domingo, 23 de outubro de 2016

Temer deixará o Judiciário detonar Renan Calheiros?


Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

A maior gestora de bônus do mundo, com US$ 1,5 trilhão em ativos, a Pimco, soltou na sexta-feira uma análise que combina otimismo econômico com cenário politicamente explosivo. Os analistas para mercados emergentes, Yacov Arnopolin e Lupin Rahman, em meio a toques irônicos, devem ter arrepiado a República de Curitiba. Os dois apontam a Lava Jato como “importante fator de risco, principalmente se envolver círculos mais próximos do governo”.

Não precisa ser analista de rentista para constatar que o maridão da Marcela Temer tem problemas sérios. Ainda com baixa popularidade, “prestigiado com ceticismo” pelos deuses do mercado, Michel Temer teme pelos efeitos colaterais da Lava Jato. Eduardo Cunha, muito próximo a ele, já foi preso. As delações premiadas detonam outros aliados próximos da cúpula do PMDB, como Moreira Franco. Mas quem parece ser a bola da vez, depois da ação da Polícia Federal contra a Polícia Legislativa, é o presidente do senado, Renan Calheiros, um inimigo íntimo de Temer.

Renan é a ameaça mais concreta e perigosa à Lava Jato. Ele ficou pt da vida e chamou de “abusiva” a Operação Métis, que meteu em cana seu pessoal da Polícia Legislativa. O Presidente do Senado lidera a correria, com apoio do governo Temer, para aprovação da Lei de Abuso de Autoridade. O procurador federal Carlos Fernando dos Santos Lima, membro da Força Tarefa, já chamou a atenção para este risco. O juiz federal Sérgio Fernando Moro, em recente palestra no Tribunal de Justiça do Paraná, também advertiu que o objetivo imediato dos políticos corruptos é neutralizar a liberdade de atuação dos magistrados.

Renan agora pode se transformar em alvo imediato e preferencial do Judiciário – que sabe muito bem exercer seu corporativismo. Fica a impressão de que a guerra de todos contra todos, cujo lema é o “salva-se quem puder”, começa a beneficiar a sociedade brasileira que precisa de mudanças estruturais – e não de meras reforminhas que nada mudam o quadro de desgovernança pelo crime institucionalizado.

A lógica é simples. O mundo não acabou quando tiraram a Presidenta. O mesmo não ocorreu quando se detonou e agora prendeu Eduardo Cunha. Por isso, nenhuma catástrofe ocorrerá se o judiciário pegar pesado contra Renan Calheiros e outros caciques do PMDB, antes da previsível e aguardada detonação contra Luiz Inácio Lula da Silva. Também nada ocorrerá de mal, muito pelo contrário, se alguns tucanos corruptos também forem incomodados...

Se o Presidente Michel Temer continuar se comportando, nos bastidores, como um educado refém-aliado de seus peemedebostas, terminará detonado igualzinho a Dilma Rousseff. Temer cai rapidinho se o Judiciário quiser. Basta que se acelere o tramite do processo sobre a chapa reeleitoral de 2014. O Imperador César Maia já está preparando seu filho Rodrigo para ser o sucessor-tampão, até a realização de uma eventual eleição indireta...

A hora de passar o Brasil a limpo já passou. Temer não será protegido pelos “deuses do mercado”. Eles querem que a economia se resolva – não importa quem esteja na Presidência do Brasil. A única saída sensata para Temer seria romper com a bandidagem e detoná-la. Só o tamanho do rabo-preso poderia justificar uma inação temerária.

Renan Calheiros é a bola murcha da vez. O Judiciário já o colocou na marca do pênalti. Temer tem duas opções: ou ajuda na cobrança, ou será mandado para o banco de reservas da História. O risco, para todos, é encerrar a carreira política posando de craque do time mais concentrado do mundo: o de alguma penitenciária superlotada...

Eduardo Cunha, que é evangélico e não acredita em santo, já carrega sua cruz, além da bela esposa. Se Cunha falar, se Antônio Palocci fizer o mesmo, e se os empreiteiros continuarem no ritmo de delações, o sistema carcerário brasileiro ficará ainda mais superlotado...

Na guerra de todos contra todos, só não tomba quem já morreu de véspera...

Desespero  


Orando pelo Cunha

video

Viraliza nos zap-zaps o vídeo do líder da Igreja Internacional da Graça, RR Soares, pedindo que os evangélicos orem por Eduardo Cunha – cujos advogados entram na segunda-feira com um pedido de hábeas corpus que tende a ser negado pelo TRF4.

Polícia para quem precisa

Releia o artigo de sábado: Quem será a próxima vítima da “contrassacanagem”?


Espantados


Palestra útil


Colabore com o Alerta Total

Os leitores, amigos e admiradores que quiserem colaborar financeiramente com o Alerta Total poderão fazê-lo de várias formas, com qualquer quantia, e com uma periodicidade compatível com suas possibilidades.

Nos botões do lado direito deste site, temos as seguintes opções:

I) Depósito em Conta Corrente no Banco do Brasil.
Agência 4209-9, C/C: 9042-5, em favor de Jorge Serrão.

II) Depósito em Conta Poupança da Caixa Econômica Federal ou em agências lotéricas: 2995 013 00008261-7, em favor de Jorge Serrão.

OBS) Valores até R$ 9.999,00 não precisam identificar quem faz o depósito; R$ 10 mil ou mais, sim.

III) Depósito no sistema PagSeguro, da UOL, utilizando-se diferentes formas (débito automático ou cartão de crédito).

IV) Depósito no sistema PayPal, para doações feitas no Brasil ou no exterior.

Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!


O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 23 de Outubro de 2016.

16 comentários:

Anônimo disse...

SEM NOVIDADES DO RRSOARES: era ex funcionario da Empresa do Edir Macedo, sempre da base do PT - tal pai, qual filho - ele seria um dos apoiadores de Dilma, portanto de Renan... do Cunha ainda nos bons tempos com o PT mamamaaaaaaannnndo, mamamaaaaaannnndo...
Lembrando, no entanto, que os comunistas, antes de mais nada, são uma mafia organizada, uma quadrilha violenta, sumamente depravada e traiçoeira a serviço desse bando de delinquentes, além de apoiadores do ISIS e de narcotraficantes!
Os comunistas não têm planos de governo, apenas de poder, para se enriquecerem e os da sucia; o povo para eles são apenas os movimentos sociais, que são seus soldados para se imporem, os colectivos venezuelanos, e o PT foi prova cabal do acima!
"A TOMADA DO PODER DEVERÁ SER OBRA DA INSURREIÇÃO E AS MEDIDAS POLÍTICAS SE VÊM DEPOIS DA TOMADA DO PODER " - Lênin - e seguem o acima à risca!
Além do mais, são materialistas e ateus, anarquistas, ditadores, refinados ladrões do erario, empobrecedores da nação, sobrevivendo por meio de infindas falsas propagandas de seus "feitos"!
São tão inescrupulosos que, para esses parasitas, TODOS OS MEIOS JUSTIFICAM OS FINS e quem quiser ser honesto dentro do "partido", já sabe o que acontecerá!
Quem vota nessas pestes, conspira contra a nação dá a corda para todos serem enforcados, caso da Raposa Vermelha Hillary!

Anônimo disse...

NAO ADIANTA O TEMER QUERER SE LIMPAR MANTENDO O MESMO GRUPO QUE ESTA CAGADO JUNTO DELE. A GUERRA ENTRE OS BANDIDOS E ENORME E QUEM ESTA SOFRENDO E O POVO BRASILEIRO. AS EMINENCIASPARTAS DOS TRES PODERES QUEM FEZ E QUEM DEIXOU FAZER ESTAO TODOS DENTRO DO MESMO SACO O SACO DE MERDA EM QUE VAI SE TRANSFORMAR A HISTORIA DO PAIS SE NAO HOUVER UMA INVERVENÇAO CIRURGICA DE TUDO QUE ESTA AI. O BRASIL PRECISA SER PÁSSADO A LIMPO PARA ONTEM. NINGUEM E INOCENTE NESTE PROCESSO. DESDE O TEMPO DE GETULIO VARGAS QUE O POVO BRASILEIRO VEM SOFRENDO COM O TOMA LA DA CA. A CLASSE POLITICA BRASILEIRA COM SUA INIMPUTABLIDADE PENSA QUE E DONA DO PAIS QUANDO NAO E DONA NEM DO PINICO EM QUE DEFECA. ELES USAM O DINHEIRO DO POVO BRASILEIRO, SEM CONSTRANGIMENTE, SEM TER MEDO, SEM SE ENVERGONHAR POR CASA DA INIMPUTABILIDADE E POR CASA DO QUE OS UNE. O QUE OS UNE? A MALDIÇAO DA POLITICA E POLITICA EM VEZ TRANSFORMAR AS PESSOAS EM HOMENS HONESTOS E DE BEM O QUE FEZ? SOMENTE CRIOU UM MONSTRO COM UMA GUELA ENORME QUE NUNCA SE SATISFAZ COM O QUE TEM QUEREM MAIS MAIS E MAIS. DE POUCOS PARTIDOS DE REPENTE TEMOS UMA GAMA DE PARTIDINHOS MEIA BOCA QUE NAO FAZEM NADA SO SE PENDURAM, NO ERARIO PELAS BENESSES QUE RECEBEM. AGORA MESMO NO RIO DE JANEIRO TEMOS DOIS CANDIDATOS PARA NOSSA PREFEITURA. NENHUM DOS DOIS E FLOR QUE SE CHEIRE. SE O NOSSO SUPREMO ELEITORAL FOSSE FLOR QUE SE CHEIRE METADE DOS MEQUETREFES DE PARTIDOS MEIA BOCA JA TERIAM SIDO ELIMINADOS DA CORRIDA PARA O POTE. COMO VEMOS O QUE TEMOS COMO SUPREMAS CORTES NO PAIS E UM BANDO DE PALHAÇOS VESTINDO BECAS E SOLTANDO TUDO QUANTO E MALANDRO DO PODER PARA BENEFICIAR OS ASSALTANTES DOS BANCOS BRASILEIROS. CONCLUSAO BRILHANTE. A CADA ASSALTO QUE OS SUPREMOS FAZEM DE DEIXAR UM VAGABUNDO VERMELHO E ASSALTANTE DE BANCOS SEM SEREM PUNIDOS MILHARES DE PÉSSOAS MORREM NO PAIS POR VARIOS MOTIVOS. POR ASSALTO, POR FALTA DE ASSISTENCIA MEDIA, POR CONDUTA LEVIANA DAS PESSOAS QUE ADMINISTRAM. POR FALTA DE VERGONHA NA CARA DOS JUIZES QUE SAO DESTRATADOS DIOTURNAMENTE MAS VIVEM PASSANDO AS MAOS NA CABEÇA DOS VAGABUNDOS VERMELHOS. AGORA O VAGABUNDO MOR QUE E O TEMER FICOU CALADO O TEMPO TODO DEIXANDO A PUTA PORCA E O MELIANTE ANTECESSOR AGIR E AGORA PARECE UM HOMEM BROCHA QUE AINDA NAO CAIU A FIXA QUE SE ELE NAO SAIR ATIRANDO SERA O PROXIMO A IR PARA O SACO. A HORA DE CALAR O JUIZ MORO JA PASSOU O MUNDO ESTA DE OLHO EM TUDO E PRINCIPALMENTE DE OLHO A SUPREMA ARROGANCIA E PUTARIA QUE LEVAM CINQUENTA ANOS PARA SOLTAR PROCESSOS. FATIAMENTOS, DELONGAS E FICAR NESSA PUNHETAÇAO MENTAL NAO VAI TIRAR ZE POVAO DA AREA DE RISCO EM QUE SE ENCONTRA. ESTAMOS EM ESTADO LAMENTAVEL DE GUERRA GRAÇAS A VAGABUNDAGEM VERMELHA. NAO ADIANTA NOS MOSTRAR BAND AID QUEREMOS UMA INVERVENÇAO CIRURGICA EM TUDO QUE E PARTIDO. A VAGABUNDAGEM SO QUER SE APROXIMAR DO COFRE QUE AINDA CONTEM ALGUMAS COISINHAS, OU VAMOS PARA A CIMA DA CORJA VERMELHA OU PODEMOS IR TODOS PARA O SACO. QUEM PAGA A CONTA QUER VER ESTA MAQUINA MALEFICA REDUZIDA IMEDIANTAMENTE. CHEGA DE PUTARIA O JOGO E A VERA. PARA CADA COCHILO DOS VAGABUNDOS VERMELHOS DE TODOS OS PODERES MAIS GENTE QUE CONTRIBUI PARA A NAÇAO DO FUTURO SERA MORTA ATOA. LUGAR DE BANDIDO E TRANCAFIADO PÁGANDO O QUE DEVE E MESMO QUE FAÇA DELAÇAO NAO PODE VOLTAR A POLITICA NUNCA MAIS. O PREÇO QUE PAGAMOS E MUITO ALTO PARA TERMOS CONSIDERAÇAO COM A RAÇA VERMELHA. SEM BANDEIRA, SEM RELIGIAO, SEM VERGONHA NA CARA E SEM PARAMETROS E DEMAIS PARA NOSSA PACIENCIA. OU O PAIS ENTRA NOS EIXOS COM UMA INTERVENÇAO CIVICA IMEDIATA OU SERAO TODOS RESPONSAVEIS PELO FUTURO CHEIO DE CADAVERES. SE NAO PODEM AGIR SAIAM DA ZONA DE CONFORTO O CONFLITO ESTA CHEGANDO E MAIS RAPIDO DO QUE SE PENSA. A MORTANDADE ESTA EM VIGOR DESDE QUE A RAÇA VERMELHA RESOLVEU SE OMITIR E AJUDAR O EXTERIOR EM VEZ DE AJUDAR O CONTRIBUINTE BRASILEIRO. AÇAO JA.

Anônimo disse...

Política brasileira e outros temas polêmicos




22 de outubro de 2016Não qureremos mais ver Renan Calheiros livre e fora das grades
A prisão preventiva do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) tem de ser o ponto de partida para outras de políticos com o mesmo "pedigree". É o caso de Renan Calheiros (PMDB-AL), presidente do Senado Federal, que responde atualmente a 12 inquéritos no Supremo Tribunal Federal (STF), nove deles relacionados às investigações sobre o esquema de corrupção da Petrobras, um relativo à Operação Zelotes, além de dois que apuram irregularidades no pagamento da pensão de uma filha que o senador teve num relacionamento extraconjugal. E vem mais por aí. Felipe Parente, que é ligado a Sérgio Machado, ex-presidente da Transpetro, afirmou em delação premiada que Renan Calheiros e o senador Jader Barbalho (PMDB-PA) são beneficiários de propinas pagas entre 2004 e 2006 no valor de R$ 5.5 milhões provenientes do esquema de desvios de dinheiro da Petrobras. Era ele o responsável pela entrega de dinheiro em espécie aos "quotistas". Por isso, era conhecido como o "homem da mala do PMDB";
Convém destacar que Sérgio Machado tornou-se delator da Operação Lava-Jato onde expôs gravações de conversas telefônicas com Renan quando o senador alagoano falava em mudanças que seriam feitas na lei de delação premiada com o objetivo impedir que alguém preso se tornasse relator. Um agravante está no fato de as propinas serem originárias das empresas Queiroz Galvão e UTC, "estrelas " da Operação Lava-Jato. Como não podia deixar de ser, mesmo com todas as evidências e delações, tanto Renan como Jader desmentem tudo. O primeiro afirma que sequer conhece Felipe Parente, enquanto o segundo garante que nunca recebeu dinheiro das mãos de Sérgio Machado, indicado por Renan Calheiros para presidir a Transpetro deu mais uma informação que não favorece em nada a Renan ao dizer que era requisitado pelo presidente do Senado para providenciar mensalmente dinheiro para sustentação política dele e de seu grupo. Era muito dinheiro. O Brasil espera que o Supremo cumpra o seu dever: julgar, condenar e prender Renan Calheiros. DO BLOG PONTO & VIRGULA.

Anônimo disse...

sábado, 22 de outubro de 2016ALERTA: FIM DA LAVA-JATO
CHEGOU A HORA DE EXIGIR DECÊNCIA.

É HORA DE NOS UNIR E IR PARA AS RUAS

Decano da força-tarefa diz que projeto de abuso de autoridade acaba com Lava Jato
O procurador regional da República Carlos Fernando dos Santos Lima disse que proposta em discussão no Senado, do presidente Renan Calheiros (PMDB-AL), tem influência do governo Temer O procurador regional da República Carlos Fernando dos Santos Lima faz um alerta: “a aprovação da lei de abuso de autoridade pode significar o fim da Operação Lava Jato”. Mais experiente dos investigadores da força-tarefa criada, em Curitiba, para investigar o maior escândalo de corrupção do Brasil declarou ver “influência” do governo Michel Temer (PMDB) na proposta em tramitação no Senado e avisa que deixará os processos do escândalo Petrobrás, se o projeto virar lei.

“A aprovação da lei de abuso de autoridade pode significar o fim da Operação Lava Jato, inclusive eu pessoalmente, se essa lei for aprovada, não vou continuar (na força-tarefa)”, afirmou Carlos Fernando, em entrevista ao Estadão.

O projeto de lei de reforma da antiga Lei de Abuso de Autoridade, de 1965, é de 2009. Estava engavetado e foi retomado este ano com texto substitutivo (projeto de lei 280/2016), de autoridade do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) – que praticamente não faz propostas de lei na Casa.

“O texto do projeto tem por finalidade principal criar constrangimento para quem investiga situações envolvendo pessoas poderosas, especialmente empresários e políticos. Nós não vamos ficar a mercê, como já acontece hoje com as inúmeras representações que a gente recebe, de ações penais privadas propostas por qualquer um que se sinta incomodado”, avaliou o procurador.

Carlos Fernando foi alvo de representação movida pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio L---da Silva, no Conselho Nacional no Ministério Público (CNMP), por conduta indevida nos processos da Lava Jato. O pedido de afastamento foi negado pelo colegiado.

“É uma lei absurda. Justificam (os defensores do projeto) que a proposta é para punir a ‘carteirada’, mas ela não está lá no texto. Mas criam tamanha dificuldade para julgadores e investigadores e acusadores”, ponderou o procurador.

“O que uma lei dessa vai propiciar é um esquema – e aí está a inteligência do negócio – no qual não vai haver mais lava jatos de nenhuma espécie. A não ser que a pessoa arrisque sua vida pessoal e profissional. Porque ela vai ser ameaçada por corruptos e bandidos em geral, porque vai estar exposta a todo tipo retaliação. Eu posso sofrer uma ação penal privada, é um absurdo.”

Para o procurador da Lava Jato, seria uma primeira contraofensiva efetiva do governo contra o combate à corrupção no País, que representará a volta do sistema em que ricos e poderosos não vão para a cadeia.

“Vamos voltar para o modelo de Justiça criminal para os pobres. Que é o que sempre vimos. Até o Caso Banestado, tem um livro da doutora Ela (Wiecko) Castilho (ex-procuradora da República) em que ela mostra que até aquela época (fim da década de 1990) não havia punição por colarinho branco. Até hoje, se juntar toda população carcerária, não chega nem perto de 1%.”
http://politica.estadao.com.br/blogs/fausto-macedo/decano-da-forca-tarefa-diz-que-projeto-de-abuso-de-autoridade-acaba-com-lava-jato/
O medo dos parlamentares está indo contra a Operação Lava Jato e eles, OS LARÁPIOS MEDROSOS, estão armando para acabar com a Operação que pode acabar com todos eles.

VAMOS NOS UNIR E IR PARA AS RUAS
ANTES MESMO QUE O PROJETO VIRE LEI

Anônimo disse...

CLÁUDIO HUMBERTO @diariodopoder
Presidente da Câmara defende redução de cota parlamentar a deputados
Maia utilizou cerca de R$ 150 mil dos R$ 214 mil a que teria direito
Publicado: 23 de outubro de 2016 às 08:41
Na prática, no entanto, o presidente da Câmara não deve conseguir instituir nenhuma mudança até fevereiro de 2017. (Foto: ABr)
O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), defendeu a redução da cota parlamentar. Segundo ele, o “cotão” foi criado pelos parlamentares “em um momento que eles não tinham coragem de tratar da sua remuneração”.
“Com o tempo, o salário aumentou e não se pensou em reestruturar essa verba. Temos que pensar em mecanismos para que a verba seja limitada a poucos serviços”, afirmou o presidente da Câmara.
Maia utilizou cerca de R$ 150 mil dos R$ 214 mil a que teria direito da cota no primeiro semestre deste ano.
Na prática, no entanto, o presidente da Câmara não deve conseguir instituir nenhuma mudança até fevereiro de 2017, quando termina o seu mandato-tampão, pois a prioridade da Casa é o ajuste fiscal do presidente Michel Temer.
Na Câmara, a fiscalização do uso da cota cabe ao Departamento de Finanças, Orçamento e Contabilidade. Segundo a assessoria da Casa, a regularidade fiscal e contábil da documentação comprobatória é de responsabilidade do deputado.
O departamento informou que não tem controle sobre denúncias relativas à utilização da verba pelos parlamentares.
Caso os técnicos identifiquem alguma irregularidade, o fato é encaminhado ao deputado, que deve prestar esclarecimentos internamente.
Comprovantes
“A Câmara dos Deputados tem adotado várias medidas para aprimorar os procedimentos de controle e utilização da cota parlamentar. Entre elas, está a obrigatoriedade de digitalização das imagens dos comprovantes de despesa, que passaram a ser publicadas no Portal da Transparência da instituição. A iniciativa facilita a fiscalização e o controle dos gastos parlamentares pela sociedade e pelos órgãos de fiscalização externa”, disse a assessoria da Casa, em nota.
No início deste ano, houve um reajuste de 8,72%, referente ao IPCA acumulado desde o ano passado, nos valores repassados mensalmente aos deputados para o exercício da atividade parlamentar (cota para o exercício da atividade parlamentar, verba de gabinete e auxílio-moradia). O impacto do aumento neste ano será de R$ 14,6 milhões. (AE)

Anônimo disse...

Ministro da Justiça se reuniu com Temer para explicar ação policial no Senado
Ontem a PF prendeu quatro policiais do Senado e fez buscas na Casa
Publicado: 22 de outubro de 2016 às 22:08
Redação
Moraes apresentou um relatório sobre os motivos que levaram à ação policial. (Foto: ABr)
Um dia após a deflagração da Operação Métis, o ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, se reuniu na manhã deste sábado com o presidente Michel Temer em São Paulo e apresentou um relatório sobre os motivos que levaram à ação policial. O encontro estava fora da agenda oficial de ambos.
Ontem, a Polícia Federal cumpriu mandados de busca e apreensão nas dependências do Senado e deteve quatro integrantes da Polícia Legislativa. Apenas o diretor da Polícia do Senado, Pedro Ricardo de Araújo Carvalho, permanece preso.
No governo, interlocutores de Temer demonstraram preocupação com os desdobramentos políticos da operação, principalmente após as críticas do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). O peemedebista defendeu a atuação da Polícia Legislativa do Senado - subordinada diretamente a ele - e criticou o ministro dizendo que ele "extrapolou" ao se pronunciar sobre o trabalho dos quatro servidores presos. Ontem, Moraes disse que os policiais legislativos "extrapolaram o que seria de sua competência" e "realizaram uma série de atividades direcionadas à obstrução da Justiça".
Renan disse que o trabalho da Polícia do Senado não era da "competência" de Moraes por se tratar de um outro Poder e que ele deveria se informar antes de se pronunciar. "Quem fala demais acaba dando bom dia a cavalo", alfinetou o senador, que é um dos investigados pela Lava Jato.
O ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima, disse que a busca e apreensão nas dependências do Senado precisavam ser "muito bem explicadas" à sociedade. "Não se pode deixar de ter cautela quando um assunto assim pode ser interpretado como confronto entre instituições republicanas, especialmente neste momento em que vivemos", afirmou Geddel. (AE)
PS - TEM QUE ACABAR AS CARTEIRADAS DOS VAGABUNDOS VERMELHOS QUERENDO SE ESCONDER ATRAZ DA INUMPUTABILIDADE. AGENTE PUBLICO SEJA ELE QUE NIVERL FOR TEM QUE DAR EXPLICAÇOES DE SEUS ATOS. NENHUMA AUTORIDADE ESTA ACIMA DA LEI. ELES ESTAO A SERVIÇO DO BRASIL E NAO DE SEUS PARTIDOS NOGENTOS. O HOMEM DE BEM QUE PAGA SEUS IMPOSTOS EXIGE LIMPESA E CLARESA NESTA SODOMIA E GOMOSSO EM QUE SE TRANSFORMOU OS PODERES DO PAIS. PRECISAMOS DE UMA INTERVENÇAO CIVILIZADORIA JA. A MEDIOCRIDADE TOMOU CONTA DE VERGONHA DE SUAS EXCRESCENCIAS.

Anônimo disse...

CLÁUDIO HUMBERTO @diariodopoder
Segundo o Tesouro, a diferença na contabilidade deve-se principalmente ao fato de que a maioria dos estados não declara gastos. (Fotos públicas)
A deterioração fiscal nos estados decorrente do aumento de gastos com pessoal e do aumento de créditos nos últimos anos é pior que a informada pelos governos locais. Segundo relatório inédito divulgado esta semana pelo Tesouro Nacional , existem diferenças entre os dados enviados pelos estados em relação ao endividamento, ao gasto com pessoal e ao déficit da previdência dos servidores locais.
Divulgado pela primeira vez pelo Ministério da Fazenda, o Boletim das Finanças Públicas dos Entes Subnacionais baseia-se nos Programas de Reestruturação e de Ajuste Fiscal (PAF), usados pela União para monitorar as contas públicas estaduais e autorizar operações de crédito com os governos locais. Os critérios do Tesouro desconsideram manobras usadas por governadores para diminuírem despesas com pessoal e se enquadrarem nos limites definidos pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).
Em relação às despesas com o funcionalismo público, a Lei de Responsabilidade Fiscal estabelece que os estados e o Distrito Federal não podem comprometer mais do que 60% da receita corrente líquida (RCL) com o pagamento aos servidores locais ativos e inativos nos Três Poderes. Pelos dados informados pelos governos locais, somente dois estados estavam acima desse limite no fim do ano passado: Paraíba (61,86%) e Tocantins (63,04%).
No entanto, ao usar os critérios do Tesouro, nove unidades da Federação estouravam o teto no fim de 2015: Distrito Federal (64,74%), Goiás (63,84%), Minas Gerais (78%), Mato Grosso do Sul (73,49%), Paraná (61,83%), Rio de Janeiro (62,84%) e Rio Grande do Sul (70,62%). Pelos parâmetros do PAF, a relação fica em 61,13% no Tocantins e em 64,44% na Paraíba.
Segundo o Tesouro, a diferença na contabilidade deve-se principalmente ao fato de que a maioria dos estados não declara gastos com terceirizados e informa apenas a remuneração líquida dos servidores, em vez dos números brutos. A defasagem também decorre do fato de que diversas unidades da Federação não declaram gratificações e benefícios como auxílio-moradia pagos aos servidores do Judiciário, do Ministério Público e das Defensorias Públicas locais.
Durante a renegociação da dívida dos estados, o Ministério da Fazenda tentou incluir, nas contrapartidas dos governadores, a mudança nas estatísticas de gastos com pessoal, com prazo de dez anos para os estados que estourarem o teto voltarem ao limite de 60%. No entanto, depois de pressões de servidores públicos, o governo recuou e derrubou a exigência. O projeto de lei em tramitação no Senado estabelece apenas a proibição de reajustes ao funcionalismo local por 24 meses após a sanção da lei, sem a necessidade de reenquadramento na LRF. CONTINUA...

Anônimo disse...

CONTINUA 2 DIARIO DO PODER DEFICIT DOS ESTADOS
Déficit da Previdência
O levantamento também constatou que os estados estão subestimando o déficit das previdências dos servidores públicos locais. De acordo com os Relatórios Resumidos de Execução Orçamentária (RREO), enviados pelos governos estaduais ao Tesouro a cada dois meses, o resultado negativo de todas as unidades da Federação estava em R$ 59,1 bilhões no fim de 2015. Nas contas do Tesouro, no entanto, o rombo chegou a R$ 77,1 bilhões.
A maior diferença é observada no Rio de Janeiro, que declarou déficit de R$ 542,1 milhões, contra resultado negativo de R$ 10,8 bilhões apurados pelo Tesouro Nacional. Outros estados que se destacam são Minas Gerais (R$ 10,1 bilhões declarados, contra R$ 13,9 bilhões apurados pelo Tesouro), Rio Grande do Sul (R$ 7,6 bilhões declarados, contra R$ 9 bilhões apurados) e Paraná (R$ 3,2 bilhões declarados, contra R$ 4,3 bilhões apurados).
O Tesouro Nacional não explicou o motivo da diferença de R$ 20 bilhões no déficit das previdências públicas estaduais, mas recomendou mais transparência, controle dos aumentos salariais, corte de cargos comissionados e reformas para conter o rombo. Inicialmente, a criação de tetos para as aposentadorias de servidores estaduais estava nas contrapartidas exigidas pelo governo federal para a renegociação da dívida dos estados, mas a exigência também foi retirada durante as negociações. (ABr)

Anônimo disse...

DIARIO DO PODER
Lava Jato no encalço
Delator detalha a rota da propina do petrolão até Renan
Propina era entregue a assessora de Jader no Rio e em São Paulo
Publicado: 21 de outubro de 2016 às 23:47 - Atualizado às 10:51
Delator afirma que Renan recebeu propina de fornecedoras da Transpetro (Ilustração: Época / Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom)
Depoimentos sigilosos do carregador das malas de propina para senadores do PMDB, Felipe Parente, narram em detalhes o trajeto dos pagamentos de R$ 5,5 milhões de propina de empreiteiras ao presidente do Senado Renan Calheiros (PMDB) e ao seu grupo político. O nível de minúcias da mais recente delação vazada à imprensa já é considerado capaz de reunir um conjunto de provas mais robusto contra Renan, praticamente ainda intocado pelo maior cerco à corrupção da História do Brasil.
De acordo com o delator, o montante da propina destinada ao núcleo do senador alagoano que resiste ao cerco da Operação Lava Jato atinge R$ 11 milhões em valores atualizados e era entregue, quase sempre, no restaurante Chez Pierre, no anexo do Hotel Ipanema Plaza, na Zona Sul do Rio de Janeiro. De acordo com o volume da remessa, que variava entre R$ 250 mil e R$ 1 milhão, o dinheiro sujo vinha dentro de envelopes, sacolas e até malas.
A origem dos recursos seriam contratos com a Queiroz Galvão e UTC e a empresa de afretamento de navios Teekay Norway, repassados entre 2004 e 2006 a Renan e ao senador Jader Barbalho (PMDB-PA).
(Ilustrações "Época")
Por meio de uma senha, o homem da mala dos senadores do PMDB fazia a entrega a Iara Jonas, 64, assessora do Senado com descrita como mulher elegante e distinta, que não conversava além do necessário para cumprir o seu papel: pegar o dinheiro. Foram cerca de 15 encontros com o objetivo criminoso, segundo o delator, com a responsável pelo delivery exclusivo de propinas endereçadas a Renan e a Barbalho, que lotava Iara em seu gabinete.
Vácuo preenchido
Os depoimentos sigilosos de Parente foram prestados aos procuradores do Grupo de Trabalho da Lava Jato na Procuradoria-Geral da República. E publicados nas duas principais revistas semanais do Brasil nesta sexta-feira (21), Veja e Época. CONTINUA.

Anônimo disse...

DIARIO DO PODER II CONTINUAÇAO
A exatidão dos endereços e circunstâncias do roteiro narrado por Parente em primeira pessoa expõe o fluxo da propina, desde as captações junto a empreiteiras do petrolão até as mãos da assessora Iara. As novas informações ocupam o vácuo de delações como as de Sérgio Machado e seus filhos Daniel, Expedito e Sérgio, dando materialidade às afirmações sobre o loteamento da Transpetro entre senadores do PMDB e fortalecendo o cerco da Procuradoria Geral da República (PGR) ao presidente do Senado.
O delator é um empresário cearense ligado ao então diretor da Transpetro, Sérgio Machado. Ele também era uma espécie de arrecadador da propina destinada ao PMDB junto a empresários com contratos vigentes na estatal.
Parente narra que o presidente do Senado seria o principal beneficiário das propinas, já que era o padrinho de Machado na Transpetro. A confissão do homem da mala do PMDB fornece a prova mais robusta até agora, no petrolão, contra Renan.
Parente recebia 5% do valor que transportava entre empreiteiras e intermediários de políticos. O delator disse que usou como senha a palavra “lua” quando tratou diretamente com o então presidente da Queiroz Galvão, Idelfonso Colares, sobre o desembolso de R$ 3,5 milhões em espécie da empresa para abastecer os cofres de Renan Calheiros e Jader Barbalho.
A logística era semelhante no caso do R$ 1 milhão em propina paga pela UTC, cujo então presidente Ricardo Pessôa comandava a contabilidade do clube de empresas do propinoduto do petrolão. Da UTC, foram R$ 500 mil divididos entre Renan e Jader Barbalho, pagos entre o segundo semestre de 2005 e o início de 2006. E os R$ 500 mil restantes teriam como destinatário Daniel Machado, filho do diretor da Transpetro.
Parente relata que outro R$ 1 milhão em propina foi pago pela Teekay Norway em nome de Renan e Jader Barbalho, no segundo semestre de 2004.
CONTINUA.

Anônimo disse...

DIARIO DO PODER 3 CONTINUAÇAO E TERMINA
Veja trechos dos depoimentos de Felipe Parente:
“Que os repasses da Queiroz iniciaram em 2004 e perduraram até 2006; que Sérgio Machado chamou o depoente até a sede da Transpetro e pediu que o depoente fosse até a sede da Queiroz para receber valores que seriam destinados aos senadores Renan Calheiros e Jader Barbalho; Que o depoente foi até a sede da Queiroz, foi recebido pelo Sr. Ildefonso, que lhe orientou a ir até a Rua da Quitanda, nºs 50 a 80, numa determinada sala e dissesse a senha Lua”
“Que o depoente levou a sacola com dinheiro para o flat [no Leblon ou no Ipanema Plaza]; que depois Iara entrou em contato com o depoente; que foram mais ou menos dez repasses da Queiroz para os senadores Jader e Renan; que, em todas as dez vezes, foi Iara que recebeu os recursos destinados tanto ao senador Jader, quanto ao senador Renan”.
“Que todas as vezes que o depoente intermediou recursos destinados ao senador Renan Calheiros foi Iara quem se apresentou para receber tais valores; que nunca foi procurado por outra pessoa ligada ao senador Renan Calheiros”.
“Que, depois do depoente receber a segunda parcela do Sr. Tobias, uma mulher ligou para o depoente e disse que estava ligando para receber os recursos do senador Renan; que quando esta pessoa foi até o flat do depoente, este identificou que se tratava da mesma Iara que fora receber os recursos destinados ao senador Jader; que Iara também desta vez subiu até o quarto do depoente num flat, salvo engano, no Leblon; que o depoente questionou Iara, mas ela disse que era isso mesmo, que se tratava do mesmo assunto; que o depoente informou então a Sérgio Machado dobre o ocorrido e ele disse que era isso mesmo”.
Outro lado
Aos repórteres Filipe Coutinho e Ana Clara Costa, da Revista Época, o senador Jader Barbalho negou conhecer Felipe Parente e ter recebido repasses originados de tais empresas por intermédio dele. Renan Calheiros disse não conhecer Parente nem ter relação alguma com Iara Jonas, apesar de saber quem é. E disse ainda que “jamais, em nenhuma circunstância, recebeu vantagens de quem quer que seja”. A Época também tentou ouvir Iara Jonas, sem sucesso.
À época da delação de Sérgio Machado, a Construtora Queiroz Galvão disse não comentar investigações em andamento.

Anônimo disse...

SR. SERRÃO COM TODO RESPEITO A SUA PESSOA EU QUERO NOVAMENTE BATER NA MESMA TECLA,LEVANTAR A LEBRE, MALHAR EM FERRO FRIO E DIZER NOVAMENTE, NO INICIO DO SÉCULO VINTE O POVO FOI ESCRAVIZADO E FORÇADO A TRABALHAR NOS TEARES INGLESES, FOMOS LIBERTADOS POR UM INTIMATO AMERICANO QUE OBRIGOU O DITADOR DA ÉPOCA A CRIAR UMA CLT, MAS UMA DISTORÇÃO DOS FATOS FEZ COM QUE ESSE DITADOR TORNASSE UM HERÓI. QUEM ESTAVA POR DE TRÁS DESSA DISTORSSÃO??? QUEM ASSASSINOU O DITADOR??? E QUEM CONTINUOU AQUI SEM LEVANTAR SUSPEITAS??? EM 1964 O BRASIL EM BANCA ROTA SOFREU UM GOLPE ONDE O POVO FOI NOVAMENTE MASSACRADO, TORTURADO, ESCRAVIZADO, E NOVAMENTE SEUS DIREITOS ROUBADOS FORAM DEEIXADOS A MINGUA TUDO EM NOME DE UMA DIVIDA EXTERNA QUE POR DÉCADAS PRIVOU NOSSO POVO ATÉ DE COMER??? E QUEM FICOU OCULTO NAS SOMBRAS DA DESGRAÇA E MISÉRIA SEM SEREM INCOMODADOS??? EM 1985 UM PLANO DE UMA TAL DEMOCRACIA ENCHEU O POVO DE ESPERANÇA MAS O POVO AINDA PASSAVA FOME E NÃO POSSUIA NEM UM BENEFICIO EM TROCA DE TANTO SACRIFICIO E COM A CONSTITUINTE A COISA PIOROU POIS ELA FOI CARTA BRANCA PARA FUNDAREM UMA MÁFIA EM NOSSO PAIS. E QUEM INTERPRETA ESSA LEIS??? ESTRANHO MUITO ESTRANHO POIS NO GOVERNO CIVIL TINHA APENAS POLITICOS DE SEMPRE OS MESMOS NOMES COM OS MESMOS VICIOS DE DEIXAREM O POVO NA MISÉRIA. MAS AS FORÇAS OCULTAS AQUI AINDA ESTAVAM E ASSISTIAM DE CAMOROTE. COLLOR LOGO SENTOU ECAGOU EM CIMA POIS CAÇAVA MARAJÁS E SE ESQUECIA QUE ELE O RAJÁ ERA ALVO ADIVINHA DE QUEM??? DEPOIS UM PLANO PARA CONFUNDIR A CABEÇA DO POVO FOI EXECUTADO E LOGO A PRIVATARIA LEVOU UM RESTO DE ESPERANÇA, MAS FORÇAS OCULTAS NADA FAZIAM PARA IMPEDIR E ATÉ O APOIAVAM SEM NADA SER INVESTIGADO. ADIVINHE QUEM SEM SEREM PERCEBIDOS AINDA ESTAVAM POR AQUI??? CHEGAMOS FINALMENTE NO SALVADOR DA PATRIA UM FIGURA BRONCO QUE POSSUIU UMA ACEITAÇÃO DE 87 POR CENTO E RELEGEU UMA SUCESORA QUE PERMITIU SER GOLPEADA PELO VICE VIGARISTA. EM UM PLANO DE CONSPIRAÇÃO ATRIBUIDO A QUEM??? PRIMEIRO FIZERAM DO SAPO BARBUDO UM HERÓI AGORA O FDP NÃO SERVE NEM PARA ROUBAR, A CADELONA SAPATONA SUMIU A OPOSIÇÃO TÁ ENRROLADA ATÉ O PESCOÇO. E QUEM AINDA ESTÁ POR AQUI PAGANDO DE SANTO??? POIS BEM A HISTÓRIA É PROVA DE TUDO DE MÉRDA QUE AQUI ACONTECE O JUDICIARIO NUNCA É RESPONSABILIZADO POR NADA E LE SEMPRE FOI O CULPADO DE TUDO POIS FOI OMISSO, INCOMPETENTE E CORRUPTO, JUNTO COM A MAÇONARI COMANDARAM E COMANDAM TODAS AS PATIFARIAS DESSE PAIS SEMPRE ATRAVANCANDO TUDO E A TODOS... ENTÃO PENSEM BEM E JUIZO MINHAS CRIANCINHAS JUIZO...

Anônimo disse...

Nossa! leio vc, Serrão, porque às vezes meus sites favoritos demoram a edição, exceto o Antagonista, é claro! mas vc é um petralha enrustido, não me canso de repetir. Vá de retro!!

Anônimo disse...






.

.

acp

Falso! Inexiste tal decálogo!

Nunca houve catalogação de donos de armas. Os comunas distribuíram armas às mancheias ao povo nas revoluções. Depois, tiveram de pedir que as devolvessem, pois não sabiam quem as tinha!

Ao tempo dos bolcheviques inexistiam meios de comunicação de massa, nada de rádio ou tv.

lenin era um conservador em termos sexuais.

Nunca trataram de democracia.

Nunca desmereceram a Rússia

Greves realizaram.

Eram subversivos, não podiam evitar que os czaristas contivessem a subversão, as greves, as bagunças.

Não se puseram contra a moral. Não derrubaram a honestidade. Inexistia votação de interesse dos comunas.

acp

.


.



.

Anônimo disse...

O QUE É MAIS IMPORTANTE PAGAMENTO ANUAL DE OITOCENTOS MILHÕES EM JUROS OU SALVAR A VIDA DE MILHARES DE IRMÃOS CONDENADOS A MORRER NOS CORREDORES DOS NOSSOS HOSPITAIS.
VAMOS RENEGOCIAR OS JUROS DA DIVIDA E PAGAR SÓ O POSSÍVEL.

Anônimo disse...

Anônimo "insistente (insistente | adj. 2 g. in·sis·ten·te adjectivo de dois géneros
1. Que insiste.
2. Teimoso, obstinado.
3. Contínuo.
4. Enfadonho.) das 2:05 AM"

Escreveu sim ! É verdade ! Está aqui mesmo no "ALERTA TOTAL, artigo: PEC 241"

"1 comentário -
1 – 1 de 1

Anônimo Anônimo disse...

Aproveitando o artigo anterior, que fala do convencimento , mais uma vez aqui está o Decálago comunista, que tem toda uma forma de "comprar" as pessoas. As táticas que estão aqui foram escritas e sugeridas por Lenin, em 1913.


1.Corrompa a juventude e dê-lhe liberdade sexual

2.Infiltre e depois controle todos os veículos de comunicação de massa;

3.Divida a população em grupos antagônicos, incitando-os a discussões sobre assuntos sociais

4.Fale sempre sobre Democracia e em Estado de Direito, mas, tão logo haja oportunidade, assuma o Poder sem nenhum escrúpulo;

5.Colabore para o esbanjamento do dinheiro público;

6.Coloque em descrédito a imagem do País, especialmente no exterior e provoque o pânico e o desassossego na população por meio da inflação;

7.Promova greves, mesmo ilegais, nas indústrias vitais do País;

8.Promova distúrbios e contribua para que as autoridades constituídas não as coíbam;

9.Contribua para a derrocada dos valores morais, da honestidade e da crença nas promessas dos governantes. Nossos parlamentares infiltrados nos partidos democráticos devem acusar os não-comunistas, obrigando-os, sem pena de expô-los ao ridículo, a votar somente no que for de interesse da causa socialista;

10.Procure catalogar todos aqueles que possuam armas de fogo, para que elas sejam confiscadas no momento oportuno, tornando impossível qualquer resistência à causa...



O DECÁLOGO DE LENIN LEMBROU-O DE ALGUMA COISA OU DE ALGUMA PESSOA ?
DO BLOG A CASA DA MAE JOANA
PS - ESSE E O GRANDE MOTIVO PORQUE OS VAGABUNDOS VERMELHOS NAO GOSTAM DE NOSSAS FORÇAS ARMADAS. ELES SAO FORA DA LEI E NAO GOSTAM DE OBEDECER NADA. NAO SABEM O QUE E DELES E O QUE E DO POVO. POR ESSAS E OUTRAS ROUBAM E ESTRAGAM TUDO ONDE POE AS MAOS ELES NAO CONSTROEM, DISTROEM. QUANDO ELES VEM ALGO DIREITO PARA ELES NAO ESTA CERTO. SO QUEREM O QUE E DE PIOR E SO SE ASSOCIAM AOS PERDEDORES. POR ESSAS E OUTRAS TEM QUE SE PENDURAR NO PODER PARA PODER ROUBAR E FICAR PENDURADO PARA SEMPRE COM SUAS CONVERSAS DE ENGANA LOURENCO. ORDEM E PROGRESSO PARA ELES NAO VALE NADA QUEREM NOS DEIXAR DE TANGAS E ESTABELECERAM A MERDOCRACIA OU SEJA COLOCAR O PAIS SEM AÇAO A FERROS E ELES DECIDINDO POR NOS TUDO ATE COMO EDUCAR NOSSAS CRIANÇAS. ELES AO O ARRASO E ATRASO.

6:33 AM"