terça-feira, 5 de dezembro de 2006

Aloprada concussão: grana para a compra do dossiê Vedoin veio de caixa dois de cervejaria ameaçada de devassa

Edição de Terça-feira do Alerta Total http://alertatotal.blogspot.com/

Ouça também o podcast Alerta Total no seu computador.
http://podcast.br.inter.net/podcast/alertatotal
Edição em áudio a partir de Meio-dia.

Adicione nosso blog e podcast a seus favoritos do Internet Explorer.

Por Jorge Serrão

Exclusivo - Acaba de vir à tona, nos bastidores dos meios empresariais, o grande segredo de polichinelo sobre a verdadeira origem do dinheiro do dossiê dos “aloprados” contra os tucanos. A maior parte dos R$ 1 milhão 750 mil veio do caixa dois de uma cervejaria em forte ascensão no mercado. A empresa soltou a grana diante de ameaças de sofrer uma “Operação Cevada” – uma devassa fiscal e policial idêntica a que foi praticada contra a Schincariol. No embalo do mesmo esquema, um senador da base aliada do governo recebeu um “patrocínio” de R$ 3 milhões vindo de outra cervejaria. Ainda como parte do acordo, a empresa comprou, no Nordeste, uma pequena cervejaria que pertencia ao irmão do parlamentar beneficiado.

A manobra caracteriza crime de concussão explícita. O artigo 316 do Código Penal prevê pena de reclusão de dois a oito anos, além de multa, para o servidor público que exigir, para si ou para outrem, direta ou indiretamente, ainda que fora da função ou antes de assumi-la, mas em razão dela, vantagem indevida. Mas o caso esbarra em um problema objetivo. A eventual extorsão praticada pelos aloprados, ou em nome de alguém do governo a eles ligados, dificilmente será provada. As empresas que deram o dinheiro não vão abrir o bico.

Além disso, a investigação do escândalo caminha para outro foco que tire qualquer culpa do governo Lula – embora envolva petistas ligados pessoalmente ao presidente da República. O relatório parcial da investigação informa que ainda não descobriu a origem do dinheiro, embora os crimes dos envolvidos já estejam listados. A Polícia Federal prefere indiciar os donos da casa de câmbio Vicatur, Fernando Ribas e Sirlei Chaves.

A tese preferencial da investigação é que parte do dinheiro que os “aloprados” usariam para a compra do dossiê teria saído da casa de câmbio do Rio de Janeiro, que utilizou laranjas para esconder a identidade dos compradores dos dólares. A PF apreendeu U$ 248 mil dólares com petistas - parte do total de R$ 1 milhão 750 mil. O dinheiro seria usado na operação para comprar um dossiê da família Vedoin – envolvida no escândalo da máfia da venda aos governos de ambulâncias a preços superfaturados.

No relatório parcial da PF sobre o caso, aparecem indícios de que Ricardo Berzoini, presidente licenciado do PT, sabia do esquema. Mas a Polícia Federal sustenta que as provas não são suficientes para incriminá-lo. Por isso as investigações contra ele não serão encaminhadas agora ao STF (Supremo Tribunal Federal). Como tem foro privilegiado por ser deputado, um processo contra Berzoini teria de correr no STF. Ainda no relatório, a PF indicia o advogado Gedimar Pereira Passos por supressão de documentos. Policial federal aposentado, Gedimar trabalhava na campanha de reeleição do presidente Lula.

O delegado responsável pelas investigações, Diógenes Curado, quer ouvir ainda o presidente do diretório paulista PT, Paulo Frateschi, além dos tesoureiros do partido no Estado e da campanha de Aloizio Mercadante ao governo: Antonio dos Santos e José Giácomo Baccarin. As investigações, com a concordância do Ministério Público, devem ser prorrogadas por mais 20 ou 30 dias.

Doações suspeitas

Os técnicos do Tribunal Superior Eleitoral que analisaram a prestação de contas do presidente Lula da Silva pediram explicações à campanha petista sobre 22 doações.

A maioria dos casos refere-se a repasses sob suspeita de "doações vedadas" pela legislação eleitoral por ligação do doador com outras empresas prestadoras de serviços públicos.

Dos 22 pedidos de explicação, 15 são doações feitas ao comitê financeiro petista e outros 7 são recursos que entraram direto na conta de Lula.

Conceito básico

Os repasses feitos por acionistas de concessionárias, para campanhas eleitorais, seja de forma “legal” ou ilegal, caracteriza, tecnicamente, o “mensalão”.

Ou seja, trata-se do dinheiro público que paga uma obra ou serviço superfaturado, e que retorna aos políticos ou membros dos poderes de Estado na forma de comissões por debaixo do pano ou em “patrocínios” para campanhas eleitorais.

Tal fato justifica o conceito de governo do crime organizado, que é a associação, para fins delitivos, entre criminosos de toda espécie e integrantes dos três poderes da República, liderados pela classe política, para usurpar os cofres e os recursos públicos da Nação.

Aumentinho

O Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) aprovou, por sete votos a cinco, proposta de resolução que extingue o subteto de R$ 22.111,25 mensais para os promotores estaduais.

Com a decisão, o salário máximo dos integrantes dos ministérios públicos estaduais - incorporados os subsídios - será equiparado ao de ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), que é de R$ 24.500 e equivale ao teto do funcionalismo federal.

Os membros do conselho consideram injusta a existência de duas categorias de promotores com tetos diferenciados.

Até o procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza, afirmou que vai entrar com uma Adin (ação direta de inconstitucionalidade) no Supremo contra a resolução do CNMP que lhe favorece.

Candidato do Zé

Nos bastidores, como é de seu estilo, o advogado, consultor de empresas e blogueiro José Dirceu de Oliveira e Silva comanda a sucessão para a presidência da Câmara dos Deputados.

O objetivo dele é ter um aliado de primeira hora para conseguir reverter, no parlamento, os seus direitos políticos perdidos com a cassação do mandato parlamentar.

O candidato do Zé é o deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP).

Lula tira o corpo fora

o presidente Lula já deu meia-volta no apoio incondicional que dera à reeleição de Aldo Rebelo (PCdoB-SP).

Embora diga que continua preferindo Aldo, o presidente já dá sinais aos amigos mais próximos que não vai brigar tanto pelo nome do “camarada”.

Se Arlindo Chinaglia, líder do governo na Câmara, provar que é um candidato mais viável do que o predileto de Lula, o Planalto não oporá resistências.

Lula só não quer perder o controle do comando da Câmara, com o risco da eleição de algum “Severino” da vida, como aconteceu no mandato passado.

Buraco da Marta

A Prefeitura de São Paulo cancelou os contratos do Túnel Max Feffer, que passa sob as Avenidas Cidade Jardim e Faria Lima, na zona sul da cidade, sob a alegação de que houve pelo menos 21 irregularidades em diferentes fases da construção.

Estimado inicialmente em R$ 83 milhões e 400 mil, o túnel triplicou de preço e saiu por R$ 250 milhões.

A CBPO Engenharia foi a empresa encarregada por tocar as obras e ainda tem a receber cerca de R$ 90 milhões.

Com o cancelamento do contrato, a Prefeitura só vai fazer o pagamento depois que uma auditoria apontar o que de fato foi feito e qual o valor real a ser pago.

Burlando as licitações

A decisão foi tomada depois de um levantamento feito por uma equipe de corregedores do Município, que enviou relatório ao Ministério Público Estadual (MPE) para apuração de supostos delitos cometidos contra a Lei de Licitações e de atos de improbidade administrativa.

As obras dos Túneis Fernando Vieira de Mello, da Rebouças, e Max Feffer, da Cidade Jardim, começaram em janeiro de 2004, durante a gestão Marta Suplicy (PT).

Os contratos previam 15 meses de obras, mas levaram 9 meses e foram entregues antes da eleição para prefeito.

Muitos aditamentos

Foram feitos três aditamentos, que ultrapassaram o limite de 25% definidos pela Lei de Licitações.

Conforme relatório dos corregedores, apenas o primeiro aditamento fez o valor do contrato crescer 110%, passando de R$ 83 milhões e 400 mil para R$ 174 milhões e 800 mil.

A extensão do túnel precisou ser aumentada, passando para 520 metros, assim como a profundidade.

O aditamento deveu-se à alteração do método construtivo - de passagem em desnível para escavação de túneis em solos tratados.

Outros dois aditivos foram feitos no contrato e o preço final da obra chegou a R$ 250 milhões.

Marina em queda

O presidente Lula estuda substituir a ministra Marina Silva (apesar do aparente sucesso dela no Meio Ambiente).

Marina está enfraquecida pelo atrito com a ministra chefe da Casa Civil, Dilma Roussef.

Lula culpa o meio ambiente pela falta de licenças ambientais pelo atraso de obras de infra-estrutura, mas teme a repercussão negativa da saída de Marina.

Aprendiz de Xuxa?

Não é só Lulinha que tem boas relações com o Grupo Bandeirantes de Comunicação.

A governadora do Rio de Janeiro, Rosinha Garotinho, poderá estrear, em março de 2007, um programa feminino na TV Bandeirantes.

A direção deverá ser de Marlene Mattos, que dirigiu por mais de 10 anos os programas de Xuxa.

Belo programa

A emissora, em São Paulo, informou que a governadora do Rio deve apresentar um programa de entrevistas com foco em assuntos femininos e em áreas como saúde, comportamento e filhos.

Segundo a assessoria da TV Bandeirantes, "uma mulher que governou 14 milhões de pessoas e criou nove filhos pode ter algo de interessante a dizer".

O horário será de segunda-feira a sexta-feira, às 11 horas.

No começo o programa de Rosinha deverá ser exibido apenas no Rio de Janeiro.

Fim da Dinastia?

Rosinha deixa o governo no dia 31 e já está preparando a volta para Campos, mas a família não vai abandonar o Rio de Janeiro.

Rosinha e o marido, Anthony Garotinho, vão alugar apartamento próximo ao Palácio Laranjeiras.

O local servirá de base para Garotinho manter negociações políticas.

A filha mais velha do casal, Clarissa, já decidiu que fica no Rio de Janeiro.

Casa Rosinha

Fica na Rua Saturnino Braga 44, Campos dos Goytacazes, CEP 28.015-590.

Qualquer correspondência para o casal Garotinho, a partir do dia 1º de janeiro, deve ser dirigida a esse endereço.

É na antiga casa, agora em reforma, que Rosinha organizará sua campanha para a prefeitura de Campos, em 2008.

Mínimo do mínimo

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, propôs reajustar o salário mínimo para R$ 367, menos que os R$ 375 previstos no Orçamento.

Mantega alega que a previsão estava baseada em um crescimento de 4,5% do PIB, não confirmada.

Ele usa o velho papo de que o País precisa de investimentos e não pode onerar ainda mais as contas da Previdência.

Dia do leão

Empresas terão até 16 de fevereiro para informar à Receita o IR retido dos salários

Já está disponível no siteda Receita Federal na Internet o programa gerador da Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte (Dirf 2007).

Neste documento as fontes pagadoras informam os valores retidos e o recolhimento de IR na fonte sobre os salários de seus empregados.

De acordo com a Instrução Normativa 691 (anexa), publicada no DOU desta quinta-feira (30), as empresas terão até o dia 16 de fevereiro para entregar a Dirf à Receita.

Com raiva da FAB

Confrontado com o sumiço de vôos dos radares na área do acidente com o Boeing da Gol, o ministro da Defesa ficou na defensiva.

Waldir Pires alegou não ter visto a reportagem do Fantástico denunciando o fato.

Pires alega não confiar nas informações da Aeronáutica.

Fura fila

Os aviões militares utilizam um expediente da Aeronáutica para ganhar prioridade nas filas de decolagem e pouso.

Os pilotos classificam a viagem como Vôo de Circulação Operacional Militar – ou Vocom no jargão militar.

Com isso, as aeronaves militares passam a ser monitoradas por um controle específico, da Defesa Aérea, burlando as medidas de retenção de fluxo.

Razão do crescimento

A China se tornará este ano o segundo país que mais investe em ciência e tecnologia, ficando atrás apenas dos Estados Unidos.

A informação foi divulgada pela Organização para a Cooperação Econômica e Desenvolvimento (OCDE). Pela primeira vez, a China estará à frente do Japão.

No final de 2006, ela terá investido pouco mais de US$ 136 bilhões na área, contra US$ 130 bilhões do país vizinho.

Entre 1995 e 2004, o percentual do Produto Interno Bruto (PIB) chinês destinado à pesquisa e tecnologia dobrou, passando de 0,6% para aproximadamente 1,2%.

O ritmo do crescimento em C&T é mais acelerado do que o da própria economia chinesa, que avança entre 9% e 10% ao ano.

Itaú é o maior

Já no Brasil, com juros altos, faltam investimentos, mas os bancos crescem sem parar.

O Itaú conseguiu ultrapassar o Bradesco e se consolidou como o maior banco privado do país.

Levantamento feito pelo Banco Central a partir dos balanços das instituições de setembro, revela que o Itaú encerrou o terceiro trimestre com ativos totais de R$ 201,3 bilhões, quase R$ 6 bilhões a mais que os de seu rival.

Ainda de acordo com o BC, o banco da família Setubal também superou a Caixa Econômica Federal em volume de ativos e, portanto, assumiu a segunda colocação no ranking geral das maiores instituições financeiras do país, atrás apenas do Banco do Brasil.

Troféu Perna de Pau

O atacante brasileiro Adriano, da Inter da Milão, venceu o prêmio de pior jogador do ano na Itália, o Bidone d'Oro 2006, ou "Perna-de-pau de Ouro 2006".

O troféu foi concedido pelo "júri popular" de mais de 10 mil ouvintes do Catersport, programa da rádio italiana RAI 2, que promoveu a indicação dos piores jogadores da primeira divisão no ano.
Segundo os produtores do programa, "depois de anos de vacas magras, o clube do imbatível Massimo Moratti leva para casa um troféu que se soma a dois títulos pela Copa Itália, um troféu pela Copa UEFA, entre outros títulos históricos".

O prêmio do programa apresentado por Sergio Ferrentino, Giorgio Lauro e Marco Ardemagni será entregue hoje a Adriano.

Aliás, Adriano é o segundo brasileiro a conquistar o troféu, vencido por Rivaldo, em 2003.

A cabrita do índio

Um dia, enquanto galopava, um Bom Homem encontrou um índio cavalgando.

Ao seu lado iam um cachorro e uma cabrita.

O Bom Homem começou então um diálogo com o índio:

- Olá, belo cão você tem aí. Se importa se eu falar com ele

- Indio: - Cão não falar.

- Olá cão, com vai?

Cão: - Bem obrigado!

O índio fica absolutamente chocado...E o Bom Homem continua...
- Esse cara é o seu dono?

Cão: - Sim!

- E como ele te trata?

Cão: - Muito bem. Todo dia ele me deixa correr livremente, me dá uma boa semana...

O índio fica totalmente boquiaberto...

O Bom Homem então diz:

- Se importa se eu falar com seu cavalo?

Índio: - Cavalo não falar.

- Oi cavalo, como vai você?

Cavalo: - Muito bem!

- Esse aí é o seu dono?

Cavalo: - Sim...

Homem: - E como ele te trata?

Cavalo: - Muitíssimo bem. Cavalgamos regularmente, ele me escova sempre e me mantém sob uma árvore para me proteger da chuva e do sol.

O índio fica simplesmente abobalhado...

E o Bom Homem continua...

Se importa se eu falar com sua cabrita?

Índio: - Melhor não. Cabrita fala, mas é muito mentirosa!!!

Vida que segue...

Novas informações a qualquer momento.

Recramasões, ilogius ou revelasões bomba para:

jorgeserrao@gbl.com.br

Faça comentários clicando no link abaixo.

Ouça as informações clicando no link da rádio (podcast) Alerta Total:

http://podcast.br.inter.net/podcast/alertatotal/

Fiquem com Deus!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Inteligente, inovador, fortemente analítico e propositivo, utilizando as mais modernas tecnologias para transmissão instantânea e eletrônica de informação privilegiada e análise estratégica, junto com a difusão de novos conhecimentos voltados para a construção e consolidação de novos valores humanos.

2 comentários:

a disse...

Prezado Jorge Serrão,

Boa tarde. É inadmissível o que está acontecendo no Brasil de nossos tempos, o da Repúbrica Vermêia do Foro de São Paulo, com sede onipresente em DF.

Não é possível este tipo de articulação canalha que planeja anistiar Joseph Dircebbles, como se nada tivesse acontecido; e, por outro lado, propor a condenação do Cel. Ustra.

Me mantenho ao lado daquele que defendeu o Brasil, nossa pátria e nossas liberdades. Fico, incondicionalmente, com o Cel. Carlos Alberto Brilhante Ustra.

O Brasil está um nojo! O que torna ele mais digno de repulsa, é a incompetência da oposição e a total ineficácia das autoridades que poderiam fazer algo, mas...nada fazem.

É profundamente lamentável, antes de ser decepcionante!

Abração,

Anônimo disse...

"Brilhante" comentário. Quer dizer que, na ânsia por criticar a canalha de esquerda, defende-se, agora, a canalha de direita!? O que se quer na direção do País, afinal: homens bons ou uns bons de uns canalhas?