domingo, 17 de julho de 2016

Mobilização Nacional pela Educação


Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

Enfim, uma notícia animadora em véspera de Olim-piada. Não a que a Dilma Rousseff, Medalha de Ouro em Incompetência, tenha desistido de comparecer à abertura da Rio 2016. A excelente novidade é que o Governo Federal está convocando a sociedade para viabilizar um movimento chamado “ação da cidadania pela educação”, priorizando a educação básica, contrariamente a governos anteriores, que priorizavam o ensino superior. Tomara que tudo seja diferente da tal "Pátria Educadora" - que deu em nada.

Por concordar inteiramente com o enfoque dado ao ensino básico, na condição de meio de comunicação, o Alerta Totalse coloca à disposição para divulgar as iniciativas desse movimento suprapartidário, bem como para propagar as soluções apresentadas no sentido de melhorar a catastrófica situação de nossa educação básica. A Educação, cuja base vem desde a família, e o Ensino, que depende de uma transformação profunda em nosso sistema escolar público e privado, devem ser a prioridade das prioridades.

É oportuno lembrar que o fracasso do ensino da Matemática básica (fato que é considerado o “calcanhar de Aquiles” do problema que se pretende atacar) já foi motivo de vários artigos publicados no Alerta Total.
O autor de reflexões sobre o tema é o professor João Vinhosa – engenheiro e professor universitário de Matemática e Raciocínio Lógico. Após se aposentar, Vinhosa passou a dedicar-se inteiramente à produção de trabalhos que têm como objetivo facilitar o entendimento de Matemática básica.
Por julgar que as reflexões contidas em referidos artigos não podem passar despercebidas daqueles que forem cuidar da parte de Matemática básica no movimento para o qual o Governo está pedindo o apoio da sociedade, recordamos, a seguir, uma síntese das reflexões do professor Vinhosa.
Devido às características intrínsecas da Matemática, é impossível uma pessoa aprender determinada parte da matéria sem ter o conhecimento dos pré-requisitos necessários a seu entendimento. Exemplo: é indispensável o conhecimento de potência para que se entenda raiz quadrada, e desta para que se aprenda equação de segundo grau.
E é justamente essa interligação que faz o estudo da Matemática parecer difícil. Por causa dela, alunos que não dominam determinadas partes da matéria não têm a menor condição de entender as aulas de Matemática, por melhor que seja o professor. Por causa dela, à medida que o tempo passa, o aluno despreparado fica mais traumatizado com a matéria, criando um abismo cada vez mais difícil de ser transposto.
Como se sabe, normalmente, as pessoas que não aprenderam o suficiente na época em que o assunto lhes foi apresentado na escola passam a sofrer de “trauma de Matemática”. Por isso, o ensino para essas pessoas tem que ser feito de uma maneira diferenciada.
Nesses casos, a primeira providência que deve ser tomada é convencer o aluno, o mais rápido possível, que a Matemática é bem mais fácil que parece. Em outras palavras, ele tem que ser convencido que pode domar a “megera”. Para isso, é necessário demonstrar-lhe, de imediato, que ele é capaz de entender tudo aquilo que, um dia, erradamente, lhe colocaram na cabeça que só era possível ser compreendido pelas pessoas mais inteligentes.
Passando da teoria à prática, para combater o “trauma de Matemática”, em seu trabalho “Álgebra Dominada”, Vinhosa – raciocinando junto com um aluno que domina apenas as quatro operações – leva-o, em apenas quinze minutos, a entender perfeitamente a solução do seguinte problema: “Calcular dois números que somados dão 50, sabendo que o triplo do primeiro número menos o segundo número dá para resultado 10”.
E só então – depois de, numa linguagem coloquial, mostrar ao aluno que ele é capaz de entender como se resolve o problema – lhe informa que ele acabou de ser apresentado à álgebra, resolvendo um sistema de duas equações e duas incógnitas. É quase certo que, se tais termos tivessem sido utilizados antes de o aluno ter entendido o problema, ele não raciocinaria com facilidade. 
Desnecessário torna-se dizer que, ao sentir que é capaz de raciocinar com a matemática, o aluno se transforma. Afinal, o sucesso traz a motivação, e esta, por sua vez, provoca mais sucesso, formando-se um autêntico círculo virtuoso.
É importante notar que todo o aprendizado é baseado no entendimento da matéria. Nada de utilização de “métodos milagrosos”.
Para finalizar esta abordagem sobre matemática básica, é relatado a seguir um interessante fato ocorrido com o referido trabalho “Álgebra Dominada”.
Em um de seus artigos, o professor Vinhosa havia elencado diversos grupos que precisavam de uma atenção diferenciada, citando: 1 – as pessoas que desistem de voltar aos estudos por se julgarem incapazes de aprender Matemática; 2 – os alunos que conseguiram ingressar nas universidades sem o necessário conhecimento de Matemática; 3 – os jovens alunos do ensino médio que não conseguem acompanhar a matéria dada em aulas de Matemática por não dominarem assuntos que lhes foram ensinados em anos anteriores.
Depois do artigo publicado no Alerta Total, Vinhosa recebeu um e-mail de uma pessoa cega de Cascavel (PR), o professor Gelcir dos Santos, solicitando que, das próximas vezes em que falasse de grupos que necessitavam de uma atenção diferenciada, incluísse o grupo dos deficientes visuais.
Tão logo ficou pronto o trabalho “Álgebra Dominada”, Vinhosa encaminhou os originais para críticas e sugestões do Gelcir.
A receptividade foi tão grande que, depois de alguns ajustes, o “Álgebra Dominada” foi editado em escrita braile pelo Instituto Paranaense de Cegos (IPC), sendo, talvez, o único livro de Matemática que foi editado em braile sem ter a sua edição tradicional.
É de se destacar que, ao encaminhar um exemplar do livro ao professor João Vinhosa, o IPC esclareceu que, por falta de recursos, havia produzido apenas dois exemplares do livro: um para o próprio Instituto, e outro para que o professor utilizasse como apresentação a potenciais patrocinadores que se dispusessem a bancar uma edição suficientemente numerosa.
No Ofício encaminhado a Vinhosa, o IPC destacou o aspecto social da obra, afirmando que a mesma reforçaria sua luta em prol da inserção do deficiente visual no mercado de trabalho, inserção esta extremamente prejudicada pela falta de conhecimento de matemática básica.

Diante dos fatos narrados, e no sentido de colaborar com a “ação da cidadania pela educação”, o Alerta Total encaminhará a todos que solicitarem cópia de parte do “Álgebra Dominada”. O material é suficiente para mostrar que qualquer pessoa que saiba as quatro operações básicas (soma, subtração, multiplicação e divisão) pode, em pouquíssimo tempo, entender perfeitamente os conceitos de álgebra.

Interessados no desafio podem mandar um e-mail para o Professor Vinhosa - joaobatistavinhosa@gmail.com.

Provocando a massa


Preferências


Ninguém fica a pé


Gratuidade na Olim-piada


Competição sem graça


Colabore com o Alerta Total

Os leitores, amigos e admiradores que quiserem colaborar financeiramente com o Alerta Total poderão fazê-lo de várias formas, com qualquer quantia, e com uma periodicidade compatível com suas possibilidades.

Nos botões do lado direito deste site, temos as seguintes opções:

I) Depósito em Conta Corrente no Banco do Brasil.
Agência 4209-9, C/C: 9042-5, em favor de Jorge Serrão.

II) Depósito em Conta Poupança da Caixa Econômica Federal ou em agências lotéricas: 2995 013 00008261-7, em favor de Jorge Serrão.

OBS) Valores até R$ 9.999,00 não precisam identificar quem faz o depósito; R$ 10 mil ou mais, sim.

III) Depósito no sistema PagSeguro, da UOL, utilizando-se diferentes formas (débito automático ou cartão de crédito).

IV) Depósito no sistema PayPal, para doações feitas no Brasil ou no exterior.

Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 17 de Julho de 2016.

2 comentários:

jagat disse...

Serrão, copiei e colei o email do engenheiro vinhosa (joaobatistavinhosa@gmail.com) e o gmail desconheceu o endereço.

Anônimo disse...

OS COMUNISTAS, COMO SÃO DESMIOLADOS, não desmiolados de tudo, embora tenham a cabeça cheia de merda, evidente que dão prioridade ao ensino superior - coisa de esquizofrênicos mesmo - quer dizer, iniciam a construção, não da base, mas do telhado na direção do chão para depois construirem os alicerces...
Mas, não repare: quando vindas essas taras dos comunistas, essas loucuras são "normais"...
Anormal seria se começassem a construção pela base, aí, para o caso deles, alucinados como são, seria caso de ver o que estaria acontecendo com esses sujeitos "prejudicados da ideia", não é?...
POR FALAR NO "IGUALITARISMO" QUE OS COMUNISTAS APREGOAM POR AÍ...
Evidente que se excluem desse sedizente "IGUALITARISMO" os donos do poder, casos dos membros das quadrilhas do PT, do capitalista e burguês Fidel Castro e mais déspotas escravagistas comunistas.
Só a filha do bolivariano H Chávez tem apenas a mixaria de U$8,500,000,000,00 em títulos em bancos americanos, enquanto o povo da Venezuela está mergulhado no comunista IGUALITARISMO DA MISERIA, amicíssimos da mafia petista, a qual pilhou o Brasil e ESSES TARADOS PENSAM EM VOLTAR!
Voltarão dia de São Nunca, à tarde!