segunda-feira, 9 de outubro de 2017

Urubuzanfant


“País Canalha é o que não paga precatórios”
              
Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos Maurício Mantiqueira

O pessoal de negras plumagens está com o “derrière” na janela.

Quanto tempo D. Onça da-los-á para que trabalhem?

Tirante a insônia, a câimbra no esfincter e outros desconfortos menores, em que pensam os presuntos maiorais?

Algo semelhante a Ceia dos Cardeais?

Tentarão um omelete sem quebrar ovos ou serão Hamlet com murmúrios novos?

“Ser ou não ser, eis a questão.”

Nós (por nosotros) cá nos abismos, faltos de exemplos e catecismos, enxergamos só egoísmos.

Parafraseando um que saiu da vida para entrar na História:

“Pátria? Ora a Pátria...”

Que lhes importa se a mula manca se querem mesmo é rosetar.

Um motociclópico, um embarrado e um bando de tarado.

Melados, de cor fucsia ou meméias sem vassouras , terão glórias duradouras ?

Aguardemos por fim que comece a banda do Serafim.

Tudo um dia chega ao fim.


Carlos Maurício Mantiqueira é um livre pensador.

5 comentários:

Loumari disse...

A ignorância é a mãe de todos os males. Dizia François Rabelais (França 1494 // 1553)

Hoje lamentavelmente constatamos muitas pessoas ignorantes (daqueles mesmos desprovidos de intelectualidade académica) e o pior na sociedade são os hipócritas, estes a vista fazem semblantes de bons quando banqueteiam connosco, estes desgraçados e infames criaturas se apoiam no regime de "tolerância" como argumento muito bem forjado no seu espírito corrupto, a justificar as suas debilidades, a sua susceptibilidade a corrupção, vivem nesta farsa monstruosa comprazendo-se do mal que fazem aos outros sem a mínima humanidade.
É mesmo admirável quando constatamos certas pessoas considerar que uma coisa não existe só porque ele ignora por completo que aquela coisa existe. São estes indivíduos que adoecem toda uma sociedade.

Loumari disse...

ROMANOS 10:17 Consequentemente, a fé vem por se ouvir a mensagem, e a mensagem é ouvida mediante a palavra de Cristo.


2 CORÍNTIOS 5:7 Porque vivemos por fé, e não pelo que vemos.


EFÉSIOS 2:8 Pois vocês são salvos pela graça, por meio da fé, e isto não vem de vocês, é dom de Deus; não por obras, para que ninguém se glorie.


HEBREUS 11:1 Ora, a fé é a certeza daquilo que esperamos e a prova das coisas que não vemos.


MATEUS 17:20 Ele respondeu: "Porque a fé que vocês têm é pequena. Eu asseguro que, se vocês tiverem fé do tamanho de um grão de mostarda, poderão dizer a este monte: 'Vá daqui para lá', e ele irá. Nada será impossível para vocês.


MATEUS 21:21 Jesus respondeu: "Eu asseguro que, se vocês tiverem fé e não duvidarem, poderão fazer não somente o que foi feito à figueira, mas também dizer a este monte: 'Levante-se e atire-se no mar', e assim será feito.


HEBREUS 11:6 Sem fé é impossível agradar a Deus, pois quem dele se aproxima precisa crer que ele existe e que recompensa aqueles que o buscam.


MATEUS 15:28 Jesus respondeu: "Mulher, grande é a sua fé! Seja conforme você deseja". E, naquele mesmo instante, a sua filha foi curada.

Loumari disse...

Todo aquele que já está possuído pelo espírito do Diabo se revela pela sua atitude e reacção agressiva de opor-se aos que estão fortes e poderosos no Espírito Santo. De mesma maneira que os fariseus se opunham e agrediam Jesus Cristo, isto nos é feito hoje pelos os que estão possuídos do espírito de Satanás. Guerrear os santos anjos filhos do Santo de Israel e comprazer o Diabo.

Loumari disse...

Question: "What was it like in the days of Noah?"

Answer: The biblical account of Noah begins in Genesis 6. Approximately 1,600 years had passed since the creation of Adam and Eve (Genesis 1:26–27). As the earth’s population exploded in number, it also exploded with evil. Long forgotten was the righteous sacrifice of Abel (Genesis 4:4) as “the Lord saw that the wickedness of man was great in the earth, and that every intention of the thoughts of his heart was only evil continually” (Genesis 6:5). Verses 11 and 12 say, “Now the earth was corrupt in God’s sight, and the earth was filled with violence. And God saw the earth, and behold, it was corrupt, for all flesh had corrupted their way on the earth.” However, “Noah found favor in the eyes of the Lord” (verse 8).

When Jesus described the events that will surround His second coming, He said, “Just as it was in the days of Noah, so will it be in the days of the Son of Man. They were eating and drinking and marrying and being given in marriage, until the day when Noah entered the ark, and the flood came and destroyed them all” (Luke 17:26–27). Jesus was pointing out that, although the people of Noah’s day were totally depraved, they were not the least bit concerned about it. They were carrying on the events of their lives without a single thought of the judgment of God. Noah is described as “a preacher of righteousness” (2 Peter 2:5), meaning he had spent years warning his friends and neighbors what the Holy God was about to do. No one listened.

The depravity and ungodly lifestyles of the entire world at that time were enough to cause the Lord to “regret that He had made man” (Genesis 6:6). Many scholars believe that part of the need to destroy every human being except Noah and his family was the sin mentioned in Genesis 6:1–4, when “the Nephilim were on the earth in those days, and also afterward, when the sons of God came in to the daughters of men, and they bore children to them.” As evil reproduced and overtook the world, the most merciful act God could perform was to start over.

It is interesting that God allowed Noah nearly one hundred years to complete the building of the ark. Through all that time, God patiently waited (1 Peter 3:20). Scripture seems to imply that Noah preached to the people of that time about what was coming (Hebrews 11:7). They did not believe Noah and were content with their wickedness and idolatry. Their hearts were hard and their ears dull. No one repented, and no one cared to seek God.

Jesus said that the world will be much the same before He returns to set up His earthly kingdom (Matthew 25:31–33). He warned us to “be ready, because the Son of Man will come at an hour when you do not expect him.” Second Timothy 3:1–4 gives us a clear picture of the state of the world before Jesus comes and most likely also describes the world in the days of Noah. That verse says, “But mark this: There will be terrible times in the last days. People will be lovers of themselves, lovers of money, boastful, proud, abusive, disobedient to their parents, ungrateful, unholy, without love, unforgiving, slanderous, without self-control, brutal, not lovers of the good, treacherous, rash, conceited, lovers of pleasure rather than lovers of God.” It is becoming increasingly obvious that, to understand what the world was like in the days of Noah, we only need to watch the evening news.

jomabastos disse...

Não há dúvidas que o dinheiro é a base de toda a corrupção, está a ser o esterco dos diabos políticos. Mas eles não se importam... pelo contrário... até adoram o seu mau cheiro.
Na omelete política os ovos estão todos partidos... e esta refeição só poderá será estragada com uma Intervenção Constitucional.
Tudo um dia chega ao fim? Só vendo para acreditar.