sábado, 3 de dezembro de 2016

Ir ou não ir para a rua?

video

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Renato Sant’Ana

Que cada um se faça as seguintes perguntas:

Quem não quer que eu vá para a rua manifestar minha indignação? Por que alguém quer que eu seja dominado pela desesperança? A quem serve o meu eventual pessimismo?

O que o Congresso Nacional está protagonizando não tem precedentes. O Ministério Público elaborou DEZ MEDIDAS ANTICORRUPÇÃO. Mais de dois milhões de brasileiros apuseram suas assinaturas para que a proposta virasse projeto de lei. E a maioria dos deputados degenerou a proposta, tornando-a um "projeto de lei em favor dos criminosos".

Para que se tenha ideia, eis as garantias dos bandidos:

 - crime de responsabilidade para juízes e procuradores;
 - prisão por desrespeito às prerrogativas dos advogados;
 - criminosos não terão de devolver a fortuna acumulada com propinas;
 - tempo de prescrição continuará com réu foragido;
 - partidos não poderão ser punidos pelo roubo.

ATENÇÃO! Também existem deputados e senadores lutando bravamente para combater a corrupção. Precisamos apoiá-los no enfrentamento com os cretinos que aprovaram aquele horror naquela triste madrugada.

Quem ficar em casa fará a alegria de Renan Calheiros, Lula da Silva, Sérgio Cabral, Eduardo Cunha e mais um montão de bandidos, INCLUSIVE OS MARGINAIS QUE A LAVA JATO MANDOU PARA A CADEIA!

Se as manifestações do dia 4 de dezembro estão pouco mobilizadas, será tarefa de cada brasileiro melhorar essa mobilização. É questão de escolher um lado: o do Brasil ou o dos bandidos.


Renato Sant'Ana é Psicólogo e Bacharel em Direito.

Nenhum comentário: