segunda-feira, 19 de março de 2007

Exército recebe dossiês provando parceria de bandidos e movimentos brasileiros com 28 grupos terroristas

Edição de Segunda-feira do Alerta Total http://alertatotal.blogspot.com/

Ouça agora o novo podcast Alerta Total no seu computador.
http://podcast.br.inter.net/podcast/alertatotal

Adicione nosso blog e podcast a seus favoritos do Internet Explorer.

Por Jorge Serrão

Será praticamente impossível ao governo Lula alegar ao presidente George Walker Bush, no próximo dia 31 de março, que não existem terroristas atuando no Brasil ou fazendo parceria com organizações criminosas e "movimentos sociais" brasileiros. Agentes de inteligência dos EUA e Israel abastecem os serviços reservados (segunda seção) das Polícias Militares com dossiês completos sobre as ligações efetivas de pelo menos 28 grupos terroristas internacionais com esquemas mafiosos brasileiros.

Os documentos oficiais são repassados pelas PMs, imediatamente, ao Exército Brasileiro. Os militares serão obrigados a se mobilizar sobre o assunto, apesar da ordem em contrário do Ministério da Defesa e do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República. A ordem no Palácio do Planalto é abafar tal caso, no momento em que se prepara uma estranha legislação anti-terror que exclui as motivações políticas ou religiosas do conceito de terrorismo.

Foram os espiões norte-americanos e israelenses que advertiram o governo do Rio de Janeiro sobre a ameaça da facção criminosa Comando Vermelho em matar 150 policiais. Vieram deles as informações finais que permitiram à Polícia Federal desarticular, em Niterói (RJ) a mais eficiente quadrilha mundial de falsificação de passaportes, que era comandada por um terrorista. Informações dos mesmos agentes facilitaram a prisão do veterano terrorista italiano Cesare Battisti, neste domingo, na Zona Sul do Rio. As mais recentes informações, vazadas pelos espiões, retratam, objetivamente, o intercâmbio de operações entre traficantes de drogas cariocas e os narco-guerrilheiros das FARC (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia).

A Polícia Federal já tem provas de que comerciantes ilegais de drogas do Comando Vermelho, que controlam bocas-de-fumo nos morros cariocas da Mangueira e do Jacarezinho negociam pessoalmente, e com regularidade, cargas de cocaína na fronteira entre o Brasil e a Colômbia. As trocas de dinheiro ou peças de automóveis roubados pela pura cocaína colombiana acontecem durante festas promovidas pelos guerrilheiros das FARC. Os negociadores brasileiros do CV já foram identificados como Negro, da Mangueira, e Sapo, do Jacarezinho. A PF recebeu a informação de que pelo menos 18 criminosos que viajam freqüentemente à região da fronteira Brasil-Colômbia.

O Comando Vermelho ocupa o espaço que já foi exclusivo do traficante Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar, capturado seis anos atrás em território colombiano. Na Mangueira, a Polícia Civil carioca já apreendeu, em junho, 20 quilos de cocaína do tipo capa preta, vendida pelas Farc. O grau de pureza da droga (98%) garante a rentabilidade ao tráfico. Os brasileiros transformam uma tonelada de pasta de coca colombiana em cinco toneladas, depois de misturarem com outras substâncias. No Morro da Mangueira, os traficantes chegam a faturar até R$ 1 milhão por semana na chamada alta temporada, entre meses de novembro e fevereiro. O exército de traficantes na favela, que recebe treinamento de guerrilheiros das FARC, tem cerca de 150 homens fortemente armados.

A aliança dos traficantes brasileiros com guerrilheiros das Farc que comercializam cocaína começou com Fernandinho Beira-Mar, em 1997. Na época, o criminoso já dominava o tráfico de drogas e armas na fronteira do Brasil com o Paraguai, e mantinha enorme rede de contato com traficantes internacionais. Com o aval desses grandes traficantes, Beira-Mar foi apresentado a Tomás Medina Caracas. Ele é o famoso Negro Acácio. Lidera a Frente 16, um dos principais grupos das Farc. Beira-Mar ganhou a confiança do Negro Acácio porque tinha status de “bom negociante”. A Frente 16 é uma unidade das Farc que admite que vende cocaína para financiar a guerrilha.

Procurados

A Polícia Federal conta com a ajuda da Organização Internacional de Polícia Criminal (Interpol) para localizar, prender e extraditar 154 criminosos brasileiros que são procurados em seu alerta máximo — Difusão Vermelha.

Os principais crimes são homicídio e tráfico de drogas e de pessoas.

As informações sobre a identidade e os crimes cometidos estão disponíveis num site reservado, visto diariamente por policiais de 186 países.

A delegada Vanessa Souza, chefe do Serviço de Difusões e Procurados Internacionais da Interpol brasileira, reclama que falta conhecimento das autoridades brasileiras sobre o serviço, o que acaba limitando a ação do programa e gerando número menor de inclusões no cadastro.

Bandidagem competente

O primeiro censo realizado nos presídios brasileiros, que será lançado hoje pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), revela que 6.254 presos condenados no Estado do Rio fugiram e até hoje não foram recapturados.

O número representa cerca de 5% dos 121.939 condenados, segundo os dados do Sistema Integrado de População Carcerária, que nesta fase inicial contará apenas com informações sobre os presídios de Rio, São Paulo e Sergipe.

A quantidade de fugitivos no Rio pode ser maior, porque o banco de dados ainda não dispõe de detalhes sobre a situação de 69.649 condenados no sistema penitenciário fluminense.

A pesquisa revela que 2.288 presidiários no estado cometeram crimes hediondos.

Terrorista preso aqui

O Alerta Total informou ontem em primeira mão: Agentes de inteligência norte-americanos, oficiais e mercenários contratados, que vieram ao Brasil na comitiva do presidente George Walker Bush e ainda não foram embora, abasteceram a Polícia Federal de informações para a prisão de um dos mais procurados terroristas do grupo extremista italiano Brigadas Vermelhas.

O “escritor” italiano Cesare Battisti, de 52 anos, foi apanhado neste domingo, sem documentos, em um hotel em Copacabana.

Ficará detido no sistema penitenciário do Rio até que o Supremo Tribunal Federal decida sobre a sua extradição pedida pela justiça italiana.

Leia mais no artigo de ontem: Brincando com o Terrorismo

Velhos companheiros

O grupo Proletários Armados pelo Comunismo (PAC), do qual Battisti foi integrante, atuou nos anos 70.

A facção era ligada às Brigadas Vermelhas, organização que surgiu na Itália em 1970 e cujo objetivo era "responder com violência à opressão do governo sobre as massas".

Os primeiros ataques foram contra industriais. Depois, as sabotagens evoluíram para seqüestros.

As Brigadas ficaram mundialmente famosas ao assassinar o primeiro-ministro da Itália, Aldo Moro, em 1978.

Belo histórico

Battisti foi preso em 1979, acusado de terrorismo e de matar um joalheiro, um carcereiro, um policial e um neofascista.

Foi condenado em 1981 a 12 anos e 10 meses de prisão.

Em 1993, julgado à revelia, foi condenado à prisão perpétua.

Solidariedade justificável

O deputado federal Fernando Gabeira (PV-RJ) promete liderar movimento político junto à Justiça brasileira para evitar a extradição de Battisti.

"Vamos ver o que é possível para evitar que se cometa uma injustiça. Afinal, em seus livros, ele diz que não cometeu nenhum dos crimes que lhe são atribuídos".

Gabeira se solidariza com Battisti porque já foi da luta armada contra o Exército, na década de 60/70, para implantar um regime comunista no Brasil.

Agendinha colombiana

O governador Sérgio Cabral Filho, acompanhado do secretário de Segurança Pública do Rio de Janeiro, delegado José Mariano Beltrame, viaja à Colômbia nesta quinta-feira.

O governador de Minas, Aécio Neves (PSDB), também faz parte da comitiva de Cabral que pretende descobrir como os colombianos combatem o tráfico, com a ajuda do governo norte-americano.

Os brasileiros (cotados como candidatos à Presidência da República em 2010) vão conhecer programas considerados revolucionários no combate à criminalidade. Sexta-feira, quando iniciam a agenda oficial, se reúnem com ex-prefeitos de Bogotá.

Roteiro de candidatos

Cabral e Aécio vão a Medellín, onde conhecerão o Metrocable — teleférico de 2.072 metros que facilitou o trânsito de cidadãos entre o centro da cidade e o bairro de Santo Domingo, um dos mais violentos nos anos 90.

Cabral e Aécio também se reunirão com o presidente Álvaro Uribe.

O último evento de ambos será no sábado, em um encontro com reis da Espanha, Juan Carlos e Sofia, que fazem parte da oligarquia financeira européia que, no em maio de 2004, em Londres, anunciou Aécio como “o futuro presidente do Brasil em 2010”.

O novo Bem Amado?

A cotação do governador do Rio de Janeiro começa a crescer para a sucessão presidencial de 2010.

Sérgio Cabral Filho desponta como opção de Lula para sucedê-lo nas próximas eleições.

Já Aécio Neves, possível candidato tucano, pensa em formar uma chapa com Cabral, tendo o peemedebista como vice da sua chapa.

Escolha difícil

Com a desistência de Odílio Balbinotti (PR), o deputado Waldemir Moka (MS) se tornou o favorito de uma lista quíntupla do partido que será apresentada logo mais ao presidente Lula.

Mas enfrenta a resistência de uma ala do PMDB que quer o ex-ministro Reinhold Stephanes.

O presidente do PMDB, Michel Temer, consultou os cinco indicados para o Ministério com o intuito de saber se há algo comprometedor na vida profissional deles.

Petrobrás crescendo mais

A Petrobras, a Braskem e o Grupo Ultra fecharam a compra da Companhia Brasileira de Petróleo Ipiranga.

Com a aquisição, a estatal passará a ter o controle de 50% do mercado de combustíveis.

O negócio, que será anunciado oficialmente hoje, é estimado em US$ 4 bilhões.

Quem ganhou por fora?

Antes mesmo de ser anunciada oficialmente, a venda do grupo já entrou na mira da Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

O presidente da CVM, Marcelo Trindade, revelou que a área técnica do órgão solicitou explicações à Ipiranga sobre a alta acima do padrão das ações da companhia na sexta.

O grupo Ipiranga, fundado em 1937 no Rio Grande do Sul, hoje atua nacionalmente na distribuição de combustíveis e produtos químicos, petroquímica, refino de petróleo, produção de asfaltos e lubrificantes.

O que a Nação Rubro Negra temia...

Romário já escolheu o adversário ideal para marcar seu milésimo gol.

Será o Flamengo, no clássico de domingo, pela Taça Rio.

Fazer esse gol contra um time da grandeza do Flamengo vai ser uma honra. Não só eu vou ficar feliz, mas como toda a família rubro-negra também. É uma marca muito importante para mim, para o futebol brasileiro e mundial”.

O Baixinho acredita que até os torcedores do time rival ficariam honrados caso isso acontecesse.

Vida que segue...

Fiquem com Deus!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Inteligente, inovador, fortemente analítico e propositivo, utilizando as mais modernas tecnologias para transmissão instantânea e eletrônica de informação privilegiada e análise estratégica, junto com a difusão de novos conhecimentos voltados para a construção e consolidação de novos valores humanos.

2 comentários:

Bagli&Blog disse...

Prezado Jorge Serrão, bom dia.

Não deixe de escutar na CBN, Cony e Xexéu em Liberdade de Expressão.

Título: "Segunda-feira, 19 de março de 2007, A polêmica sobre a extradição do italiano ligado às Brigadas Vermelhas preso no Rio"

O que este vigarista, sem-vergonha, filho-da-puta e safado do Cony diz é uma vergonha é uma afronta a qualquer ser humano de bem.

Onde nós estamos, caralho?!!!

O que este marginal diz, um cidadão de bem jamais ensinaria a um filho, cara!

A que ponto chegamos! Um verme deste tem todo o espaço do mundo para falar um absurdo deste como se fosse algo normal, misturando conceitos, abonando o crime e absolvendo o terrorismo.

É muita cara de pau e petulância uma bandido deste dizer todas estas imundices, e o Brasil ficar calado, como se o que ele diz é a coisa mais normal, natural do mundo.

Não é não, seu filho-da-puta! Você é tão bandido quanto este terrorista com o qual está se solidarizando.

Cony: Você é um marginal que não merece pisar no solo brasileiro. Pegue o seu passaporte, e vá viver entre os seus iguais na puta-que-pariu, seu escroto.

Anônimo disse...

Chiquinho do PT recebe boquinha na PeTrobrás

Félix Maier

O general Francisco Albuquerque, ex-comandante do Exército, que era conhecido dentro e fora da caserna como "Chiquinho do PT", por sua subserviência ao governo petista, irá ocupar uma cadeira no Conselho da Petrobrás. Por uma reunião mensal, "Chiquinho do PT" receberá passagens, diárias e um jeton de cerca de R 7.000,00.´

É a recompensa por Chiquinho do PT ter sido uma vaquinha de presépio durante sua gestão frente à Força Terrestre (FT), pouco se importando com o sucateamento do Exército Brasileiro, iniciado no governo FHC e finalizado no governo Lula.

A mesma coisa - a "boquinha" - já havia ocorrido com o general Zenildo, que comandou a FT durante o governo FHC. O general Leonel, que era o Chefe do EMFA quando foi criado o Ministério da Defesa, também teve um regalo e tanto, por não se opor àquele projeto: recebeu comissão na ONU, em Genebra, ganhando mensalmente em torno de US 15 mil (quinze mil dólares).