terça-feira, 20 de junho de 2006

MP quer investigar ligações entre o genro de Lula e as movimentações milionárias na conta a senadora Ideli Salvatti

Edição de Terça-feira do Alerta Total http://alertatotal.blogspot.com/

Ouça também o Alerta Total no seu computador.
http://podcast.br.inter.net/podcast/alertatotal
Edição em áudio a partir de Meio-dia.

Adicione nosso blog e podcast a seus favoritos do Internet Explorer.

Por Jorge Serrão

O genro do presidente Lula, Marcelo Sato Rosa, será o próximo alvo de denúncias e pedido de investigações pelo Ministério Público Federal, depois que um levantamento da Receita Federal (a pedido do procurador da república Celso Três) constatou que a senadora Ideli Salvatti (PT-SC) movimentou mais de R$ 1 milhão em suas contas bancárias, em 2004 e 2005, quando o esquema do Valerioduto estaria no auge. O caso da senadora petista, por cujas contas passaram valores cinco vezes maiores que seus R$ 200 mil de salários anuais, está parado na Procuradoria Geral da República. Ideli tem foro privilegiado.

O primeiro-genro Marcelo Sato, casado com Lurian Silva e chefe de gabinete da deputada Ana Paula Lima (PT-SC), já foi alvo de denúncias de que suas contas correntes seriam abastecidas por Paulo Okamotto, grande amigo do sogro Lula e atual presidente blindado do Sebrae. O genro do presidente da República ameaçou entrar com ações na Justiça, por calúnia e difamação, contra quem insinuou que ele faria tráfico de influência para parlamentares do PT junto ao governo federal. Suas contas no Santander Banespa e no Besc foram reveladas em abril, na Internet, pelo Imperador do Rio, Cesar Maia.

Já a principal integrante da tropa de choque do presidente Lula no Senado, terá que explicar de onde tirou tanto dinheiro que abasteceu suas contas bancárias em 2003, 2004 e 2005. Os dados contra Salvatti são da Receita Federal, a partir do recolhimento da CPMF pelos contribuintes. A Receita Federal considera como motivo de suspeita contribuintes assalariados que tenham movimentação duas vezes superior à renda ou mais. Abaixo disso, está dentro do possível, já que a mesma quantia pode transitar por aplicações financeiras ou contas diferentes, pagando CPMF mais de uma vez.

Em 2004, a senadora movimentou, no total, R$ 1 milhão e 100 mil em três bancos — Banco do Estado de Santa Catarina, Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal. A maior parte, R$ 829 mil foi no Banco do Brasil, em cuja conta chegaram a circular R$ 224 mil em setembro daquele ano e R$ 138 mil em outubro. Em 2005, ela movimentou, até setembro, R$ 923 mil, dos quais R$ 753 mil no Banco do Brasil.

A senadora petista denuncia que está sendo vítima de uma investigação ilegal do procurador Celso Três (o mesmo que ficou conhecido por desvendar um dos escândalos mais abafados da república, o caso Banestado). Ideli Salvatti alega que as movimentações e os recursos nas contas são oriundos de “empréstimos” – sobre os quais ela não fornece mais detalhes. O procurador sustenta que “os elementos de incompatibilidade entre patrimônio e rendimentos da senadora são sólidos”. A senadora desafia o procurador a processá-la. Mas, no fundo, sabe que o desafio de nada vale: ela tem imunidade parlamentar...

Milagre da multiplicação

Ainda deputada estadual por Santa Catarina, ela movimentou R$ 218 mil em duas contas correntes.

A partir de 2003, quando chegou ao Senado, ao mesmo tempo em que o PT passava a ocupar o Palácio do Planalto, seus saldos bancários começaram a se multiplicar.

Tudo isso embora seus rendimentos líquidos (descontado o Imposto de Renda) como senadora não tenham passado dos R$ 200 mil no ano, incluindo auxílio-moradia.

Movimentações grandiosas

No primeiro ano do governo petista, a movimentação financeira de Ideli Salvatti mais que dobrou em relação a 2002: passou para R$ 477 mil.

Em 2004 e 2005, no mesmo período em que o Valerioduto passou a turbinar as contas do partido e de alguns de seus parlamentares, a senadora movimentou cerca de R$ 1 milhão nas contas, praticamente cinco vezes mais que os rendimentos que embolsa.

A Receita Federal considera como motivo de suspeita contribuintes assalariados que tenham movimentação duas vezes superior à renda ou mais. Abaixo disso, está dentro do possível, já que a mesma quantia pode transitar por aplicações financeiras ou contas diferentes, pagando CPMF mais de uma vez.

O jornal Correio Braziliense de hoje traz todos os detalhes sobre as contas de Ideli.

Culpa do outdoor...

A senadora passou a ser investigada pelo Ministério Público após ter espalhado por Florianópolis, no ano passado, outdoors com propaganda da duplicação da rodovia 101.

Questionada sobre o gasto — de R$ 162 mil, segundo a própria senadora —, Ideli sustentou publicamente que pagou com R$ 80 mil que tomou de empréstimo da Caixa e com o dinheiro da venda de dois automóveis — um Gol e um Fiesta.

Ideli Salvatti garantiu ter hoje patrimônio abaixo do declarado em 2002 ao Tribunal Regional Eleitoral, de R$ 132 mil — tinha uma casa em conjunto habitacional no valor de R$ 22 mil, outro imóvel no balneário de Açores, de R$ 96 mil, e um automóvel Gol ano 1995.

Vendeu a casa da Cohab no final do ano passado, tendo atualmente apenas a casa de praia e um automóvel. Diz que mora de aluguel num apartamento em Coqueiros, bairro nobre da capital catarinense, com a filha e o genro.

Ligadona ao Lula

A paulistana, Ideli tem 54 anos e fez carreira política em Santa Catarina.

Foi para lá no início da década de 80, a mando de Luiz Inácio Lula da Silva, que determinou que ela e o então marido, Eurides Mescoloto - do qual se separou -, fossem para Joinville organizar o PT.

Quando aportou na cidade, o casal foi socorrido pelo então prefeito Luiz Henrique (PMDB), hoje governador. Ideli ganhou o cargo de auxiliar de educação.

Depois ascendeu à professora, virou sindicalista, fundou o PT e a CUT, elegeu-se deputada estadual em 94 e 98, e chegou ao Senado em 2002 com 1 milhão de votos.

Fama de antipatia

A senadora petista, uma das mais radicais defensoras do governo, tem fama de antipática no senado.

Ideli conquistou o ódio dos funcionários do Senado ao pedir a demissão do chefe de vigilância, Adriano Gomes.

Tudo porque câmeras espalhadas pelos corredores teriam gravado imagens de seu chefe de gabinete comprando uísque contrabandeado por uma quadrilha presa pela Polícia Federal.

Ideli pediu a cabeça do chefe da vigilância, e caiu na desgraça do funcionalismo do senado...

Cadê a quarentena?

O implacável Imperador do Rio, avae Ceasar Maia, não perdoa...

O mais recente alvo de ataques do prefeito carioca é o ex-secretário de Previdência Complementar, Adacir Reis.

Apadrinhado politicamente para o importante cargo por Luiz Guishiken, Reis agora avisa que vai montar um escritório de advocacia, em agosto, para atuar somente na área de direito empresarial. Cesar Maia detona:

O ex-secretário da SPC , indicado pelo Gushiken, não conseguiu fiscalizar nada dos escândalos dos fundos de pensão, diz que vai abrir um escritório de advogacia em agosto. E a quarentena? Um homem que sabe muito como ele, certamente, tem conselhos valiosos para dar aos fundos de pensão e suas consultorias”.

Cesar lembra que Reis esteve envolvido no caso Varig, ao liquidar o fundo de pensão dos funcionários, e enterrando a possibilidade de eles usarem o dinheiro do fundo para aplicar na companhia.

Onde está a inteligência?

Pergunta das mais intrigantes entre quem atua no setor de informações no Brasil:

Onde estavam os serviços de inteligência das Forças Armadas, que não detectaram o “terrorismo biológico” contra produtores de cacau da Bahia, entre os anos de 1989 até 1992, conforme denunciado pela revista Veja”?

Em quatro entrevistas a VEJA, o técnico em administração Luiz Henrique Franco Timóteo, baiano, 54 anos, contou detalhes de como ele próprio, então ardoroso militante esquerdista do PDT, se juntou a outros cinco militantes do PT para conceber e executar a sabotagem de espalhar a praga da “Vassoura de Bruxa” pelas plantações.

Obra dos radicais petistas

O grupo pretendia aplicar um golpe mortal nos barões do cacau, cujo vasto poder econômico se desdobrava numa incontrastável influência política na região.

Franco Timóteo revelou que a idéia partiu de Geraldo Simões, figura de proa no PT em Itabuna que trabalhava como técnico da Ceplac, órgão do Ministério da Agricultura que cuida do cacau.

Os outros quatro membros do grupo – Everaldo Anunciação, Wellington Duarte, Eliezer Correia e Jonas Nascimento – tinham perfil idêntico: eram todos membros do PT e todos trabalhavam na Ceplac.

Igualzinho aos anteriores

O governo Lula deu mais uma prova de que nada deixa a dever aos seus antecessores, em matéria de trocar concessões de radiodifusão para obter favores da base parlamentar – a exemplo do que ocorreu com o até agora negado Mensalão.

A administração petista aprovou a criação de 110 emissoras educativas (29 televisões e 81 rádios).

De cada três concessões, ao menos uma foi destinada a políticos.

Obras de vistoria

Depois de assumir oficialmente a candidatura à reeleição no próximo sábado, na convenção do PT em Brasília, o presidente Lula trocará as inaugurações de obras por "vistorias".

Em conversas reservadas, Lula disse que seguirá o comportamento adotado em 1998 por Fernando Henrique Cardoso em sua campanha pela reeleição.

Lula e auxiliares definiram que os compromissos explicitamente eleitorais do presidente serão realizados nos finais de semana.

Durante a semana, fará as tais "vistorias", que FHC chamava de "visitas".

A legislação proíbe a inauguração, mas não proíbe, por exemplo, a presença do presidente realizando inspeções de trabalho, de obras...

A reeleição é a nossa energia...

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva lança hoje à tarde, em Passo Fundo, a pedra fundamental da usina de biodiesel BSBios.

Mas a unidade só funcionará no ano que vem.

O presidente Lula também estará hoje na Refinaria Presidente Getúlio Vargas (Repar), em Araucária, no Paraná, para um teste industrial da tecnologia desenvolvida no Centro de Pesquisa e Desenvolvimento (Cenpes) da Petrobras, para produção do H-BIO, um novo tipo de óleo diesel, produzido a partir de uma mistura de óleo de soja ou outros óleos vegetais com petróleo durante o processo de refino.

Quadrilha de São João

O presidente Lula aguarda ansioso a convenção do PT, no sábado, em Brasília, que deve reunir mais de 3 mil pessoas selecionadas pelo partido para dar peso político ao evento.

A convenção petista cai no dia de São João, que é o santo padroeiro do presidente.

O que não vai faltar, na data, é quadrilha... Sem dúvida...

Coligação do PT doido

O pragmatismo reeleitoral do presidente Lula, mais uma vez, vai passar por cima da cabeça do PT no Rio de Janeiro, e vai jogar para o ralo acordos nacionalmente firmados com o PRB e o PC do B.

A executiva nacional do partido costurou uma aliança branca com o PMDB e o PP no estado.

Num café da manhã há 20 dias, o senador Sérgio Cabral Filho (PMDB), candidato ao governo do estado, e o presidente nacional do PT, Ricardo Berzoini, discutiram a formação de uma frente de pelo menos 50 prefeitos do PMDB e do PT que pediriam votos para Cabral, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, candidato à reeleição, e o deputado federal Francisco Dornelles (PP), que concorrerá ao Senado.

Prefeitos do PT montariam palanques no interior para pedir votos para Cabral. Em contrapartida, aliados de Cabral pediriam votos para Lula.

O senador Marcelo Crivella, o candidato a governador petista Vladimir Palmeira e a turma do PC do B que fique a ver navios com um acordo deste tipo...

PDT dividido

Em convenção tumultuada, o PDT lançou ontem a candidatura à Presidência do senador Cristovam Buarque (DF).

A decisão foi por 236 votos a favor e 68 conta.

Outros 78 convencionais protestaram se ausentando da votação e evidenciando a cisão interna no partido que um dia o falecido Leonel Brizola controlou com mão de ferro...

Heloísa dos Palmares

No sábado, em Alagoas, mais precisamente em União dos Palmares — terra do mais importante quilombo da história da escravidão —, o PSOL realiza sua primeira convenção nacional.

Os delegados do partido vão lançar a senadora Heloísa Helena como candidata à Presidência da República e o economista Cesar Benjamim para vice.

A senadora está otimista porque, segundo as pesquisas, até agora, mais de 42% dos eleitores brasileiros estão indecisos em quem vão votar nas próximas eleições.

Enéas joga a toalha

O deputado federal Enéas Carneiro (Prona-SP), que luta contra uma Leucemia, preferiu concorrer à reeleição para a Câmara dos Deputados – e não à Presidência da República.

Sua saída da disputa aumenta as chances de o presidente Luiz Inácio Lula da Silva vencer a eleição já no primeiro turno.

Por conta de sua grande vantagem nas pesquisas de intenção de voto, quanto menos candidatos se inscreverem na disputa, mais difícil será que seus adversários somem o total necessário para evitar a vitória de Lula no primeiro turno.

Quem vem no páreo?

Até agora, mantêm-se na disputa presidencial Lula, o tucano Geraldo Alckmin, Heloisa Helena (PSOL), Cristovam Buarque (PDT), José Maria Eymael (PSDC) e Ruy Pimenta PCO).

Existe a possibilidade de o PSC lançar Rogério Vargas com o apoio do ex-governador do Rio Anthony Garotinho.

E o nanico PSL também vem com candidato ao Planalto: o ex-deputado federal Luciano Bivar (PSL-PE).

Aécio 2010?

O PMDB já faz planos para 2010 a idéia é conquistar o atual governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), cuja reeleição é dada como certa pelos especialistas.

O próprio presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), admite que o PMDB cultiva o interesse em conquistar a filiação do neto do ex-presidente Tancredo Neves.

Ele é um grande quadro político e honraria qualquer partido”.

O governador mineiro “vê o convite do PMDB com cautela, mas com receptividade”.

A candidatura de Aécio Neves já foi lançada pelos banqueiros ingleses Rothschild, em Londres, dois anos atrás...

Justiça grampeada

Conversas captadas por grampos autorizadas pela Justiça do Paraná sugerem tráfico de influência para obtenção de medidas favoráveis no STJ (Superior Tribunal de Justiça).

As interceptações constam de processo que tramita sob sigilo no TRF (Tribunal Regional Federal) da 4ª região, em Porto Alegre (RS).

Há indícios de que o advogado Roberto Bertholdo, usou de suposta proximidade com ministros do STJ para receber pelo menos R$ 715 mil do seu ex-cliente Antônio Celso Garcia, o Tony Garcia, interessado em obter decisões favoráveis naquele tribunal.

Bertholdo foi assessor da liderança do PMDB no Congresso Nacional e conselheiro de administração da usina hidrelétrica de Itaipu.

Coleção de problemas

O advogado paranaense é acusado por uma força-tarefa do Ministério Público em quatro processos diferentes por supostos tráfico de influência e grampo ilegal.

O grosso das acusações veio de gravações realizadas por Tony Garcia e declarações de um ex-sócio do advogado, Sérgio Renato Costa Filho.

Preso em 2003 por outra acusação, Tony Garcia assinou um acordo de delação premiada com a força-tarefa.

Foi “posto em liberdade com objetivo de colher novas provas” relativas às investigações...

30 deputados na mira

O procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza, vai enviar ao Supremo Tribunal Federal (STF) nos próximos dias pedido de abertura formal de inquérito contra uma segunda leva de deputados suspeitos de envolvimento nas fraudes do esquema de venda de ambulâncias superfaturadas, desbaratado pela Polícia Federal com a Operação Sanguessuga.

O novo pedido pode englobar 30 nomes, que se somarão aos 15 já sob investigação no STF desde o início do mês, cujos nomes aparecem nos registros contábeis que a PF apreendeu na Planam - empresa que fornecia para prefeituras as ambulâncias pagas com dinheiro de emendas apresentadas por parlamentares ao Orçamento da União.

A intenção do procurador é pedir a quebra do sigilo fiscal e bancário dos parlamentares e intermediários do primeiro grupo de investigados, entre os quais estão os deputados Nilton Capixaba (PTB-RO), Pedro Henry (PP-MT) e João Caldas (PL-AL).

Coisas de bandido

Um grande mistério é saber quem assassinou a líder do MLST (Movimento de Libertação dos Sem-Terra) Jocélia Oliveira Costa, de 31 anos.

O crime ocorreu anteontem à noite num acampamento na rodovia BR-369, em Cascavel (PR).
Sua filha, de cinco anos, também foi morta -com um tiro na nuca.

Outro integrante do MLST foi ferido na perna.

Queima de arquivo infantil

A polícia informa que o principal suspeito é um sem-terra que Jocélia expulsou do acampamento -que reúne 230 famílias.

Segundo testemunhas, a chacina ocorreu às 21h30 de anteontem, quando dois homens numa motocicleta chegaram atirando ao seu barraco. Jocélia levou um tiro nas costas.

Segundo o delegado Amadeu de Araújo, a filha de Jocélia, Emanuelly, "deve ter reconhecido os agressores e foi assassinada": "É uma cena típica de queima de arquivo".

Mais coisas de bandido

Os advogados Sérgio Weslei da Cunha e Maria Cristina de Souza Rachado, acusados de repassar informações sigilosas da CPI do Tráfico de Armas a integrantes da facção criminosa PCC, não podem exercer a profissão nos próximos 90 dias.

Com a suspensão, decidida em caráter preventivo pela OAB-SP (Ordem dos Advogados do Brasil), eles ficam impedidos de visitar clientes em presídios e de entrar com ações judiciais.

Cunha (que nega ter clientes do PCC) e Maria Cristina Rachado, advogada de Marcos Willians Camacho, o Marcola, admitiram, em sessão da CPI, que tiveram acesso a uma gravação secreta com depoimentos de dois delegados que investigam a facção criminosa, Godofredo Bittencourt e Ruy Ferraz Fontes.

Acredite quem quiser...

Surge uma nova e estranha versão para o caso Von Richthofen, apresentada pela linda e amável Suzane von Richthofen, de 22 anos, ré confessa no assassinato dos pais Manfred e Marísia von Richthofen, em 30 de outubro de 2002:

O Astrogildo Cravinhos, pai do Daniel, foi mentor do crime – “pois estava interessado na herança";

"Cristian Cravinhos (irmão de Daniel) era um bobo, manipulado como eu. Travou na hora de matar"; "Daniel foi que bolou tudo. Ele me manipulava e me assustava com histórias de espíritos que ordenavam a morte dos meus pais".

As acusações de Suzane foram transmitidas pelo advogado Mauro Otávio Nacif, na saída de uma reunião com a jovem, no último sábado.

Até logo da Primeira Leitura

O presidente Lula ficou feliz da vida com essa notícia.

O site e revista “Primeira Leitura” encerraram ontem a sua brilhante trajetória jornalística.

Nada nos faltou, a não ser, obviamente, anúncios em número suficiente para que o projeto pudesse seguir adiante”.

Foi a explicação dos seus editores Reinaldo Azevedo e Rui Nogueira.

O Planalto comemora a derrubada de mais um veículo de comunicação crítico.

Jornalismo chapa branca

Enquanto isso, uma publicação “chapa branca” vive dias de glória...

Criada há cerca de 20 anos e com apenas 17 edições publicadas, a desconhecida revista "CGTB" conseguiu nos últimos três anos formar uma carteira de anunciantes com as principais empresas estatais do governo federal.

A revista, pró-Lula e com tiragem de 30 mil exemplares, é produzida pela CGTB (Central Geral dos Trabalhadores do Brasil), que tem baixa representatividade entre as centrais sindicais do País.

Na última edição, de novembro/dezembro de 2005, 7 das 12 páginas de anúncios da "CGTB" são pagas por entidades ligadas ao governo Lula: a CEF (Caixa Econômica Federal), a Petrobras, a Eletrobrás e o próprio governo federal.

Publicações anteriores da "CGTB" têm o patrocínio do Banco do Brasil (na gestão de Henrique Pizzolato, afastado após denúncias de irregularidades), do Sebrae (sob a presidência de Paulo Okamotto, amigo de Lula), do Ministério da Educação, dos Correios e de Furnas Centrais Elétricas.

“Guerreiro do Povo”

A apresentação da linha editorial da revista, no site da CGTB, é direta: "O Brasil e o mundo precisam que o governo Lula dê certo. Essa é uma oportunidade que acontece uma vez a cada século. É uma responsabilidade de toda a sociedade".

As reportagens destacam realizações e promessas do governo Lula, defendem petistas acusados de corrupção e criticam a imprensa.

O ex-ministro José Dirceu, que teve o mandato parlamentar cassado após suposto envolvimento com o "mensalão", mereceu reportagem de cinco páginas intitulada "Dirceu, Guerreiro do Povo Brasileiro".

Prática tucana

Acusado de comprar apoio com verbas publicitárias de estatais, o governo de Geraldo Alckmin, candidato tucano à Presidência, omitiu pagamentos feitos a veículos de comunicação de deputados aliados.

Estatais relutaram em prestar informações sobre gastos publicitários ou mentiram. É o caso da CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano).

Depois de recusar-se por três meses a fornecer os dados, a estatal enviou na semana passada nota à Folha de São Paulo, informando que “em nenhum momento” fez anúncios em veículos “de interesse de parlamentares”.

Em pelo menos duas edições, a CDHU publicou anúncios de página dupla na revista “DeFato”, do deputado Wagner Salustiano (PSDB).

Os exemplares também trazem anúncios da Sabesp e da Nossa Caixa, investigadas pelo Ministério Público Estadual por suspeita de favorecimento de deputados com dinheiro público. O governo do Estado também publicou anúncios de página dupla na revista.

Salvando a Varig

Onze dias após o leilão em que fez a única proposta para a compra da Varig, o consórcio NV Participações -formado pelo grupo TGV (Trabalhadores do Grupo Varig) e investidores estrangeiros, que vai gerenciar as linhas domésticas e internacionais da Varig, tem 72 horas para depositar cerca de R$ 170 milhões como primeira parcela da compra.

O prazo acaba na sexta-feira. Quinta, dia do jogo do Brasil na Copa do Mundo, não será computado.

Se não for feito o depósito, poderá haver um novo leilão das operações da empresa.
A proposta foi homologada pelo juiz Luiz Roberto Ayoub, da 8ª Vara Empresarial da Justiça do Rio.

Impunidade

Treze anos após o primeiro inquérito para apurar a contaminação de uma área da Vila Carioca, na zona sul de São Paulo, pela Shell, um relatório da Secretaria Municipal da Saúde apontou que 73 das 198 pessoas analisadas apresentam pesticidas potencialmente cancerígenos no organismo.

No bairro, que tem 6.500 moradores, havia uma fábrica de pesticidas da Shell, que não considera o relatório conclusivo.

O relatório aponta que essas 73 pessoas estão contaminadas por DDE, um subproduto do pesticida DDT, usado em fazendas contra as pestes agrícolas e proibido no país em 1985.

Quatro dos moradores contaminados têm de sete a 13 anos.

Já o pesticida dieldrin - que é tóxico e, por isso, também teve seu uso proibido em vários países - foi detectado em duas mulheres e um homem com mais de 60 anos. Sua concentração geralmente aumenta com a idade.

Os verdes e os urubus

Nesta, terça-feira, às 21 h, o programa de tv pela internet, Ecologia e Cidadania, em www.interativawebtv.com.br, vai tratar, com "chat" aberto, de cinema, lixo e urubus.

Os convidados de Fernando Guida são a escritora, pedagoga e ambientalista Dalva Lazaroni, junto com André Oliveira e Heraldo Bezerra, coordenadores do "Mate com Angu", movimento cultural da Baixada Fluminense (RJ) que cria e divulga filmes de curta-metragem com grande sucesso.

A idéia é assistir a um curta a respeito deste tema sócio-cultural-ambiental e discuti-lo, utilizando como ferramenta um dos livros de Dalva - o que trata exatamente de urubus.

O Canal 36 da NET transmite o programa às quartas e sextas-feiras, às 20 h, para Niterói e São Gonçalo (RJ).

Entre copos

Após sete meses de insistência, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva teve sinal positivo do presidente americano, George W. Bush, para uma reunião de líderes mundiais na qual se tomariam decisões políticas sobre a liberalização do comércio mundial.

Bush ressalvou que a reunião só será realizada se falhar o encontro de ministros dos países mais influentes da Organização Mundial do Comércio, dia 29.

O sinal verde surgiu em uma conversa por telefone entre os dois presidentes, na manhã de ontem.

Burrice

Em novas críticas em tom elevado ao governo Lula, o candidato tucano à presidência, Geraldo Alckmin, classificou de burrice o pagamento da dívida de US$ 15 bilhões ao FMI.

Alckmin voltou suas baterias contra o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles.

Chamou o ex-tucano de covarde, por não aumentar o ritmo de queda da taxa de juros.

Cuidado com o elogio

O Fundo Monetário Internacional (FMI) elogiou a condução da política econômica brasileira.

Em sua análise periódica da situação de cada um dos 184 integrantes, o Fundo alega que o País está menos vulnerável a turbulências externas, graças à redução das dívidas externa e interna e ao aumento das reservas internacionais.

Mas o documento pede que o governo reduza a burocracia e os encargos sociais para promover o crescimento, ao recomendar "um ambicioso conjunto de reformas estruturais mais amplas".

Bill se aposenta?

Bill Gates, homem mais rico do mundo, vai sair da rotina diária da Microsoft a partir de julho de 2008 para dedicar-se às iniciativas de educação e de saúde de sua fundação, a Bill and Melinda Gates Foundation.

O fundador da Microsoft mantém ainda o cargo de chairman e será também um conselheiro da empresa.

Mas deixa a função de chief software architect (responsável pela arquitetura dos sofwares da Microsoft, em uma tradução livre).

O presidente Lula ficou feliz de ver mais um milionário aposentado precocemente – como ele – não necessariamente nesta ordem...

Aviso aos navegantes

Nosso Editor ainda se recupera de forte gripe e violenta dor de ouvido...

Pedimos desculpas pela não edição de ontem, do blog e do podcast.


Vida que segue...

Novas informações a qualquer momento.
Recramasões, ilogius ou revelasões bomba para:
jorgeserrao@gbl.com.br

Faça comentários clicando no link abaixo.

Ouça as informações clicando no link da rádio (podcast) Alerta Total:
http://podcast.br.inter.net/podcast/alertatotal/

Fiquem com Deus!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Inteligente, inovador, fortemente analítico e propositivo, utilizando as mais modernas tecnologias para transmissão instantânea e eletrônica de informação privilegiada e análise estratégica, junto com a difusão de novos conhecimentos voltados para a construção e consolidação de novos valores humanos.

Um comentário:

Anônimo disse...

Excellent, love it! forest city hockey league Fingers down her pants