segunda-feira, 27 de junho de 2016

Quem não ganha BIS, nem milhão, paga juro ao ladrão


2a Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

Tempos cada vez mais difíceis para os chamados "inadimplentes", porém tratados como "caloteiros" pelos banqueiros. Os mais de 70 milhões de brasileiros endividados no cheque especial, nos empréstimos pessoais ou consignados, nos cartões de crédito ou com agiotas (que conseguem ser menos ladrões que os bancos) são vítimas de juros que aumentam, mesmo que a taxa básica de usura da economia permaneça altamente "estável". A constatação é do Banco Central do Brasil.

As vítimas do rentismo canalha são as famílias brasileiras, sobretudo as que têm desempregados que não conseguem honrar o pagamento em dia das contas. Além de intensificar as constrangedoras ligações telefônicas, usando os robotizados agentes de cobrança dos call centers terceirizados, as instituições financeiras dificultam negociações para limpar o nome das pessoas "negativadas". Os bancos não perdoam e estão cobrando mais (56% ao ano) de juros para aqueles que tentam renegociar dívidas. Débitos mais antigos, com os quais os bancos já lucraram com seguros e taxas, têm a cobrança terceirizada para escritórios de advocacia, travestidos de "empresas de cobrança e resgate de crédito" - que aprofundam a extorsão contra os "caloteiros" (ops, inadimplentes).

Situação surreal - contra a qual a gente não ouve uma manifestação de protesto do Presidento Interino da República ou dos políticos corruptos - vem dos juros do cartão de crédito. Quem comete a bobagem de não quitar a fatura completamente é extorquido com a taxa que atinge criminosos 471,3% ao ano. Roubalheira próxima é o juros do cheque especial: 311,3% ao ano. O crédito normal tem uma taxa anual assustadora de 71,7%. Com certeza, nenhum país do mundo pratica as estratosféricas taxas e tarifas bancárias que o Capimunismo tupiniquim permite, gerando lucros sempre recordes aos bancos, mesmo em meio a mais brutal recessão da História.

Enquanto isso, no cenário do globalitarismo, banqueiros brasileiros são convidados para sentar na mesa dos poderosos donos do mundo. O Banco Central do Brasil festejou hoje a nomeação de seu presidente, Ilan Goldfajn, para o seleto conselho de diretores do BIS - que não é uma empresa de chocolate, mas sim a sigla na língua de Shakespeare do poderoso Banco de Compensações Internacionais. Como Joel Santana falaria com seu inglês lá de São Gonçalo do Chapa Quente, Ilan agora é do "Board of Directors of the Bank for International Settlements".

Além de Goldfajn, o conselho de diretores do BIS (sediado em Basileia, na Suíça) é atualmente composto pelos presidentes dos Bancos Centrais dos Estados Unidos, União Europeia, Reino Unido, Alemanha, França, Japão, Suécia, China, Suíça, Itália, Bélgica, Índia e México. Goldfajn também foi eleito pelo Board para integrar o Comitê de Auditoria do BIS. Composto por membros do conselho de diretores, o Comitê de Auditoria tem a responsabilidade de rever procedimentos relacionados a controles internos, reportes financeiros, compliance e auditoria, interna e externa.

Considerado o Banco Central dos Bancos Centrais, o BIS tem entre suas atribuições promover discussões e facilitar a colaboração entre os bancos centrais, dar suporte ao diálogo com outras autoridades responsáveis pela promoção da estabilidade financeira, conduzir pesquisas sobre políticas de interesse dos bancos centrais, além de ser a primeira contraparte para os bancos centrais em suas transações financeiras. Agora, o até outro dia Economista-chefe do banco Itaú faz parte da nata do globalitarismo financeiro... Devia dar um beijo no Michel Temer, se a Marcela deixasse...

Outro queridinho dos controladores globalitários também podia fazer a mesma coisa com Temer... O executivo Pedro Parente decidiu que vai acumular a presidência da Petrobras com a presidência do Conselho da empresa privada BM&F Bovespa - onde as caídas ações da petrolífera são negociadas. A pergunta séria seria: "Pode isso, Comissão de Valores Mobiliários?"... A resposta piada já tinha sido que pode... Na visão da CVM, não há conflitos de interesses...

Pedro Parente avisou que faz questão de acompanhar o processo de aquisição da Bolsa pela Cetip - onde a turma da Bolsa de Chicago ditava as regras. O executivo avalia que a consolidação deste negócio bilionário será sua grande contribuição ao mercado de capitais... Além disso, é nada ruim somar seu salário de R$ 106 mil na Petrobras com o pró-labore da bolsa - que fofoqueiros do mercado especulam em torno de R$ 300 mil... Parente tem de compensar suas perdas, porque devia ganhar na Bunge o dobro do que leva agora para segurar os pepinos da Petrobras.


É assim que caminha o Capimunismo brasileiro... Quem está na ponta da esfera estatal cada vez mais enche as burras... E os burros que estão fora dela pagam cada vez mais impostos, taxas, contribuições compulsórias, juros estratosféricos e multas de todo tipo para financiar quem mama nas tetas da máquina pública... No mercado das sacanagens capimunistas de Bruzundanga, quem não grana para ser controlador paga a conta como maioria de minorotário... Os poderosos lucram e curtem as mordomias, e nós pagamos a conta...

Releia a primeira edição desta sexta-feira: Privatizações podem virar "queimas de arquivos"

Retrato do caos no RJ


Bela recepção aos turistas estrangeiros que chegam para a Rio 2016...

Colabore com o Alerta Total

Os leitores, amigos e admiradores que quiserem colaborar financeiramente com o Alerta Total poderão fazê-lo de várias formas, com qualquer quantia, e com uma periodicidade compatível com suas possibilidades.

Nos botões do lado direito deste site, temos as seguintes opções:

I) Depósito em Conta Corrente no Banco do Brasil.
Agência 4209-9, C/C: 9042-5, em favor de Jorge Serrão.

II) Depósito em Conta Poupança da Caixa Econômica Federal ou em agências lotéricas: 2995 013 00008261-7, em favor de Jorge Serrão.

OBS) Valores até R$ 9.999,00 não precisam identificar quem faz o depósito; R$ 10 mil ou mais, sim.

III) Depósito no sistema PagSeguro, da UOL, utilizando-se diferentes formas (débito automático ou cartão de crédito).

IV) Depósito no sistema PayPal, para doações feitas no Brasil ou no exterior.

Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 27 de Junho de 2016.

4 comentários:

Anônimo disse...

Nunca vi uma campanha para boicotar os serviços de bancos e cartão de crédito, nunca vi um politico falar a verdade, nunca vi o judiciário andar, nunca vi um maçom falar a verdade, nunca vi cabeça de bacalhau, nunca vi tanta patifaria nos municípios, estados, judiciário e no funcionalismo publico... Cortei minha conta bancaria no ano de 1986, pois com o dinheiro da manutenção dessa conta eu pagava, agua, luz e telefone nunca possui um cartão de crédito e vivo muito bem...

Anônimo disse...

BEM VINDOS AO INFERNO, ESSA FAIXA É A CONFISSÃO DE UM PLANO DE SABOTAGEM, DEVE SER LEVADO COMO UM ATESTADO DE INCOMPETENCIA, DEVERIA SER LEVADA ATÉ AS ULTIMAS CONSEGUENCIAS, NÃO ESTAMOS EM CRISE MAS SIM PASSADOS PARA TRÁS... SE NO BRASIL INTEIRO TODOS QUE PARTICIPAM DESSA MAFIA FOSSEM EXONERADOS SEM DÓ NEM PIEDADE E TROCASSEM ESSA PODRIDÃO POR PROFISSIONAIS QUE QUIZESEM TRABALHAR E NÃO ACABAR COM O PAIS JÁ BASTAVA PARA A COISA ANDAR, MAS NO LUGAR DE MODIFICAREM AS LEIS PARA ACABAREM COM ISSO PARA SEMPRE OS FDP DE BRASILIA QUEREM GASTAR MAIS 400 MILHÕES NA CONSTRUÇÃO DE MAIS GABINTES PARA CONTINUAREM A RECEBER ORDENS DA MAFIA PARA ACABAREM COM TUDO, EU JÁ DISSE EU JÁ FALEI, SE EXISTE BANDIDOS É PORQUE A POLICIA NÃO PRENDE, E QUANDO PRENDE O JUIZ MANDA SOLTAR, CADA JUIZ NO BRASIL ESTÁ ATOLADO ATÉ O PESCOÇO, MAS SE SENTEM CONSTRANGIDOS QUANDO TEM SEUS SALARIOS REVELADOS. SERA QUE AS POSSES DESSES MAFIOSOS SÃO COMPATIVEIS COM ESSES SALARIOS??? É PRECISO UMAQ POLICIA ESPECIALIZADA E A MODIFICAÇÃO NA LEI DA MAGISTRATURA PARA POR FIM NESSA MAFIA DO CONTRARIO NINGUÉM CONSEGUE GOVERNAR ESSE PAIS...

Anônimo disse...

tudo farinha do mesmo saco

Anônimo disse...

Serrão, pelo visto você quer que continuemo mantendo a Petrossauro,com seus milhares de marajás e quer que continuemos sempre atrasadinhos em tudo, como no tempo em que Sarney nos desgovernou, quando ter um compuador era um luxo e quando conseguiamos ter um, era um verdadeiro dinossauro se comparado aos vendidos lá fora, tudo por conta da reserva de mercado que Sarney implantou no Bananão. E os carros, as famosas carroças movidas a gasolina de quinta categoria? Nacionalismo retrógrado, que nunca serviu para nada. É lindo, maravilhoso o Hino Nacional tocada antes de todos os jogos do campeonato paulista, todos saem do estádio mais civilizados, né não? Chega dessa ladainha Serrão, já nos cansamos de ficar deitados em berço explêndido. Até quando teremos que aturar esse papo furado de que o governo, o Estado, tem que tersempre uma parcela de tudo, criando panelinhas em tudo, cabidões de emprego, cargos em conselhos de estatais para cupinchas, empacando o país, enquanto suamos para ganhar o pão de cada dia? Tudo que queremos é empregos que nos remunerem justamente, segurança com policiais competentes e bem remunerados, educação de primeira qualidade com professores sendo bem pagos pelo mérito, um exército bem aparelhado, com soldados e oficiais bem treinados, para defenderem nossas fronteiras. O resto, bastam leis e instituições sérias para fiscalizar, como é nos paises avançados.
Mauro Moreira