quarta-feira, 19 de dezembro de 2018

Rumo à revolta social sem precedentes?



Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net
Membro do Comitê Executivo do
Movimento Avança Brasil

O Presodentro Luiz Inácio Lula da Silva, que desde 7 de abril está “hospedado” em uma sala especial da Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, tende a completar pelo menos um ano privado da liberdade. Lula tem grande chance de acabar solto, após o dia 10 de abril, quando o Supremo Tribunal Federal agendou a decisão final sobre o cumprimento da pena de prisão após decisão judicial colegiada em segunda instância.

A tendência no STF é definir que a pena dos condenados comece a ser cumprida só depois que o STF esgotar a análise de todos os recursos possíveis. Como tal possibilidade parece infinita no Brasil sob a ditadura da insegurança jurídica, pode aumentar a demora para prender corruptos. Pior ainda: ilustres ladrões da coisa pública, que já estejam na cadeia, acabarão soltinhos da silva.

Uma eventual libertação de Lula, Sérgio Cabral, Eduardo Cunha e outros mais ou menos votados e condenados vai apenas consagrar a impunidade a favor daqueles que cometem crimes objetivos e comprovados contra a administração pública. O fato representará uma frustração gigantesca do eleitorado que mandou o recado claro de que não agüenta mais o regime de vida longa e próspera aos corruptos.

A incógnita de 2019 será medir as conseqüências da intensidade da reação social a mais uma previsível decisão do Judiciário em favor dos corruptos – principalmente aqueles que conseguem contratar, a peso de ouro, as mais caras e influentes bancas de advocacia. Mesmo que a previsível decisão do STF aconteça em nome do consagrado e justo princípio da presunção constitucional de inocência, a libertação dos corruptos pode causar uma revolta popular sem precedentes. Vai ou não vai?

Parece infindável a quantidade de ações policiais pelo Brasil afora. Quase todo dia, bem cedinho, a mídia mostra prisões espetaculares de políticos, empresários e policiais, com mandados de busca e apreensões nas residências dos suspeitos ou acusados. Prevalece uma crença popular de que os casos devem aumentar quando começar, efetivamente, o trabalho de Sérgio Moro no Ministério da Justiça.

A questão concreta que fica incomodamente no ar: Ações espetaculosas, justas ou injustas, vão se transformar em efetiva punição aos criminosos? Outra dúvida cruel: Será possível combater a corrupção sistêmica sem desmontar a estrutura estatal que efetivamente viabiliza a ditadura do Crime Institucionalizado? Mais vergonhoso ainda: Os bandidos organizados, impunes e cheios da grana, vão continuar rindo da cara dos eleitores honestos? E a pergunta fatal: qual será a intensidade e volume da reação do povo feito de otário?

Na verdade, o tamanho e intensidade da bronca popular dependerão da situação econômica – que agrava ou atenua o clima de revolta...

Recado do Mourão



E agora, Dória?

Será que o governador eleito João Dória vai manter Gilberto Kassab em seu secretariado, depois da operação policial que investiga o ex-prefeito e atual ministro da Ciência e Tecnologia por suspeita de corrupção?

Será que Gilberto Kassab recebeu, realmente, R$ 58 milhões do Grupo J&F?



Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos. 
A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 19 de Dezembro de 2018.

Um comentário:

jomabastos disse...

O Lulismo(comunismo) já foi vetado nas eleições.

Agora esperamos que o novo Governo nos traga desenvolvimento para todos e não só para alguns, para que deste modo esta Nação se possa libertar do comunismo latino-americano apoiado pelo Putin.

Estão no ar as mais importantes questões a resolver pelo novo governo: a CORRUPÇÃO, o CRIME INSTITUCIONALIZADO e a VIOLÊNCIA HOMICIDA em geral.

Mas a Educação, a Saúde, o Saneamento Básico e a Infraestrutura em geral estão altamente necessitadas de profundas reformas.

A Reforma da Previdência(bem estudada e estruturada) também é extremamente necessária o mais rápido possível, para que a carga fiscal não se eleve demasiado.