quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

Depois do Carnaval, vem o "carnaval" de mudanças


Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

O que fizemos com aquele Brasil próspero e divino, a caminho do desenvolvimento, do progresso, da ordem e da paz social, que estava se desenhando uns 50 anos atrás?
Quem não se lembra da primeira ou das primeiras professoras? Elas marcaram a vida de todos aqueles com mais de 40 anos. Eram nossas mães fora de casa. Nos ensinavam valores; o que era certo e o que era o errado; eram o nosso porto seguro.
Mais que isso: eram referências, líderes e amigas de verdade. Acompanhavam nossos primeiros passos na alfabetização, na socialização e nos apresentavam várias formas para enfrentar o novo mundo que iríamos descobrir. Em Niterói, fui aluno de um mito da educação chamada Marília Mattoso.
A regra valia para o ensino privado e o público. Em 99% dos casos, eram escolas públicas que tinham excelência. Professoras funcionárias do Estado brasileiro. Eram especiais, eram mães dedicadas de dezenas ou centenas de crianças. E pasmem: eram servidoras públicas. Tratadas com respeito pelas famílias que a elas entregavam suas crianças, seus preciosos filhos. Todos tinham clareza de sua missão.
Acreditem: esse Brasil já existiu um dia.
Quando nossos pais tinham algum problema sério, conversavam com a polícia. Procurar um Delegado de Polícia era procurar auxílio, ajuda, apoio, amparo de alguém de índole inquestionável, de um pai de família exemplar, de um amigo que faria todo o possível para ajudar um cidadão, um contribuinte, um eleitor.
A chegada de um novo policial a um distrito era um evento importante; era algo equiparável à chegada de um novo padre na paróquia. A polícia era a referência de apoio para todos da comunidade. Quantas crianças e jovens sonhavam em crescer e se tornar um policial. Um defensor dos fracos e oprimidos: um herói. Quem nunca brincou de SWAT ou, até uns mais velhos, de Vigilante Rodoviário?
Acreditem: esse Brasil já existiu um dia.
Quantas vezes ouvíamos nossos pais conversarem com as nossas mães sobre os nomes dos candidatos a Prefeito, Vereador ou Deputado?  Os candidatos muitas vezes eram pessoas conhecidas das nossas famílias. Eram nomes referendados pela comunidade antes mesmo de submetidos ao escrutínio das urnas. Já entravam na disputa com a vitória da legitimidade e da representatividade.
Candidatavam-se dentistas, médicos, comerciantes, mecânicos, feirantes, confeiteiros e outros membros da comunidade reconhecidamente representativos deles. Perguntem a seus pais e poderão confirmar como era difícil convencer o médico, o farmacêutico, o dentista e até mesmo o mecânico a se candidatarem. Os argumentos utilizados eram o bem-estar da comunidade. Era por patriotismo que eles se candidatavam. Por dever cívico.
Acreditem: esse Brasil já existiu um dia.
Quando uma família perdia o seu patriarca ou o seu mantenedor, os vizinhos, os amigos e os membros da comunidade se mobilizavam para amparar aos que precisavam. Quantos de nós chamamos de "avô", “tio”, “padrinho” ou “compadre” pessoas que não têm nenhum parentesco consanguíneo conosco? Eram membros da comunidade que assumiam responsabilidades sociais, familiares, afetivas e financeiras em nome de uma estrutura social em que buscavam promover a justiça e o bem-estar da comunidade e de seus membros.
Acreditem: esse Brasil já existiu um dia.
A base de uma comunidade, a base de uma sociedade é o que a define. Enquanto não resgatarmos nossos valores morais, sociais e coletivos não encontraremos nenhuma saída real para os males que afligem este País maravilhoso chamado Brasil.
Não podemos mais nos envergonhar de sentirmos saudades daquele Brasil dos nossos pais. Aquele Brasil que tínhamos em nossa infância e na nossa juventude precisa voltar a existir. Não é saudosismo, nem messianismo, muito menos iluminismo de classe média. É uma necessidade urgente.
Que Brasil nós queremos?
Aquele Brasil dos agiotas, dos rentistas perdulários, dos marajás inescrupulosos, dos políticos mentirosos e ladrões? Um Brasil onde os impostos e multas massacram indiscriminadamente todos aqueles que trabalham duramente para oferecer um futuro melhor para seus familiares?
Um país onde um cidadão honesto teme tanto a polícia quanto teme o crime organizado? Um país onde os políticos são sinônimo de desonestidade? Um país onde a população diz abertamente que a lei só é aplicada para punir os pobres e indefesos assalariados? Um País com rigor seletivo contra os inimigos estatais de ocasião, escolhidos pela "gestapos" que infestam a máquina pública?
Não. Absolutamente, o Brasil das indagações anteriores não interessa a nós, brasileiros. E também não interessa ao mundo. O planeta Terra depende de um Brasil próspero, produtivo e desenvolvido. Como mera colônia de exploração, por seu tamanho e potencial, o Brasil desequilibra o sistema de poder e a economia do mundo.
O Brasil e os brasileiros são mais fortes do que pensam esses inescrupulosos corruptos que se encastelaram na máquina pública. O brasileiro não é corrupto. O brasileiro não é preguiçoso e nem um desonesto oportunista.
Somos centenas de milhões de trabalhadores, pais de família, irmãos e filhos dedicados. Somos milhões de estudantes buscando um lugar ao sol. Somos milhões de batalhadores incansáveis e esperançosos de um futuro próspero.
Futuro este que virá quando expurgarmos da máquina pública todos aqueles que não trabalharem pelo bem da comunidade, pelo bem do povo e pelo bem da Pátria.
Quem duvidar deste destino irá se surpreender, muito em breve. Não dá mais para segurar. A transformação é irreversível. Mudar é preciso!
A Revolução Brasileira está em andamento, rumo a um inédito processo de Intervenção Cívica Constitucional. Os mesmos brasileiros que promovem a alegoria organizada na alegria do carnaval são os protagonistas de profundas mudanças em curso.
Acreditem e tenham fé, amor e esperança: o Brasil dos valores bons e corretos ainda voltará a existir um dia.
O ano chinês, do Macaco, começou anteontem. O nosso, diz a lenda, começa, de fato, nesta quarta-feira de cinzas.
Depois do carnaval oficial, vem o "carnaval" de mudanças...
Sigiloso por quê?

O juiz Sérgio Moro autorizou a Força Tarefa da Lava Jato e a Polícia Federal a abrirem inquérito sigiloso para apurar a relação entre o famoso sítio Santa Bárbara, em Atibaia (SP) - usado 11 vezes por Lula - e as empreiteiras já investigadas:

“Além da extensão da investigação para além do âmbito da empresa OAS, entendemos que as diligências em curso demandam necessário sigilo, já que o fato ainda está em investigação”.

O perigo é que, se as investigações sigilosas derem em nada ou pouca coisa, Lula ainda são de bonzinho e perseguido no final da História...
OI, Lula!


O Antagonista, do Diogo Mainardi, comprovou que é mesmo um site muito antenado...

A instalação de uma antena da operadora de telefonia Oi a poucos metros do sítio de Lula em Atibaia pode se transformar em mais um indício ligando o imóvel ao ex-presidente.
Quem visita o local percebe que o sinal de celular é precário na região e melhora quanto mais perto se chega do sítio Santa Bárbara.
Uma pesquisa no cadastro das ERBs (Estações Rádio Base) revela que a Oi Móvel instalou uma antena no local em 13 de setembro de 2011, meses após a reforma do sítio. A licença de operação só saiu em 3 de setembro de 2013.
A torre (última da relação abaixo) está instalada no final de uma travessa da Estrada Parque das Cascatas, ao lado de uma casinha simples, nos limites da propriedade frequentada por Lula. O local faz divisa com o sítio "La Chamade" e outro imóvel sem identificação.
O Antagonista sugere que a Lava Jato solicite informações à Anatel e ao cartório da região.

Sitiados


Autofardo


Perseguido


Astúcia burra


Primos sem vergonha


Colabore com o Alerta Total

Os leitores, amigos e admiradores que quiserem colaborar financeiramente com o Alerta Total poderão fazê-lo de várias formas, com qualquer quantia, e com uma periodicidade compatível com suas possibilidades.

Nos botões do lado direito deste site, temos as seguintes opções:

I) Depósito em Conta Corrente no Banco do Brasil. Agência 4209-9, C/C: 9042-5, em favor de Jorge Serrão.

OBS) Valores até R$ 9.999,00 não precisam identificar quem faz o depósito; R$ 10 mil ou mais, sim.

II) Depósito no sistema PagSeguro, da UOL, utilizando-se diferentes formas (débito automático ou cartão de crédito).

III) Depósito no sistema PayPal, para doações feitas no Brasil ou no exterior.

Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!


O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 10 de Fevereiro de 2016.

9 comentários:

Anônimo disse...

Acreditem, tudo de bom que foi citado no texto, aconteceu no governo dos militares. E depois a ORCRIM ataca os militares como se fossem eles os ruins. É mentira da ORCRIM. Quem viveu naquela época sabe que foi uma época de ouro para o cidadão de bem.

O SOMBRA disse...

CARO JORNALISTA SERRÃO

O PAI DOS POBRES VIROU PAI DOS TROUXAS

PAGAMENTOS DE DÍVIDAS DE CAMPANHA E DESPESAS COM O SÍTIO EM ATIBAIA E O EMPRENDIMENTO DO EDIFICIO EM GUARUJA, EM SANTOS, COM MELHORIAS PAGAS EM DINHEIRO VIVO, MOSTRA QUE EXISTE DINHEIRO SUJO POR TRÁS DESSAS TRANSAÇÕES.
DINHERO VIVO NÃO DEIXA RASTROS.
FICOU RICO COM O GOVERNO BRASILEIRO E AGORA TENTE ESCONDER TODA ESTA RIQUEZA DO POVO INOCENTE ÚTIL COMO SE ISSO FOSSE POSSÍVEL.
A BLOG AVERDADEDASMENTIRAS-UNKNOWN APESAR DE ESTAR SOFRENDO BLOQUEIOS POR HACKERS DO PT, MOSTRA ESTAS MENTIRAS QUE ENGANARAM O POVO INOCENTE ÚTIL POR 13 ANOS.
AGORA BASTA!
INTERVENÇÃO CÍVICO MILITAR JÁ
BRASIL ACIMA DE TUDO

Anônimo disse...

É impossível se esconder a origem de qualquer coisa, principalmente onde exista uma ponta solta, desatada (o que seria da paleontologia, da arqueologia, da história em geral). Dinheiro “vivo” não nasce em arvore que já foi derrubada. Diga-me o nome da pessoa que pagou a “conta”, me de os direitos cívicos, jurídicos e policiais para conectar o percurso da grana e te garanto que chego ao “provedor” da bufunfa pilantra. Mas, lógico que qualquer ser mais informado, principalmente de paradas mais civilizadas, sabe que essa história só é válida aqui na Banania, com o aval da justiça banana. Nenhum ser competente, mesmo bandido, pois bandido também tem que ser competente onde existe justiça, tentaria esconder a origem de boró com “me deram essa mala, mas eu não sei de onde ela veio!”. Para começar, o bandido é esse aí mesmo, o da mala... por dinheiro suspeito, lavado, sem origem, sem contabilidade e sem declaração. jmv

Anônimo disse...

De assustar assombração!
O sitio e o triplex são peixinhos!
"Vídeo mostra Lula confessando que incentivou Evo Morales a roubar refinaria da Petrobras na Bolívia".
Traidor do Brasil, seu Lula!

Anônimo disse...

Não vai dar em nada, só se o Duque de Kent pedir a cabeça de Lula, ele fez o serviço direito quebrou o Brasil, para entrada na Nova Ordem Mundial.
Dividas dos Paises

China 22 Trilhoes Dolares
EUA 21 Trilhoes Dolares
Brasil 5 Trilhoes Reais

Mas o Zika virus pior que a aids que sobrevive fora do corpo, tamo ferrado.
Embarcamos no Titanic de JP Morgan

Brasil em trevas
Chico

Anônimo disse...

Sr. Jorge Serrão: ótimo texto, sou dessa época e testemunho e atesto que são verdades o que demonstrou o Brasil que éramos e esse "pais-zinho" pós 1.985!
Permita-me corrigí-lo: faltam 100 estadias do "Sr. lula et famiglia". Foram 111 no total, conforme descoberto e divulgado. Os petistas poderão utilizar-se do seu texto para defender o ídolo deles.
Por momentos, pareceu a propaganda enganosa do pt, pós-carnaval, para nos unirmos, trabalharmos... Mas sabemos que o teu texto é verdadeiro e reflete a verdade interior, não um golpe de marketing, destinado aos que não sabem de nada! Cadê a "oposição" na TV para desmentir estas propagandas enganosas e mentirosas? Talvez apareça alguém do PSDB falando abobrinha, fingindo não ser da turma vermelha, na estratégia da tesouras.
Cadê o pessoal da FIESP & cia, que tem muito dinheiro, para fazer propaganda desmentindo o golpe marqueteiro petista? Ou a Maçonaria?

AP disse...

Serrão, todo que foi dito é verdade, vivi esta época e tenho bastante saudade, na minha cidade vereador não recebia salário, pra você ter ideia, que saudade! dos bons costumes e do dinheiro publico aplicado com respeito.

Sérgio Alves de Oliveira disse...

Especialmente nos anos 70 ,como advogado de "campo",pela então Cia.Riograndense de Telecomunicações-CRT,subi muito morro no RGS buscando um ponto "x" para instalar torre repetidora de telefonia com antenas em Micro Ondas (MO),ou UHF,identificá-lo,delimitá-lo,identificar o dono ,e negociar ou desapropriar. É claro que nessas "andanças",às vezes tendo que praticar um quase-alpinismo,aprendi bastante sobre os requisitos para a instalação de torres transmissoras e repetidoras de telefonia,apesar de não ser técnico na área. Não existe grande rigor quanto à escolha do local.A área geográfica apropriada é bastante extensa,ficando a critério dos técnicos da operadora a escolha do lugar exato. A decisão e a colocação da torre de celular da Oi necessariamente foram precedidas de projetos. Quando foi feito o 1º projeto? Neste 1º projeto, já estava previsto a instalação da torre nas "barbas" do sítio de Lula? Houve alteração do projeto inicial ? Quando? Parece que Força Tarefa só terá respostas se chamar a Oi para dar explicações.

Cesar disse...

Belo editorial, Serrão. Eu vivi uma parte destes tempos, quando era criancinha e em minha cidade pequena.

Pena que isso não voltará, pelo menos, não iremos viver pra ver isso novamente.
A única coisa que poderemos fazer é criar condições para que nossos filhos e netos tenham condições de viver em um ambiente parecido àquele que tivemos e em um real Estado de Direito.