sexta-feira, 16 de março de 2007

EUA fazem investigação paralela sobre terroristas e a quadrilha brasileira que falsificava passaportes

Edição de Sexta-feira do Alerta Total http://alertatotal.blogspot.com/

Ouça agora o novo podcast Alerta Total no seu computador.
http://podcast.br.inter.net/podcast/alertatotal

Adicione nosso blog e podcast a seus favoritos do Internet Explorer.

Por Jorge Serrão

O governo petista sofre mais uma pressão dos Estados Unidos, por omitir informações sobre a ação e presença de terroristas no Brasil, principalmente na região da tríplice fronteira com Argentina e Paraguai. O governo Bush decidiu promover uma “investigação paralela” sobre uma quadrilha brasileira, liderada pelo libanês Souheil Chahdan Mounzer, especializada em conseguir visto de permanência, nacionalidade e passaporte do Brasil para estrangeiros.

Os 32 presos na quarta-feira pela Polícia Federal são suspeitos de fornecer documentos para terroristas internacionais. Na mira da Águia estão os 70 beneficiados pelo esquema. Todos já tiveram os nomes incluídos pela Interpol (Organização Internacional de Polícia Criminal) na “Difusão Vermelha”, setor da organização que apreende passaportes irregulares e prende seus portadores.

Os EUA vão empregar seus agentes oficiais ou “mercenários contratados” nesta operação que já preocupa o Palácio do Planalto. O motivo: O Foro de São Paulo, que reúne os partidos de esquerda na América Latina e Caribe, é solidário aos grupos narcoguerrilheiros e terroristas. A Brigada Militar gaúcha, a Polícia Militar do Mato Grosso do Sul já enviaram dossiês reservados ao Exército e ao Ministério da Defesa advertindo sobre as ligações de grupos terroristas como o Hamas, o Hezbolah e os narcoguerrilheiros das FARCs colombianas com o Movimento dos Sem Terra, a Via Campesina, além das facções criminosas PCC (SP) e Comando Vermelho (RJ). Os militares brasileiros mantêm silêncio obsequioso sobre o assunto. Atitude idêntica ao do governo brasileiro que agora é cobrado e pressionado, oficialmente, pelos EUA.

O líder dos falsificadores de passaportes é Souheil Chandan Mounzer, que atua há 14 anos no esquema de venda de passaportes, principalmente a libaneses e árabes. O libanês empregava três irmãos no esquema. Nabil e Elie Chahdan Mounzer atuavam no Brasil. Os dois foram pegos ontem pela Polícia Federal. No Líbano, operava um terceiro irmão, cujo nome não foi revelado, mas que está na mira da Interpol. A quadrilha cobrava R$ 31.500 pelo passaporte. O documento era requerido por libaneses e árabes que nem vinham ao Brasil. A atuação do grupo era na PF de Niterói. Tanto que dois agentes da corporação já foram presos. Segundo a Polícia Federal, o esquema teria beneficiado pelo menos 100 libaneses nos últimos 5 meses. Entre eles, dois terroristas. O objetivo da quadrilha seria facilitar a entrada de libaneses e árabes nos EUA e Europa para ações rápidas de terror.

Niterói na mira

O desencadeamento da Operação Byblos vai provocar uma devassa na seção de emissão de passaporte da PF de Niterói.

Em outubro, a PF afastou um policial, um escrivão, dois servidores administrativos e uma funcionária contratada, suspeitos de cobrar propinas de até R$ 500 para agilizar a retirada de passaporte.

Eles trabalhavam em Macaé, Nova Iguaçu e na Delegacia Marítima e de Migração, que funciona na Praça Mauá.

Terror in Rio

Traficantes da facção Comando Vermelho decidiram matar 150 policiais civis e militares nos próximos dias.

Doze PMs foram assassinados na última semana no Rio e, desde o início do ano, o número de mortos já chegou a 31.

O setor de inteligência da Secretaria de Segurança Pública do Rio de Janeiro obteve, por meio de escutas, a informação sobre esta ação de terror, e as delegacias e os quartéis da PM foram colocados de prontidão.

Polícia acuada não pode...

Na madrugada de ontem, traficantes do Morro da Mangueira e do Jacarezinho formaram um grupo de 60 homens armados de fuzis com o objetivo de atacar alvos policiais em vários pontos da cidade.

Por ordem dos comandantes dos batalhões, os soldados só percorrem a cidade, à noite, em comboios com vários carros.

Nessa guerra assimétrica com traficantes do Comando Vermelho, que usam treinamento e até contam com a ajuda de “profissionais” de terror (das FARC e de grupos árabes), a polícia do Rio de Janeiro atua acuada, na defensiva.

Vitória da PM

Pelo menos na Justiça as polícias militares ganham obtêm uma vitória.

Elaboração de termo circunstanciado não é exclusividade das polícias civis.

Por maioria dos votos, o Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul entendeu que qualquer autoridade policial pode redigir o termo.

Decisão correta

A Ação Direta de Inconstitucionalidade foi apresentada pela Associação dos Delegados de Polícia do Rio Grande do Sul e contestou Portaria 172/00, da Secretaria de Justiça e Segurança do estado, que atribui a Brigada Militar, tal como a órgãos da polícia civil, competência para elaborar o registro.

Para a desembargadora Maria Berenice Dias, a decisão foi fundamentada no entendimento da Comissão Nacional de Interpretação da Lei 9.099/05.

Como a maioria da doutrina reconhece, o termo é um breve registro oficial da ocorrência, sem necessidade de tipificação legal do fato”.

Omissão no Rio de Janeiro

Ação semelhante deveria ser movida no Rio de Janeiro, onde se tentou (em São Gonçalo) uma experiência de preenchimento do termo circunstanciado pelo 7º Batalhão da Polícia Militar.

Só que a ação da PM foi barrada pelo lobby dos delegados sobre o então chefe de Polícia Civil Álvaro Lins, atual deputado estadual.

A então governadora Rosinha Garotinho deu ordens para a PM não cumprir a Lei 9.099/05.

CPI necessária

O Senado criou ontem a CPI das ONGs para investigar suposto favorecimento e desvio de recursos públicos por organizações não-governamentais.

A oposição quer investigar, principalmente, a ONG UniTrabalho, que teve como colaborador o ex-petista Jorge Lorenzetti.

Suspeita de favorecimento e de desvio de recursos nos repasses feitos pela Petrobras para ONGs nas últimas eleições.

Essa é a primeira comissão parlamentar de inquérito do segundo mandato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Troco petista

Originalmente, a comissão iria apurar os fatos desde 2003, mas o PT conseguiu ampliar o foco para 1999, pegando o segundo mandato do presidente Fernando Henrique (PSDB).

Em retaliação, os petistas querem investigar o Comunidade Solidária, que era dirigido pela ex-primeira-dama Ruth Cardoso.

Mas o senador Heráclito Fortes (PFL-PI), autor do requerimento de criação da CPI, lançou um comentário irônico para justificar uma ampliação ainda maior do raio de ação da comissão:

"O ideal era que fosse até Cabral".

Jura?

O desembargador Roberto Wider sustenta que é falsa, leviana e irresponsável a insinuação de fraude no concurso para juízes do Tribunal de Justiça.

Presidente da comissão de concursos, ele revela que o autor da acusação agiu movido por interesses pessoais.

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) defende a suspensão do exercício da magistratura dos 24 aprovados no concurso para juiz organizado pelo próprio TJ do Rio.

Para a OAB, todos devem ficar afastados até o Conselho Nacional de Justiça apurar a denúncia de fraude e quebra de sigilo no concurso

Calça justa

O Supremo Tribunal Federal, nos seus quase 200 anos de existência, assistiu ontem a uma cena inédita.

A ministra Cármen Lúcia, uma das mais novas integrantes da Corte, compareceu à sessão trajando calça comprida.

Embora o STF tenha liberado o uso de calça para mulheres há quase sete anos, nenhuma das duas ministras do Supremo tinha participado de uma sessão com o traje.

As ministras Ellen Gracie, presidente do Tribunal e Cármen Lúcia, as únicas mulheres da Corte, sempre comparecem às sessões de saia ou vestido.

Viva o clientelismo

O governo vai estender o programa Bolsa Família, carro-chefe da reeleição do presidente Lula, aos jovens entre 15 e 17 anos que estiverem freqüentando a escola.

Segundo o ministro da Educação, Fernando Haddad, o dinheiro será repassado diretamente ao estudante.

Esta é uma das medidas clientelistas do pacote educacional anunciado ontem pelo presidente Lula, que reconheceu a precariedade do ensino no Brasil:

"Nós estamos nos piores do mundo".

O pacote prevê ainda a criação da Provinha Brasil, para avaliar a alfabetização de alunos entre 6 e 8 anos.

Tacada da Maldade

Nos bastidores do Forte Apache, o Quartel general do Exército, surge uma “justificativa” para o General Rui da Silveira, comandante da primeira Divisão do Exército, não receber sua quarta estrela.

O veto à promoção do General teria partido do General Guilherme, quatro estrelas, atualmente no Superior Tribunal Militar.

Conhecido como “Toquinho da Maldade”, Guilherme teria articulado o troco em Rui por ele ter mandado desativar o polêmico cemitério da Vila Militar, criado por Guilherme.

Ditadura boa para o bolso

O deputado Raul Pont (PT-RS) vai receber indenização de R$ 70 mil por danos morais sofridos durante o regime militar.

A 3ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região reconheceu a sua condição de anistiado político.

O ex-prefeito de Porto Alegre também conseguiu o direito a uma reparação econômica por não ter assumido cargo na Petrobras, depois de ter sido aprovado em concurso público na época.

Condicionado

Indicado pelo PMDB para a Agricultura, Odílio Balbinotti foi apresentado ontem ao presidente Lula.

Um dos reis da soja, o deputado é processado no STF por falsidade ideológica, acusado de usar um laranja.

Deputado ruralista só tomará posse na semana que vem como ministro da Agricultura se convencer Lula de sua inocência.

Gerando empregos...

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva decidiu criar mais um ministério, o 35° de seu governo: a Secretaria Nacional dos Portos.

Para comandar o novo órgão, vai convidar Pedro Brito, atual ministro da Integração Nacional e um velho aliado do deputado Ciro Gomes (CE).

O presidente definiu também que Walfrido Mares Guia será mesmo o novo ministro das Relações Institucionais e que a ex-prefeita de São Paulo Marta Suplicy assumirá a Pasta do Turismo.

A conclusão da reforma ministerial, que ficou para o fim da próxima semana, depende agora da definição de quem substituirá Luiz Fernando Furlan no Desenvolvimento, Indústria e Comércio.

Circulando...

O novo ministro da Justiça, Tarso Genro, defende a discussão "da liberdade de circulação de opinião, principalmente da opinião política", na imprensa.

Tarso jura que não há problema de liberdade de imprensa no País.

Segundo ele, existe apenas a necessidade "de circulação de opinião de forma mais plural".

Ninguém contestou?

Parece que “o tempo é mesmo o senhor da razão” – como Collor estampou em suas famosas camisetas de jogging, nos tempos em que fora presidente da República.

Ontem, em seu primeiro discurso no Senado, o ex-presidente Fernando Collor disse que o impeachment foi uma farsa da qual ele foi vítima.

Collor sequer foi contestado pelo PT que sempre o combateu radicalmente.

O senador petista Aloizio Mercadante admitiu que excessos foram cometidos contra Collor.

Niver do Zé

Os puxa sacos já estão desde cedo congestionando um dos mais movimentados e poderosos endereços skypes (telefones via Internet) do Brasil.

O advogado, consultor de empresas, blogueiro e gênio político José Dirceu completa 61 anos hoje.

Mas a comemoração no Bar Avenida, em São Paulo, só acontece na próxima segunda-feira.

Casoy censurado

O jornalista Boris Casoy, que será o âncora do “Telejornal do Brasil “, da nova JBTV, não se conforma com as desculpas dadas pelo ministro da Defesa, Waldir Pires, para lhe censurar um artigo sobre levante comunista de 1935 na revista "Informe Defesa", da Assessoria de Comunicação Social do ministério.

Pires alegou que "toda a vida, sem nenhuma transigência" lutou pelas liberdades, "inclusive a de imprensa", mas que considerou o texto "inadequado" à revista:

"O Informe Defesa é um veículo informativo oficial do Ministério da Defesa, para a comunicação dos seus atos e notícias. Não é uma publicação de natureza, ou missão, polêmica".

Confira a íntegra do artigo de Boris Casoy:

“Em sua obra "1984", o notável escritor inglês George Orwell trilha os caminhos de um regime autoritário num futuro remoto. Nessa ditadura predomina a figura de "Grande Irmão", na verdade uma imagem crítica do ditador soviético Stálin. Num cenário sombrio, o autor faz desfilar os instrumentos utilizados pelo regime para sufocar as liberdades. Um deles é o Ministério da Verdade, cuja função, entre outras "nobres" tarefas, é apagar ou reescrever a história ao talante do regime”.

“Há fatos deste imenso país que nos remetem a Orwell; por exemplo, a tentativa de relegar ao esquecimento a Intentona Comunista. Sob os mais diversos pretextos, a história é reescrita. A evocação do episódio de novembro de 1935 é tida como meio de buscar a cizânia entre brasileiros. Ai de quem evoca as vítimas da fracassada tentativa comunista de tomada do poder! Imediatamente sofre a censura e os ataques das "patrulhas", dispostas a levar adiante seus propósitos que, apesar dos fracassos, agora sob nova roupagem ainda motivam -por volúpia de poder ou ignorância- parcelas de nossa sociedade. E mais: há todo um movimento pela deificação do executor da Intentona, Luiz Carlos Prestes”.

“Com o desmantelamento do socialismo real, os documentos dos arquivos soviéticos gritaram a verdade: a tentativa de golpe foi urdida e coordenada pela 3ª Internacional, de cuja Comissão Executiva Prestes era membro. No Brasil, preparando a revolução estavam 22 estrangeiros pertencentes ao Serviço de Relações Internacionais do Komintern, como mostra o livro "Camaradas", do jornalista William Waak, que pesquisou os arquivos do Komintern. E mais: o livro -que derrubou diversos mitos históricos- comprova que a ordem para a eclosão do movimento não partiu do PCB ou de Prestes, mas sim foi mandada de Moscou por telegrama, pelo Komintern”.

“A ação comunista produziu 33 vítimas, cujas famílias nunca reivindicaram nada do governo brasileiro! A história é a grande mestra da política. A Intentona de novembro de 1935 não pode ser esquecida sob nenhum pretexto. É um exemplo”.

Reeleito para a eternidade

O líder cubano Fidel Castro está "muito bem" e seus seguidores podem pedir a reeleição dele nos comícios de março de 2008.

Foi o que avisou ontem o presidente do Parlamento cubano, Ricardo Alarcón.

Castro, de 80 anos, não é visto em público desde que transferiu há sete meses e meio o poder a seu irmão Raúl por problemas de saúde.

As eleições de Cuba são a cada cinco anos. A população elege os deputados, que por sua vez escolhem o presidente dos Conselhos de Estado e de Ministros.

Me engana que eu gosto

A arrecadação federal em fevereiro bateu recorde: R$ 30,59 bilhões.

Foi 7,7% maior que a obtida no mesmo período do ano passado.

O governo tem várias explicações, mas jura que não houve arrocho fiscal.

Preocupação Global

O mistério envolvendo a morte do personagem Ramalho fez crescer a audiência da novela “Bicho do Mato”, da Rede Record, que atingiu pico de 22 pontos de média.

Enquanto a Globo amarga uma primeira semana de "Paraíso Tropical", com média de 36 pontos.
Os números de audiência influenciam diretamente no preço da propaganda inserida nos intervalos das novelas.

Atualmente, para se anunciar 30 segundos no intervalo de ‘Paraíso Tropical’, da Globo, paga-se cerca de R$ 300 mil.

Já na Record, esse mesmo tempo no horário de ‘Bicho do Mato’ vale R$ 175 mil.

Vantagem dos baixinhos

Os homens de baixa estatura eram irresistíveis para as mulheres há cerca de 4 milhões de anos, até a descoberta das armas, porque os baixinhos lutavam melhor, o que lhes garantia maior apelo sexual.

É o que revela um estudo divulgado ontem pelo pesquisador David Carrier, da Universidade de Utah.

Segundo a pesquisa, divulgada no Times Online, entre os australopitecos, hominídeos antepassados do Homo Sapiens, que viveram há cerca de 4 milhões de anos, a baixa estatura lhes garantia mais equilíbrio e, conseqüentemente, mais sucesso nas lutas.

"Os australopitecos mantiveram as pernas curtas durante dois milhões de anos porque um físico compacto e mais estável ajudava os varões a combater pelas mulheres".

Pesquisas em fósseis mostraram que os homens australopitecos tinham cerca de 1,22 metro de altura. Já as mulheres mediam cerca de 1 metro.

Ela sabe escolher namorado

A modelo Raica Oliveira (ex-noiva do craque Ronaldo, o fenômeno) é a nova namorada de Roberto Marinho Neto, herdeiro das Organizações Globo.

Na semana que vem, a modelo, que está em Londres, será clicada por Mario Testino para um editorial da Vanity Fair, junto com outras celebridades brasileiras como Fernanda Lima e Reynaldo Gianecchini.

Prova de que namorar gente de poder dá bom resultado.

Frase de ocasião

Os gaiatos na Internet não perdoam o nosso presidente.

A última, de lascar, é uma frase que resume a recente visita do presidente dos EUA ao Brasil:

"Se Bush queria saber tudo sobre álcool, procurou o presidente certo!"

Vida que segue...

Fiquem com Deus!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Inteligente, inovador, fortemente analítico e propositivo, utilizando as mais modernas tecnologias para transmissão instantânea e eletrônica de informação privilegiada e análise estratégica, junto com a difusão de novos conhecimentos voltados para a construção e consolidação de novos valores humanos.

3 comentários:

Anônimo disse...

"A arrecadação federal em fevereiro bateu recorde: R$ 30,59 bilhões." - ARROCHO OU NÃO, CONTINUA A PERGUNTA QUE NÃO QUER CALAR: PARA ONDE ESTÁ INDO TODO ESSE DINHEIRO? NÃO É HORA DA IMPRENSA SE IMPORTAR UM POUCO COM ISSO, EM VEZ DE FICAR SÓ RECLAMANDO DA CARGA TRIBUTÁRIA, COMO SE ISSO RESOLVESSE O PROBLEMA?
ALGUEM PODE, VERDADEIRAMENTE, SER CHAMADO DE CIDADÃO OU CIDADÃ SEGUINDO A LÓGICA TIPO "DESDE QUE EU NÃO PAGUE, QUERO QUE SE FODA"?

ME ENGANA QUE EU GOSTO!

Anônimo disse...

TRAIÇÕES E TRAIÇÕES


No doc. Nº 16 de 27 de fev de 2007, fizemos, sob o título – A HISTÓRIA E A ELEIÇÃO PARA A CÂMARA DOS DEPUTADOS, uma comparação entre o XII Congresso do Partido Comunista da URSS e a eleição da Câmara Federal. Mostramos que o triunvirato (STALIN – ZINOVIEV E KAMINEV) dominava o Politiburo e, com as manhas e falta de escrúpulos, destruíram TROTSKI. Na eleição da Câmara Federal TROTSKI era a oposição ( Aldo Rabelo traído) e o Politiburo LULA – ZÉ DIRCEU – PT – SARNEY – RENAN CALHEIROS E MAIS UM OU DOIS. O TRIUNVIRATO (LULA – ZÉ DIRCEU E PT) manobrou e STALIN (LULA) saiu fortalecido. O Partido venceu e ele se fortificou, colocando nas Comissões elementos deles, envolvido ou não em processos corrupção. Pois o problema é dominar as principais Comissões. Conseguiram juntar os PARTIDOS DOS MENSALÕES E SANGUESSUGAS.



A ELEIÇÃO DA PRESIDÊNCIA DO PMDB não é mais do que a continuação do primeiro ATO. O mesmo POLITIBURO aparenta se enfeitar com a candidatura de NELSON JOBIM, lançado pelo TRIUNVIRATO, apenas para inglês ver. MICHEL TERMER lança-se candidato e parece ser contra o POLITIBURO. Tudo apenas uma encenação e uma farsa. Começa o jogo sujo e sórdido. O resultado era previsível. Quando no Ceará, o hábil Deputado Eunício de Oliveira apoiou TEMER e o sogro apoiou JOBIM, tudo ficou claro. Traição à vista. Era preciso dominar o PMDB e para isso dividir o Senado, onde RENAN CALHEIROS tinha os votos dos 20 senadores do Partido. Começam a tirar o tapete de Nelson Jobim, recebendo Michel Temer no Palácio e nomeando Gedel Vieira Lima, para a Integração Nacional.



Uma manobra fantástica e igual ao XIII Congresso do Partido Comunista Russo, combinado com o V Congresso da Internacional Comunista. Acabaram de destruir TROTSKI e aqui começaram a acabar com o presidente do Senado e, ainda, fizeram melhor: nomearam a senadora Roseane Sarney como líder, calando a boca do pai e o afastando de Renan Calheiros. Será que aí começa a destruição deste e de Sarney?.



O STALIN (LULA) – ZINOVIEV (ZÉ DIRCEU) E KAMENEV (PT), que juntos representam o triunvirato, conseguiram o que foi conseguido no V Congresso Internacional: Fizeram intervenção nos diretórios da ALEMANHA – FRANÇA – POLÔNIA, acabaram com o sonho de TROTSKI e LENINE de criarem o Partido Internacional Comunista e o submeteram ao Partido Comunista Russo; e destruíram TROTSKI. Aqui fizeram o mesmo: destruíram Aldo Rebelo, começaram a destruir Renam, dominaram a Câmara, destruíram Jobim, ocuparam as posições chaves com elementos do PT; afastaram os que lhe podiam fazer frente, uniram os corruptos, os que poderiam se vender por qualquer coisa, dominaram os Partidos ( os que fazem parte do mensalão e sanguessugas) e agora dividem o SENADO. Irão destruindo todos ao longo do tempo, é só aguardar.



O GRUPO GUARARAPES, ASSISTINDO DE CAMAROTE E ENOJADO, lembrou-se do BOM DEUS e de uma canção cossaca:



“Liberte, Senhor, os nossos vilarejos e a nós, pobres escravos



Escute, Senhor, as nossas preces



As preces que nós elevamos; nós pobre escravos”....



DE UM GOVERNO CORRUPTO, SEM ÉTICA E SEM MORAL



E QUE O TODO PODEROSO DESPERTE A ALMA DO NOSSO POVO PARA A LUTA QUE SE APROXIMA: A LUTA CONTRA O DOMÍNIO SOCIALISTA- COMUNISTA.


ESTAMOS VIVOS!

BRASIL ACIMA DE TUDO !!


GRUPO GUARARAPES

Anônimo disse...

TACADA DA MALDADE
Como convém à ética jornalística, desconhecemos a fonte que forneceu a nota sobre maldades palacianas envolvendo promoções de oficiais-generais. Não posso aferir se é intriga ou se é verdade. Uma certeza é que: lembrando Machado de Assis: "o pior pecado, depois do pecado, é a publicação do pecado"... mas parece que tem fontes militares que gostam de fazer publicidade do pecado. Em sendo verdade a nota eu pergunto: tráfico de influência não é crime, previsto na lei abaixo transcrita: "LEI Nº 8.429, DE 2 DE JUNHO DE 1992.

Art. 4° Os agentes públicos de qualquer nível ou hierarquia são obrigados a velar pela estrita observância dos princípios de legalidade, impessoalidade, moralidade e publicidade no trato dos assuntos que lhe são afetos.

Seção III
Dos Atos de Improbidade Administrativa que Atentam Contra os Princípios da Administração Pública

Art. 11. Constitui ato de improbidade administrativa que atenta contra os princípios da administração pública qualquer ação ou omissão que viole os deveres de honestidade, imparcialidade, legalidade, e lealdade às instituições, e notadamente:

I - praticar ato visando fim proibido em lei ou regulamento ou diverso daquele previsto, na regra de competência;

II - retardar ou deixar de praticar, indevidamente, ato de ofício;

III - revelar fato ou circunstância de que tem ciência em razão das atribuições e que deva permanecer em segredo;

IV - negar publicidade aos atos oficiais;

V - frustrar a licitude de concurso público;

VI - deixar de prestar contas quando esteja obrigado a fazê-lo;

VII - revelar ou permitir que chegue ao conhecimento de terceiro, antes da respectiva divulgação oficial, teor de medida política ou econômica capaz de afetar o preço de mercadoria, bem ou serviço."
Tem enquadramento para todos os gostos, até vazamento de segredos de alcovas verdes-olivas.

Cadê o Ministério Público que não manda apurar o narrado na nota?????
Muito obrigado.