segunda-feira, 30 de outubro de 2017

Vamos esperar por mais uma Fraude Eleitoral?


Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

Jair Bolsonaro aproveitou o palanque do programa “Mariana Godoy, entrevista”, na RedeTV!, na última sexta-feira, para escancarar um dos previsíveis problemas da eleição de 2018: “Tenho convicção de que o sistema fará seu sucessor ano que vem, caso tivermos como auditar os votos no Brasil”. Então, como é quase certeza de que isto não acontecerá, vamos encenar, mais uma vez, a crônica de uma derrota programada.

O outro problema previsível é sempre repetido pelo jurista Antônio José Ribas Paiva: “Jogar no cassino do Al Capone das eleições no Brasil é coonestar a Ditadura do Crime”. Qualquer um que consegue raciocinar um pouquinho com base na realidade sabe que nosso esquema eleitoral é um jogo de cartas marcadas, seja na totalização dos votos ou, principalmente, na definição das candidaturas. O pior: somos obrigados a participar deste golpe, uma farsa democrática.

Quase todos os candidatos com chances de vitória são patrocinados pelo Poder Real Globalitário – que prefere o Brasil do jeitinho como sempre esteve: subdesenvolvido, como mera colônia de exploração. A cada dois anos em que temos eleições compulsórias é o Poder Político-Econômico – e não a tal “Força do Povo” – quem elege os “representantes” populares, no Executivo e no Legislativo. Tudo fica mais grave com a inconfiabilidade do dogmático processo eleitoral eletrônico, sem direito à conferência do voto.

Além disso, não podemos esquecer do que confirmou o traficante Marcinho VP, em recente entrevista: o narcotráfico financia candidaturas, comprando votos diretamente com dinheiro ou usando a força para obrigar as comunidades controladas a votarem nos candidatos apoiados pelo andar de baixo do crime. O andar de cima da politicagem é controlado pelo poder globalitário da grana. Resumindo: a maioria esmagadora dos candidatos é dependente do Crime Institucionalizado. Quem não é diretamente, acaba sendo indiretamente.

O único jeito é que o povo se conscientize que só uma inédita Intervenção Constitucional pode salvar o Brasil. Só os cidadãos têm legitimidade e legalidade para intervir diretamente no processo político. Infelizmente, isto não acontecerá pelo simples ato da dedada eleitoral na urna eletrônica de resultado inconfiável.

Por isso, em vez de ficar brincando de torcedor no fla-flu eleitoral, o fundamental é discutir, sem paixões babacas, as soluções viáveis e possíveis para mudar o modelo de Estado-Ladrão brasileiro. O amadurecimento do debate, gerando alternativas que a maioria possa defender racionalmente, elevando a temperatura de pressão por mudança efetiva, é que vai fortalecer as pré-condições para a Intervenção Constitucional se efetivar.

Tais mudanças, no curso da História, costumam acontecer quando ocorre um grande desastre. No Brasil, estamos cada vez mais próximos deste momento derradeiro. A Intervenção é questão de (pouco) tempo.

Agora, se não definirmos e debatermos o Projeto de Nação para o Brasil, certamente, nada vai mudar... Mesmo que muita gente poderosa leve tomatada ou (se bobear) porrada...

Releia os artigos de sábado e domingo: É Lula de novo? Com a força do povo idiota?


Por que os bancos devem ao governo, não pagam, mas tocam o terror na cobrança aos inadimplentes?

Demora esquisita



Rodriguim Colorado



Marketagem salva?



Tudo azul?


Colabore com o Alerta Total

Os leitores, amigos e admiradores que quiserem colaborar financeiramente com o Alerta Total poderão fazê-lo de várias formas, com qualquer quantia, e com uma periodicidade compatível com suas possibilidades.

Nos botões do lado direito deste site, temos as seguintes opções:

I) Depósito em Conta Corrente no Banco do Brasil.
Agência 4209-9, C/C: 9042-5, em favor de Jorge Serrão.

II) Depósito em Conta Poupança da Caixa Econômica Federal ou em agências lotéricas: 2995 013 00008261-7, em favor de Jorge Serrão.

OBS) Valores até R$ 9.999,00 não precisam identificar quem faz o depósito; R$ 10 mil ou mais, sim.

III) Depósito no sistema PagSeguro, da UOL, utilizando-se diferentes formas (débito automático ou cartão de crédito).

IV) Depósito no sistema PayPal, para doações feitas no Brasil ou no exterior.

Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!


O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 30 de Outubro de 2017.

14 comentários:

Anônimo disse...

segunda-feira, outubro 30, 2017
http://aluizioamorim.blogspot.com.br/
PRESTÍGIO DE BOLSONARO ENLOUQUECE O ESTABLISHMENT. COMO ACONTECEU NOS ESTADOS UNIDOS COM TRUMP. QUEM VIVER VERÁ!
Os institutos de pesquisas no Brasil continuam fazendo o jogo do establishment, igualzinho ao que ocorreu durante a última campanha presidencial nos Estados Unidos. E formam um par perfeito com seus amiguinhos nas redações dos jornais e televisões. Organizados de forma estratégica esses institutos que fazem sondagens tendo em vista o pleito presidencial brasileiro em 2018 têm um cronograma. Se revezam e vão ajustando os índices de preferência do eleitorado. Não se sabe, no entanto, quais os critérios estatísticos das pesquisas e como são definidos os campos de sondagem.

Além disso, ninguém sabe quem financia essas pesquisas. Se fosse em Luxemburgo a pesquisa poderia até mesmo ser feita pelo telefone. Mas no caso do Brasil, país de dimensões continentais, uma pesquisa em nível de eleição presidencial é um trabalho e tanto, ainda que equipes sejam terceirizadas.
Entretanto, os custos dessa empreitada não são pequenos. E aí retornam as indagações: quanto custa cada uma dessas pesquisas e quem paga? Afinal, os institutos de pesquisa não trabalham de graça. Quantas pessoas são mobilizadas, quais os critérios técnicos da amostragem? Os campos? E por aí vai.

Agora à noite zapeando pela internet constatei que saiu mais uma pesquisa. Todos os veículos de mídia publicam os resultados. Não há qualquer novidade. Todas as pesquisas conferem ao condenado Lula da Silva, uma folgada vantagem vindo em segundo lugar Jair Bolsonaro. E os outros que estão na rabeira, inclusive figurões sob o comando de Fernando Henrique Cardoso? A julgar pelo que dizem esses jagunços de gravata que repudiam Bolsonaro, no segundo turno todos correrão para o abraço com Lula caso em segunda instância sua pena não for turbinada.

Soma-se a essa estratégia do establishment por conta do TSE o fato de que a decisão de manter as velhas e obsoletas urnas eletrônicas coloca em dúvida a lisura do pleito. Isto porque nesse velho sistema não é possível uma auditoria caso surjam suspeitas de fraude. CONTINUA...

Anônimo disse...


http://aluizioamorim.blogspot.com.br/ CONTINUA II

Neste caso, a repetição ad nauseam de pesquisas eleitorais com determinados índices de preferência dos eleitores contribui para validar um eventual resultado computado por meio de urnas sem qualquer confiabilidade.
PESQUISAS FALHARAMÉ interessante notar que durante a última campanha eleitoral nos Estados Unidos nenhum instituto de pesquisa aventou a possibilidade de vitória de Donald Trump que até o último momento amargou um segundo lugar sem qualquer chance. Abertas as urnas, o resultado foi bombástico. O Partido Democrata tinha inclusive montado um grande "comício da vitória" de Hillary Clinton. Até hoje os institutos de pesquisa não conseguiram explicar esta virada fenomenal. Muito menos os alegres rapazes e raparigas da grande mídia. O chefete do programa Manhattan Conection da Rede Globo, Lucas Mendes, chegou a dançar o minueto do desespero após a vitória de Trump e lascou o vídeo na internet, quando comparou - vejam só - a vitória de Trump ao ataque das torres gêmeas pelo terror islâmico.

Ao que parece, como aqui no Brasil, também não se sabe quem pagou os institutos de pesquisa e os jornalistas da grande mídia responsáveis pela grande farsa que começou nas primárias e desaguou nas urnas. A única diferença é que nos Estados Unidos ainda impera o velho e bom voto de papel. Aliás a Smartmatic foi banida do território norte-americano depois que criou asas e influía por meio de poderoso lobby para vender seu sistema para o Tio Sam que, velho de guerra, não caiu na esparrela. CONTINUA...

Anônimo disse...


http://aluizioamorim.blogspot.com.br/ CONTINUA III

Já Mr. Donald Trump manteve sua certeza na vitória sorrindo. Coube aos jornalistas capachos de Obama e dos Clintons apresentar Trump sempre de cara feia e ameaçadora. Não adiantou. O eleitorado americano sentiu o cheiro de carne queimada e cravou em Trump. No Colégio Eleitoral não foi diferente.

Não há como comparar o Brasil com os Estados Unidos. Mas, guardando-se as devidas proporções, não tem como não fazer um paralelo entre a eleição presidencial americana e a que acontecerá no Brasil em 2018.

O establishment tupiniquim e até mesmo de além mar, está nervoso. A Polícia Federal dia desses disse que aquelas malas de dinheiro descobertas no cafofo do ex-Ministro de Lula são apenas a ponta de um iceberg. Isso é um perigo em véspera de eleição!

Vê-se no horizonte, portanto, dias conturbados que são apimentados pela extraordinária performance de Bolsonaro, o único político que pode andar pelas ruas e aeroportos com tranquilidade que só é quebrada pelo assédio alegre de seus eleitores.
ESQUEMA INTERNACIONALE a força de Bolsonaro é tão grande que quando esteve nos Estados Unidos os esquerdistas montaram uma arapuca para o presidenciável na Universidade de Washington, armada por um professor muito amigo da turma do PT e que andou há alguns meses aqui no Brasil proferindo palestras no âmbito do Itamaraty. O staff de Bolsonaro flagrou o lance do petralha norte-americano e suspendeu a palestra deixando os psicopatas de Washington falando sozinho. Os trastes tinham preparado o cenário com toda a grande mídia presente.

Tudo isso comprova a evidente viabilidade eleitoral de Jair Bolsonaro, fato que atemoriza os comandados de Fernando Henrique Cardoso entre os quais se encontram Lula e seus sequazes. O chefão é e sempre foi o FHC.

E para completar: qualquer tentativa de melar o resultado do pleito presidencial de 2018, tenham certeza, terá reação. Para os bons entendedores, meia palavra basta.CONTINUA...

Leo Santos disse...

A esperança é de que,desta vez,as FFAA, compelidas pela sua própria necessidade de autopreservação , saibam fazer a parte doutrinária necessária,serem menos corporativas, realizarem os atos de punição rápida e publicamente para os esquerdopatas não criarem " os porões da ditadura".
Os fatos " históricos" aí estão é falam por si.
O Brasil está na encruzilhada mais uma vez,com um povo infantil ( burro, analfabeto) que sabe estar doente mas não sabe dizer ao médico o que sente, não pára de brincar porque é inocente ( burro, analfabeto) enquanto a caxumba lhe desce.
Em assim sendo, o povo necessita, neste século,de mais tutela que em 1964. Deste modo, resta-nos ,ou às FFAA e os ainda contáveis seres de bem remanescentes decidirem qual ditadura teremos: Militar culta e humanitária ou esquerdopata espoliadores da pátria e genocida.

Anônimo disse...


http://aluizioamorim.blogspot.com.br/ CONTINUA IV E TERMINA

Afinal, é a hora e a vez de prevalecer a verdade. Ou, ainda, é a chance derradeira de salvar a Nação, como aconteceu nos Estados Unidos.

Todo o noticiário, comentários e notinhas veiculadas pelo jornalismo a soldo na grande mídia são espuma. A verdade vai se impor. A Nação não vai aceitar qualquer tipo de golpe do establishment com a finalidade de turbar o resultado do pleito. Quem sabe bem do que estou falando é o Fernando Henrique Cardoso. Sim, ele é o poderoso chefão. Por enquanto...
Enviar por e-mailBlogThis!Compartilhar no TwitterCompartilhar no FacebookCompartilhar com o Pinterest
Postado por Aluizio Amorim às 10/30/2017 02:54:00 AM

Anônimo disse...

Spray de pimenta
Brasil 30.10.17 08:14
LIBERTATUM
Caetano Veloso está fazendo campanha para Guilherme Boulos.
Nesta segunda-feira, ele vai cantar num terreno invadido pela horda do MTST.
Os invasores merecem.
Ouvir Caetano Veloso, claro, é um castigo muito pior do que ser atingido por spray de pimenta da PM
Publicado por Ivan Lima às 7:18 AM

Anônimo disse...

http://mundosujo-tikal.blogspot.com.br/

CAETANO PEDOFILO
https://youtu.be/awlGUu7K6zY
Em Minas gerais, Lula experimenta o repúdio popular com coro de “Ladrão”...
https://youtu.be/2EzTkQ609g4

Anônimo disse...

BLOG DO ORLDO TAMBANOSI
Liberal e anti-ideológico, combatendo o lulopetismo desde 2005.
segunda-feira, 30 de outubro de 2017
A traição original do demagogo Lula
"Lula da Silva, caso inspirado por bons desígnios, poderia ter conduzido o País rumo ao benfazejo destino que antes era apenas sonhado. Mas, na encruzilhada da História, fez sua opção. Traiu o Brasil e os brasileiros". Editorial do Estadão:
Uma característica bastante lembrada do sr. Lula da Silva - que muitos ingênuos chegam a considerar um “talento político” do ex-presidente - é a desfaçatez com que ele procura se desvencilhar de membros de seu mais íntimo círculo relacional sempre que, por imposição das circunstâncias, eles venham a representar um embaraço às suas pretensões de poder, estas postas sempre à frente de quaisquer laços que venham a ser estabelecidos com o ex-presidente, sejam pessoais ou políticos.
O caso mais recente desse esquecimento seletivo de Lula envolve a presidente cassada Dilma Rousseff, alguém que simplesmente não existiria na vida político-eleitoral não fosse a ação direta de seu inventor.
Diante do desastre que foi a passagem de Dilma Rousseff pelo Palácio do Planalto, cuja irresponsabilidade no trato das contas públicas, a frouxidão no combate à inflação, a profunda recessão econômica e o desemprego representam um legado indefensável até mesmo para os padrões do Partido dos Trabalhadores (PT), a presidente cassada vem sendo sistematicamente tratada como um estorvo pelo chefão e pelo partido que com ele se confunde.
Em recente entrevista ao jornal espanhol El Mundo, Lula da Silva disse que os eleitores de Dilma Rousseff “sentiram-se traídos” em virtude da agenda econômica adotada por ela após a vitória na eleição presidencial de 2014, agenda esta diametralmente oposta ao discurso da candidata durante aquela campanha.
“Houve uma decisão do governo de fazer o ajuste (fiscal). Quando o governo anunciou o ajuste, no final de dezembro (de 2014), o governo jogou fora a base social que tinha eleito o governo. As pessoas se sentiram traídas”, disse o ex-presidente. CONTINUA...

Anônimo disse...


BLOG DO ORLDO TAMBANOSI CONTINUA II E TERMINA
Ora, é o caso de indagar por que “as pessoas se sentiram traídas”. O descalabro econômico que marcou o primeiro mandato de Dilma Rousseff, cassada por ter cometido crime de responsabilidade, impunha a adoção de uma dura política de ajuste fiscal a partir de seu segundo mandato, sob pena de paralisar o País e, assim, arruinar o plano engendrado por Lula da Silva para manter seu partido no poder durante décadas.
É importante lembrar que o próprio ex-presidente Lula, o mesmo que agora critica a tentativa de ajuste em jornais estrangeiros, fez enfáticas gestões com Dilma Rousseff para que esta substituísse a sua equipe econômica, nomeando para cargos-chave do governo profissionais de mercado que são publicamente conhecidos por suas posições em defesa da austeridade fiscal, o que contrastava com a política de gastos descontrolados que marcou as gestões lulopetistas e levou àquele estado de absoluto descontrole que uma campanha eleitoral mentirosa escondeu dos brasileiros.
Longe de qualquer sinal de contrição, as críticas de Lula da Silva à sua antecessora são movidas tão somente por seus interesses eleitorais, se não como o candidato do PT à Presidência na eleição de 2018 - o que hoje depende de uma decisão do Tribunal Regional Federal da 4.ª Região (TRF-4) -, como um possível cabo eleitoral em defesa do “legado” petista.
Por mais que tente, Lula da Silva não pode se desvencilhar de seu verdadeiro legado desde a ascensão do Partido dos Trabalhadores ao poder central, em 2003: uma profunda recessão econômica e a instalação de um sistema de corrupção sem precedentes na História do País, engendrado para submeter o Estado ao serviço do partido e de seu projeto de poder, além, é claro, de garantir uma próspera existência a seus próceres à custa do dinheiro público.
Tido como o primeiro operário a chegar à Presidência da República, favorecido por uma base de apoio popular e congressual sem precedentes, além de ter a seu favor a conjuntura internacional, Lula da Silva, caso inspirado por bons desígnios, poderia ter conduzido o País rumo ao benfazejo destino que antes era apenas sonhado. Mas, na encruzilhada da História, fez sua opção. Traiu o Brasil e os brasileiros.
Postado por Orlando Tambosi às 08:26

jomabastos disse...

Os corruptos e corrompidos põem e dispõem do Brasil e da América Latina. É o poder do dinheiro e da Constituição adulterada, que permite tudo e mais alguma coisa.
SMARTMATIC, a Empresa que vem organizando as eleições e faz contagem de votos na Venezuela, admitiu que houve fraude naquele país de regime socialista pró-soviético sempre apoiado pelo PT de Lula da Silva. Esta é a mesma empresa que organiza e faz contagem de votos nas eleições no Brasil, e assim, concluímos que a contagem de votos por lá e por cá foram manipulados ao longo dos anos. Podemos lembrarmo-nos das Eleições presidenciais em que todo mundo tinha a certeza que Aécio Neves havia vencido as eleições e repentinamente a Dilma aparece como vencedora.

E o PT certamente que tem o apoio de uma larga maioria dos mais de 20 milhões de votantes do Bolsa Família.

jomabastos disse...

Uma INTERVENÇÃO CONSTITUCIONAL é imprescindível que aconteça neste Brasil, para que os corruptos, os corrompidos e os criminalmente condenados, sejam proibidos para sempre de ter acesso e assento na política brasileira, desde o cargo de presidente da república até ao de simples vereador. E para isso há que termos uma NOVA e verdadeira CONSTITUIÇÃO.
Há que fortalecer as pré-condições para a Intervenção Constitucional se efetivar. A população tem que revigorar-se, para conseguir força e coragem para que essa prevista e necessária intervenção constitucional aconteça o mais rápido possível.

Anônimo disse...

A REDE GLOBO NADA MAIS É DO QUE AFILIADA DAS FFAA, JUDICIARIO E MAÇONARIA... VOCÊS NÃO SABIAM??? NINGUÉM LHES CONTARAM??? ARRANCADA, ROUBADA,O PRIMEIRO PROPRIETARIO TEVE A CONSSEÇÃO CAÇADA PELOS MILITARES QUE A ENTREGOU DE MÃO BEIJADA PARA O RM, RM POR SUA VEZ COLABOROU COM O REGIME QUE ESCRAVOZOU, TORTUROU, ASSASSINOU E DEIXOU O POVO NA MISÉRIA, TODAS AS ORDENS DA MAÇONARIA FORAM E SÃO SEGUIDAS A RISCA, DOS CÃES QUE LEVAM VIDA DE REI, ATÉ O CASAMENTO DE HOMOSEXUAIS PARA CONTER O AUMENTO DA POPULAÇÃO MUNDIAL, ENCOBERTAM AS MAIORES MARACUTAIAS DE POLITICDOS, MILITARES, EMPRESARIOS,FUNCIONARIOS PUBLICOS E É MATRIARCA DO CRIME ORGANIZADO DESDE 1964... A MAÇONARIA ORDENA E A REDE GLOBO A ESPALHA PELO PAIS, A DEGRADAÇÃO PELOS VICIOS, A OPERAÇÃO TARTARUGA, O NARCOTRAFICO, CONTRABANDO, JOGOS ILEGAIS E OS CAMBALACHOS DE PRAXE ESTÃO REGISTRADAS E GUARDADAS DEBAIXO DOS 4 PODRES PODERES...

Anônimo disse...

O negócio é não aparecer para endossar o golpe deles.

Anônimo disse...

QUANTOS GILMAR MENDES EXITEM DISTRIBUIDOS PELO JUDICIARIO DO PAIS??? PARECE QUE NÃO, MAS É MAIS COMUM DO QUE PENSAMOS, DESEMBARGADORES APENAS PARA SATISFAZER O EGO E MOSTRAR QUE É DEUS, QUEBRAM O GALHO DA BODAIADA A TODO MINUTO... QUEBRAM MULTAS DE TODOS OS TIPOS, DEVOLVEM A CNH DE QUALQUER BEBADO ASSASSINO, SOTAM BANDIDOS DE TODA CATEGORIA E DOAM AREAS DE DOMINIO PUBLICO, VENDEM SENTENÇAS E PREVARICAM TUDO EM NOME DA MAÇONARIA, ISTO E MUITO MAIS, BEM DEBAIXO DOS NOSSOS NARIZES...