domingo, 10 de abril de 2016

Quem são vocês?


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Antônio José Ribas Paiva

Quem são vocês? Serra, Lula, Dilma, Fernando Henrique, Temer, e outros, para pretenderem traçar os destinos da Nação Brasileira? As falcatruas, presentes passadas e, porque não, futuras, os desqualificam, para o trato da coisa pública. Felizmente, tudo veio à público. A classe política deve preocupar-se, apenas, em  tentar evitar a cadeia, mas vai ser difícil! Patriotas, INTERVENÇÃO CÍVICA CONSTITUCIONAL neles!!!

Outro dia, uma autoridade militar, de alta patente, entusiasmado, afirmou: "Precisamos aplicar o 142 da CF nos 171 da política!". Não restam dúvidas, que o remédio jurídico necessário, a INTERVENÇÃO CÍVICA CONSTITUCIONAL, será aplicado.

"VAMOS MANTER O FOGO QUE A VITÓRIA SERÁ NOSSA!!!"

Releia o artigo de Sérgio Alves de Oliveira: Destrinchando a Intervenção pelo artigo 142 da Constituição


Antônio José Ribas Paiva é Advogado.

4 comentários:

Anônimo disse...

JÁ PASSAMOS POR UMA E SÓ DEU EM MERDA... POIS DAI QUANDO NINGUÉM PODIA SER DENUNCIADO A COISA CORRIA PIOR, E HOJE DIFICIL SÃO AS DENUNCIAS DAR EM ALGUMA COISA, MAS JÁ SERVEM PRO BICHO PEGAR... ABAIXO O RESTO DA DITADURA, JUDICIARIO E MAÇONARIA NA CADEIA DAI A COISA MELHORA...

Loumari disse...

Abrir as Portas da Felicidade

A Força é a chave que abre as portas da felicidade, pois sem ela nenhuma das outras nove portas é aberta. Se desejamos ser felizes, temos de apelar à nossa força interior e mental para mudar o que está mal em nós. A Força distingue-nos da norma, pois obriga-nos a lutar pela diferença de tentarmos ser felizes, dá-nos a capacidade de optar consecutivamente por um «sim» ou um «não».

A Força abre-nos fronteiras, cria passagens por mundos desconhecidos e torna-nos corajosos. A Força destrói os medos e combate a indiferença e a frustração. A Força é um desvio de direção quando nos aproximamos do abismo, é um acordar repentino quando apenas temos um precipício pela frente. A Força é compreender um aviso, um sinal. É derrotar definitivamente os dias tristes.
Sou feliz porque tenho Força para mudar o que não está bem.

"Gustavo Santos , in 'Arrisca-te a Viver'
Portugal n. 27 Mai 1977
Life Coach

Loumari disse...

Para mudar bem é necessário ou ter muita sorte, ou ter informação e capacidade de inovar.
(Jorge Seguro Sanches)


As coisas não mudam com palavras.
(Vasco Pulido Valente)


Queiramos ou não, a vida transforma-nos. Corremos o risco de mudar para pior, se nos fechamos na rigidez das nossas convicções. Mudamos para melhor, quando aceitamos tentar compreender quem somos.
(Ana Vieira de Castro)


Quanto maior for a resistência à mudança, numa tentativa de manter o controlo sobre os acontecimentos da vida, maior será o embate e a tensão imensa causada pelo desgaste de lutar «contra a maré».
(Ana Vieira de Castro)


Mesmo que esteja descrito à exaustão o triste fenómeno da resistência à mudança, cada um de nós acredita que isso só concerne aos outros. Que os outros é que são comodistas, é que se assustam com o desconhecido e o novo, é que preferem o controlo patético dos seus pequenos mundos.
(Isabel Leal)


Há homens que surgem nas épocas certas com uma visão de futuro. Mas raramente eles surgem sem um projecto de mudança que já seja nítido na sociedade.
(Fernando Sobral)

Muitas das mais significativas mudanças que nos determinam o rumo da vida começam por razões que não são as por nós desejadas.
(Maria José Costa Félix)


Por um lado adoramos o novo e somos sôfregos de tudo o que quebre a rotina e nos abra horizontes de possibilidades. Mas, por outro lado, agarramo-nos ao conhecido e resistimos ao que inaugura essas outras possibilidades como se traíssemos o passado, como se na adopção do novo desconstruíssemos a nossa periclitante identidade.
(Isabel Leal)


Toda a mudança nas sociedades contemporâneas gera sempre um coro de críticas. Não podemos esperar só aplausos. O mais gratificante não é receber aplausos, é ver resultados.
(Alberto Costa)

Loumari disse...

Desistir de Querer Entender Tudo

Há momentos em que todas as respostas e explicações falham. Nesses casos, a vida deixa de fazer sentido. Ou, então, não sabemos mais o que dizer ou fazer quando alguém em aflição vem pedir-nos ajuda.
Ao aceitar completamente que não se tem explicações para tudo, desiste-se da luta para encontrar respostas através da mente racional e limitada, e é nessa altura que uma inteligência superior pode operar através de nós. Então, até mesmo a mente pode beneficiar com essa intervenção, uma vez que a inteligência superior aflui para o pensamento e inspira-o.
Por vezes, a entrega significa desistir de querer entender e aprender a conviver bem com o facto de não se saber tudo.

"Eckhart Tolle, in 'A Voz da Serenidade'
Alemanha n. 16 Fev 1948
Escritor espiritual / Conferencista