sexta-feira, 13 de maio de 2016

O perigo das escolhas temerárias


Edição de Sexta-feira 13 do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

A imprensa internacional, que reflete o pensamento do mercado transnacional, recebeu o Presidento Michel Miguel Elias Temer Lulia com ceticismo. No primeiro discurso, na assinatura de posse dos 24 ministros, em nenhum momento, Temer assumiu o compromisso explícito com a redução dos 93 impostos, taxas, contribuições, e a imensa "burrocracia" que inviabilizam a atividade produtiva no Brasil. Pelas escolhas temerárias iniciais de um ministério excessivamente político e pouco técnico, o velho-novo governo de "salvação nacional", que promete austeridade e diálogo, em nome de uma união e "democracia da eficiência", terá de sair, rapidamente, do mero discurso para uma prática efetiva de governança.

Além de não focar no gravíssimo problema tributário - o que reflete uma certa resistência em mexer, de verdade, no desperdício da máquina pública perdulária e corrupta, o Presidento Temer pecou pelo tímido discurso, em apenas duas frases, para cuidar do compromisso efetivo com a continuidade da Operação Lava Jato. Até o áudio falhou neste ponto da fala... Os puxa-sacos no salão do Palácio do Planalto não aplaudiram com entusiasmo, depois que Temer tentou fazer média: "A moral pública será permanentemente buscada por meio dos instrumentos de controle e apuração de desvios. Nesse contexto, tomo a liberdade de dizer que a Lava Jato tornou-se referência e como tal, deve ter (falha no áudio) e proteção contra qualquer tentativa de enfraquecê-la".

Atitudes práticas conseguem desmentir, imediatamente, a inconsistência do discurso. Um sinal de que o combate à corrupção não começa tão bem quanto o desejável na Era Temer foi o apadrinhamento político para a escolha do ministro da Fiscalização, Transparência e Controle. A nova designação da "Controladoria Geral da União" ganhou, como titular, um nome indicado pessoalmente pelos senadores Renan Calheiros e Romero Jucá. A dupla tem seus nomes citados, de forma altamente comprometedora, nas delações premiadas daquela Lava Jato que Temer, timidamente, promete proteger. Este fato é o mais preocupante da velha nova administração federal interina, até a decisão final sobre o impedimento definitivo ou não de Dilma Rousseff.   

O Alerta Total insiste por 13 x 13 na análise crítica: Até o momento, Temer não deu indicações seguras de que tem competência para solucionar a crise estrutural brasileira. A situação econômica é péssima. A máquina estatal dá sinais de falência múltipla. Os problemas institucionais ainda são gravíssimos. Temer dependerá demais da relação com a Câmara e o Senado. Ou seja, querendo ou não, fica refém da politicagem patrimonialista e fisiológica, se quiser garantir a maioria para aprovar tudo que propuser.

Novamente, o Brasil segue no falido Presidencialismo de coalizão, que sempre acaba em colisão... Hoje, Temer teria o apoio de 370 deputados e 60 senadores... Mais que a mera conta fisiológica, necessitará do efetivo apoio popular. Temer sabe muito bem que Dilma se deu mal porque perdeu o apoio do parlamento e das ruas. Por isso, o Presidento corre contra o tempo. Tem pouco tempo para provar a que veio. A estrutura errada, corrupta e debilitada do Brasil jogam contra ele. Temer tem de acertar. Do contrário, a petelândia, craque em oposição desleal, vai massacrá-lo.

Uma inegável vantagem Temer leva em relação a Dilma. Sabe operar muito bem nos bastidores. Tem capacidade comprovada de diálogo político. É corretíssimo seu discurso sobre pacificação e união nacional. A questão fundamental é que o Brasil necessita de transformações e mudanças estruturais. Se Temer abrir caminho para elas pode ficar bem no julgamento da História. Novamente, o risco concreto fala mais alto: a politicagem, parceira do desgoverno do crime organizado, continua dando as cartas para fazer pequenas reformas que permitam deixar as coisas como sempre estiveram no Brasil...

O novo ministério tem reunião agendada nesta sexta-feira 13. Temer reduziu de 32 para 23 o número de ministérios. Até agora, cometeu uma ligeira mancada em relação a Dilma. O maridão daquela moça bela, recatada e do lar não escalou mulheres como ministras. A mulherada, maioria no eleitorado, vai reclamar... Nas próximas semanas, Temer enfrentará outra prova de fogo: terá de exonerar uns 10 mil petistas dos bem remunerados cargos em comissão. Este será o dramático momento em que a máquina ineficiente irá travar - o que tende a piorar a situação.

Resumindo a ópera: Temer dependerá muito do sucesso de Henrique Meirelles no Ministério da Fazenda. Terá de torcer muito para que nada ocorra de errado na ação do ministro-oculto Moreira Franco nos bastidores bilionários dos negócios de infra-estrutura. A mesma torcida vale para outro sujeito-oculto da gestão peemedebista, Nelson Jobim, responsável pelo meio de campo da gestão Temer com os bastidores do Judiciário, enquanto segue na missão de coordenação de ações jurídicas na defesa de importantes réus políticos na Lava Jato.

Na verdade, Temer vai ser dar bem se conseguir reverter a queda livre na economia brasileira. Resta aguardar para constatar se isso acontecerá no velho formato de maquiagem ou com mudanças estruturais verdadeiras. O mercado, com ceticismo, aposta no sucesso... As velhinhas de Taubaté são sempre otimistas, para sorte dos políticos espertalhões em Bruzundanga...

De todo modo, boa sorte para quem fará a primeira reunião ministerial em uma sexta-feira 13... Como disse o bondoso FHC, Temer vai precisar fazer um milagre...

Indo para onde?


Maldição por trás da placa

A dureza da realidade costuma ser implacável para desmontar discursos demagógicos...

Michel Temer deu o maior azar com a citação que fez, em seu discurso, à necessidade de se trabalhar mais para combater a crise:

"Dizia aos senhores que a partir de agora nós não podemos mais falar em crise. Trabalharemos. Aliás, há pouco tempo, eu passava por um posto de gasolina, na Castelo Branco, e o sujeito botou uma placa lá: Não fale em crise, trabalhe. Eu quero ver até se consigo espalhar essa frase em 10, 20 milhões de outdoors por todo o Brasil, porque isso cria também um clima de harmonia, de interesse, de otimismo, não é verdade? Então, não vamos falar em crise, vamos trabalhar",

Ironicamente, essa frase-lema ("Não fale em crise, trabalhe") - citada por Michel Temer em seu primeiro discurso - está afixada em um posto de gasolina que foi desativado (certamente pela crise) no Km 68 da Rodovia Castelo Branco.

Legitimado

As palavras mais gostosas que o Michel Temer ouviu ontem, nas primeiras horas de exercício na Presidência da República, saíram da boca de um petista aparentemente arrependido.

O ministro do Supremo Tribunal Federal José Antônio Dias Toffoli aproveitou a passagem de bastão para Gilmar Mendes na presidência do Tribunal Superior Eleitoral, com a presença de Temer, para detonar a falsa tese de "golpe" empregada pela petelândia e pela afastada Dilma Rousseff:

"Registro a presença do presidente da República, Michel Temer. Aqui, nesta data de hoje, gostaria de fazer dois registros históricos. Desde 1902, vossa excelência natural de Tietê, um paulista não assumia a Presidência da República. Segundo registro, desde 1960, um aluno do Largo de São Francisco, da velha e sempre nova academia, não assumia a Presidência da República. Vossa excelência esteve aqui e foi diplomada por esta Justiça Eleitoral, estando devidamente legitimado como chefe de Estado da nação brasileira".

As carinhosas palavras de Toffoli representam um avanço para quem foi advogado do PT e super-assessor do presidiário José Dirceu de Oliveira e Silva, até ser nomeado para o empregão vitalício no STF.

Altíssimo risco

Existe a suspeita de que a chapa Dilma-Temer recebeu dinheiro desviado da Petrobras.

Um dos processos pedindo a impugnação da chapa, em ação que anda a passo de cágado no Tribunal Superior Eleitoral, contém provas obtidas nas delações premiadas da Lava-Jato.

O material já foi compartilhado pelo juiz Sérgio Moro, que conduz as investigações na Justiça Federal em Curitiba.

A relatora dos processos contra Dilma-Temer no TSE é a ministra Maria Thereza, que não tem previsão de quando levará a questão ao plenário...

Temer torce para que isso aconteça no Dia de São Nunca ou bem depois dos 180 dias de interinidade no Palácio do Planalto...

O Presidento-tampão sabe que a evolução do processo, a favor ou contra ele, vai depender, diretamente, do sucesso imediato de sua atuação no lugar de Dilma.

Recadinhos

O ministro Gilmar Mendes deu recados importantes em seu discurso de posse estrategicamente presenciado por Michel Temer no TSE:

"O Brasil requer políticas públicas eficientes em vez de estratégias publicitárias. O Brasil clama por planejamento realista e execução competente, ao invés de ilusões pirotécnicas".

"Este tribunal, tenho repetido, não compactuará com qualquer tipo de astúcia que conduza à mínima assimetria capaz de deslegitimar o processo eleitoral, a exemplo dos abusos econômicos e políticos que tanto macularam as últimas disputas, agora objeto de detida e rigorosa análise judicial".

"Entre perplexo e indignado, o Brasil de hoje é um país tomado por sobressaltos. É como se, a cada manhã, os brasileiros se pusessem a postos para esperar o escândalo da hora. Vexames se sucedem em tal velocidade que até a já habitual demanda de manchetes sensacionalistas resulta estrangulada. Olhando-se o mal engendrado conjunto formado por esse impressionante ciclo de descalabros, tem-se a viva impressão de que nossa combalida República parece ter sido tomada de assalto por empedernida trupe de insensatos".

Maçom irregular

Muitos leitores indagam por que se faz referência à "irregularidade" maçônica de Michel Temer.

Todo membro da Maçonaria brasileira que não esteja filiado a uma potência regular ou que não esteja no exercício pleno de seus direitos na ordem maçônica é considerado "irregular".

Consta do boletim oficial número 7 de 2015, do Grande Oriente do Brasil, referente ao mês de abril do ano passado, o chamado  "Quite Placet" (saída) de Michel Miguel Elias Temer Lulia da Loja maçônica Colunas Paulistas 3333, de São Paulo.

Assim, como não se filiou a outra Loja ou Potência Maçônica Regular, encontra-se irregular o "irmão" com o cadastro 213065...

Leia, abaixo, as propostas feitas publicamente a Michel Temer por um grupo de maçons nas redes sociais: Mensagem dos Maçons ao "maçom" Michel Temer


Confira, também, o primeiro discurso de Temer: O primeiro discurso do Presidento Interino


Sem sala


A sobra


Colabore com o Alerta Total

Os leitores, amigos e admiradores que quiserem colaborar financeiramente com o Alerta Total poderão fazê-lo de várias formas, com qualquer quantia, e com uma periodicidade compatível com suas possibilidades.

Nos botões do lado direito deste site, temos as seguintes opções:

I) Depósito em Conta Corrente no Banco do Brasil. Agência 4209-9, C/C: 9042-5, em favor de Jorge Serrão.

OBS) Valores até R$ 9.999,00 não precisam identificar quem faz o depósito; R$ 10 mil ou mais, sim.

II) Depósito no sistema PagSeguro, da UOL, utilizando-se diferentes formas (débito automático ou cartão de crédito).

III) Depósito no sistema PayPal, para doações feitas no Brasil ou no exterior.

Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!


O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 13 de Maio de 2016.

8 comentários:

Loumari disse...

Wé! A nação brasileira foi salva. Foi salva pela MÁFIA.
Esta mesma Máfia que tem por pulmão o Congresso Nacional; tem por coração as Finanças e os bancos; tem por olho o Judiciário.
Qualquer que denunciar as exacções execráveis do Congresso Nacional, se levantam os nervosos mafiosos com violência verbal com intenções de, imediatamente encobrir os malfeitos da máfia oculta dos congressistas.
Eu li em 2013 de um jornal moçambicano um sujeito onde a Embaixadora de Brasil em Moçambique fez um comunicado oficial onde afirmava que, Moçambique ia receber a soma de seis (6) bilhões de USD de Brasil. O governo de Brasília já tinha consentido com a soma e só se esperava pela votação do Congresso de Brasília para que os fundos fossem desbloqueados.
Vos pergunto: por quê a Embaixadora de Brasil no Maputo teria feito tal afirmação usando exactamente este termo dizendo que, só se esperava pela votação do Congresso para que os fundos fossem desbloqueados, se aquilo não fosse verdade?
Os que movem tudo e têm o controle de tudo e domina tudo, é a Máfia Maçónica. As multinacionais brasileiras são propriedades de comunistas? Todos eles pertencem a ordem maçónica.
O povo brasileiro está entre dois fogos. Ambos destruidores. De um lado estão os comunistas, e de outro lado está a Máfia Maçónica.
E o povo adora os belos e sedutores discursos tanto dos comunistas, tanto da ordem mafiosa. Ambos têm exactamente o mesmo discurso. Ambos falam como anjos que querem salvar o povo. Mas, na realidade eles só querem o povo ignorante para lhes legitimar nos cargos importantes onde eles se convertem em deuses. Uma vez estes com o poder conquistado, eles espremem o povo. Para ambos, tantos os comunistas, tanto a ordem maçónica têm um só objectivo: reinar como mestres donos do mundo com seus escravos humanos.
Ali está o vosso deus brasileiro. O Décimo terceiro (13) apóstolo. SATANÁS. Este deu autoridade a besta. E esta besta está no homem.


"Um povo corrompido não pode tolerar um governo que não seja corrupto."
Marquês de Maricá
Brasil 18 Mai 1773 // 16 Set 1848
Escritor/Filósofo/Político


"Os velhacos têm por admiradores todos os tolos, cujo número é infinito.
(Marquês de Maricá)

Anônimo disse...

Nada, nunca, jamais alguém ficara sabendo de podre de ilegal de criminoso do novo presidente, não que ele não seja um mafioso, envolvido e um dos fundadores do crime organizado, mas vamos começar com a justiça eleitoral, tudo vai ser escondido debaixo do tapete, pois um de seus irmãos é um juiz corrupto e sem escrúpulos, influente na justiça eleitoral. o resto verá devagar e em outros comentários se tiverem a coragem de publicarem...

Veronica Ruzzi disse...

Para começar, caro jornalista, não vamos esquecer a história politica deste país, incluindo ai também que o povo nunca foi educado para efetivamente participar ativamente e com civismo na politica nacional, portanto o resultado desastroso a que chegamos esta ai, mas também não vamos esquecer que só começou a ter alguma mudança com as manifestações publicas altamente positivas das mesmas que acordou por conta própria, o estrago produzido pelo governo petista é sem precedentes, e não é de um dia para o outro que vai consertar. Aconselho que o jornalista estaria sendo mais util a sociedade se insisti-se na prisão do presidentro Lula da Silva, e fizesse pressão em cima da Suprema corte deste país para que as leis criminais contra estes ladrões pudessem prosseguir sem interferência de togas, e insista, isto sim que o fôro privilegiado cai-se por terra.
Quando a nomeação de mulheres.....pergunto? Quantas agem corretamente, faça as contas e verá que são muito poucas a que atualmente estão na vida politica, e exercem o seu cargo com dignidade, o resto não passa de lixo pornográfico, e também não me venha com referências as cores dos personagens, não se esqueça: TODOS SOMOS SERES HUMANOS, ideologias devem ficar restritas em suas preferências pessoais, inclusive a maçonaria.

Anônimo disse...

Prezado Serrão

V. insiste em atribuir a uma só pessoa a responsabilidade de enfrentar e resolver todos os problemas acumulados em Bruzundanga. Os problemas são de todos, inclusive de M. Temer. O amadurecimento recente da população brasileira traz responsabilidades que se dividem por todos e todas... Se não for verdade, cite um iluminado, um só, que vai resolver tudo sozinho.

Sds

]

Anônimo disse...

Disse o novo governo"Eu quero ver até se consigo espalhar essa frase em 10, 20 milhões de outdoors por todo o Brasil",já começa a gastança para confeccionar os tais outdoors, pois ninguém os fará de graça, né ó grande Christopher Lee?
No Senado na sua defesa, Delcídio do Amaral Gomez, o mentiroso,segundo seus companheiros de partido, ele acusou abertamente a Dilma e o Lula de terem conhecimento de tudo o que aconteceu. E agora José?

Anônimo disse...

O Temer vai arrumar a casa, nos vamos pagar mais caro depois a Dilma volta com a casa toda arrumada e Lula entra em 2018 e surfa de novo na onda dos precedentes, e a ilusão continua...

Anônimo disse...

O povo gosta de novelas, de contos de fadas, carnaval e de futebol. Em 2018, até lá, vão ser contaminados com a militância do PT que fará oposição acirrada e espalhará mentiras e, cairão como urubus em carniça, sobre qualquer medida indigesta do governo Temer.Espero que o lula não esqueça que agora ele não é mais o "fantasminha camarada" e volta para as mãos do juiz Moro.Quem tem o mínimo de cérebro, reconhece a importância do momento para colocar o brasil no rumo de novo.Outra coisa positiva: ouvir o presidente falando português claramente, em vez de dialeto de ET da Dilma e que recebia aplausos.

Anônimo disse...

A ordem constitucional foi respeitada. Então se Dilma recebeu 54 milhões de votos, o mesmo foi concedido à Temer. É nossa obrigação dar-lhe um tempo para dizer a que veio e, se os meios não forem aprovados, que também seja defenestrado.
Estão fazendo julgamentos precipitados, mesmo porque é claro que com um déficit monumental só existem duas coisas a serem executadas: redução de gastos do governo e implementação de imposto provisório para recomposição das contas do governo central. Depois é manter as despesas dentro dos limites estabelecidos pela LDO.
O resto é conversa para boi dormir.
Acorda aí, Serrão.