sábado, 3 de março de 2007

A Arte de Privatizar

Edição de Artigos de Sábado do Alerta Total http://alertatotal.blogspot.com

Por Cláudio Boriola

Vivemos num mundo onde todos querem tirar proveitos de situações. Em muitos casos, prejudicar o próximo nunca é visto como forma de empecilho. Brasil, terra do samba e do futebol, aqui não temos terremotos e nem roubalheiras. Há, será que é este mesmo o País que está em jogo no momento? Bom se fosse! Ao contrário, embora a Nação Brasileira seja linda e maravilhosa no seu aspecto visual das matas e dos mares, o povo vive tamanho sofrimento com as desigualdades sociais e com as podridões políticas que são escancaradamente visíveis.

Hoje, fala-se muito em lucros, mas para quem? Para o cidadão comum e de bem, que não é! Vivem por aí dizendo que vão “cortar gastos” a fim de melhorarem o bem estar! Só se for o deles, políticos corruptos!

Desde a era FHC, um dos assuntos mais discutidos tem sido as privatizações, processo de venda de uma empresa estatal do setor público - que integra o patrimônio de um governo - para o setor privado, geralmente por meio de leilões públicos.

No que adiantou, Governo Brasileiro, ter vendido empresas de telefonia, Vale do Rio Doce entre outros? Para o povo, nada! Neste caso, lucraram e continuam lucrando, somente os famosos “colarinhos brancos”, que diziam que, com as vendas das estatais estariam desafogando os cofres públicos! Se desafogam não sabemos, mas o que podemos notar é que cada dia mais os nobres políticos se enriquecem enquanto os trabalhadores devem esperar até quase a hora da morte para se aposentarem com um mísero salário mínimo.

Quantas instituições estão na mira do estrangeirismo? O Petróleo é nosso, mas daqui a pouco poderá ser deles! O amazonas também é nosso, mas, se bobearmos também perderemos!
Os Rothschild (“City” - grupo de financistas capitaneados pelo Barão Rothschild, que controla a economia mundial a partir de Londres) estão de olho há muito tempo nos nossos patrimônios.

O assalto as estatais inglesas não satisfaz a ganância do grupo da “City”, que comprou estatais em todo o mundo, na Itália, na França e, principalmente, na América Latina. No Brasil, com o apoio de seus títeres no governo, assumiram o controle da CSN, Vale do Rio Doce, Comgás e de grande parte das telefônicas, através de seus associados, espanhóis e portugueses. Agora, querem apossar-se das outras riquezas brasileiras: Petrobrás, Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal.

O que será que passa na cabeça dos “engravatados do Congresso”, brigam por melhores salários próprios, benefícios particulares e esquecem do povo? Povo este que com humildade e obrigação foram as urnas depositarem votos de confiança!

Dizem que o Brasil é o País da democracia, mas onde está ela? Será que os “chiques ingleses” já se apossaram? As armas da segurança pública também quase não vemos, será que também já levaram embora? Educação de qualidade, saúde pública com igualdade, dignidade e respeito, onde está? Possivelmente no bolso de alguns!

É chegada a hora de arregaçarmos as mangas em busca do nosso bem-estar. Devemos lutar com unhas e dentes pelo que é nosso patrimônio. Votar Consciente é nossa obrigação e a meta dos políticos deve ser sempre a de lutar pelo bem da Nação!

Cláudio Boriola é Consultor Financeiro, Conferencista, Especialista em Economia Doméstica e Direitos do Consumidor. Fundador e Presidente da Boriola Consultoria empresa criada há mais de treze anos. Autor dos livros Paz, Saúde e Crédito - Práticas de Negociação - De Um tostão a Um Milhão e do Projeto para inclusão da disciplina "Educação Financeira nas Escolas".

3 comentários:

Anônimo disse...

Não adianta pedir consciência a esse povo.

Povo fdp tem mesmo é que pastar!!!!


AFUNDA BRASIL !!!

Newton disse...

Me ocorreu uma lembraça com relação a ganância. "Certa vez perguntaram a Buda: O que mais o surpreende na humanidade? - E ele respondeu: "Os homens que perdem a saúde para juntar dinheiro e depois perdem o dinheiro para recuperar a saúde. Por pensarem no futuro, esquecem o presente, de tal forma que acabam por nem viver no presente nem no futuro, vivem como se nunca fossem morrer e morrem como se nunca tivese vivido." Esses gananciosos não se dão conta de que se existe céu e inferno, lá essas moedas seguramente não terão valor.

Anônimo disse...

Como fazer para induzir o voto consciente da maioria que recebe o bolsa família,escola, gaz...?
Como fazer para escolher representantes neste curral de praticas políticas viciadas?
Como fazer para ganhar tempo e espaço... na formação da opinião publica com os professores e com a imprensa e com os acadêmicos pensando "humanamente como o PT"?
Como fazer para ultrapassar a guerra de guerrilhas apadrinhada pelos poderosos?
Como fazer para vencer de fato: a fome, a miséria moral e material, o avanço dos colonizadores, o cerco dos iedeólogos da esquerda...?
Alexandre