terça-feira, 21 de junho de 2016

Quem quer estuprar Bolsonaro e violentar a Democracia?


2a Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

O sistema de Poder no Brasil é implacável com quem possa representar uma "ameaça" de mudanças no criminoso status quo vigente. Corre risco de degola quem se credencia como "inimigo" da oligarquia que tem a hegemonia sobre o poder estatal. A máquina de moer "obstáculos", pela via da "judicialização da política", promove suas "jagunçagens" usando e abusando da via legal. O objetivo final é "assassinar a reputação" de quem for considerado "alvo a ser neutralizado ou destruído". Quem dá mole e se descuida cai mais facilmente no triturador.

Cidadãos comuns, indefesos, morrem de véspera se assim desejar o sistema do crime institucionalizado (em parceria com os poderes do Estado). Empresários também são vítimas fáceis dos jagunços estatais. Políticos que rompem acordos com os criminosos entram pelo cano implacavelmente. Também entram na dança facilmente os poucos políticos que não fazem parte da maioria corrupta. O regramento excessivo, combinado com o rigor seletivo, escolhe quem deve ser detonado.

O deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ), que tenta se credenciar como candidato à Presidência da República na próxima eleição (em 2018 ou antes?), se torna o mais recente alvo do sistema. Militar, conservador radical e sem papas na língua, Bolsonaro corre risco de perder seu mandato, além de ficar inelegível para 2018. Curiosamente - como a maioria dos parlamentares - não é alvo de denúncias de corrupção. Bolsonaro será punido pela infeliz ironia de opinião, em uma entrevista jornalística ao Zero Hora, em 10 dezembro de 2010, quando debochou que a deputada petista Maria do Rosário não mereceria ser estuprada por ser "muito ruim" e "muito feia".

A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal - Corte que até agora não condenou sequer um político corrupto da Lava Jato - nem deu bola para os argumentos da advogada de Bolsonaro de que as declarações dele estariam protegidas pelo artigo 53 da Constituição, que estabelece a imunidade parlamentar, não podendo ser responsabilizado civil ou penalmente por suas opiniões. O STF aceitou denúncia contra Bolsonaro por incitação ao crime de estupro (pena de três a seis meses de prisão) e por crime de injúria (penalizável com um a seus meses de detenção).

Indiscutivelmente, Bolsonaro deu mole para Maria do Rosário. No dia 9 de dezembro de 2010, ele respondeu a uma agressão feita pela deputada petista, no salão verde da Câmara dos Deputados, quando foi chamado por ela de "estuprador", . No plenário, Bolsonaro vociferou: "Não saia, não, Maria do Rosário, fique aí. Fique aí, Maria do Rosário. Há poucos dias você me chamou de estuprador no salão verde e eu falei que eu não estuprava você porque você não merece. Fique aqui para ouvir". No dia seguinte, 10 de dezembro de 2010, Bolsonaro repetiu a ironia em entrevista, por telefone, ao Zero Hora: "Ela não merece (ser estuprada) porque ela é muito ruim, porque ela é muito feia. Não faz meu gênero. Jamais a estupraria".

Muitos anos mais tarde, mais precisamente hoje à tarde, prevaleceu a tese do ministro Luiz Fux, relator do processo, de que a imunidade parlamentar não se aplica a declarações dadas à imprensa e sem relação com o exercício do mandato. Outros três ministros da Primeira Turma — Edson Fachin, Rosa Weber e Luís Roberto Barroso — acompanharam o voto de Fux. Apenas o sempre irônico e polêmico Marco Aurélio Mello votou contra, concordando com o argumento da imunidade parlamentar:

"O que tivemos aqui foi um arroubo de retórica, foi uma metáfora, quando Bolsonaro, e não estou colocando em um divã para realmente como profissional da área saber a intenção, disse que não a estupraria por ela ser feia. Eu já disse que não concordo, tenho-a como uma moça bonita. Ele quis dizer que não manteria relações com ela, mesmo que, apartada a questão ideológica, ela o quisesse".

Jair Bolsonaro ficou pt da vida com a decisão: "O fato é o seguinte: a retorção minha, aquele ato reflexo foi uma maneira de chamá-la de feia. Poderia ter falado outra coisa. Mas naquele momento, quando acabei de receber uma agressão, eu, como chefe de família responsável, ser chamado de estuprador, isso acho que ninguém aqui gostaria ou ficaria feliz ou não tomaria uma providência qualquer, não teria um ato reflexo como eu tive".

Bolsonaro também deixou claro que não pretende pedir desculpar a Maria do Rosário: "Quem começou esse episódio foi ela. Ela que peça primeiro. Da minha parte não tem problema, eu dou um abraço nela, sem problema nenhum. Ela entrou de carrinho por trás de mim. Ele me chamou de estuprador do nada. Por que eu nunca entrei com ação contra ela? Porque eu acredito na imunidade material por palavras, opiniões e votos (dos parlamentares). Se eu não acreditar na Constituição, vou acreditar no quê? Na minha lei? Eu não sou dono da lei. Tem que respeitar, a regra do jogo está aí? Quantas coisas a gente não gosta mas estão na lei e somos obrigados a cumprir?".

Inegavelmente, Bolsonaro perdeu a guerra verbal contra a radicalóide Maria do Rosário. Agora, sua eventual condenação em um processo que pode ir longe, tende a alimentar a polêmica em torno de sua candidatura presidencial. A equipe de Bolsonaro é uma das que mais bem trabalha sua imagem nas redes sociais - conquistando, diariamente, milhares de adeptos, sobretudo entre o público jovem e feminino. Bolsonaro, agora transformado em vítima de perseguição, tem muito a ganhar. O feitiço pode virar contra a lindíssima fada que o denunciou à angelical Procuradoria-Geral da República - que agora inferniza alguns políticos descaradamente corruptos.

Novamente, o Supremo Tribunal Federal alimenta a perigosa "judicialização da política". Junto com a PGR, interfere em um deselegante bate-boca entre deputados de ideologias radicalmente opostas. Tal interferência é, no mínimo, delicadíssima para a Segurança do Direito (que, aliás, inexiste no Brasil), ainda mais nestes tempos nebulosos e temerários de guerra do fim dos imundos, de todos os poderes contra todos.

Se o STF punir Bolsonaro depressinha, demorando a punir os corruptos que causam mais prejuízos à sociedade que aqueles que eventualmente falam o que não deveriam, correremos o risco de assistir a uma desmoralização desnecessária e imperdoável da cúpula do Judiciário - que já sofre do vício originário de ser nomeada por políticos que agora figuram no noticiário policial por força dos mensalões e lava-jatos da vida.

Resumindo: os ministros do STF, principalmente eles, guardiões da Constituição, não podem estuprar os princípios democráticos, em nome de conflitos artificialmente gerados pela "ideologização de gêneros" promovida pela petelândia, da qual Maria do Rosário é uma das belíssimas expoentes.

O povo continua pt da vida com o placar: Moro cento e tantas condenações de corruptos x 0 (Zeeeeeeeeeeeeeeeeero) para o STF... Pode isso, Arnaldo Cezar Coelho? 

Bem na foto, dona Flora


O colunista Reinaldo Bessa, do jornal paranaense Gazeta do Povo, tem uma notícia péssima para a já queimadíssima imagem de Luiz Inácio Lula da Silva.

A foto do juiz Sérgio Moro com a dona Flora, proprietária do tradicional Restaurante Madalosso, em Santa Felicidade, Curitiba, será trocada por uma fotografia em que o ex-Presidente Lula aparecia ao lado do famoso e já falecido maitre Ernani Ribas do Vale.

A nova imagem foi feita no jantar de 180 magistrados com Moro, sexta-feira passada.  

Assim, companheiro $talinácio tem mais um excelente motivo para ficar ainda mais pt da vida com o Super Moro...

Colabore com o Alerta Total

Os leitores, amigos e admiradores que quiserem colaborar financeiramente com o Alerta Total poderão fazê-lo de várias formas, com qualquer quantia, e com uma periodicidade compatível com suas possibilidades.

Nos botões do lado direito deste site, temos as seguintes opções:

I) Depósito em Conta Corrente no Banco do Brasil.
Agência 4209-9, C/C: 9042-5, em favor de Jorge Serrão.

II) Depósito em Conta Poupança da Caixa Econômica Federal ou em agências lotéricas: 2995 013 00008261-7, em favor de Jorge Serrão.

OBS) Valores até R$ 9.999,00 não precisam identificar quem faz o depósito; R$ 10 mil ou mais, sim.

III) Depósito no sistema PagSeguro, da UOL, utilizando-se diferentes formas (débito automático ou cartão de crédito).

IV) Depósito no sistema PayPal, para doações feitas no Brasil ou no exterior.

Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!


O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 21 de Junho de 2016.

13 comentários:

Anônimo disse...

Qualquer homossexual que defenda esse desgraçado não tem amor a vida, se forem correr de atrás das atrocidades cometidas pelo deputado vai ver que a homofobia é um dos menores crimes por ele cometido, agora tenho a certeza que a imunidade não dá o direito de saírem falando e fazendo o que bem entenderem pois ninguém tem o peito feito de aço, se no caso fosse uma parente no mínimo levaria outra catarrada na cara... Crimes contra a humanidade não prescrevem, então ainda tem tempo desse canalha pagar tudo o que deve...

slsoares disse...

JS389543012BR Este é o presente do dia para o Juiz Sergio Moro e todos os brasileiros decentes.Só BOTANDO PRESSÃO Data Local Situação 21/06/2016 15:54AC CAMARA DOS DEPUTADOS - BRASILIA/DFPostado A/C Juiz Sergio Moro

ARS disse...

Se ainda houver tempo, o deputado deveria entrar com uma ação no stf contra a deputada que o acusou do crime de estupro. Se a dita cuja não provar o que disse será necessariamente condenada por falsa comunicação de crime. E veremos se ainda existem juízes em brasília, pois em Curitiba há pelo menos um.

slsoares disse...

Um adendo : chamar a maria do Rosário de feia (termo bem econômico na minha opinião ) é um pleonasmo .Além do sobrenome que me lembra um túmulo num cemitério ;tudo a ver.

richard smith disse...

Lixo!

Anônimo disse...

A situação já passou de todos os limites do aceitável neste país. Os caras já não fazem rodeios: desconsideram a letra da Constituição e agora até mesmo os fatos. E sabem o que faz, por exemplo, o palhaço do presidente do Clube Militar no momento em que tudo isso se desenrola? Fica compartilhando no Facebook letrinhas de música feito um pederasta e artiguinhos cheirando a mofo, que ninguém lê, pois ninguém mais dá o mínimo crédito ao clube de velhas senhoras, com a velha baboseira estatista de "o petróleo é nosso". Bolsonaro será condenado. Os canalhas comandantes da ativa nada farão. Nada fizeram quando os veteranos da reserva foram linchados moralmente na tal "Começão" da Verdade. MILITARES BRASILEIROS = CANALHAS TRAIDORES DA PÁTRIA.

Anônimo disse...

O Brasil é mesmo o C... do mundo.

Marcia Valeria Barbosa Rufino disse...

Vão fazer de tudo, com diz o partido PeTralha, "fazer o diabo", para prejudicar Bolsonaro, não somente ele masmas também todos aqueles que ficarem na sua frente.

Anônimo disse...

Várias provas e acusações contra Lula, Dilma, Renan, Cunha, Jucá, Sarney e outros tantos corruptos e quem se torna réu é Jair Bolsonaro, por uma frase mal interpretada, piada esse STF, país de bananas!!! #SomosTodosBolsonaro

Anônimo disse...

AF disse:

Estou voltando ao front, mas agora é pra valer. O óbvio precisa ser dito, em resumo, ao condenar Bolsonaro e torná-lo inelegível para 2018, estão cumprindo o caderno de teses do PT, eliminando quem pode fazer uma faxina no país.

Quando este STF vermelho suspendeu Eduardo Cunha, eu avisei que isto era inconstitucional, que era mais um bode na sala, mais um precedente, e as pessoas se lixaram, agora tá aí. ESTES MINISTROS DO STF TÊM TODOS QUE SOFRER IMPEACHMENT, pois todos estão deturpando o mais literal escrito na CF. Estes ministros têm que ser presos!!!!!

O povo tem que reagir a essa atrocidade com mais força do que nunca, pois nunca estivemos tão dentro de uma ditadura comunista, só que de toga.

Caio Germano disse...

CARO SERRÃO SAUDAÇÕES!
OS HOMENS HONESTOS E DECENTES DE PAÍS AINDA DORMEM EM BERÇO ESPLÊNDIDO, POIS POR MORFEU ESTAO TOTALMENTE TOMADOS. OS MAUS E OS PÉSSIMOS SE APODERARAM DO BRASIL UNICA E EXCLUSIVAMENTE POR CONTA DOS BONS E HONESTOS NAO TEREM DESPERTADO A TEMPO. NÓS PERMITIMOS QUE O PT VIESSE AO PODER, NÓS PERMITIMOS QUE SAQUEASSEM O BRASIL, TOMASSEM NOSSOS EMPREGOS, NOSSO DINHEIRO, NOSSA SAÚDE, TENTARAM E TENTAM TOMAR NOSSOS FILHOS. AGORA QUEREM TOMAR NOSSA ESPERANÇA DE UM FUTURO MELHOR.
ELES ATRAEM PARA SI MESMO A DESGRAÇA E A DESTRUIÇÃO, POIS ESPERÁVAMOS ATÉ AQUI QUE PELA LEI DA LETRA FOSSE POSSÍVEL INICIAR UMA HIGIENIZAÇÃO NAQUILO QUE JÁ ESTAVA PÚTREDO. MAS PELO QUE É NOTÓRIO SOMENTE PELA LEI DA BALA, E PELO DERRAMAMENTO DE MUITO SANGUE, ( E NAO FALO DE SANGUE INOCENTE, POIS SANGUE INOCENTE VEM SENDO DERRAMADO DIARIAMENTE POR BANDIDOS ASSASSINOS QUE INFESTAM NOSSA SOCIEDADE), FALO DE SANGUE DE BANDIDOS POLITICOS, BANDIDOS EMPRESARIOS, BANDIDOS TOGADOS.

Anônimo disse...

somos todos BOLSONARO STF MEDIOCRE E APARELHADO POR QUE NAO JULGAM A ACAO DO PLANO COLLOR .... ESTRANHO A PREFERENCIA PELO DEPUTADO

Anônimo disse...

AO ANONIMO QUE COMENTOU AS 9:07, MEÇA SUAS PALAVRAS AO FALAR DE BOLSONARO SEU
DESGRAÇADO DEGENERADO E ENFIA SUA OPINIÃO NO SEU RABO SEU MERDA IMBECIL, VAI
DAR MEIA HORA DE BUNDA E SE ACALMA, VC NÃO É DE PORRA NENHUMA, NEM NO BRAÇO
NEM NA BALA, SEU LIXO !