terça-feira, 3 de maio de 2016

O impostaço do Dia do Trabalho


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Sérgio Alves de Oliveira

A infeliz iniciativa que teve a Presidente  Dilma Rousseff nesse melancólico  feriado de 1º de maio, Dia do Trabalho, anunciando  reajuste do “bolsa família” e, ao mesmo tempo, incrivelmente, do imposto de renda, na verdade comprova que ela está certa. O processo de impeachment aprovado na Câmara Federal contra ela não encontra respaldo na realidade dos  fatos , nem é o remédio mais apropriado.

Nenhuma surpresa tem o anúncio da correção dos valores pagos a título de “bolsa família”, o que já seria de se esperar , em virtude da política de assistencialismo exacerbado  e demagógico que marcou todos os governos do PT,desde  2003.

Entretanto o aproveitamento dessa mesma data para anunciar uma correção de 5% no imposto de renda é de uma estupidez sem precedentes. Esse reajuste significa o mesmo que comunicar a diminuição do salário dos trabalhadores, porque  em última análise são eles os principais pagadores de todos os impostos e demais tributos. Portanto o que essa Senhora fez não deixa de ser o festejo da  diminuição do salário dos trabalhadores, justamente no dia internacionalmente dedicado a eles.

Esse assalto ao bolso dos trabalhadores brasileiros é imensamente agravado pelo fato deles já suportarem a mais elevada carga tributária do mundo, numa espécie de  “terrorismo tributário”, considerando  a relação entre o que é pago em tributos e o retorno em benefícios à sociedade, tudo  apontado por organizações internacionais idôneas.

Então a Presidente Dilma,em última análise, está  certa. Não seria o caso da instauração de processo para seu impedimento. Essa decisão da Câmara foi errada. O que deveria ter sido feito é a abertura de um processo para sua INTERDIÇÃO, não pelo Poder Legislativo (Câmara Federal e Senado),porém por  Uma  Junta Psiquiátrica, cujo roteiro está bem detalhado nas disposições do Código Civil que tratam da interdição judicial por problemas mentais, tornando a pessoa juridicamente incapaz, desde  que presentes os pressupostos pertinentes. Ora, se qualquer pessoa pode estar sujeita à esse tipo de restrição, não  seria concebível privilegiar nem mesmo a autoridade máxima do país, segundo o princípio constitucional da igualdade de todos perante a lei.

Mas além de eventuais problemas mentais, difícil é saber quais outras razões poderiam ter contribuído para a Presidente  Dilma  tomar essa atitude justamente no dia menos  apropriado, ou   seja, no Dia do Trabalho. Seria uma vingança pela falta de apoio que estaria tendo nessa hora difícil em que responde ao processo de impeachment?  Ou seria para mostrar “quem é que manda” ? Ou talvez uma atitude de deboche contra tudo e contra todos?


Sérgio Alves de Oliveira é Advogado e Sociólogo.

5 comentários:

Loumari disse...

Uma tal iniciativa vos surpreende a vocês, pois a mim não me surpreende nem um comino. Este era o método aplicado em Venezuela sempre que Hugo Chavez se encontrava numa posição delicada, se tirava esta carta magna. Conquistar a opinião controlando o povo com a necessidade imprescindível do ventre.
E quem respaldava o sistema? Quem financiava o tudo? Brasil. Brasil imediatamente enviava para Venezuela carradas e carradas com produtos alimentares de alto sabor como: a rica mortadela brasileira, leite em pó, manteiga, açúcar não refinada e arroz. E se distribuía o tudo a população a que Hugo Chavez tinha baptizado de Indígenas. E nas vésperas das eleições este era o método infalível e deu excelentes resultados para o regime Chavista.
Eu até aqui não compreendo que vocês brasileiros não tinham nem o mínimo conhecimento destas exportações que eram efectuados para Venezuela. Eu se comento é porque eu constatei isto tudo estando em Venezuela. E se via o povo venezuelano os tais dos bairros populares exclamar: Este és mi presidente. Que Dios me lo bendiga presidente Chavez. E eu assistia tudo isto com os meus olhos e ouvia com os meus próprios ouvidos. Um dia perguntei uma mãe de família que eu conhecia muito bem, isto foi en Ciudad Guaina (Estado Bolívar), Que has comido hoy? Me responde ela: nada. Solamente un café. No hay plata (dinheiro). Portanto é esta mesma que gritava ao ver o avião de Hugo Chavez a descolar do Aeroporto de Puerto Ordaz, onde Chavez tinha vindo para uma reunião com Álvaro Uribe (no momento presidente de Colômbia) e a tal reunião terminou muito mal, porque Uribe partiu bem furioso naquele dia sobre a questão da FARC.
SENHORES, AS MINHAS EXPERIÊNCIAS SÃO DO TERRENO. Eu não me baseio nas pesquisas na internet que muitas vezes são falsas. Falo do que sei, do meu vivido, das minhas experiências, me forjo opiniões mediante minhas próprias observações em contacto directo com nativos nas terras onde vou efectuar as minhas observações e constato a realidade das coisas.

Anônimo disse...

Ela é nata,a natureza dela não muda. Desde os tempos da guerrilha, ela gosta de "suicídio" político, tiro no pé. Só se mete em confusão em enrascada, é facilmente manipulável. E ainda faz a proposta imoral de querer levar o vice-presidente, o golpista como ela diz, a pedir demissão de mãos dadas com ela.TCHAU, QUERIDA!

Anônimo disse...

.

acp

Só pode ser piada...

O reajuste de 5% na tabela do imposto de renda É PARA BAIXO! É REDUÇÃO!

Em 1998 quem recebia 9 salários mínimos ou menos era ISENTO do imposto de renda.

Hoje a linha de isenção está em 2,5 salários mínimos.

Com a mudança a isenção irá para 2,625 SMs.

Para outras pessoas 5% significará sair da alíquota parcial de 27,5% ou da alíquota parcial de 25% usw.


Só pode ser piada...

O reajuste de 5% na tabela do imposto de renda É PARA BAIXO! É REDUÇÃO!



Só pode ser piada...

O reajuste de 5% na tabela do imposto de renda É PARA BAIXO! É REDUÇÃO!

acp

.

Augusto disse...

Deputado do PT agride policial.
Não são estudantes, São os IDIOTAS ÚTEIS a serviço do PT...
https://www.facebook.com/CoronelTelhada/videos/1098823266849217/
Haddad deixa 103 escolas e creches sem merenda e sem aula. Ninguém protestou

Anônimo disse...

.

http://www.alertatotal.net/2016/05/o-impostaco-do-dia-do-trabalho.html

.

acp

Só pode ser piada...

O reajuste de 5% na tabela do imposto de renda É PARA BAIXO! É REDUÇÃO!

Em 1998 quem recebia 9 salários mínimos ou menos era ISENTO do imposto de renda.

Hoje a linha de isenção está em 2,5 salários mínimos.

Com a mudança a isenção irá para 2,625 SMs.

Para outras pessoas 5% significará sair da alíquota parcial de 27,5% ou da alíquota parcial de 25% usw.


Só pode ser piada...

O reajuste de 5% na tabela do imposto de renda É PARA BAIXO! É REDUÇÃO!



Só pode ser piada...

O reajuste de 5% na tabela do imposto de renda É PARA BAIXO! É REDUÇÃO!

acp

.