segunda-feira, 24 de dezembro de 2018

Os milagres do Bolsonaro



Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net
Membro do Comitê Executivo do
Movimento Avança Brasil

Jair Bolsonaro ainda não se manifestou sobre o assunto no seu Twitter. Pode ser que o faça até a noite natalina. Mas dá para prever que, se ele escrevesse uma mensagem ao Papai Noel, certamente, pediria plena saúde para bem governar o Brasil, a partir de 1º de janeiro de 2019.

Afinal, quem já conseguiu o primeiro milagre de sobreviver a uma covarde facada e obteve um segundo milagre de vencer a eleição presidencial também pode realizar o terceiro milagre de presidir um País que parece ingovernável – a não ser pela eficiente gestão do Crime Institucionalizado.

É gigantesco o otimismo dos brasileiros. As apostas são a favor da nova administração federal. Para a maioria do eleitorado, a TPG (Tensão Pré-Governamental) nem parece tão grande quanto poderia ou deveria ser. Para o público externo, a transição pareceu tranqüila. Para os envolvidos diretamente nela, nem tanto. Ali rola uma “TPG”.

O sucesso de Jair Bolsonaro e seu vice Antônio Mourão depende diretamente do excelente desempenho de dois superministros: Paulo Guedes e Sérgio Moro. Na economia, pode até ser mais fácil que na complexa área de segurança pública e combate à corrupção. A missão de Guedes depende dos deuses do mercado – sempre focados em ganhar mais dinheiro. Nada mal, tudo bem, se for honestamente...

Já o trabalho de Moro está mais para Tom Cruise – o galã e produtor da série “Missão Impossível”. Organizadíssimo, o Crime está entranhado na estrutura estatal e na cultura da sociedade brasileira. Os bandidos podem até não ser maioria, porém são hegemônicos. Moro começa o jogo brutíssimo como refém do Mecanismo. O sucesso dele será o quarto milagre de Jair Bolsonaro.

O enfrentamento está programado. Então, um aumento da violência é previsível, no primeiro momento de repressão. Os bandidos de alto padrão promoverão todo tipo de sabotagem por dentro da máquina governamental e na articulação da politicagem. Os bandidos pés-de-chinelo vão reagir no binômio tiro & porrada. A mídia oposicionista tende a repercutir as supostas “violações” dos direitos dos manos. O objetivo ideológico é acuar o governo...

O Presidente Bolsonaro terá de operar um super milagre. Até hoje, obteve sucesso na vida pública atuando praticamente sozinho, contando apenas com a ajuda da família. Agora, terá de gerenciar pessoas – muitas dominadas por uma ambição e uma vaidade sem limites. Terá de enfrentar inimigos bem conhecidos. Porém, os piores são os ocultos. Os traidores se posicionam bem próximos, na própria equipe governamental...

Haja milagres para o gestor Bolsonaro... Feliz Natal para todos... E um bom governo...





O Alerta Total deseja um Feliz Natal. Neste 25 de dezembro, vamos comemorar o aniversário do menino Jesus descansando. Não tem edição...

Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 
A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 24 de Dezembro de 2018.

8 comentários:

Anônimo disse...

No dia 25 de dezembro é bom descansar mesmo, pois um jornalistazinho independente tem que dar ao menos um dia de pausa nessa reitetada lavagem de dinheiro dessa MAÇONARIA bandida. Ué, não pede mais abertamente as tais doações de dinheiro não? Ah, tá! Ia esquecendo que vc é dessa pilantragem MAÇONARIA e tudo tem que ser feito às escondidas, imitando o honestissimo bandido Fabrício Queiroz!?

VIJOCASED disse...

A meu ver, uma coisa e definitiva para o sucesso do governo do Bolsonaro: BASTA O CONGRESSO CUMPRIR O QUE LHE CABE, PRIORIZANDO ABDABSOLUTAME OS INTERESSES DA NAÇÃO ACIMA DOS PROPPRÓP INTERESSES, QUAISQUER QUE SEJAM. GOSTARIA MUITO QUE AS DIVERSAS (BOAS) MÍDIAS ASSUMISSEM A INCUMBÊNCIA NÃO PERMITIR QUE OUTROS INTERESSES ATRAPALHEM O CONGRESSO NO CUMPRIMENTO DO PAPEL QUE SÓ CABE AOS REPRESENTANTES DO POVO.

VIJOCASED disse...

A meu ver, uma coisa é definitiva para o sucesso do governo do Bolsonaro: BASTA O CONGRESSO CUMPRIR O QUE LHE CABE, PRIORIZANDO ABDABSOLUTAME OS INTERESSES DA NAÇÃO ACIMA DOS PROPPRÓP INTERESSES, QUAISQUER QUE SEJAM. GOSTARIA MUITO QUE AS DIVERSAS (BOAS) MÍDIAS ASSUMISSEM A INCUMBÊNCIA DE NÃO PERMITIR QUE OUTROS INTERESSES ATRAPALHEM O CONGRESSO NO CUMPRIMENTO DO PAPEL QUE SÓ CABE AOS REPRESENTANTES DO POVO.

Anônimo disse...

De fato, governar vai ser o terceiro milagre, pois já estão preparando a demissão dos poucos dentro da Administração que apoiaram o Bolsonaro no pleito eleitoral, tal qual fizeram quando o Color assumiu. Tomar as rédeas da Administração será um milagre, já que infestada de petralhas que articulam, sem parar, como irão "resistir" a qualquer tentativa do novo Presidente de governar. Estão agora mesmo montando um governo paralelo sob a administração do presidiário.

Anônimo disse...

A delação do Sergio Cabral, perto da feita pelo Marcelo Odebrecht,será de um poder destruidor, equivalente a uma metralhadora ponto um milhão. Vai ser um Deus nos acuda, Merdelê, pra todo lado e um salve-se quem puder.

Márcio Pedrosa disse...

Jorge Serrão, me arrisco a dizer que o senhor me parece um aproveitador, pegando carona na onda do momento. Quer se mostrar como defensor da verdade? Espero que saiba fazer isso sem trair o povo que acredita, quer e precisa que o governo Bolsonaro seja um sucesso. E espero que faça isso sem incorrer no erro de aderir e apoiar essa coisa insustentável que é esse tal do "politicamente correto".

Márcio Pedrosa disse...

E mei comentário precisa ser aprovado? Parece que minhas incertezas são fundamentadas.

Anônimo disse...

O presidente Bolsonaro não embarcou nesse gigantesco desafio de maneira improvisada, mas com o planejamento e a retaguarda de militares, que devem ter mapeado o terreno nos últimos quatro anos.