quinta-feira, 8 de dezembro de 2005

Banco Central pode intervir no Banco Rural a qualquer momento, por causa do escândalo dos empréstimos a Marcos Valério

Edição extra desta quinta-feira do http://alertatotal.blogspot.com

Por Jorge Serrão

Exclusivo – O Banco Central pode decretar, a qualquer momento, uma intervenção no Banco Rural. A autoridade monetária teme uma má repercussão da fiscalização de 11 meses na instituição, que não constatou nenhuma irregularidade nos empréstimos concedidos às empresas DNA Publicidade e SMP&B Comunicação, do empresário Marcos Valério, pivô do escândalo do Mensalão.

Na Ilha da Fantasia, especulou-se que a intervenção seria uma espécie de “fogo amigo”. O presidente do BC, Henrique Meirelles, estaria dando uma resposta ao público, em função dos ataques de que vem sendo vítima de dentro do próprio governo, sobretudo do grupo ligado à ministra da Casa Civil, Dilma Roussef (Leia-se: turma do José Dirceu).

No entanto, acredita-se que a eventual intervenção serviria para resguardar informações no banco Rural, caso sejam decretadas as prisões do empresário Marcos Valério ou do ex-tesoureiro petista Delúbio Soares. As duas detenções são dadas como pule de 10 por parlamentares da CPI, até o Natal, apesar da vontade em contrário do procurador geral da República, Antônio Fernando de Souza.

Apesar de ter feito uma fiscalização no Rural entre setembro de 2004 e agosto de 2005, portanto, concluída já depois do escândalo do Mensalão, o BC nada constatou. Integrantes da CPI dos Correios desconfiam que diretores do Banco Central poderiam interferir nos processos de investigação para impedir possíveis punições ao Rural.

O relator da CPI, deputado Osmar Serraglio (PMDB-PR), prometeu pedir informações ao BC sobre o caso. O depoimento do ex-superintendente de compliance do Rural Carlos Godinho, ontem, na CPI, foi a gota d´água. Godinho acusou o BC de negligência na fiscalização. Também afirmou que o Banco Rural tinha evidências internas de que os empréstimos contraídos por Valério não eram para ser pagos.

Mais detalhes na edição desta sexta do Blog Alerta Total.