domingo, 28 de fevereiro de 2016

O tesão de Lula vai violentar a Dilma?


Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

Até quando teremos de aguentar Dilma Rousseff no poder, desgovernando e acabando com o Brasil? Os analistas mais realistas avaliam que nada acontece com ela imediatamente. A Presidenta teria uma sobrevida até abril ou maio de 2017, em processo de impeachment ou de cassação de chapa reeleitoral.

O cinismo e o fanatismo impedem Dilma de renunciar, mesmo que perca o apoio político. Nos embalos do suicídio, empresários reclamam muito, mas pouco fazem de concreto para derrubá-la. Os banqueiros, mesmo pressionados por alguns rentistas insatisfeitos, não têm interesse em afastar Dilma, sem a certeza de que tudo fique como sempre esteve.

Já que a realidade anda dura demais, vamos dar uma pausa para a ficção, ou melhor, para a facção da novela das nove, "A Regra do Jogo", nos capítulos finais. A coluna da Patrícia Kogut, no site de O Globo, reproduz um diálogo entre a bandida Athena e o tal "Pai" (o empresário Gibson Stuart, o chefão da organização criminosa da trama, ironicamente, interpretado por um petista fanático, o excelente ator José de Abreu. A fala da Athena é uma ironia com o Brasil desgovernado pelo crime organizado:

"Você não sabe o quanto eu admiro o senhor, eu nunca pude te dizer isso pessoalmente, mas o senhor tem um projeto, um projeto que eu admiro demais! Cara, esse país todo esculhambado, corrupto, não tem nada que funciona direito. Aí o senhor monta a facção, nível primeiro mundo, o objetivo, a operação, top, top, top, é um exemplo para o país! Eu posso somar muito com o senhor! Eu posso ser sua sócia aqui e na facção, ao mesmo tempo. Eu posso me dedicar o tempo todo, 24 por 7! Eu sei que o Romero e o Orlando (Eduardo Moscovis) doavam 60% do faturamento deles para a facção. Eu topo dar 90!"
"Eu estou ligada que você está sozinhão, Gibson. Antes tinha o Orlando, o Zé Maria (Tony Ramos), o Romero. Agora, você está aí no alto, sozinho, sem ninguém na linha sucessória! Ninguém para continuar tua obra. Para ouvir teus problemas. Para te dar conselho. Quem sabe eu não sou essa pessoa que está te fazendo falta, hein? Quem sabe um dia, lá na frente, o novo Pai não vai ser uma Mãe?"
Mais tragicômico que este diálogo de novela (?) é assistir ao teatrinho encenado por Lula, Dilma, seus aliados-inimigos e a "oposição" de mentirinha. O líder $talinácio, claro, ganha fácil de todos, merecendo um Oscar simbólico, de melhor ator insuperável ou de melhor efeito especial em tudo que faz e fala. Na festança dos 36 anos do Partido dos Trabalhadores, aproveitando a ausência obsequiosa e oportunista de Dilma, Lula se lançou à sucessão presidencial de 2018: "Se for necessário, se vocês entenderem que a manutenção do projeto corre risco, estarei com 72 anos e tesão de 30 para ser presidente da República".

Realmente cheio de tesão, Lula aproveitou para meter o pau em todo mundo: "Ando de saco cheio com comportamento dos nossos inimigos e da imprensa. Brigamos para ter Ministério Público forte. Não imaginava ter uma parte do Ministério Público subordinada à imprensa brasileira, fazendo o jogo da Veja, do Globo. As pessoas que se subordinam desta forma não merecem o cargo. Digo que não tenho apartamento. Um cidadão, obedecendo ao Globo e a TV Globo, diz que o tríplex é meu. É uma situação sui generis. Quando terminar o processo, podem me dar o apartamento e a chácara. Não se pode criminalizar qualquer pessoa pelas manchetes da imprensa. Os juízes tem medo de votar temendo as manchetes dos jornais. Nenhum pais será serio se um ministro da Suprema Corte, do TCU ou funcionário público tiverem de agir por conta de pressão da opinião pública".

$talinácio deve ter ficado muito pt da vida com uma pesquisa Datafolha feita entre os dias 24 e 25 de fevereiro, em 171 cidades brasileiras, ouvindo 2.768 pessoas. Pelo menos 58% dos entrevistados acreditam que o ex-presidente foi beneficiado por construtoras na reforma do apartamento do Guarujá e no sítio em Atibaia. Percentual que sobe a 79% entre os que se consideram bem ou mais ou menos informados sobre o assunto.

Lula deve ter ficado feliz com a Dilma - a mesma que ele detona a cada instante. No Chile, providencialmente longe dos festejos da petelândia, a Presidenta "escreveu" uma linda cartinha, contendo um trecho de especial carinho ao Presidentro: “O presidente Lula é um patrimônio político do nosso país e do mundo, que vem sendo duramente atacado, de forma injusta. Sou e serei solidária ao meu amigo e companheiro Lula em todas as ocasiões, e continuarei a seu lado em todas as batalhas que certamente ainda travaremos”.

Dilma também dedicou outro trecho da amável mensagem para defender o PT - partido que adoraria se ver livre dela, sendo a recíproca mais verdadeira ainda. Dilma "escreveu": “A esses que fazem a luta política com base em factóides, mentiras, insinuações, fofocas e insinuações, responderemos com o melhor antídoto possível: a relação direta de confiança que construímos, nestes 36 anos, com os movimentos sociais, os trabalhadores, as mulheres, os jovens, todos aqueles que transformamos em protagonistas do desenvolvimento de nosso país”.

Já que o papel e o vento aceitam quaisquer palavras, aproveitando a viagem ao Chile, Dilma dei uma declaração bem destoante da cartinha, para resumir sua relação com o PT: "Nós vivemos numa democracia. O governo é uma coisa, os partidos são outra. Em que pesem eles serem a base, muitas vezes eles divergem. Isso é normal e tem que ser encarado com normalidade. Eu sempre pedirei apoio e conto com o apoio deles. Um partido é um partido, um governo é um governo. Eu não governo só para o PT. Eu governo para os 204 milhões de brasileiros. Eu não governo só para o PT, só para o PSD, só para o PDT, ou só para o PTB, ou só para o para o PMDB. Eu tenho de governar olhando todos os interesses. E como o nome diz, o partido é sempre uma parteNão é pessoal isso. Tem concordâncias, discordâncias, tem propostas diferentes e tem amadurecimento do governo, que não é dono da verdade, nem dos partidos, que são donos de sua verdade. Cada um tem a sua verdade e acha que ela tem que ser externada".

Acuada politicamente, Dilma teve também de falar do assunto que mais a incomoda: o fracasso econômico brasileiro sob a má gestão dela. A "economista" Dilma, novamente, apelou para a demagogia, dando um show de cinismo pragmático: "O que é necessário para o Brasil recuperar o grau de investimento? Temos que estabilizar a situação fiscal. É fundamental que as pessoas percebam que não existe o fim em si de equilibrar o orçamento do Estado brasileiro. Você faz isso porque é essencial para que se crie um ambiente favorável ao investimento, que esteja com inflação controlada e que permita que haja um horizonte de expectativas positivas. Além disso, o Brasil precisa se unir. O Brasil não pode sistematicamente se mostrar desunido, todas as pessoas pessimistas. Todas as pessoas eu não digo, porque eu acho que o povo brasileiro é um otimista, mas grupos muito pessimistas que só olham a parte mais vazia do copo e isso nós não podemos permitir".

A novela da Dilma vai longe. A da Rede Globo acaba logo... Se a linda bandida Athena será a "Mãe da Facção", os capítulos finais vão revelar... A ficção, tudo acerta no final. A realidade, no entanto, costuma ser cruel. Luiz Inácio Lula da Silva, personagem de si mesmo, se prepara para se submeter a maior vergonha de sua vida, sendo obrigado a depor ao Ministério Público Federal, na próxima quinta-feira, 3 de março, às 11 horas da manhã.

A esposa Marisa Letícia depõe às 9 horas. O filho do casal, Luiz Cláudio, falará às 13 horas. A previsão é de manifestações conflituosas entre a turma contra e a favor do $talinácio, diante da Justiça Federal em São Paulo.

Cheio de tesão, Lula não poderá correr do pau. Corre até o risco de ser conduzido de forma coercitiva pela Polícia Federal. Se terminar levado a depor pelo famoso "Japonês da Federal", Lula será submetido ao máximo vexame, para delírio dos que o odeiam e para indignação dos fanáticos que o amam com tesão infindável.

Voltando à indagação primária: O tesão de Lula tem poder para violentar a Dilma? Claro que tem... Mas a Dilma pode lhe aplicar uma chave de perna política, embora isso seja sexualmente improvável. A Presidenta é uma refém de Lula, do PT e das facções criminosas. Se ela trair, acabam com ela mais depressa.

O Alerta Total já escreveu e repete: Dilma só teria uma mínima chance de salvação se rompesse, abertamente, com o PT que fará de tudo para destruí-la, na tentativa de salvar Lula. O tempo se esgotou para Dilma tomar tal decisão. O triste e lamentável é que a agonia dela no poder agrava, ainda mais, a situação de caos no Brasil. E se o tesão de Lula aumentar, a Nação brasileira será ainda mais estuprada. Lula fará o diabo porque não quer saber de hospedagem forçada em Curitiba... A beligerância dele pode alimentar a guerra de todos contra todos - a chamada guerra do fim dos imundos...

De repente, quem sabe, o aprofundamento do caos não seja a pré-condição histórica necessária para a maioria tomar vergonha na cara e promover a inédita Intervenção Cívica Constitucional?

Presentinhos


Que transtorno


Efeito Acarajé pós-Pixuleco


Colabore com o Alerta Total

Os leitores, amigos e admiradores que quiserem colaborar financeiramente com o Alerta Total poderão fazê-lo de várias formas, com qualquer quantia, e com uma periodicidade compatível com suas possibilidades.

Nos botões do lado direito deste site, temos as seguintes opções:

I) Depósito em Conta Corrente no Banco do Brasil. Agência 4209-9, C/C: 9042-5, em favor de Jorge Serrão.

OBS) Valores até R$ 9.999,00 não precisam identificar quem faz o depósito; R$ 10 mil ou mais, sim.

II) Depósito no sistema PagSeguro, da UOL, utilizando-se diferentes formas (débito automático ou cartão de crédito).

III) Depósito no sistema PayPal, para doações feitas no Brasil ou no exterior.

Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!


O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 28 de Fevereiro de 2016.

5 comentários:

ARS disse...

Incrível que o pior governo da história desse país esteja durando tanto tempo. Por muito menos, outros foram derrubados, renunciados ou mortos. Que geração de bananas!

Anônimo disse...

DESBANQUE A LAVA-JATO, PROCESSE SEUS ACUSADORES, ENCENADOR E ATOR DE NOVELAS LULA, TÁ HA HORA E PROVE O ABAIXO:
“Se tem uma coisa que eu me orgulho, neste País, é que não tem uma viva alma mais honesta do que eu. Nem dentro da Polícia Federal, nem dentro do Ministério Público, nem dentro da igreja católica, nem dentro da igreja evangélica. Pode ter igual, mas eu duvido”, e ainda se defende das denúncias que tenha recebido muito dinheiro por palestras. "Com orgulho, passei a ser um dos conferencistas mais bem pagos do mungo porque fui o presidente que mais tirou pessoas da probreza"!
É fato, as favelas do Brasil sumiram todas; com o PT foi um só ABRACADABRA e pronto!!
Esse Luleco em encenação é o cara, competindo com o super ator americano Obama, outro que entende do assunto como ator de novelas, e como!
QUEREM LEVAR 20 000 000 DE PESSOAS PRÁS RUAS DIA 13; TAMO LÁ, gente, senão os vampiros e sanguessugas do PT não sairão!!!

Martim Berto Fuchs disse...

A Dilma me faz lembrar uma piada que se contava na fronteira do RS.
Um argentino que não sabia nadar, caiu do barco que se afastou sem dar por conta.
Enquanto tentava se manter à tona, o "compañero" exclamava:
- Poco a poco voy te tragando Uruguai viejo.

Anônimo disse...

Acho errado este discurso de muitos empresários de dizer q na crise há oportunidades, que é uma porta para mudanças, a desgraça de uns, faz o beneficio de outros...pq não, mas não vamos minimizar a situação, este modelo de capitalismo selvagem não vai resolver nossos problemas e conflitos sociais, enquanto falam isso os governantes ficam achando que está tudo bem!

Anônimo disse...

A roseira solta a rosa o gaúcho o botão ai no RS tem um monte de ladrão...