domingo, 28 de outubro de 2018

Ironia da História: A Intervenção Militar via Voto



Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

Um provérbio português prega que “as mulheres perdidas são as mais procuradas”. A Democracia, a Liberdade, a Cidadania, a Transparência, a Pacificação, a Honestidade e a Verdade seriam as mulheres não achadas na perdição política do Brasil. Todas são mal amadas por muitos brasileiros ignorantes, escravos de ideologias ou legítimos criminosos.

Felizmente, de uns tempos para cá, graças ao bom Deus, tais “mulheres” começaram a ser procuradas por brasileiros de bem e do bem. Não podemos mais tolerar que eles sejam prostituídas pelo Governo do Crime Institucionalizado e seus agentes conscientes ou inconscientes. Por isso, não dá para eleger cafetões da Nação indicados pela Petelândia e assemelhados.

Não tem outro jeito, nem jeitinho. A opção mais sensata de domingo é dar a dedada eletrônica que representará o cheque em branco para Jair Bolsonaro nos governar durante os próximos quatro anos. As esquisitas pesquisas do Ibope e Datafolha indicam que diminuiu entre 8 e 10 por cento a diferença entre Bolsonaro e Luladdad. O Capitão caiu e o Poste subiu? Aguardemos pelo resultado final... O Risco PT pode forçar um tsunami pró-Bolsonaro que vai desmoralizar, definitivamente, as empresas de pesquisa...

Nosso sistema político e muito menos nosso modelo eleitoral conseguem produzir o “Candidato Perfeito”. Mais por suas virtudes do que por seus defeitos, Bolsonaro se preparou para ser o candidato a Presidente com o compromisso de enfrentar um “Sistema” e seu “Mecanismo” que a maioria não suporta mais. Aliás, a polícia ainda não respondeu: “Quem tentou matar Bolsonaro?”. Será que querem batizar de Celso Daniel o intestino rompido do sobrevivente Jair?

Agora, precisamos dos “vários” Bolsonaros. Daquele que tem demonstrado honestidade, sinceridade, coragem e honestidade. Daquele que é o fio condutor da repulsa do povo brasileiro pelas diversas facções criminosas (p PT e afins). Daquele que se reinventou e descobriu que precisamos de uma dose maior de liberalismo do que estatismo para governar um País tão complexo quanto o Brasil. Daquele que levou uma facada, nasceu de novo e, com certeza, dá ainda mais valor à vida. Daquele que se comporte como um Estadista, que dá um respiro antes de reagir ao discurso adversário ou inimigo. Mas, também, daquele que parece fanfarrão, brinca com todo mundo e abre aquele sorrisão.

O múltiplo “Capitão” Bolsonaro – cujo marketing reinventou o conceito de “Mito” (tornando a palavra sinônimo de um Herói corajoso e paladino da verdade -  vem acompanhado do General de Exército na reserva Antônio Hamilton Mourão. Os militares demoraram, porém chegaram à conclusão de que deveriam usar o voto como atalho para colaborar com as mudanças estruturais no Brasil. Estratégia sábia, já que as Forças Armadas são o sustentáculo e a instituição primária de qualquer País.

A vitória de Bolsonaro/Mourão será uma experiência diferente? Tem tudo para ser. O novo governo representa uma guinada conservadora no Brasil. Pode significar uma guinada também liberal. Pode representar uma chance única de crescimento econômico e desenvolvimento para o Brasil. Só será preciso definir e debater com a sociedade um inédito Projeto Estratégico de Nação. Bolsonaro conseguirá governar se apresentar uma Agenda de Mudanças & Reformas, com objetivos, metas, meios e recursos a empregar, com prazos (começo, meio e previsão final) e, sobretudo, responsabilidades (deveres, direitos e limites para quem realizará os planos de trabalho).

Até 20 horas deste domingo, teremos a definição da provável vitória. Dificilmente, Fernando Luladdad conseguirá superar a distância de votos imposta por Jair Bolsonaro no 1º turno. O desejo antiPT é uma tendência consolidada no eleitorado. Vencendo, Bolsonaro terá de lidar com isso rapidamente, pois sofrerá feroz oposição.

Bolsonaro será forçado a acertar mais depressa que seus antecessores. Quaisquer erros primários serão fatais no curto prazo. O cheque em branco que daremos a ele (e por extensão aos chefes militares que o apóiam) tem prazo curtíssimo de validade.

Por isso, será fundamental procurar e achar, bem depressa, aquelas “mulheres perdidas” no Capimunismo Rentista & Corrupto do Brasil: a Democracia, a Liberdade, a Cidadania, a Transparência, a Pacificação, a Honestidade e a Verdade. Todas foram prostituídas pela tal de “Nova República” (de 1985 até agora).

A ironia da História é que os Militares - legitimados pelo voto direto e sob comando de um Capitão governando junto com um General – terão a oportunidade de governar o Brasil com competência, seriedade e patriotismo (a consciência do amor à Pátria).

Também por ironia, dentro das garantias constitucionais da Lei e da Ordem, os militares terão a inédita chance de enfrentar, neutralizar e vencer os militantes-meliantes do Crime Institucionalizado.

Mais ironia: a tão temida “Intervenção Militar” vai se efetivar, democraticamente e por força da vontade expressa nas urnas eletrônicas, com a gestão presidencial do Capitão com o General...

O desafio é acertar, sem repetir erros imperdoáveis do passado. O inimigo é imensamente maior e mais forte que em tempos pretéritos.

Bolsonaro e Mourão, que Deus os proteja e abençoe com Sabedoria – o uso correto do conhecimento para bem-governar, em harmonia dos poderes Executivo, Legislativo, Judiciário e Militar.

Que Deus lance suas luzes purificadoras sobre todos os inimigos reais do Brasil!

Que a Corrupção pare de torturar e assassinar os brasileiros e brasileiras, com os variados golpes...

Enfim, vamos às urnas... Desconfiadíssimos... O Tribunal Superior Eleitoral – que espera “uma eleição tranquila e segura” - mudou seu slogan... Antes era “Justiça Eleitoral”... Agora é o “Tribunal da Democracia”...

Será mera coincidência com a marketagem do PT - que encerrou a campanha batendo na tecla “Democracia”?... A Rede Globo e os petistas fizeram a parte deles...

Resumindo: Bolsonaro só não vence se: 1) o Brasil for, definitivamente, um País com maioria de criminosos corruptos ou, 2) a fraude eleitoral esfaquear o Capitão & o General...

Apesar da viciada manipulação nas pesquisas, o mais provável é Intervenção Militar via Voto, com o triunfo de Bolsonaro/Mourão. E PT saudações... Pela derrota do Partido da Traição...






  
Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 
A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 28 de Outubro de 2018.

5 comentários:

Anônimo disse...

Realmente a intervenção militar será pelo voto, mas depois de ouvir o discurso da presidente do TSE exma sra,ministra do STF,Rosa Weber, de que depois de 22 anos nas utilização das urnas eletronicas e não ter sido constatada nenhuma fraude , os brasileiros podem dormir sossegados, porque as famigeradas urnas são absolutamente invulneráveis a qualquer fraude que se possa imaginar. Ou a ministra é mais ingenua do que a branca de neve ou está fazendo o jogo sujo dos petralhas que estão completamente desesperados e matarão a propria mãe, para vencer as eleições. As urnas eletronicas que não podem ser contestadas e aferidas, são em principio suspeitas e rejeitadas pelos paises de primeiro mundo e são utilizadas no brasil, onde prevalece a falta de carater e idoneidade dos treis pilares desta república podre e carcomida.

jomabastos disse...

O Bolsonaro vencerá as eleições, não porque Deus exige ou porque clamorosamente Lhe pedimos, mas sim porque o Brasil necessita recuperar da destruição protagonizada durante dezasseis anos pelos políticos comunistas e durante décadas pelos políticos corruptos, e nós povo brasileiro estamos neste momento a lutar profundamente por isso.

Sempre que se pedimos ajuda a Deus mas nada fizemos para que o Universo nos ajudasse, nada aconteceu e o mundo brasileiro continuou sufocado pelos corruptos e pelos comunistas. E nós sempre vemos que os políticos enriquecem com a corrupção, mas estão sempre de boa saúde e de boa vida. E os remediados e os pobres vivem sempre menos e têm um vida com muito menos qualidade que os políticos ricaços e sem vergonha.

Desta vez os brasileiros em geral, trabalharam em força para eleger um político pra presidente que dá esperanças de desenvolvimento ao Brasil, que promete acabar com a corrupção, com a violência e com o comunismo. Mas faltaram os votos nos candidatos do PSL, para que o Congresso pudesse votar facilmente em maioria contra os corruptos e contra os comunistas.

Anônimo disse...

O Bolsonaro é tão militar quanto o Lula é operário.

Jayme Guedes Filho disse...

Alguma organização precisa assumir a desintoxicação da mente do eleitor manipulada profissionalmente por partidos, empresas e imprensa. O cardápio oferecido ao eleitor é uma mentira. Não existe escolha entre extremos como direita e esquerda, positivo e negativo, democracia e ditadura, quadrado e círculo, etc. A escolha a ser feita pelo eleitor é de uma simplicidade chocante: estou satisfeito com o país que o governo em fim de mandato entregou? Se estou, peço mais; se não estou, peço substituição. Simples assim.

Unknown disse...

Brasil acima de tudo!Deus acima de todos! Nossa Pátria Amada merece ser recuperada de tanta corrupção . Estaremos junto com nosso Presidente BOLSONARO.