domingo, 1 de julho de 2018

Os perigos do eleitor-torcedor



Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net


O chamado “marketing da Lava Jato” venceu! Em média, 20% do eleitorado consideram que a corrupção é o maior e principal problema do Brasil. Não é... Corrupção não é causa. Corrupção é conseqüência do nosso modelo estatal Capimunista Rentista. A corrupção é fruto da ineficiência do Judiciário em punir exemplarmente quem pratica delitos. A falha ocorre por causa da estrutura: excesso de leis e regras, com margem a diferentes interpretações, permitem o rigor seletivo (punir só aquele escolhido para se ferrar) e libertando (aquele outro também “eleito” para um injusto perdão).

A corrupção também é um instrumento eficaz de poder e controle social, impedindo que o País se desenvolva, pois ajuda a sabotar o normal funcionamento das instituições. A corrupção é filha da estrutura estatal que precisa ser mudada, porém ainda não há previsão de quando isto efetivamente acontecerá. Justamente por isso, o foco na corrupção é uma ilusão. Atacar o efeito, em vez de combater a causa, é uma estupidez. No entanto, é exatamente isto que estamos fazendo no Brasil. É ingenuidade? Ou pura “filhadaputice”?

É deste “jeitinho”, assim que acabar a Copa do Mundo, com o Brasil ganhando ou perdendo, que vamos encarar mais uma eleição. Com certeza, será o pleito com a maior quantidade de eleitores indignados com a classe política, eleita antecipadamente como a grande vilã. No entanto, um outro perigo também paira no ar. O comportamento inconsciente, de torcedor, do eleitor mediano é tão assustador quanto a inconfiabilidade do sistema eletrônico de votação sem conferência de voto por impressão.

No fim das contas, o voto é sempre mais emocional que racional. O estrago é maior porque não operamos no modelo distrital. O eleitor atua, geralmente, muito distante daquele que ele ajuda a escolher para representá-lo. O modelo exige uma campanha caríssima, com excesso de marketagem. É por isso que precisamos urgentemente de uma reforma política. Por que ela não acontece depressa? Não interesse ao regime do Crime Institucionalizado.

Resumindo: O Brasil é uma urna eletrônica que corre atrás do próprio rabo...

Que cadeia é essa?



Pode isso, Arnaldo Cezar Coelho? Que prisão é essa que permite Lula fazer campanha eleitoral ilegal e antecipada com telefone celular?






Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 
A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 1º de Julho de 2018.

2 comentários:

Sempre Mais do MESMO disse...

Artigo brilhant[issimo!
Perfeito:
"No fim das contas, o voto é sempre mais emocional que racional. O estrago é maior porque não operamos no modelo distrital."

Ninguem admite ideias novas, como por exemplo O FIM do POLITICO PROFISSIONAL:

- NO MAXIMO SE ELEGER DUAS ou ate tres VEZES NAO CONSECUTIVAS e FIM da ESTABILIDADE na SINECURA, SOBRETUDO no JUDASCIARIO.

Viver do PODER e não do trabalho é uma ambição e realidade muito antigas.

Um juiz que "interpreta leis" segundo seus interesses simpatias pelo reu (paciente [e o kct) e sabe que JAMAIS sofrera qualquer consequencia dos seus atos ou da politica estatal, JAMAIS CONSEGUIRA SER JUSTO.

Um juiz, um membro do MP ou um alto funcionario qualquer, sabem que JAMAIS SOFRERAO qualquer consequencia que sofrem os PAGADORES de IMPOSTOS?
- A economia do pa[is pode ser arruinada que eles nao serao abalados. N'ao precisam se preocupar com o futuro, podem consumir todo o salario sem preocupacao com investimento, pois SUA APOSENTADORIA E GARANTIDA pela FORCA e NAO pelo TRABALHO.

E logico que o judasciario SEMPRE SERA MAJORITARIAMENTE FAVORAVEL ao STATUS QUO que os PRIVILEGIA. DAI a CORRUPCAO DESENFREIADA: corruptos e funcas em geral SABEM que o judasciario [e CORPORATIVO e ESTATISTA.

Sempre Mais do MESMO disse...

Viver do PODER e não do trabalho é uma ambição e realidade muito antigas.

É possível que quando um humano viu outro humano trabalhando (caçando, pescando ou construindo seu abrigo) imediatamente imaginou o quanto seria bom se pudesse ESCRAVIZAR esse outro e melhor se escravizasse outros. Colocando manadas humanas a seu absoluto dispor. Para, assim, usufruir de uma vida sem esforço e apenas de prazeres.

Evidente que sendo um indivíduo, certamente com menores habilidades e qualidades, percebeu que suas mínimas ambições se realizariam APENAS ATRAVÉS da ESCRAVIZAÇÃO de outros e certamente que daí surgiu o PRIMEIRO ARDIL.

ARDIL é a forma que se tem de fazer com que OUTROS nos OBEDEÇAM mesmo sendo mais fortes, mais habiliddosos e independentes do pretenso senhor.

- O ARDIL é a MANIPULAÇÃO MENTAL

O ARDIL é um meio de induzir:

- ao vislumbre de COBIÇA atendida num futuro sem data e/ou incerto. (através do ardiloso)

- ao vislumbre GLÓRIA enaltecedora. (através do ardiloso)

- à INVEJA e assim ao desejo de destruir aquele que se mostra superior em felicidade e respeitabilidade, material e/ou intelectual. (através do ardiloso)

- ao MÊDO do infortúnio que se poderá impedir. (através do ardiloso)

Enfim, os ardis induzem SENTIMENTOS: ANBIÇÕES materiais ou psicológicas bem como ao MÊDO, também material ou psicológico.

Assim, ATRAVÉS dos ARDIS, indivíduos conseguem colocar a seu dispor os corpos alheios, "desindividualizando" outros para que seus corpos não mais sirvam a suas mentes, mas ao INDIVÍDUO que os manipula ARDILOSAMENTE ao fomentar-lhes EMOÇÕES em pleno detimento da razão.

IDEOLOGIAS são ARDIS poderosíssimos que capturam as mentes alheias para deixarem que seus corpos sirvam a outros e até mesmo estas também sirvam a estes senhores que as dominam ao OBSCURECÊ-LAS fomentando-lhes EMOÇÕES.

Sob as profecias, promessas e ameaças que espertalhões inventam, bem como sob GALANTEIOS envaidecedores que fazem com que os FRACOS e INSEGUROS se entreguem cegamente a seus desejos de castigos e destruição aos felizes e potentes, rebanhos humanos são conduzidos por perversos ardilosos e aproveitadores de todos os fedores, levando a humanidade a desprezar a Liberdade para seguir SENHORES que lhes prometem conforto a suas frustrações e atendimento a suas ambições através da imposição pela força e pela propaganda.

A idéia de Democracia em sua propaganda deliberadamente se faz confundir com Liberdade para exatamente destruir a noção de Liberdade. Levando a idéia de que Liberdade é OBEDECER aos ELEITOS e poder se manifestar SEGUNDO as REGRAS dos ELEITOS.

É visivel que a palavra Liberdade vem sendo esquecida e substituida pela palavra Democracia. Questionar ou criticar a Democracia que IMPÕE a SERVIDÃO aos ELEITOS atualmente é BLASFÊMIA, é motivo para ataque e desprestigio perante o REBANHO HUMANO pastoreado por líderes ardilosos.

O desejo de honra (opinião alheia favorável) é decorrente da VAIDADE do indivíduo que não vê a sua própria opinião tão favorável a si quanto deseja. A intima opinião favorável é exatamente o ORGULHO sincero. Este faz o indivíduo SEGUIR SEUS PRÓPRIOS JULGAMENTOS, sua própria mente, e não as mentes alheias.

O indivíduo ORGULHOSO de SI não se permite SEGUIR bovinamente os líderes ardilosos que apenas lhe fornece o FOMENTO EMOCIONAL e NÃO o FOMENTO RACIONAL.

Exatamente por isso, NADA É POR ACASO, que o ORGULHO INDIVIDUAL é condenado em TODAS as ideologias que, paradoxalmente, incentivam o "ORGULHO COLETIVO" onde o indivíduo NÃO ORGULHA-SE de SI MESMO, MAS APENAS das COMUNIDADES onde SE INSERE ou esta naturalmente inserido.

É daí o NACIONALISMO, FEMINISMO, RACISMO (branco/negro, ocidental/oriental e etc.) e mais todos os "ISMOS" IDEOLÓGICOS que fomentam comunidades.