domingo, 22 de julho de 2018

Vai ter seu voto roubado? Ou vai vendê-lo?


Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net


A previsão realista é de difícil governabilidade. O problema vale para qualquer um que “ganhar” a corrida maluca presidencial. Afinal, a suposta vitória, em condições tão desfavoráveis de instabilidade, já simboliza uma derrota programada. Novamente, o tal presidencialismo de coalizão tem tudo para se transformar em esquema de colisão. O viciado toma-lá-dá-cá, patrimonialista, cartorialista e clientalista, seguirá regendo as relações e decisões políticas. O nome disso é Politicagem.

Excetuando o economista Paulo Rabello de Castro (PSC), os presidenciáveis até agora não apresentaram propostas efetivas e possíveis de realizar no governo. A discurseira genérica, demagógica, radicalóide continua prevalecendo. Esquerda, Centro e Direita são posições sem clareza de definição real. Não se debate um Projeto Estratégico de Nação para o Brasil. Vigoram os assuntos de “varejo”.     

O Alerta Total insiste e lamenta: a gravíssima e persistente crise econômica é o assunto que vai mais deve afetar a decisão de 144 milhões de eleitores, além da eterna cobrança por melhorias na Saúde e na Segurança, junto com o desejo de combate à corrupção sistêmica. O problema trágico é que a maioria do eleitorado não consegue compreender o que gera tanto problema.

Novamente, vai se atacar a conseqüência, sem entender e combater a causa. A madrasta de todas as crises é o modelo estatal Capimunista Rentista do Brasil. Ele é montado para sugar recursos da sociedade, na base ou não da roubalheira, mantendo o País subdesenvolvido. Tal processo é intencional, transnacional, para manter o Brasil sob controle. O Globalitarismo existe e dirige a tal Globalização.

Independe da nossa vontade. Quem tem e domina, há séculos, a tecnologia para o exercício do Poder é quem dita as ordens no mundo, na política e na economia. A maioria dos brasileiros não sabe – e uma outra quantidade enorme prefere ignorar, fingir não ver – que os controladores globalitários também manipulam nosso processo eleitoral. Eles patrocinam os “vencedores” – que ficam lhes devendo “favores”, a contrapartida após a conquista do Palácio do Planalto.

O resultado prático de tal fenômeno é que, pela via eleitoral, não haverá mudanças estruturais no modelo estatal brasileiro. Nenhum dos favoritos para esta eleição 2018 quer mudar nada, de verdade. O plano básico é “ganhar” e, depois, negociar uma governabilidade impossível com a bancada clientelista que o tal “Centrão” novamente elegerá, na base da compra descarada de votos. Cada eleitor sai baratinho, por uns R$ 100 reais.    

Tem muito eleitor corrupto prontinho para se vender, por R$ 50 pratas antes da eleição e mais R$ 50 quando for confirmada a dedada eletrônica no candidato comprador. Muitos destes bandidos vão votar. É um efeito tão desastroso quanto daqueles que, em massa, não comparecerão às urnas ou, então, dedarão nas teclas “anula” e “branco”.

Outro problemaço: o sistema eletrônico de votação é inconfiável. É inacreditável aceitar que o Supremo Tribunal Federal, o Guardião da Constituição e das Leis, tenha decidido descumprir a Lei aprovada pelo Congresso Nacional que obrigava a impressão do voto para conferência.

Não adianta a propaganda enganosa do Tribunal Superior Eleitoral: o voto não é seguro. Além de ser obrigado a votar (uma aberração da liberdade e do senso democrático básico), o eleitor também é forçado a acreditar no resultado final das urnas sem direito a uma justa recontagem. O dogma eleitoreiro é canalha. Candidatos sérios e bem intencionados (eles existem...) terminarão garfados pelos picaretas e corruptos.

Assim, a derrota do Brasil já está programada na eleição 2018... O próximo Presidente (seja quem for) enfrentará a mais grave crise nunca antes vista na História deste País chamado Bruzundanga... Aguentemos o Pibinho...

Releia o artigo de sábado: Eleitorado vai se vingar do Centrão?  



Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 
A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 22 de Julho de 2018.

9 comentários:

Carlos Bonasser disse...

NÃO TOMOU NENHUMA DURA DO CACHACEIRO...O QUE ACONTECEU É QUE DEVE TER SIDO, NOVAMENTE, AMEAÇADO DE ALGUMA FORMA PARA QUE CONTINUE COM AS CONVERSAS NO SUPREMO CABARÉ...ESSE VELHO SAFADO SABE DE MUITAS SAFADEZAS DESSES POLITICOS E DE UMA BOA PARTE DO JUDICIÁRIO...FOI ACHAQUE NÃO MAIS QUE ISSO...

ABRAÇOS.

Loumari disse...

https://www.youtube.com/watch?v=FpJmY7baK5s

Josias de Souza / Isolado, Bolsonaro reage com esperteza


Jornal da Gazeta

18 de Julho 2018

Loumari disse...

https://www.youtube.com/watch?v=-E7Dthqqv_o

O racha no STF expõe uma ruptura na burguesia brasileira

22 de Julho 2018

Anônimo disse...

Possivelmente, ele é o único com acesso direto com os "lobos" do STF e, além disso, deve ter pedido mais dinheiro para essa fase crítica do Lula, com a chegada das eleições. Uma coisa é certa, estão armando alguma.

jomabastos disse...

"O Globalitarismo existe e dirige a tal Globalização."
São duas situações completamente diferentes.

O Globalitarismo - mais recentemente apelidada de nova ordem mundial - é algo totalitário, promovido e dirigido pela alta finança internacional. É como um Capitalismo de Estado puramente financeiro, que não quer saber e não tem qualquer ligação com a parte social das nações. Aprofunda o fosso entre os ricos e os pobres, que é o exemplo do Brasil e da maioria dos países da América Latina e Africanos.
Na América Latina, o Chile talvez seja o país que mais se distanciou do Globalitarismo.

A Globalização, que é o bom exemplo da União Europeia, em que o objetivo prioritário é o desenvolvimento socioeconômico e a oportunidade de aproximar a educação, as culturas, as economias e promover igualdades sociais e econômicas, sem no entanto cada país perder a sua identidade própria.
É só visitar os países da UE, para podermos observar in-loco o seu desenvolvimento socioeconômico e a vincada identidade própria de cada país.

jomabastos disse...

"Tem muito eleitor corrupto prontinho para se vender, por R$ 50 pratas antes da eleição e mais R$ 50 quando for confirmada a dedada eletrônica no candidato comprador. Muitos destes bandidos vão votar."
Tenha vergonha Sr. Serrão!

Nós brasileiros, temos o mau feitio de culpar os pobres e os miseráveis por serem comprados pelos políticos que os cercam com mentiras, ameaças, dinheiro e outras ofertas. No entanto deixamos os grandes e verdadeiros corruptos e rentistas se apoderarem do país. Nem somos capazes de promover uma Intervenção Constitucional ou Institucional para extinguir o atual estado de descalabro socioeconômico em que todos nós vivemos.

jomabastos disse...

Na sua generalidade é um ótimo artigo.

FOTO DO FATO disse...

É a velha pleiade de canalhas da qual me ponho distante desde 1985.
O Brasil não tem tecnologia porque reconhece palestina como país, rechaça Isrsel, não sabe falar com Tio Sam e nem com o Grande General Czar, nem a maçonaria sabe ajustar os filtros e conversar com algum Foster e sai iniciando profanos na base do clientelismo.
Enfim, chega-se ao ponto de ter de pensar como nazista porque o problema é a falta de raça com carater e vergonha na fuça.
O limite está a uns poucos milésimos porque esse caos, também, já não beneficia a " gringolândia" nosbens primários necessários à sua existência e desenvolvimento tecnologico, industrial, alimentação. Ao contrário,o caos já excessivo, tudo já os preocupa e irrita.

FOTO DO FATO disse...

É a velha pleiade de canalhas da qual me ponho distante desde 1985.
O Brasil não tem tecnologia porque reconhece palestina como país, rechaça Isrsel, não sabe falar com Tio Sam e nem com o Grande General Czar, nem a maçonaria sabe ajustar os filtros e conversar com algum Foster e sai iniciando profanos na base do clientelismo.
Enfim, chega-se ao ponto de ter de pensar como nazista porque o problema é a falta de raça com carater e vergonha na fuça.
O limite está a uns poucos milésimos porque esse caos, também, já não beneficia a " gringolândia" nosbens primários necessários à sua existência e desenvolvimento tecnologico, industrial, alimentação. Ao contrário,o caos já excessivo, tudo já os preocupa e irrita.