sexta-feira, 2 de setembro de 2016

O encontro de Judas e Pilatos


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Felix Maier

O acórdão PT-PMDB, feito nas sombras da fublina da secura de Brasília, para salvar direitos políticos de Dilma Rousseff e fichas-sujas do Parlamento, foi uma patifaria sem limites, poucas vezes visto na Casa da Mãe Joana.

Como consequência imediata, Dilma pode se candidatar nas próximas eleições e, até lá, ser blindada no STJ, recebendo um cargo numa secretaria do governo petista de Minas Gerais ou Bahia, fugindo do alcance das ações do juiz Sérgio Moro, como bem lembrou o jornalista Claudio Tognolli. De preferência na Bahia, já que Fernando Pimentel está na mira da Justiça. 

Ricardo Lewandovski, como ministro e presidente do Supremo Tribunal Federal, deveria ter defendido a Constituição, como principal guardião que é, não rasgado a Lei Maior e se comportado como Pilatos, lavando as mãos sujas no final do processo de impeachment de Dilma.
Afinal, um simples regimento interno do Senado não pode se sobrepor à Constituição. 

Espero que a decisão do Judas (Renan Calheiros) e do Pilatos (Lewandowski) seja derrubada no STF.

O riso de escárnio desses criminosos diz tudo. É a foto mais nojenta do ano.


Felix Maier é Escritor.

Nenhum comentário: