sábado, 20 de agosto de 2016

"Ide fuder-vos", globalitaristas da OEA!


Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

O Brasil vai realmente confirmar que é o País da Olim-piada se, na segunda-feira que vem, o Senado  cometer o crime contra soberania nacional de dar satisfação à Comissão Interamericana de Direitos Humanos da Organização dos Estados Americanos sobre o processo de impeachment de Dilma Rousseff. O recurso à OEA é uma chicana jurídica injustificável dos advogados de Dilma e dos defensores de réus ou condenados no Mensalão e na Lava Jato.

O mais grave é que partiu do Palácio do Planalto o acerto político para que o Senado responta aos questionamentos da OEA. A atitude submissa deixa o caminho escancarado para outras indevidas interferências externas em assuntos que só dizem respeito aos brasileiros. Trata-se de uma vitória olímpica do globalitarismo. Novamente, ganhamos a medalha de ouro dos tolos na modalidade colonizados otários e sem-vergonha. Não foi à toa que alguns nadadores norte-americanos acharam que "somos todos uma olim-piada"...

Responder à OEA nos termos em que o Brasil foi intimado é rasgar nossa Constituição. A Carta Magna deixa claro que o processo de impedimento do Presidente da República é político, embora tenha aspecto jurídico. Tudo é conduzido pelos senadores, de forma aberta, porém sob a presidência processual do presidente do Supremo Tribunal Federal. A Comissão Interamericana de Direitos Humanos da OEA nada tem a ver com o processo. A OEA se intromete indevidamente no caso, acionada por juristas de visão internacionalista, antipatriótica, que obram e andam para a soberania do Brasil.

O processo de impedimento é tão claro que já ficou definida a perguntinha que será respondida pelos 81 senadores que a julgarão a partir de 25 de agosto: "Cometeu a acusada, a senhora presidente da República, Dilma Vana Rousseff, os crimes de responsabilidade correspondentes à tomada de empréstimos junto à instituição financeira controlada pela União e à abertura de créditos sem autorização do Congresso Nacional, que lhe são imputados e deve ser condenada à perda do seu cargo, ficando, em consequência, inabilitada para o exercício de qualquer função pública pelo prazo de oito anos?"...

Já que estamos em tempos de euforia olímpica, tudo indica que Dilma será arremessada como um peso morto politicamente. A maioria dos senadores vai detoná-la dentro da ordem constitucional. Na verdade, Dilma acabou derrubada porque foi arroganta e incompetenta. A famosa ciclista foi punida por "pedaladas" erradas... Ironicamente, um pequeno delito olimpiano. Um pecadinho tecnocrático no Brasil desgovernado pelo crime institucionalmente organizado... 

Por isso, a única resposta oficial cabível ao pretenso "tribunal transnacional" é: "Vai te catar, OEA". Ou, se preferirem usar famosa frase culto-chula do contínuo de Carlos Lacerda na lendária Tribuna da Imprensa. O indomável Napoleão Brasil (que perece ser tio do Negão da Chatuba) escreveria:

- "Ide, fuder-vos, Globalitaristas"...

Impeachment divino


Tá falado


Prontinha para perder a cabeça


Colabore com o Alerta Total

Os leitores, amigos e admiradores que quiserem colaborar financeiramente com o Alerta Total poderão fazê-lo de várias formas, com qualquer quantia, e com uma periodicidade compatível com suas possibilidades.

Nos botões do lado direito deste site, temos as seguintes opções:

I) Depósito em Conta Corrente no Banco do Brasil.
Agência 4209-9, C/C: 9042-5, em favor de Jorge Serrão.

II) Depósito em Conta Poupança da Caixa Econômica Federal ou em agências lotéricas: 2995 013 00008261-7, em favor de Jorge Serrão.

OBS) Valores até R$ 9.999,00 não precisam identificar quem faz o depósito; R$ 10 mil ou mais, sim.

III) Depósito no sistema PagSeguro, da UOL, utilizando-se diferentes formas (débito automático ou cartão de crédito).

IV) Depósito no sistema PayPal, para doações feitas no Brasil ou no exterior.

Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!


O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 20 de Agosto de 2016.

3 comentários:

Anônimo disse...

O problema desse processo é que nunca termina. Se tivesse terminado, ninguém lembraria dele nestas alturas. Fraudou as eleições e estão há dos anos cozinhando o galo.

O Libertário disse...

Cada dia mais e mais revelações de crimes contra a sociedade praticados por elementos (ou seus prepostos) eleitos para, justamente, zelar pelos bens públicos. As penas são muito brandas para esse tipo de crime no Brasil. E isso é a coisa mais cruel, covarde e insana que pode existir. No meu entender é pior que crime de terrorismo por atingir um numero incalculável de pessoas inocentes. Nos atos terroristas pode-se contar as vítimas, aqui não. A prova de que as penas não amedrontam ninguém é que, agora mesmo, se vê uma multidão de oportunistas se lançando afoitamente atrás de um cargo eletivo sem um mínimo de reflexão; buscando apenas "se dar bem". Ou não é isso que está acontecendo?

Leonardo disse...

- Perfeito seu comentário!