sexta-feira, 18 de agosto de 2017

“Primeiro a Sentença, depois o Veredicto”...


Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

No clássico livro “Alice no País das Maravilhas” (este lugar seria o Bruzundanga?), tem uma famosa Rainha Vermelha que tem uma máxima adequada à realidade de regramento excessivo, jagunçagem, rigor ou perdão seletivo da injustiça tupiniquim. A déspota louca tomava decisões gritando o slogan: “Primeiro a Sentença, depois o Veredicto”. Qualquer semelhança com o que acontece no maravilhoso mundo do “Judasciário” seria mera coincidência? Responda quem puder...


A boa constatação é que nem tudo está perdido. Ontem tivemos mais uma batalha judicial que deve servir de exemplo para impedir a pizza que vem sendo preparada para a Lava Jato. O supremo magistrado Gilmar Mendes mandou soltar o empresário dos transportes Jacob Barata Filho e Lélis Teixeira - ex-presidente da Fetranspor (o sindicato-empresa que gerencia as empresas de ônibus no Estado do Rio). Imediatamente, o juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal no RJ, expediu um novo mandato de prisão para a dupla que foi alvo da Operação Ponto Final.

A decisão libertária de Gilmar Mendes foi questionada publicamente por um motivo: em 2013, o ministro e sua esposa Guiomar foram padrinhos de um casamento cheio de ostentação, de Francisco Feitosa Filho (cujo pai é um famoso ex-deputado cearense) e Beatriz Barata – filha do Jacob Barata (conhecido como “Rei dos Ônibus). Na verdade, o noivo era sobrinho da esposa de Gilmar. Mais linda que a festança no Copacabana Palace foi a desculpa dada agora por Gilmar para criticar o Ministério Público que alegou a suspeição dele para julgar o pedido de habeas corpus em favor do Pai da Dona Baratinha: “O casamento não durou nem seis meses”...

Pelas regras de suspeição, um juiz não pode atuar em processo por motivo de foro íntimo. Amizade ou inimizade em relação a uma das partes envolvidas no processo valem para o magistrado se julgar suspeito. Gilmar não quis fazer isto, para variar. O caso Barata só azedou ainda mais a tensa relação entre Gilmar Mendes e o Ministério Público Federal – alvo constante de ataques públicos do supremo ministro. Na Operação Ponto Final, Gilmar nem quis ouvir a manifestação da Procuradoria Geral da República: mandou soltar... Agora, a ira dele recairá sobre o “colega” Bretas, que mandou prender novamente...

A guerra entre Gilmar e o MPF vai render... Um dos membros da Força Tarefa da Lava Jato, Carlos Fernando dos Santos Lima, usou as redes sociais para tornar clara uma perigosa conspiração em andamento:

Gilmar Mendes quer acabar com o poder investigatório do Ministério Público. Sem esse poder, a Operação Lava Jato não teria chegado onde chegou. Qual o real objetivo de Gilmar Mendes?O Ministro quer rever também poder de investigação do MP”.

O Procurador Carlos Lima acrescentou: “Responsável pela mudança de placar no entendimento sobre o momento do início de cumprimento da pena de prisão, o ministro Gilmar Mendes pode, ainda, provocar a rediscussão, pela Corte, dos limites de poder de investigação do Ministério Público Federal. Mendes tem alegado que há mais de mil Procedimentos Investigatórios Criminais (PICs) abertos pela Procuradoria-Geral da República de forma autônoma e vê no expediente um caso de abuso de autoridade por parte do MPF. Este é mais um caso em que, para que a discussão seja aberta pelo Supremo Tribunal Federal, alguém tem de levar o assunto ao plenário"

No dia 19 de junho, também no Facebook, Carlos Fernando dos Santos Lima já tinha escrito: "Gilmar Mendes ameaça todo combate à corrupção de retrocesso. Quer impedir o Ministério Público de investigar. Quer impedir a execução da pena após a decisão de 2º grau. Precisamos resistir e fazer valer as leis e a Constituição, e não a vontade de déspotas pouco esclarecidos".

Resumindo: A vaidosa Rainha Vermelha da ficção vai acabar morrendo de inveja do que acontece no reino desencantado de Bruzundanga.

Punir o juiz é fácil...


Punido por combater à corrução, o juiz em Santa Catarina, Fernando Cordiolli, é o convidado de domingo do Desembargador Laércio Laurelli no programa Direito e Justiça em Foco.

Fila de Cobrança


Caravana de campanha


Colabore com o Alerta Total

Os leitores, amigos e admiradores que quiserem colaborar financeiramente com o Alerta Total poderão fazê-lo de várias formas, com qualquer quantia, e com uma periodicidade compatível com suas possibilidades.

Nos botões do lado direito deste site, temos as seguintes opções:

I) Depósito em Conta Corrente no Banco do Brasil.
Agência 4209-9, C/C: 9042-5, em favor de Jorge Serrão.

II) Depósito em Conta Poupança da Caixa Econômica Federal ou em agências lotéricas: 2995 013 00008261-7, em favor de Jorge Serrão.

OBS) Valores até R$ 9.999,00 não precisam identificar quem faz o depósito; R$ 10 mil ou mais, sim.

III) Depósito no sistema PagSeguro, da UOL, utilizando-se diferentes formas (débito automático ou cartão de crédito).

IV) Depósito no sistema PayPal, para doações feitas no Brasil ou no exterior.

Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!


O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 18 de Julho de 2017.

5 comentários:

Anônimo disse...

Uma devassa nas contas dos, promotores, juízes, desembargadores e ministros, também não excluir os funcionários das comarcas mostraria a verdadeira cara de uma máfia que opera na integra em nosso pais há quase 2 séculos... Em todos os governos de diversos partidos e regimes o nosso judiciário sempre esteve presente e ativo mas sempre jogando contra o patrimônio... Se gritar pega ladrão não fica um, pois os que não roubam prevaricam...

Anônimo disse...

A assessoria do STF e Gilmar Mendes acabam de proferir a mais nova jurisprudência: "o rompimento do laço matrimonial implica na cessação dos vínculos de amizade estabelecidos em torno desse conúbio". E não se fala mais nisso!

Anônimo disse...

sexta-feira, 18 de agosto de 2017

LAVA JATO ACHA TELEFONE DA MULHER DE GILMAR MENDES NO CELULAR DO REI DO ÔNIBUS
PROCURADORIA DA REPÚBLICA QUER A SUSPEIÇÃO DO MINISTRO DO STF
http://lorotaspoliticaseverdades.blogspot.com.br/
GILMAR MENDES MANDOU SOLTAR ONTEM JACOB BARATA FILHO, PRESO NA OPERAÇÃO PONTO FINAL (FOTO: NELSON JR./STF)

A força-tarefa da Operação Lava Jato encontrou o número de telefone de Guiomar Mendes, mulher do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), na agenda do celular do empresário Jacob Barata Filho, o ‘Rei do Ônibus’. Na noite de quinta-feira, 17, Gilmar Mendes mandou soltar Jacob Barata Filho, preso pela Operação Ponto Final – que capturou a cúpula dos Transportes do Rio em julho.
O empresário nem chegou a sair da prisão, porque o juiz federal Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal, do Rio, expediu novo mandado contra ele. A Procuradoria da República, no Rio, quer a suspeição de Gilmar.

“A proximidade de Jacob Barata Filho com o ministro Gilmar Mendes também é demonstrada pelo fato de o contato da esposa do Ministro, Guiomar Mendes, constar na agenda telefônica do aparelho celular do empresário”, afirma a força-tarefa em ofício enviado ao procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

O documento tem nove páginas. Segundo o Ministério Público Federal, no Rio, Jacob Barata Filho ‘possui vínculo societário empresarial com Francisco Feitosa de Albuquerque Lima, irmão da esposa do ministro, Guiomar Feitosa de Albuquerque Lima Mendes, na empresa Auto Viação Metropolitana LTDA’. A Procuradoria mandou a Janot um documento da Receita como comprovação.

“Além do vínculo societário, Jacob Barata Filho e Francisco Feitosa de Albuquerque Lima, cunhado do Ministro, possuem íntimo relacionamento pessoal, tratando-se como amigos e compadres em diálogo travado dias antes da prisão do empresário”, observou a força-tarefa. (AE)


18 de agosto de 2017
diário do poder

Anônimo disse...

O Antagonista
Bottom of Form 2
Gilmar Mendes soltou a seguinte nota...
Nota do Gilmar
Brasil 18.08.17 19:46
Gilmar Mendes soltou a seguinte nota:
"Em relação ao HC 146.666 e HC 146.813 esclarecemos que: As regras de impedimento e suspeição às quais os magistrados estão submetidos estão previstas no artigo 252 do Código de Processo Penal, cujos requisitos não estão preenchidos no caso.
O contato com a família ocorreu somente no dia do casamento. Não há relação com o paciente e/ou com os negócios que este realiza.
Já há entendimento no Supremo Tribunal Federal que as regras de suspeição e impedimento do novo Código de Processo Civil não se aplicam ao processo penal. Ademais, não há tampouco amizade íntima com os advogados da presente causa."
O ministro chegou a ler o novo ofício do MPF?
PS – PELA NOTA DO SACRIPANTA MINISTRO SIGNIFICA QUE ELE E CULPADO PORQUE ESTA FUNCIONANDO DO MESMO MODO QUE A CAFONALIA VERMELHA DOS LULA LADRAO, A PUTA PORCA, O VAGABUNDO DO TEMER. A LADAINHA E SEMPRE A MESMA. PRIMEIRO VEM A AÇAO E A REAÇAO DESSES VAGABUNDOS VERMELHOS E IMEDIATA, ELES PENSAM QUE SOLTANTO ESTA FIRULAS A CEU ABERTO QUE ESTAO ISENTOS DE PRESTAR CONTAS DE SEUS ATOS. TODO O BANDIDO QUE ESTA MARCADO PARA SER RETIRADO DO PODER PELA JUSTIÇA QUE REALMENTE FUNCIONA FUNCIONA DESTA MANEIRA ESTA SEMPRE JUSTIFICANDO O INJUSTIFICAVEL. HAJA PACIENCIA PARA TANTA FALTA DE VERGONHA E ESCRUPULOS DESSA SABUGADA VERMELHA. O GILMAR ACABOU DE SOLTAR UM TRAQUE E QUER DIZER QUE O RESPONSAVEL NAO FOI ELE.

Anônimo disse...

Partindo dessa nova jurisprudência do ministrante do STF, quem roubou, roubou e não se fala mais nisso. Depois dessa a presidenta do STF vai mudar seu slogan para: A palhaçada no STF, não vencerá a seriedade do meu mandato. Oremos !!!