domingo, 21 de maio de 2017

O Crime não pode compensar no Brasil


Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

Batman sempre pregou para Robin, seu menino prodígio, que “o crime não compensa”. O morcegão de Gotham City seria obrigado a rever seu conceito ético-moral no Brasil. São um deboche com a sociedade brasileira as delações dos irmãos Batista e seus “colaboradores”. As deduragens foram premiadas com impunidade, e multas cinicamente pagas com um pedacinho da grana fruto de corrupção bilionária.

Coringa, Pingüim, Mulher Gato, Charada, Senhor Gelo, Chapeleiro Louco (e suas versões tupiniquins mais rasteiras) vão querer isonomia com a turma da JBS. Nem a Gestapo de Adolf Hitler praticaria tamanha caridade em favor de corruptos e corruptores confessos. A JBS (Jogou o Brasil na Sujeira) e seus operadores ficarão impunes? É muita sacanagem conosco -  as vítimas reais da corrupção (conscientes ou coniventes)...

A semana promete agravamento da crise gerada pela ação do Crime Institucional. O supremo ministro Luiz Edson Fachin decidiu levar para a próxima sessão plenária do Supremo Tribunal Federal a decisão sobre o pedido de suspensão do inquérito aberto contra o Presidente da República. Além de reafirmar ontem que não renuncia – apesar da cobrança do Grupo Globo para que jogue a toalha -, Temer partiu para a ofensiva para tentar desmoralizar a jogada gestapiana de Joesley Batista. Curioso foi que o Presidente discursou como se promovesse um bate-boca com um interlocutor invisível:

"Ele [Joesley] é um conhecido falastrão, exagerado. Depois, em depoimento, podem conferir, disse que havia inventado essa história, que não era verdadeira. Era fanfarrosnice que ele utilizava naquele momento. O autor do grampo está livre e solto, passeando pelas ruas de Nova York [...]. Não passou nenhum dia na cadeia, não foi preso, não foi julgado nem punido. E pelo visto não será."

Temer frisou outra grande jogada do delator premiado: “Antes de entregar a gravação, [Joesley] comprou US$ 1 milhão porque sabia que isso provocaria caos no câmbio. Sabendo que a gravação também reduziria o valor das ações de sua empresa, as vendeu antes da queda da bolsa. Não são palavras minhas apenas. Os fatos estão sendo investigados pela Comissão de Valores Mobiliários. A JBS lucrou milhões e milhões de dólares em menos de 24 horas”.

Antes, no pronunciamento de ataque, Temer tentou desqualificar o roteiro da gravação armada por Joesley: “As incoerências entre o áudio e o seu depoimento [Joesley] comprometem a lisura do processo por ele desencadeado. Quero lembrar da acusação de que eu dei aval para a compra de um deputado. Não existe isso na gravação, mesmo tendo sido adulterada. E não existe porque eu não comprei o silêncio de ninguém. Tenho crença nas instituições brasileiras e nos seus integrantes. Devo registrar que é interessante quando os senhores examinam os depoimentos, os senhores verificam que a conexão de uma sentença a outra diz: 'Estou comprando o silêncio de um deputado e estou dando dinheiro a ele'. A frase é 'Estou me dando bem', e eu digo: 'Mantenha isso, viu?'. Por isso, devo dizer que não acreditei na narrativa do empresário de que teria segurado juizes etc".

Temer foi detonado e desmoralizado. O impacto imediato foi a destruição de sua imagem – que já era desgastada perante a opinião pública, porque nem o brasileiro com mais amnésia consegue esquecer que ele foi vice da Dilma Rousseff, e parceiro do PT, em dois mandatos presidenciais. Por isso, após a delação da JBS, cabe indagar: Será que Temer realmente perdeu a capacidade de presidir o Brasil? A resposta certa não pode ser precipitada pela repercussão das denúncias contra ele feitas pela gravação clandestina do Joesley Batista. Tudo vai depender do pragmatismo cínico dos nossos políticos e dos “deuses” do mercado. Até recentemente, a ampla maioria de parlamentares e rentistas apoiava as reformas de Temer... E agora? A resposta vale bilhões...

Já se arma outro golpe. Um tirou a Dilma – e a estrutrura estatal criminosa não se alterou. O outro quer tirar o Temer – sem que a mesma estrutura bandida seja afetada. Deputados articulam, na terça-feira, a votação urgente (e sem debate) de uma Proposta de Emenda Constitucional que alteraria a obrigatoriedade de eleição indireta prevista na Lei Complementar 64. A intenção seria emplacar a tese petista das “Diretas, já”, para a escolha do substituto de Temer (e também de um novo Congresso).

A armação não deve prosperar. Até porque a maioria do povo brasileiro sabe que é temerária (sem trocadilho) fazer uma eleição agora, com voto eletrônico sem direito a conferência por voto impresso. Facilmente, o crime elegeria seus representantes. Além disso, apesar do imenso desgaste e desmoralização, a base de Temer ainda não tem certeza de que ele deva deixar o Palácio do Planalto imediatamente. Assim, Temer ganhará uma forcinha para resistir e, se possível, contratacar seus inimigos e adversários do modo mais implacável que conseguir. Tudo dependerá da reação do mercado e dos infiéis comparsas (ops, aliados)... A tal “saída negociada” será complicadíssima...

A bola, infelizmente, continua com a bandidagem... Vale repetir e insistir: A corrupção brasileira é sistêmica, culturalmente enraizada, comandada por um sistema organizado do Crime Institucionalizado e seus mecanismos. Justamente por isto, só uma cirúrgica e profunda mudança estrutural no modelo de Estado brasileiro tem condições reais de reduzir e, praticamente, neutralizar a sacanagem hegemônica. Tal processo, que leva tempo, depende, de imediato, de uma corajosa e estratégica Intervenção Institucional. Qualquer outra medida é paliativa.

Até quando assistiremos a um patético e perigoso conflito de interesses entre as diversas organizações criminosas que usurpam todos os poderes estatais e promovem a corrupção que arruína a economia, desmoraliza a política e inviabiliza qualquer chance de implantação de um regime realmente democrático no Brasil. Na guerra de todos contra todos, os bandidos institucionalizados tiram proveito da Lei para tentar salvar a própria pele (e a maior parte da grana obtida ilicitamente nas relações com a máquina estatal).

Os bandidos não estão arrependidos. Os “premiados”, alguns soltos e outros quase (de tornozeleira em casa), tem plenas condições – e provavelmente muita grana malocada – para praticar novas ações criminosas. O crime se reinventa... Por isso, se a gente não mexer na estrutura estatal, eles voltarão a delinqüir. Ou as novas crias criminosas o farão... Por isso, Intervenção, já...

O papel de prática da honestidade tem de ser da sociedade. Assim, o combate à corrupção depende de colaboração e integração de informações entre aqueles éticos e honestos que atuam em instituições que precisam ser aprimoradas, com cada vez mais controle social, para não participar dos mecanismos criminosos e ainda ter fôlego para combatê-los, neutralizá-los e, quem sabe, derrotá-los. Intervenção, já!

Cada um, do jeito que puder e souber, tem de aumentar e tornar insuportável a pressão direta contra os corruptos. O medo e erro deles é que os conduzirá à derrocada. A sociedade tem de exigir a implantação imediata de transparência e um sistema de fiscalização direta do que fazem os poderes públicos.

Essa pressão legítima vai criar as pré-condições, rapidamente, para a Intervenção Institucional, sem golpismos, para implantar a Segurança do Direito e a Consciência dos Deveres – a verdadeira Democracia.

Resumindo e insistindo, para não deixar dúvidas: Pouco ou nada adianta tirar Temer e manter a mesma estrutura. Na verdade, ele nem devia ter assumido. Tinha de ter caído junto com a companheira Dilma... Não caiu, agora vai resistir e a gente pagará a conta...

A limpeza tem de ser geral, para o crime não continuar compensando no Brasil.

Algo mais


Próximo detonado


Solução judicial política?


Afundado


Colabore com o Alerta Total

Os leitores, amigos e admiradores que quiserem colaborar financeiramente com o Alerta Total poderão fazê-lo de várias formas, com qualquer quantia, e com uma periodicidade compatível com suas possibilidades.

Nos botões do lado direito deste site, temos as seguintes opções:

I) Depósito em Conta Corrente no Banco do Brasil.
Agência 4209-9, C/C: 9042-5, em favor de Jorge Serrão.

II) Depósito em Conta Poupança da Caixa Econômica Federal ou em agências lotéricas: 2995 013 00008261-7, em favor de Jorge Serrão.

OBS) Valores até R$ 9.999,00 não precisam identificar quem faz o depósito; R$ 10 mil ou mais, sim.

III) Depósito no sistema PagSeguro, da UOL, utilizando-se diferentes formas (débito automático ou cartão de crédito).

IV) Depósito no sistema PayPal, para doações feitas no Brasil ou no exterior.

Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!


O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 21 de Maio de 2017.

18 comentários:

Anônimo disse...

rvchudo
domingo, 21 de maio de 2017
A guerra em que o povo não participa nem lucra
Editoriais antagônicos de grandes jornais mostram que segmentos empresariais estão em confronto.

Em editorias publicados nesta sexta-feira (19) em dois dos principais jornais do país, o povo não está participando. O que está acontecendo com o país? Dois dos principais jornais do pais - O Estado de S. Paulo, tradicional desde os anos 30, com a direção formada por grandes homens do café, ligados à velha UDN; e O Globo, jornal conservador, que sempre manteve uma política governista - com esses dois editoriais antagônicos no conteúdo e no objetivo, mostram que os grandes segmentos empresariais brasileiros estão em confronto.
A consequência não será paga por eles, e sim trará ao povo o seu eterno sacrifício, fazendo com que o povo, a massa, se distancie cada vez mais de conseguir satisfazer as suas básicas necessidades: a da saúde, a de poder viver em paz, se alimentar e estudar.
Que editoriais são esses?
Há pouco tempo, durante a campanha, o senador Aécio Neves falava que o PT queria dividir o Brasil. E o PT dizia a mesma coisa de Aécio.
Hoje, o que se vê é que o povo não participa, não tem o direito de ter um lado. O povo tem somente o resto, não tem lado.
Lado parece que quem tem mesmo é a elite brasileira.
Essa divisão de opinião não é a divisão do país, e sim a divisão de poder.
O Globo
Editorial: A renúncia do presidente
Um presidente da República aceita receber a visita de um megaempresário alvo de cinco operações da Polícia Federal que apuram o pagamento de milhões em propinas entregues a autoridades públicas, inclusive a aliados do próprio presidente. O encontro não é às claras, no Palácio do Planalto, com agenda pública. Ele se dá quase às onze horas da noite na residência do presidente, de forma clandestina. Ao sair, o empresário combina novos encontros do tipo, e se vangloria do esquema que deu certo: "Fui chegando, eles abriram. Nem perguntaram o meu nome". A simples decisão de recebê-lo já guardaria boa dose de escândalo. Mas houve mais, muito mais.
continua...

Anônimo disse...


rvchudo continua II

Em diálogo que revela intimidade entre os dois, o empresário quer saber como anda a relação do presidente com um ex-deputado, ex-aliado do presidente, preso há meses, acusado de se deixar corromper por milhões. Este ex-deputado, em outro inquérito, é acusado inclusive de receber propina do empresário para facilitar a vida de suas empresas no FI-FGTS da Caixa Econômica Federal. O presidente se mostra amuado, e lembra que o ex-deputado tentou fustigá-lo, ao torná-lo testemunha de defesa com perguntas que o próprio juiz vetou por acreditar que elas tinham por objetivo intimidá-lo.
Ao ouvir esse relato do presidente, o empresário procura tranquilizá-lo mostrando os préstimos que fez. Diz, abertamente, que "zerou" as "pendências" com o ex-deputado, que tinha ido "firme" contra ele na cobrança. E que ao zerar as pendências, tirou-o "da frente". Mais tarde um pouco, em outro trecho, diz que conseguiu "ficar de bem" com ele. Como o presidente reage? Com um incentivo: "Tem que manter isso, viu?"
Não é preciso grande esforço para entender o significado dessa sequência de diálogos. Afinal, que pendências, senão o pagamento de propinas ainda não entregues, pode ter o empresário com um ex-deputado preso por corrupção? Que objetivo terá tido o empresário quando afirmou que, zerando as pendências, conseguiu ficar de bem com ele, senão tranquilizar o presidente quanto ao fato de que, com aquelas providências, conseguiu mantê-lo quieto? E, por fim, que significado pode ter o incentivo do presidente ("tem que manter isso, viu"), senão uma advertência para que o empresário continue com as pendências zeradas, tirando o ex-deputado da frente e se mantendo bem com ele?
continua,,,

Anônimo disse...


rvchudo continua III
Esses diálogos falam por si e bastariam para fazer ruir a imagem de integridade moral que o presidente tem orgulho de cultivar. Mas houve mais. O empresário relata as suas agruras com a Justiça, e, abertamente, narra ao presidente alguns êxitos que suas práticas de corrupção lhe permitiram ter. Conta que tem em mãos dois juízes, que lhe facilitam a vida, e um procurador, que lhe repassa informações. Um escândalo. O que faz o presidente? Expulsa o empresário de sua casa e o denuncia as autoridades? Não. Exclama, satisfeito: "Ótimo, ótimo".
Não é tudo, porém. Em menos de 40 minutos de conversa, o empresário ainda encontra tempo para se queixar de um ex-funcionário seu, atual ministro da Fazenda. Diz, com desfaçatez, que tem enfrentado resistência no ministro da Fazenda para conseguir a troca dos mais altos funcionários do governo na área econômica: o secretário da Receita Federal, a presidente do BNDES, o presidente do Cade e o presidente da CVM. Pede, então, que seja autorizado a usar o nome do presidente quando for novamente ao ministro da Fazenda com tais pleitos. O que faz o presidente? Manda-o embora, indignado? Não, de forma alguma. O presidente autoriza: "Pode fazer".
Este jornal apoiou desde o primeiro instante o projeto reformista do presidente Michel Temer. Acreditou e acredita que, mais do que dele, o projeto é dos brasileiros, porque somente ele fará o Brasil encontrar o caminho do crescimento, fundamental para o bem-estar de todos os brasileiros. As reformas são essenciais para conduzir o país para a estabilidade política, para a paz social e para o normal funcionamento de nossas instituições. Tal projeto fará o país chegar a 2018 maduro para fazer a escolha do futuro presidente do país num ambiente de normalidade política e econômica.
Mas a crença nesse projeto não pode levar ao autoengano, à cegueira, a virar as costas para a verdade. Não pode levar ao desrespeito a princípios morais e éticos. Esses diálogos expõem, com clareza cristalina, o significado do encontro clandestino do presidente Michel Temer com o empresário Joesley Batista. Ao abrir as portas de sua casa ao empresário, o presidente abriu também as portas para a sua derrocada. E tornou verossímeis as delações da Odebrecht, divulgadas recentemente, e as de Joesley, que vieram agora a público.
continua....

Anônimo disse...

rvchudo =continua IV

Nenhum cidadão, cônscio das obrigações da cidadania, pode deixar de reconhecer que o presidente perdeu as condições morais, éticas, políticas e administrativas para continuar governando o Brasil. Há os que pensam que o fim deste governo provocará, mais uma vez, o atraso da tão esperada estabilidade, do tão almejado crescimento econômico, da tão sonhada paz social. Mas é justamente o contrário. A realidade não é aquilo que sonhamos, mas aquilo que vivemos. Fingir que o escândalo não passa de uma inocente conversa entre amigos, iludir-se achando que é melhor tapar o nariz e ver as reformas logo aprovadas, tomar o caminho hipócrita de que nada tão fora da rotina aconteceu não é uma opção. Fazer isso, além de contribuir para a perpetuação de práticas que têm sido a desgraça do nosso país, não apressará o projeto de reformas de que o Brasil necessita desesperadamente. Será, isso sim, a razão para que ele seja mais uma vez postergado. Só um governo com condições morais e éticas pode levá-lo adiante. Quanto mais rapidamente esse novo governo estiver instalado, de acordo com o que determina a Constituição, tanto melhor.
A renúncia é uma decisão unilateral do presidente. Se desejar, não o que é melhor para si, mas para o país, esta acabará sendo a decisão que Michel Temer tomará. É o que os cidadãos de bem esperam dele. Se não o fizer, arrastará o Brasil a uma crise política ainda mais profunda que, ninguém se engane, chegará, contudo, ao mesmo resultado, seja pelo impeachment, seja por denúncia acolhida pelo Supremo Tribunal Federal. O caminho pela frente não será fácil. Mas, se há um consolo, é que a Constituição cidadã de 1988 tem o roteiro para percorrê-lo. O Brasil deve se manter integralmente fiel a ela, sem inovações ou atalhos, e enfrentar a realidade sem ilusões vãs. E, passo a passo, chegar ao futuro de bem-estar que toda a nação deseja. continua...

Anônimo disse...

rvchudo continua V
Estado de S. Paulo
A hora da responsabilidade
Este grave momento da vida nacional deverá passar à história como aquele em que a irresponsabilidade e o oportunismo prevaleceram sobre o bom senso e sobre o interesse público. Tudo o que se disser agora sobre os desdobramentos do terremoto gerado pela delação do empresário Joesley Batista, em especial no que diz respeito ao presidente Michel Temer, será mera especulação. Mas pode-se afirmar, sem dúvida, que a crise é resultado de um encadeamento de atitudes imprudentes, tomadas em grande parte por gente que julga ter a missão messiânica de purificar a política nacional. A consequência é a instabilidade permanente, que trava a urgente recuperação do País e joga as instituições no torvelinho das incertezas – ambiente propício para aventureiros e salvadores da pátria.
O vazamento de parte da delação do empresário Joesley Batista para a imprensa não foi um acidente. Seguramente há, nos órgãos que têm acesso a esse tipo de documento, quem esteja interessado, sabe-se lá por quais razões, em gerar turbulência no governo exatamente no momento em que o presidente Michel Temer parecia ter arregimentado os votos suficientes para a difícil aprovação da reforma da Previdência. Implicar Temer em uma trama para subornar o deputado cassado Eduardo Cunha a fim de mantê-lo calado, como fez o delator, segundo o pouco que chegou ao conhecimento do público, seria suficiente para justificar seu afastamento e a abertura de um processo contra o presidente – o Supremo Tribunal Federal já autorizou a instauração de inquérito.
É preciso destacar, no entanto, o modus operandi do vazamento. A parte da delação que foi divulgada não continha senão fragmentos de frases transcritas de uma gravação clandestina feita por Joesley Batista em uma conversa com Temer. Não se conhecia o contexto em que o diálogo se deu, porque a gravação não foi tornada imediatamente pública. Durante as horas que se seguiram à divulgação da existência do explosivo material, mesmo que não se soubesse o exato teor do que disse Temer, criou-se um fato político gravíssimo. A demora em tornar pública a gravação se prestou, deliberadamente ou não, a prejudicar o acusado, encurralando-o. A versão que certamente interessava ao vazador, portanto, se impôs. continua...

Anônimo disse...



rvchudo continua VI e termina
Até mesmo uma conversa informal, na qual Temer teria confidenciado a Joesley Batista que a taxa de juros estava para cair – o que qualquer pessoa medianamente inteirada da conjuntura já imaginava –, está sendo interpretada como tráfico de informação privilegiada. O Banco Central informou o óbvio – que não há possibilidade de que Temer tenha tido conhecimento antecipado de uma decisão sobre juros –, mas, num momento em que o debate político se resume ao disse que disse frívolo das redes sociais, prevalece não a verdade, mas o rumorejo.
Não é de hoje que há vazamentos desse tipo – e isso só pode ser feito por quem tem acesso privilegiado a documentos sigilosos. Ao longo de toda a Operação Lava Jato, tornou-se corriqueira a divulgação de trechos de depoimentos de delatores, usados como armas políticas por procuradores. O vazamento a conta-gotas das delações dos executivos da Odebrecht que envolvem quase todo o Congresso Nacional, mantendo o mundo político em pânico em meio a especulações sobre o completo teor dos depoimentos, foi um claro exemplo desse execrável método.
Enquanto isso, fica em segundo plano o fato de que Joesley Batista e outros delatores sairão praticamente livres, pagando multas irrisórias, embora tenham cometido – e confessado! – cabeludos crimes. Para honrar tão generoso acordo com o Ministério Público, o empresário saiu por Brasília a armar flagrantes, com gravador escondido no bolso, a serviço dos que pretendem reformar a política na marra.
Nesse clima de fim de mundo, revoam os urubus. Parlamentares e líderes políticos, uns mais criativos que outros, propõem as soluções mais estapafúrdias para uma crise que só existe porque grassa a insensatez entre aqueles que deveriam preservar a estabilidade no País.
Resta demandar que a Constituição não seja rasgada ao sabor das conveniências daqueles que lucram com o caos.
JB - Opinião
Postado por Ricardo Oscar vilete Chudo às 03:35

Anônimo disse...

http://poncheverde.blogspot.com.br/ VIDEVERSUS

domingo, 21 de maio de 2017

Advogado que corrompeu procurador federal pela JBS, de Joesley e Wesleey Batista, espião na Lava Jato, tem mansão em Brasília

Com menos de 10 anos na ativa, o advogado Willer Tomaz conseguiu montar um luxuoso escritório no Lago Sul, com área gourmet, chef e garçons contratados em restaurantes badalados de Brasília, além de quadras de tênis, com professor à disposição de seus amigos. Apontado como um sujeito de conversa envolvente, cheio de histórias para contar e contatos com magistrados, Willer desfruta também de muitas amizades no meio político. De sua sala, ele costuma monitorar o trabalho dos funcionários com câmeras que registram toda a movimentação na mansão. No depoimento prestado à Procuradoria-Geral da República, Joesley Batista contou que o advogado Willer Tomaz daria uma quantia de R$ 50 mil a título de “ajuda de custo” ao procurador federal Angelo Goulart Vilella, em troca de informações da força-tarefa para a Operação Greenfield. Uma boa colaboração para quem tem salário líquido de R$ 23.874,75, já incluídos os penduricalhos, segundo Portal da Transparência do Ministério Público Federal. Joesley Batista disse acreditar que Willer Tomaz se aproximou para evitar que o empresário, controlador da JBS, fizesse uma delação premiada que prejudicasse políticos do PMDB.



Postado por Vitor Vieira às 09:15:00

Anônimo disse...

VIDEVERSUS = DO BLOG PONCHEVERDE

Juiz nega pedido de absolvição sumária de Lula e seu filho

O juiz Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Vara Federal de Brasília, rejeitou os pedidos de absolvição sumária feitos pela defesa do poderoso chefão da organização criminosa petista e ex-presidente Lula e de seu filho, Luís Cláudio Lula da Silva. Assim, terá continuidade a ação penal surgida a partir da Operação Zelotes em que os dois são réus. O juiz também marcou uma audiência para o dia 22 de junho, na qual a praxe é o comparecimento de todas as partes. O Ministério Público Federal os acusa pelos crimes de tráfico de influência, lavagem de dinheiro e organização criminosa. Eles são investigados por irregularidades em negociações que levaram à compra de 36 caças da empresa sueca Saab e à prorrogação de incentivos fiscais para montadoras de veículos. Os crimes teriam sido cometidos entre 2013 e 2015. Na condição de ex-presidente, Lula teria prometido ajudar o casal de lobistas Mauro Marcondes e Cristina Mautoni, também réus, que representavam os interesses da Saab e das montadoras MMC e Caoa. Em troca, eles teriam repassados mais de R$ 2,5 milhões a Luís Cláudio. A defesa de Lula e de seu filho alegou serem inexistentes os crimes pelos quais são acusados. O juiz rebateu o argumento: "É imperioso, portanto, levar o processo adiante para que se faça o confronto das provas para fins de um juízo absolutório ou condenatório ao final da instrução, não sendo caso de absolvição sumária". Pai e filho alegaram que uma decisão anterior de Vallisney de receber a denúncia, transformando-os em réus, não tinha fundamentos. O juiz rebateu, dizendo que seu ato "foi devida e suficientemente fundamentado, quando apontou estarem presentes os requisitos para o recebimento da peça acusatória, fazendo-se considerações quanto aos fatos, as circunstâncias e as condutas dos réus". Argumentaram ainda que houve cerceamento ao direito de defesa pela ausência de tradução juramentada de alguns documentos, mas Vallisney disse que o Ministério Público Federal já resolveu essa questão, fornecendo o que estava faltando. O juiz também negou pedido de Lula e de seu filho para serem ouvidas 80 testemunhas de defesa, reduzindo para 32. O juiz destacou que o Código de Processo Penal prevê oito testemunhas. Como são dois réus que respondem por dois fatos diferentes, isso leva a um total de 32 pessoas. "Esse número deve ser interpretado para cada fato e não para cada capitulação legal. No presente caso, são dois fatos a serem apurados em Juízo em relação aos réus acima citados: os indicados ilícitos relacionados com a prorrogação de incentivos fiscais pela edição da Medida Provisória n. 627/2013 e os apontados ilícitos relacionados com a compra pelo Governo dos caças para a Força Aérea Brasileira", argumentou Vallisney. No caso de Mauro Marcondes e Cristina Mautoni, Vallisney os absolveu sumariamente em relação a uma parte dos crimes pelos quais são acusados. Assim, eles também continuarão na condição de réus na ação penal.

Postado por Vitor Vieira às 09:00:00

Anônimo disse...

SE A CLASSE DOS POLITICOS BRASILEIROS FOSSEM REALMENTE PROBOS, HONESTOS, DECENTES ELES DEVERIAM IMEDIATAMENTE SE CONSIDERAR IMPEDIDOS DE TOMAR QUALQUER ATITUDE EM RELAÇAO AO BRASIL. NOSSO PAIS ESTA NO CTI E DEPENDE DE RESPIRAÇAO ARTIFICIAL PARA SOBREVIVER A ESTE IMENSO TSUNAME QUE NOS ATINGIU EM CHEIO. NAO TEMOS CONDIÇOES DE AVALIAR ESTE ESTADO DE COISAS QUE SE APRESENTAM NO NOMENTO. O FATO DE DEPUTADOS, SENADORES, VEREADORES DO CONGRESSO FEDERAL E ESTADUAL, O FATO DE SENADORES DA REPUBLICA E MINISTROS DO SUPREMO QUEREREM MOSTRAR SERVIÇO NO MOMENTO VAI TIRAR DO BRASIL A OPORTUNIDADE DE SAIR DO CHIQUEIRO EM QUE NOSSO PAIS SE TORNOU. NOSSAS INSTITUIÇOES NAO SAO HONESTAS, NAO SE INTERESSAM PELO POVO, SAO COVARDES E NAO SAO MOVIDAS POR INTERESSES DE TRAZER PARA NOSSA PATRIA O BRILHO QUE ELA MERECE TER. TER NOSSOS LARES INVADIDOS POR VAGABUNDOS LADROES QUE NAO CUMPRIRAM O QUE DISSERAM QUE CUMPRIRIAM E QUE USAM MARQUETAGEM PARA PROJETAR SUAS IMAGENS FAJUTAS, OBSOLETAS, MEDIOCRES. QUE USAM MINISTROS PARA ENCOBRIR FRACASSOS E USA LOS COMO PORTA VOZES DO GOVERNO E AO MESMO TEMPO AGIREM DE MA FE COM EMPRESARIOS QUE PRECISAM CRESCER E DAR EMPREGOS A SEUS EMPREGADOS E AO MESMO TEMPO PAGAREM CONTAS IMPOSSIVEIS DE SEREM PAGAS PARA PODER TER OPORTUNIDADE DE TRABALHAR NESTE PAIS. PERGUNTA QUE NAO QUER CALAR? O QUE E PIOR PARA NOSSO PAIS UM EMPRESARIO ESCROTO QUE CORRE ATRAZ DE SERVIÇO E CORRE ATRAZ DE CRESCER OU UM BANDIDO LEVIANO FUNCIONARIO PUBLICO QUE USA O CARGO PARA ACHARCAR EMPRESARIOS? SEGUNDA PERGUNTA QUE NAO QUER CALAR. QUAL E O PIOR O JUIZ SERIO QUE FAZ SEU TRABALHO QUE AMA O PAIS E DESEJA UM PAIS MELHOR E QUE APONTA A MERDA QUE O PAIS SE METEU? OU OS VAGABUNDOS ESCOLHIDOS A DEDO PELA ESCORIA QUE FAZ DA JUSTIÇA UM MERETRICIO PARA PAGAR O EMPREGO VITALICIO QUE RECEBERAM? O QUE ESTAMOS VENDO AQUI E O SISTEMA VIRADO PELO AVESO COM GENTE VAGABUNDA, IMPRESTAVEL, COM ANTECEDENTES CRIMINOSOS QUE A JUSTIÇA DO ANDAR DE CIMA DEIXOU SAIR IMPUNES DOS FRACASSOS E LEVIANDADES QUE COMETERAM AO LONGO DOS CINQUENTA ULTIMOS ANOS. CONTINUA...

Anônimo disse...


ANONIMO DISSE CONTINUA II

O QUE QUEREMOS AFINAL PARA NOSSO PAIS. SE A CLASSE POLITICA FOSSE PROBA TODOS DEVERIAM SE DECLARAR IMPEDIDOS DE FAZEREM LEIS, DE MODIFICAR AS CONDIÇOES DO POVO PORQUE NAO TEM CACIFE E NEM DIGNIDADE PARA TAL. OS SUPREMOS BESTEIROL FIZERAM DA JUSTIÇA UMA BRIGA DE VAGABUNDAS DOMESTICAS QUE ESTAO SEMPRE RECORRENDO A SEGUNDA, TERCEIRA E QUARTA INSTANCIAS. POR QUE TANTAS INSTANCIAS DE RECURSO PARA DECLARAR QUE UM VAGABUNDO DELINQUIU? EM PAISES QUE FUNCIONAM ESTA PARTE E DECLARADA POR JUIZES QUE RALARAM PARA ENTRAR NA JUSTIÇA E NAO DEPENDERAM DE UMA MAOZINHA PARA TER EMPREGOS E BENEFICIOS PERMANENTES ATE SUA MORTE. VAMOS VER QUANTO CUSTA A FAJUTICE DESSES JUIZES DE SUPREMA CORTE E QUANTOS AGRADOS LEVAM QUANDO SE APOSENTAM. COM O QUADRO APRESENTADO NO MOMENTO, QUAL CACIFE A CORJA TEM PARA NOS TIRAR DA MERDA. O QUE PRECISAMOS E FAZER UM DOWNLOAD EM NOSSO PAIS. CARNE FRESCA NOS TRES PODERES NAO PODEMOS TER ESSE GRUPELHO VICIADO QUE NAO FAZ NADA, NAO CRIA NADA E SO CRIMINALISA NOSSA VIDA DIARIA FACILITANDO O CRIME QUE SE INSTITUCIONALIZOU NO PAIS. DE QUE VALE A PALAVRA DE TEMER UM HOMEM QUE SE ASSOCIOU AO QUE HA DE PIOR NA POLITICA INCLUSIVE DE SEU PROPRIO PARTIDO E QUE FICOU FAZENDO CONCHAVOS NA ENCOLHA COM MALANDROS, ASSASSINOS, SEM VERGONHAS E SEM CARATER PARA PODER SENTAR NO TRONINHO QUE ERA O SONHO DOURADO DELE. QUE CACIFE ESSE SENHOR TEM AOS 70 E LA VAI PAU E A SENILIDADE INERENTE A SUA IDADE PARA NOS DIZER QUE TEM INTELIGENCIA SUFICIENTE PARA NOS TIRAR DO SACO? QUE CACIFE MERDELES TEM PARA NOS TIRAR DO SACO DEPOIS DE TANTO MINISTRO DA FAZENDA DELINQUIR E ELE SER EGRESSO DOS MINISTERIOS DO LULA LADRAO. O QUE ESTAMOS ESPERANDO?. ESTAMOS EXPERANDO QUE DECLARAREM NOSSA MORATORIA?. TODOS QUE ESTAO PRESENTES QUERENDO SER PRESIDENTES TEM FICHA SUJA. TODOS QUE ESTAO NOS QUARENTA PARTIDINHOS MEIA BOCA ESTAO COM AS FICHAS SUJAS E CAGADAS COMO VAO MEXER EM LEIS E COM O FUTURO DO PAIS. ESTA NA HORA DE TERMOS UMA CONVERSA MUITO SERIA A RESPEITO.CONTINUA...

Anônimo disse...




ANONIMO DISSE CONTINUA III

O QUE LULA LADRAO FALA,A PUTA PORCA FALA, TEMER FALA, SARNENTO FALA, COLOR FALA, E OUTROS MENOS VOTADOS E SUPER EXPLORADO PELAS MOÇOILAS BURRAS E MAL INFORMADAS DA TV PLIM PLIM USEIRA E VESEIRAS DE USAR O MICROFONE PARA DISSEMINAR MEIAS VERDADES POR QUE SAO EGRESSAS DE TCHURMA DE VICIADOS E ALUNOS DE UNIVERSIDADES QUE NUNCA ESTUDARAM E NUNCA SE FORMARAM EM PORRA NENHUMA INCLUSIVE NA UNIVERSIDADE DA VIDA PORQUE NUNCA TRABALHARAM. DUAS HORAS POR DIA FAZENDO JORNALECO DE MERDA E SALARIO LA EM CIMA NAO E TRABALHO. E A MESMA COISA DO QUE MERDA SAINDO PELA BOCA NAO TEM NENHUMA RAZAO DE SER E MUITO MENOS NAO ESTA DE ACORDO COM NOSSOS INTERESSES. TEMOS QUE DEIXAR DE SER A PIADA MUNDIAL E PARA ISSO A UNICA FORÇA QUE PODEMOS CONTAR E O POVAO QUE PAGA AS CONTAS E PAGA IMPOSTO DE RENDA E COM A FORÇA DA CASERNA OU SEJA. MINISTERIOS DA GUERRA, AERONAUTICA E MARINHA. ELES TEM CREDIBILIDADE E NAO ACREDITO QUE NO MOMENTO QUE ESTAMOS PASSANDO QUE ELES VAO SE OMITIR E CALAR. ESTA NA HORA DA CASERNA BOTAR A BOCA NO TROMBONE E DIZER O QUE ESTA CERTO E ERRADO NESTA NAÇAO. NADA DE MINISTROS DE SEGURANÇA NACIONAL UM IDIOTA QUE NAO ENTENDE NADA DE LEIS, DE PAIS E MUITO MENOS DE GUERRA E COMO ELA FUNCIONA, VAGABUNDOS VERMELHOS DIZENDO O QUE DEVEMOS FAZER. QUEM TEM QUE FALAR E A CASERNA A JUSTIÇA DAS FFAA NAO E A JUSTIÇA BRASILEIRA QUE ESTA CAGADA NO ANDAR DE CIMA. OU TOMAMOS O TIMAO DE NOSSA NAÇAO OU VAMOS CONTINUAR A VER PLIM PLIM COM SUAS AVENTURAS, SUAS MISSAS NEGRAS, SUAS OMISSOES E PRINCIPALMENTE COM SUAS NOVELAS DE MERDA ESCREVER CAPITULOS DE NOSSA HISTORIA SEM TER CACIFE PARA TAL. PLIM PLI DIVIDIU A NAÇAO, NEGROS, BRANCOS, VIADOS, SAPATONAS, DIREITOS DAS MULHERES, DIREITOS DOS INTELECTUAIS DE LATRINA, E OUTRAS COCITAS MAS. VAMOS CONTINUAR COM A BALELA DE QUE SOMOS PAIS DE FUTURO? QUE FUTURO TEMOS COM AMANTES DO MERDA SUL, MERDA EUROPA, MERDA AFRICA E OUTROS MENOS VOTADOS. QUE FUTURO TEMOS NA MAO DE PICARETAS CHEIOS DE PRIVILEGIOS QUE NAO NOS TROUXERAM NADA SO TRAFICO DE DROGAS, DESARMAMENTO, FALTA DE JUSTIÇA PORQUE O ANDAR DE CIMA E FEITO DE TRAFICANTES DO PODER E OUTRAS COISAS MAIS. SERA QUE AINDA E PRECISO DESENHAR PORQUE SOMOS HOMUS HIPOCRITAS, IDIOTAS, SEM NEURONIOS E NAO ESTAMOS VENDO QUE NOSSO PAIS ESTA UMA MERDA? VAMOS CONTINUAR O BLA,BLA,BLA DO EU SOU INOCENTE, EU NAO VI NADA, EU NAO SEI DE NADA. EM QUEM VAMOS ACREDITAR NO EMPRESARIO QUE DA EMPREGOS OU NOS VAGABUNDOS VERMELHOS AMANTES DOS MERDA SUL QUE NOS COLOCARAM NA MERDA?. A ESCOLHA E NOSSA E BOM A CASERNA ACORDAR E COMEÇAR A TRABALHAR MESMO INCLUSIVE TRABALHANDO COM A BOCA, FALANDO TUDO QUE ESTA ERRADO NESTE PUTEIRO CHAMADOS TRES PODERES.
CONTINUA...

Anônimo disse...

ANONIMO DISSE CONTINUA IV E TERMINA


NINGUEM E SURDO, MUDO E CEGO QUE NAO POSSA CHIAR PARA TRAZER O BRASIL PARA OS TRILHOS.ESPERO QUE O SR JC TRAGA NOSSO PAIS DE VOLTA CONFORME ESTA ABENDÇOANDO O NOSSO RIO DE JANEIRO. BY DE WAY NOSSO ESTADO E RIO DE JANEIRO E A CAPITAL E RIO DE JANEIRO ISTO VAI PARA AS MOÇOILAS IDIOTAS E BURRAS DE PLIM PLIM QUE PENSA QUE SOMOS FLUMINENSES, SOMOS CARIOCAS DA GEMA EX CAPÍTAL DO BRASIL. FALEI. ESTAMOS NA MERDA PORQUE NUNCA TIVEMOS ESCOLHAS E AQUI SEMPRE QUEM MANDOU FOI O TIME DO MEQUETREFE TEMER POR ISSO O RIO ESTA UMA MERDA. VOTAR EM QUEM? TEMOS QUE ACABAR COM OS CINQUENTA PARTIDINHOS MEIA BOCA E OS TRINTA MINISTERIOS E TODOS OS VAGABUNDOS VERMELHOS PENDURADOS EM SECRETARIAS, SUBSECRETARIA PARA NOS COLOCAR UM CHIP NO C …...............U E FINALMENTE TIRAR O RESTINHO DE LIBERDADE QUE TEMOS. VAMOS A LUTA OU O QUE?
NOTA- NAO ESQUECER NUNCA QUE O PROPRIO LULA SEMPRE DECLAROU QUE SEU FILHO ERA O RONALDO DAS FINANÇAS. TAMBEM ERA AMIGO INTIMO DOS WESLEY E PERGUNTA QUE NAO QUER CALAR COMO O RONALDO DAS FINANÇAS ENRICOU TAO RAPIDO. DE ONDE VEM OS DINHEIROS DO LULA LADRAO E SEUS FILHOTES? QUAIS SAO OS CURSOS E AS MERITOCRACIAS E AS LAUDAS E LAUDAS ESCRITAS PARA TODOS OS EMPRESARIOS DO MUNDO? ONDE O OKAMOTO DO INSTITUTO LULA ESCONDEU ESSAS PEÇAS TAO IMPORTANTES? DEVERIA FAZER UMA BIBLIOTECA PARA NOS ENSINAR A ENRICAR TAO RAPIDO SEM PRECISAR ESTUDAR E MUITO MENOS RALAR. PERGUNTA QUE NAO QUER CALAR O QUE O MERDELES ESTA FAZENDO QUE AINDA NAO FOI ATRAZ DO PREJUIZO AO ERARIO DA NAÇAO? ESTA OLHANDO OS FRACASSADOS QUE SAO ESFOLADOS EM TODOS OS SENTIDOS PELOS VAGABUNDOS DOS TRES PODERES? POR QUE NAO VAI ATRAZ DAS GRANDES FORTUNAS EM VEZ DE CADA VEZ MAIS CORRER ATRAZ DOS MILHOS DOS DESCAMISADOS? QUAL E A REAL FUNÇAO DO IMPOSTO DE RENDA E PEGAR FRACASSADOS EM VEZ DE PEGAR AS GRANDES ROUBALHEIRAS DO ERARIO PUBLICO? O MERDELES FEZ CURSO ONDE? QUAIS SAO AS QUALIDADES DELE? E AMIGUINHO DOS EMPRESARIOS QUE VIVEM PENDURADOS NO BANCO NACIONAL DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL? O QUE E ELE AFINAL. NAO VENHAM A FALAR EM MUDANÇAS DE LEIS PRINCIPALMENTE COM OS TRES PODERES TODOS CAGADOS. MUDANÇAS DE LEIS SO DEPOIS DE DAR VARIAS DESCARGAS EM TODOS OS PODERES DA LATRINA EM QUE SE TRANSFORMOU O PAIS. OS CORRESPONDENTES ESTRANGEIROS ESTAO DE OLHO E ESTAO RELATANDO PARA SEUS PAISES. NOSSA PATRIA E MIXA E PORCA E OS TRES PODERES NAO SAO SOLUÇAO SAO NOSSO ATRAZO E A CONSTITUIÇAO PERNETA TAMBEM. PIOR DE TUDO ELES NAO TEM CREDIBILIDADE DE MUDAR NADA. CHEGA DE FALACIA E PROCRASTINAÇAO ESTAMOS NESSE LERO LERO DESDE 2015 COM QUARENTA PARTIDINHOS DE MERDA E MEIA BOCA NUNCA SAIREMOS DO MENOS QUE ZERO. MORARAM OU QUEREM QUE SE DESENHE. ACORDA GIGANTE AGORA E PAPO DE GENTE GRANDE CHEGA DE MERDAS NOSSO PAIS TEM QUE SAIR DO CTI O RESTO E CONVERSA DE AFOGADOS SEM CACIFE DE TOCAR O BONDE. MORARAM OU QUEREM QUE SE DESENHE.

Anônimo disse...

Blog / Rodrigo Constantino
Um blog de um liberal sem medo de polêmica ou da patrulha da esquerda “politicamente correta”.
Basta ver quem está pedindo “diretas já” para ter calafrios e entender que é golpe
19 de maio de 2017
Eles querem voltar às tetas da Petrobras
O presidente da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, deputado Rodrigo Pacheco (PMDB-MG), · marcou para a próxima terça-feira (23) a votação da admissibilidade da PEC (Proposta de Emenda à Constituição) que estabelece eleições diretas em caso de vacância do cargo de presidente em até seis meses do fim do mandato.
O texto é uma proposta de mudança à Constituição, que atualmente diz que, em caso de queda do presidente tendo decorrido pelo menos dois anos do início do mandato original e na ausência do vice, o próximo ocupante deve ser escolhido por eleições indiretas, ou seja, pelo Parlamento.
A · PEC 227/2016 apresentada em junho do ano passado pelo deputado Miro Teixeira (Rede-RJ) ainda não havia sido apreciada pela CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara.
Casuísmo, oportunismo, golpe: apelar para “eleições diretas” nesse momento, ao contrário do que alegam os interessados, não é transferir para o povo a decisão e resgatar a credibilidade, aquela que o Congresso não tem, e sim brincar com fósforo num paiol de pólvora.
Democracia direta, não vamos esquecer, foi o que levou a Venezuela a tal destino. Se manipulada, com recursos, mídia e até mesmo urnas eletrônicas, pode ser a chancela dos golpistas. “Você tem medo da escolha popular, Rodrigo?” Nem preciso dizer que tenho, ao lado de Aristoteles, dos “pais fundadores” da América, de Tocqueville, de Churchill e tantos outros ilustres pensadores.
Mas esse não é o ponto: as circunstâncias não permitem tamanha manobra para dar chance de sobrevida a alguém como Lula, réu em cinco processos e que acabou de destruir o Brasil. Nem acho que ele venceria, para ser sincero, mas não podemos correr esse risco. Lula tem que acertar contas com a Justiça, não com as urnas. Seu julgamento é objetivo e legal, não político.
Se a maioria dos eleitores, sob influência de quadrilhas endinheiradas e uma narrativa canalha, optar pela desgraça venezuelana, vamos simplesmente celebrar a “vontade geral”? Por conta desse receio tanta gente séria criou mecanismos de pesos e contrapesos na democracia, com pitadas elitistas, como o Senado mesmo, para impedir arroubos pontuais das massas.CONTINUA...

Anônimo disse...


Blog / Rodrigo Constantino CONTINUA II
Não é por acaso que tanta gente podre tem defendido essa “solução”. Vislumbram uma oportunidade para um golpe que coloque novamente no poder a quadrilha que assaltou o estado brasileiro e afundou nossa economia. Vejam algumas figuras que pedem esse caminho:
“Exigimos eleições diretas já. Exigimos democracia já. Só um presidente legitimamente eleito pelo voto popular terá as condições de tirar o Brasil deste lamaçal em que está mergulhado”, afirmou em plenário o deputado Wadih Damous (PT-RJ). Legitimamente? E a vitória de Dilma em 2014 por acaso foi legítima? É muita cara de pau dessa turma mesmo. Eis, na mídia, quem tem endossado essa alternativa:
Em entrevista a CartaCapital, Chico Alencar avalia que o governo Temer já não existe mais e promete lutar para que sua substituição seja feita por meio de · eleições diretas. “Só a cidadania tem o condão de começar a superar” a crise atual, diz. Cidadania, diz o socialista defensor de Maduro! Cidadania?! É muita cara de pau mesmo.
A Carta Capital, enrolada na Lava Jato e que recebeu grana suja da quadrilha, · está defendendo histericamente as tais “diretas já”: Há apenas uma solução: convocar a fonte do poder legítimo para declarar sua vontade em um pleito direto para presidente ou até mesmo eleições gerais. São várias reportagens e artigos com o mesmo tom.
A Caros Amigos, panfleto comunista, segue na mesma linha articulada e orquestrada no pântano da política brasileira. Ninguém menos do que Stédile, o líder do criminoso MST, que em qualquer país sério estaria preso faz tempo, · grita por “diretas já” no jornaleco vermelho: “Precisamos de diretas já e de um plano popular de emergência”. Quem diz é aquele que mobiliza um exército paralelo movido a mortadela para intimidar o povo, mantido refém, e desestabilizar a lei e a ordem.
Enfim, temos muitos outros da mesma laia defendendo esse caminho, além dos oportunistas de sempre, como Marina Silva, que mais parece a “herpes da política”, como dizem nas redes sociais, pois só reaparece em momento de baixa imunidade do organismo. Que Ronaldo Caiado tenha entrado nessa apenas expõe seu oportunismo e é uma decepção para muita gente do lado de cá. Postura lamentável.CONTINUA...

Anônimo disse...


Blog / Rodrigo Constantino CONTINUA III E TERMINA
Cheguei a desabafar nesta quinta no meu Facebook:
Deixemos bem claro uma coisa: quem pede “diretas já” é um GOLPISTA. Tanto que vemos Stédile (MST), Caros Amigos e Carta Capital espalhando essa bandeira por aí. Coisa de safado golpista, ponto.
Diga-me com quem andas… Basta observar quem tem sido mais estridente na defesa das “diretas já” para ter calafrios, para sentir de longe o cheiro podre de golpe venezuelano no ar. Temos que ser radicalmente contra essa medida oportunista. Diretas já uma ova! Direita já!
Rodrigo Constantino

Anônimo disse...

Agora é que se está esclarecendo algumas situações "estranhas" durante o impeachment da Dilma. Parlamentares que receberam dinheiro para apoio na campanha presidencial, ficaram misteriosamente doentes no dia da votação nominal, outros votaram contra ou se absterão. Será que faltou um "incentivo"? Tem um senador do norte, que passou a maior parte do mandato, meio escondido. Agora no final, aparece até em festa infantil e está na companhia de um Ministro, distribuindo investimentos milionários na região. Nunca vi tanta facilidade de verbas em um país cheio de dificuldades financeiras. está se preparando para mais um cargo eletivo, dele ou de um familiar. Só mostrar serviço no último ano de mandato.

Anônimo disse...

Vi um pré-adolescente, vestindo camiseta com estampa do Coringa em sequência de reproduções coloridas ao estilo Andy Warhol, que ficou surpreso quando perguntei por que ostentava o bandido ao invés do herói do seriado, demonstrando que a inversão revolucionária transformou o bandido no símbolo da masculnidade. Igualmente a marca "Gangster" é de roupa cara que dá "status" a quem a veste na periferia, embaralhando os conceitos éticos na cabeça do povo simples.

Anônimo disse...

O POVO INGENUAMENTE PEDE INTERVENÇÃO CÍVICO CONSTITUCIONAL DESCONHECENDO QUE O COMANDANTE SUPREMO DO EXERCITO, JÁ DECLAROU QUE QUEM PEDE INTERVENÇÃO MILITAR É MALUCO PORQUE ESTÁ TUDO FUNCIONANDO NORMALMENTE. QUANTO AS REDES SOCIAIS PRESTAM UM DESSERVIÇO A POPULAÇÃO PLANTANDO MENTIRAS INFORMANDO QUE A PRES. DO STF SRA. CARMEN LÚCIA, ESTÁ PROPENSA A CONVOCAR AS FFAA, PARA POR ORDEM NA CASA. POR ENQUANTO O CRIME ESTÁ VENCENDO A JUSTIÇA E ELA CONTINUA AGRADANDO GREGOS E TROIANOS. OREMOS !!!