quinta-feira, 27 de setembro de 2018

GLOBOLSONARO




“País Canalha é o que não paga precatórios”

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos Maurício Mantiqueira

A necessidade obriga. Em poucos dias veremos uma grande rede de televisão mudar seu nome.

Os “âncoras” também serão trocados; idem o logotipo.

Vai voar pena pra todo lado. Até do louro José !

Teremos artistas a evitar; um tal de Pablo (a própria encarnação da Vênus platinada).

Haverá uma nova novela: “A ausência de Annita”.

Como dizia Faustão no início de sua carreira, homem que come homem é canibal.

Não obstante essas mudanças cosméticas a glob, glub, glub... naufragará.

A antiga OVC terá um AVC!

A grande cloaca será desratificada e desbaratada.

Ressurgirá então, a Cidade Maravilhosa, com sua Vista Chinesa e Circuito da Gávea.

Uma brilhante escritora carioca que mudou-se para São Paulo, disse numa entrevista que aqui “é outro país !”. Pobrezinha, por jovem, não conheceu a “Insólita Metrópole” dos anos 40 a 80 do século passado.

Hoje a Paulicéia foi desvairada por vândalos, invasores e pichadores.

Há muita gente que nunca viu e nem sabe para que servia uma gravata ou sapato de couro.

Do uso de chapéus, por cavalheiros e damas, nem pensar!

Carlos Maurício Mantiqueira é um livre pensador.

Um comentário:

jomabastos disse...

Há que acabar com a televisão e rádio públicas e liberar mais televisão e rádio privadas.

Há que proibir o governo e outros organismos públicos, de publicitarem a sua legislação e assuntos políticos na televisão e na rádio, pagando rios de dinheiro público para se autopromoverem.

As entrevistas, as reportagens e discussões sobre a legislação e assuntos políticos na televisão privada(sem o dinheiro público, a televisão privada vai necessitar de mais recursos oriundos da publicidade de produtos das empresas privadas e consequentemente de mais audiência), são suficientes e mais fidedignos para elucidar a população sobre a legislação e outros assuntos públicos do Brasil.