domingo, 23 de outubro de 2016

O Grande e incompleto favor do PT para o Brasil


Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Paulo Chagas

Caros amigos: O despreparo moral e intelectual de Lula da Silva e do Partido dos Trabalhadores e a sede sem limites com que se lançaram a fazer tudo o que aparentemente condenavam potencializaram o mal da corrupção ao nível do paroxismo e o expuseram ao mundo em sua plenitude e para além dos limites da robusta tolerância nacional.

O crime já era do conhecimento da sociedade que, até então, “tão distraída”, não se apercebia de que era “subtraída em tenebrosas transações”, como, há algum tempo, alertou Chico Buarque antes de tornar-se conivente com elas.

O mal, encontrando ambiente propício no gigantismo do organismo estatal, já era hospedeiro de quase todos os seus sistemas e, mesmo apercebido pelo povo, convivia com ele beneficiado por sua apatia e resignação e, até mesmo, pela conivência de alguns oportunistas.

O escárnio e o desrespeito do PT trataram de escrever, como profetizou Chico na mesma canção, a “página infeliz da nossa história, passagem desbotada na memória das nossas novas gerações” que, cansadas de “errar cegas pelo continente, levando pedras feito penitentes, erguendo estranhas catedrais, um dia, afinal”, disseram um “basta” a tudo isso.

O povo saiu às ruas indignado e o lado justo e honesto da Polícia Federal, do Ministério Público e da Justiça, agastado pela arrogância e pela soberba da quadrilha, foi atrás e encontrou o fio da meada.
Todos, novos e velhos criminosos, julgavam-se acima e fora do alcance da lei!

Sérgio Moro e sua equipe, obstinados representantes da vontade nacional, estão a puxar este fio e a trazer com ele tudo e todos que a ele estavam agarrados, amarrados, enrolados ou aderidos e que, após o primeiro tranco, passaram à condição de fisgados e, por mais que se debatam, serão tirados para fora da água suja em que nadavam de braçadas.

A recente prisão de Eduardo Cunha, após cumprir o seu papel de “nosso bandido preferido” e assim que perdeu a imunidade parlamentar, é o melhor indício de que, por mais longa que seja, a linha é forte o suficiente para trazer todos os fisgados para dentro do puçá, sejam eles quem forem, ocupem os cargos que ocuparem, custe o que custar, tome o tempo que tomar.

Não há nada que justifique a leniência com o mal, porque ninguém é insubstituível e não há problema que não tenha uma solução legal ou constitucional!

Não há excesso de prisões, como quer que pensemos o comprometido Sr Rui Falcão, presidente do PT, mas excesso de bandidos cuja presunção de culpa é evidente e será provada ao longo dos processos, das suas confissões premiadas e das delações de seus comparsas. Ao contrário do que ele pensa, o povo brasileiro, honesto em sua maioria, só está preocupado com o fim da impunidade e quer todos os bandidos na cadeia, em especial, os corruPTos!

Lula da Silva e o Partido dos Trabalhadores, em meio a tantos desserviços, inadvertidamente, fizeram um grande favor ao Brasil, que só seria completo se tivessem construído bons e seguros presídios para todos.


Paulo Chagas é General de Brigada, na reserva.

Um comentário:

Anônimo disse...

Doce ilusão, mas o fato foi que os maçons nos tiraram a monarquia e, por último, aliaram-se aos comunista para nos trazer a maior dívida do universo. Quando os crápulas que colocaram no poder ameacaram engoli-los,, foram sumariamente defenestrados. Decidiram reformar tudo, menos a mexer nos juros e a deixar que aqui seja o paraíso dos banqueiros. O povo continua impávido sem entender nada.