domingo, 2 de dezembro de 2018

Desarranjo de Preços e Valores



“País Canalha é o que não paga precatórios”

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos Maurício Mantiqueira

“O poeta sabe o valor de tudo e o preço de nada.
“Um cínico é um homem que sabe o preço de tudo, mas o valor de nada”.
Oscar Wilde

No momento, no Brasil, estamos em plena convulsão.

Os seguidos desgovernos desde 1.985, notadamente os de 2.003 até 31 de dezembro próximo, causaram o caos nos sistemas de valores e de preços.

A fé, a honra, a Pátria e a família foram relegadas a um segundo plano. Prevaleceram a cobiça, a esperteza, o compadrio, a traição.

O imediatismo, o artificialismo e o pouco caso com os valores republicanos, gerou enclaves onde o poder do Estado não prevalece, e sim o do Crime Organizado. Verdadeiras zonas liberadas.

A meritocracia foi substituída pela voracidade dos interesses pessoais.

O novo governo eleito só deve temer a si próprio. As eventuais escolhas equivocadas de ministros e outros funcionários deve ser imediatamente reparadas.

A palavra de ordem deve ser SIMPLIFICAÇÃO. Da administração pública, do sistema tributário e do sistema de saúde.

A educação é o fator mais importante mas não é o mais urgente.

Há duas gerações perdidas pela doutrinação marxista. Cuidemos então, da primeira infância, com um currículo mínimo de noções de higiene, de aritmética, de finanças rudimentares e de patriotismo. Todas as aulas devem começar com um bom café da manhã. Ninguém aprende nada de estômago vazio.

Carlos Maurício Mantiqueira é um livre pensador.

Um comentário:

Anônimo disse...

Noções mesmo que rudimentares de finanças já na infância criam o risco de formar a mentalidade de indivíduos que no futuro irão calcular até o custo/benefício de manterem ou abandonarem seus parentes inválidos.