várias formas, com qualquer quantia, e com uma periodicidade compatível com suas possibilidades.

Nos botões do lado direito deste site, temos as seguintes opções:

I) Depósito em Conta Corrente no Banco do Brasil. Agência 4209-9, C/C: 9042-5, em favor de Jorge Serrão.

OBS) Valores até R$ 9.999,00 não precisam identificar quem faz o depósito; R$ 10 mil ou mais, sim.

II) Depósito no sistema PagSeguro, da UOL, utilizando-se diferentes formas (débito automático ou cartão de crédito).

III) Depósito no sistema PayPal, para doações feitas no Brasil ou no exterior.

Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!


O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 18 de Janeiro de 2016.

4 comentários:

Anônimo disse...

Em breve as noticias serão as mesmas so que da Previ dos funcionários do Banco do Brasil.

Anônimo disse...

Parece que agora o TIOCÉCÉ(Nestor Cerveró)conseguiu jogar muito merdelê no ventilador de LULALÁ com a denuncia dos R$ 50 milhões de propina proveniente da compra de US$ 300 milhões blocos de exploração petróleo na África para sua reeleição de 2006.Será que é verdade? Eu não acredito nisso, continuo achando o LULALÁ super paupérrimo.

Anônimo disse...

A Previ já esta com a corda no pescoço.........

Anônimo disse...

Se acusarem que Lula embolsou até acredito, agora para reeleição não passa de pura inveja pois foi tanta a diferença nas urnas que foi incontestável, falando nisso se ele se candidatar para 2018 vai ser outro banho, pois bosta por bosta eu e o povo truco...