quarta-feira, 30 de março de 2016

Manifesto de apoio à Operação Lava Jato


Documento no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Servidores do MPU e PJU

A denominada Operação Lava Jato é uma ação institucional, realizada de acordo com a lei, que integra o trabalho de servidores e agentes públicos de diversas instituições, como a Justiça Federal, o Ministério Público Federal, a Receita Federal e a Polícia Federal visando esclarecer e punir crimes graves praticados por agentes políticos e empresários. Por isso é um exemplo de como deve funcionar o serviço público, atendendo aos princípios da moralidade, impessoalidade, probidade e publicidade.

Desconhecendo essa realidade, recentes declarações de eminentes figuras da cúpula política brasileira insinuam que o Poder Judiciário é acovardado e que juízes agem por motivação pessoal, colocando em dúvida até mesmo o caráter e a ética dos servidores envolvidos nos trabalhos da Operação Lava Jato.

A personalização da investigação em nome do Dr. Sérgio Moro tem diversas origens e nenhuma delas surge devido à intenção ou atitudes do referido Juiz. Esse fenômeno psicológico, social, cultural e até antropológico nasceu no seio da população que percebe o papel importante que vem sendo desempenhando por esse magistrado comprometido com a justiça e sua missão constitucional, num país em que prevalece a impunidade para os chamados crimes do colarinho branco.

Por outro lado, a referida personalização, de forma negativa, também tem sido fruto da ação dos investigados que, dessa forma, procuram enfraquecer a ação institucional com o intuito de atribuir a descoberta de seus crimes a uma pessoa que agiria por vontade própria e interesses escusos. São teorias repetidas ao longo do tempo por corruptos. Teses como as de “conspiração” ou de “perseguição política” que não são adequadas em face dos fatos criminosos objetos da investigação. Tais absurdos só buscam arregimentar apoio entre incautos e confundir a opinião pública.

Por tudo isso, como cidadãos brasileiros e servidores do Poder Judiciário da União (PJU) e do Ministério Público da União (MPU), não podemos nos omitir quando há ataques ao Poder e à Instituição que dedicamos parte de nossa vida profissional e pessoal, visando cumprir o papel a nós destinado pela sociedade brasileira, previsto nas leis e na Constituição Federal.
Como se sabe, a reação às investigações é uma prática típica de organizações criminosas e, no caso da Lava Jato, evidencia a tentativa de barrar as investigações.

Diante disso, nos unimos também em defesa de nossos colegas servidores do PJU e MPU, que com o Dr. Sérgio Moro, com os Procuradores da República sob coordenação do Dr. Deltan Dallagnol, prestam grandioso serviço em prol do Brasil. São analistas e técnicos altamente qualificados e de extrema confiança no exercício de suas atividades profissionais.
Lembramos que o Supremo Tribunal Federal (STF) é o guardião da Constituição e das leis da República. Seus membros são detentores dessa enorme responsabilidade e contam com a colaboração inegável dos servidores do PJU.

Por sua vez, cabe ao MPU assegurar que o cumprimento das leis e a proteção dos interesses da nação junto ao STF sejam observados. Nesse sentido o Procurador-Geral da República também conta com servidores cientes de suas responsabilidades institucionais.

Por fim, pedimos também apoio do povo brasileiro à Receita Federal, à Polícia Federal e em defesa de um Poder Judiciário e Ministério Público autônomos e independentes com servidores valorizados e livres para exercer suas atribuições a bem da sociedade e do país, contra a perversa política de desmonte dos recursos humanos do PJU/ MPU pelo governo federal, através das reiteradas negativas de reposição do índice inflacionário, conforme previsto na Constituição, ocasionando dez anos de arrocho salarial.

Todo apoio ao Juiz Sérgio Moro e equipe!

Todo apoio aos Procuradores da República e equipes!

Todo apoio à Polícia Federal!

Todo apoio à Receita Federal!

Todo apoio aos servidores públicos que integram a operação Lava Jato!
Brasil, março/2015

Assinam: Servidores do PJU e do MPU e sociedade em geral, abaixo assinados.


Um comentário:

Estéfani JOSÉ Agoston disse...

Estive lá e carimbei, apoiando o abaixo assinado