domingo, 8 de janeiro de 2017

Anti-Premonições

Hitler Homem do ano 1938

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Paulo Roberto Gotaç

A edição de 2 de janeiro de 1939 da revista Time laureou Adolf Hitler O Homem do Ano de 1938. 

Meses antes, o Reino Unido e sua aliada, a França, através dos primeiros ministros Neville Chamberlain, e Èdouard Daladier, assinavam com Hitler e Mussolini o Acordo de Munique, que previa a anexação unilateral da Checoslováquia pelos nazistas e estabelecia o compromisso por parte destes, de não serem renovadas outras reivindicações territoriais. 

Pouco menos de um ano após a concessão do prêmio pelo prestigiado veículo de imprensa, a Polônia era invadida pela Wehrmacht, com anuência da União Soviética de Joseph Stalin, nomeado também homem do ano de 1943 pelo mesmo semanário, face ao fato de, à época, ser ele aliado dos Estados Unidos.

A História nunca se repete mas às vezes se reedita. 

Depois de presenciar tal equívoco  registrado no passado por influente veículo de imprensa, estará o mundo, diante do Brexit, da inquietante eleição de Donald Trump, da escalada da extrema direita em vários países da Europa, em função dos movimentos migratórios acompanhados de atos de terrorismo e do cinismo que permeia as relações internacionais, às vésperas de novas consagrações bizarras retratadas por anti-premonições chanceladas por importantes órgãos de comunicação?


Paulo Roberto Gotaç é Capitão de Mar e Guerra, reformado.

4 comentários:

Carlo Germani disse...

Paulo Roberto!

"Inquietante eleição de Donald Trump..."

Pelo visto você não entendeu que Trump é o "ponto fora da curva" da insana e satânica Nova (Des)Ordem Mundial (N.O.M.).

Trump venceu TODOS.
Trump,evitará que os EUA sejam destruídos pela agenda globalista (vide George Soros,Rothschild,grande imprensa e mídia mundial,oligarquia financeira mundial,...),e a implantação definitiva do governo único mundial (vide N.O.M.).

Trump,é o contra-ponto a destruição dos valores ocidentais.

Trump,é o homem certo no lugar certo.

Estéfani JOSÉ Agoston disse...

A revista Time (do grupo Time-Life)era e é controlada pelo Vaticano, e inclusive deu suporte econômico para o início da Rede Globo; sabidamente o Vaticano é uma das fontes do movimento Fabiano que busca uma Nova Ordem Mundial onde George Soros navega tranquilamente (Illuminatis). Os Fabianos (gal Geisel, Golbery, cel Andreazza e Passarinho)por meio de militares das FFAA brasileiras foram os que pariram Lulla a político de sucesso, inclusive enviando-o para os USA para estudar em uma Universidade (também financiado pela Fundação Rockfeller, Fundação Ford e AFL-CIO, além do Departamento de Estado norte americano ("Lulla é o cara"); não esqueço que os Fabianos são os que deram suporte aos governos de Lulla e Dillma e agora a Michellrousseff Temer.

Anônimo disse...

2ª Guerra Mundial (Japão, Alemanha, Itália),
3ª Guerra Mundial (China, Rússia, Irã),

A História se repete...

Anônimo disse...

“A guerra está chegando”

9 de abril de 2014

“O câncer da agressão russa surgiu pela primeira vez na Geórgia”

Com este título o Sr. Mikhail Saakashvili [foto] publicou um artigo no “O Estado de S. Paulo” (7-4-14). Ele foi presidente da Geórgia de 2004 até o ano passado. Seu olhar necessariamente experiente está a ver coisas que à primeira vista parecem não nos interessar, devido à enorme distância física e cultural que nos separa do Cáucaso. Mas é bom para pormos as barbas de molho.

Pois bem, o artigo de Saakashvili é tal que seria uma imprudência não tomá-lo em conta. O título diz tudo: “A Guerra está chegando”.

Mas que guerra? Ele não especifica. (A 3ª Guerra Mundial)

Constata ele que Vladimir Putin considera a “maior catástrofe geopolítica” do século XX a dissolução da União Soviética e está empenhado em reverter essa situação e voltar à bipolaridade anterior. Nesse sentido, a recentíssima anexação da Criméia seria um passo para estabelecer os alicerces para “novas realidades políticas e legais”. Quais? A Moldávia, a Letônia ou talvez alguma província da Polônia estão na alça de mira para futuro próximo.

Como disse a chanceler alemã, Angela Merkel, no dia 13 último, “a Rússia está trazendo à mesa a lei da selva”

O mundo livre está diante de um dilema: “será que o Ocidente está disposto a pagar esse preço agora ou atrasar a decisão e pagar um preço muito mais alto no futuro?

“Essa escolha pode ser descrita em termos médicos. O câncer da agressão russa surgiu pela primeira vez na Geórgia. O Ocidente decidiu ignorar o diagnóstico, preferindo tratar a doença com aspirinas. A Crimeia é a metástase daquilo que ocorreu na Geórgia, mas o Ocidente continua a excluir a opção cirúrgica — ou seja, a intervenção militar — dizendo que essa é arriscada demais.

“No entanto, no mínimo seria melhor começar com a quimioterapia. Sim, isso significa que o Ocidente sentiria os efeitos do próprio remédio, principalmente as empresas europeias no curto prazo. Mas, no longo prazo, essa dose dolorosa é a única maneira de ajudar a eliminar o câncer chamado Putin”.

Mikhail Saakashvili prossegue:

“A respeito dos apaziguadores em relação a Hitler, Winston Churchill [foto] disse,
certa vez, profeticamente: ‘Puderam escolher entre guerra e a desonra. Optaram pela desonra e terão a guerra’. É claro que não podemos esperar de políticos modernos, obcecados com pesquisas e eleições legislativas, que sejam como Churchill o tempo todo. Mas, no mínimo, eles não deveriam ansiar por entrar para a história como Chamberlain. E, no coração do apaziguamento, há um equívoco em relação ao homem que Putin é — e sempre foi.” Um comunista ex KGB, acrescento eu.

________________________________________

http://www.abim.inf.br/a-guerra-esta-chegando/
_______________________________________