quarta-feira, 2 de maio de 2007

Procuradoria Militar será obrigada a instaurar IPM para apurar invasão do MST ao Exército em Santa Catarina

Edição de Quarta-feira do Alerta Total http://alertatotal.blogspot.com/

Ouça agora o novo podcast Alerta Total no seu computador.
http://podcast.br.inter.net/podcast/alertatotal
No ar, às 11h 20min

Adicione nosso blog e podcast a seus favoritos do Internet Explorer.

Por Jorge Serrão

A procuradora-geral da Justiça Militar, Maria Ester Henriques Tavares, será obrigada a instaurar um Inquérito Policial Militar (IPM) para apurar as responsabilidades de todos os envolvidos na invasão e na retirada lenta de 500 membros do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra que tomaram de assalto uma propriedade do Exército, de 10,5 mil hectares, em Três Barras e Papanduva (a 353 km de Florianópolis), na região Norte de Santa Catarina. O crime militar praticado pelo MST ocorreu no dia 15 de abril.

A invasão de próprio do Exército é crime militar de esbúlio possessório (popularmente conhecido como invasão, que permite a legítima defesa da posse). O Ministério Público Militar terá de abrir um IPM porque o delito está em aberto. Seria responsabilidade do Comando Militar do Sul, que abrange a 3ª e a 5ª Regiões Militares, prender em flagrante delito os invasores e instaurar o IPM. Mas a lei não foi cumprida, certamente por pressões políticas. As negociações entre os líderes dos sem-terra, o Ministro da Defesa, Waldir Pires, e o comando do Exército foram provocadas pela senadora Ideli Salvatti (PT-SC).

O IMP a ser aberto terá de apurar as responsabilidades de quem cometeu o delito de invadir uma área militar e de quem não instaurou um inquérito, logo após o incidente. A operação do MST, entidade fora da lei, sem registro jurídico, e que tem todo treinamento em invasões e táticas de guerrilha, serviu para testar qual seria a reação das Forças Armadas diante da tropa inimiga, formada por mulheres e crianças que são pobres massas de manobra ideológicas.

No Campo de Treinamento do Exército Marechal Hermes, o Exército faz manobras e operações militares - inclusive de tiro e explosivos. Os sem-terra chegaram em ônibus, caminhões, carros e até carroças, surpreendendo os poucos soldados que montavam guarda no local. De 200 a 300 barracas foram erguidas. Domingo à tarde, no dia 15, o Exército começou a cercar o acampamento, com o reforço de tropas de unidades do Paraná.

O impasse com os sem terra durou mais de 10 horas. Os invasores foram retirados do local sob a mira de canhoneiras e cinco tanques blindados, além de 500 soldados armados com fuzis e metralhadoras. Os soldados ameaçaram passar com os blindados sobre as barracas dos sem-terra, que se postaram à frente para impedir que as tendas fossem esmagadas.

Na guerra psicológica contra os militares, o exército do MST anunciou que seguirá exigindo a desapropriação da área. Segundo o movimento, cerca de 41 famílias de pequenos produtores viveram na área até os anos 1960. Ainda segundo o discurso do MST, os agricultores deixaram a propriedade para que o terreno fosse cedido para o Exército. Segundo o MST, até hoje as famílias não foram ressarcidas.

Insegurança do Imperador

Bandidos levaram ontem à tarde, na Praça Euvaldo Lodi, na Barra da Tijuca, o Santana Prata, placa LCD-3810, usado na escolta oficial do prefeito do Rio, Cesar Maia.

Os marginais saíram no lucro porque, no interior do carro, havia um fuzil AR-15 e cinco carregadores – dois com munição 5.65 e três de pistola calibre 40.

O veículo estava sob a responsabilidade de dois sargentos e um guarda municipal que fazem a segurança de Cesar Maia.

O coronel Antonio Amaro, responsável pela coordenação de segurança de Cesar, vai investigar o inusitado furto.

Alarme anti-boiolice

Na insegurança das grandes capitais, pelo menos alguns dispositivos eletrônicos funcionam.

Na madrugada de terça-feira, o alarme foi acionado na agência do Banco do Brasil na Avenida Tucuruvi, na Zona Norte de São Paulo, mas não era um assalto em andamento.

No interior do banco, policiais da Rota descobriram dois homens fazendo sexo, o que acionou o sistema de segurança da agência.

Como os dois mantinham relações sexuais sem que pudessem ser vistos por outras pessoas – o que configuraria atentado violento ao pudor -, o casal acabou liberado pela polícia.

Negócios do Índio

A Bolívia assume hoje o pleno controle da produção e da comercialização de petróleo e gás, com a entrada em vigor dos novos contratos firmados entre a estatal YPFB, a Petrobras, a espanhola Repsol-YPF, a francesa Total, a anglo-holandesa Shell e a britânica British.

O presidente da YPFB, Guillermo Aruquipa, garantiu que a transição, acertada com as empresas na segunda-feira, não vai afetar as exportações de gás para o Brasil e a Argentina, que representarão US$ 2 bilhões este ano para a Bolívia.

"Será um corte simbólico. Em cada usina, em cada local de produção, existe um medidor que vai marcar a saída e, a partir desse momento, vamos controlar todos os volumes que estão sendo produzidos e que vão ser exportados".

O ministro Silas Rondeau, de Minas e Energia, informou que prosseguem em clima cordial as negociações do governo boliviano com a Petrobras, em torno da indenização das duas refinarias que a estatal brasileira instalou na Bolívia.

Lucro para os bolivianos

A nacionalização da produção e da comercialização de petróleo e gás dá à Bolívia US$ 1,3 bilhão a mais de receita, anualmente, do que no período em que as atividades estavam em poder de empresas transnacionais.

Quando da assinatura dos decretos de nacionalização, há um ano, o país recebia US$ 328 milhões anuais.

Agora recebe US$ 1,649 bilhão por ano, segundo a Agencia Boliviana de Información (ABI), órgão oficial de informação do governo boliviano.

“Nacionalização” de Chavez

Poços de petróleo, tanques, estradas, tubos, máquinas, sistemas de controle e os 4 mil trabalhadores que eram contratados pelas transnacionais, agora passam a ser empregados da Petróleos de Venezuela (PDVSA).

O presidente Hugo Chávez anunciou ontem aos empregados do Complexo Industrial Petroquímico e Petroleiro Geral da Divisão José Antonio Anzoátegui, onde anunciou a nacionalização da Faixa Petrolífera do Orinoco.

Com a nacionalização, a PDVSA passa a deter 60% das empresas formadas em parceria com multinacionais que operam na bacia.

Mas as transnacionais ainda ficam com a gorda fatia de 40%, o que torna a nacionalização de Chávez mais uma prestidigitação.

Murdoch, o hostil

A News Corp., do magnata da mídia anglo-australiano Rupert Murdoch, fez uma oferta hostil de US$ 5 bilhões pela Dow Jones, que edita, entre outras publicações, o Wall Street Journal e a revista Newsweek.

A Dow Jones é controlada pela família Bancroft, que reagiu à oferta.
Murdoch afirmou haver "muito tempo" para influenciar os controladores da Dow Jones que se opõem à sua oferta.

Negócios dos controladores

Rupert Murdoch oferece US$ 60 a ação, ou US$ 5 bilhões (R$ 10 bilhões) no total.

As ações da empresa de notícias financeiras dispararam depois que o canal CNBC noticiou a oferta.

A Dow Jones é controlada pela família Bancroft, que detém um tipo especial de ação, e não pode ser vendida sem permissão desses controladores.

Os Bancroft anunciaram que irão se opor ao negócio.

Super Receita operando

Começa a funcionar hoje a Receita Federal do Brasil, fusão entre a Secretaria da Receita Federal e da Secretaria da Receita Previdenciária.

Mais conhecida como Super Receita, a nova estrutura junta num órgão só a administração de todos os impostos e contribuições federais, que no ano passado somaram R$ 525 bilhões.

A máquina responsável pelo terror fiscal fica ainda mais azeitada.

Partidos no vermelho

PT e PSDB são os dois partidos mais endividados do País.

O PSDB tem um saldo negativo de R$ 17,79 milhões.

O PT acumula dívida de cerca de R$ 50 milhões.

Partidos no Azul

Entre os sete maiores partidos a disputar as últimas eleições, só PT, PSDB e PR (ex-PL) estão no vermelho.

PMDB, DEM (PFL até o ano passado), PP e PTB têm saldo positivo.

O maior é o do DEM, de R$ 1,94 milhão, seguido do PMDB, com R$ 1,8 milhão.

O PTB declarou receita de R$ 9,3 milhões e despesas de R$ 8,97 milhões.

A violência se repete como farsa

Dois policiais militares foram assassinados ontem na esquina da Rua João Vicente com a Estrada Henrique de Melo, em Oswaldo Cruz, , no subúrbio do Rio de Janeiro.

Foi neste mesmo local, em fevereiro, onde o menino João Hélio Fernades, de 7 anos, foi assassinado brutalmente após ser arrastado de carro por bandidos ao longo de 7 quilômetros.

Qual vai ser o nome?

Não deve se chamar Record News o nome do novo canal de notícias da Record, que estréia no segundo semestre, no lugar da Rede Mulher.

Um outro nome está sendo estudado, em segredo guardado a sete chaves pela direção da Record.

Não será surpresa se for “Universal News”.

Só depende de não haver conflito com a marca registrada da Universal, companhia cinematográfica de Hollywood, que pertence a News Corporation de titio Murdoch, que hoje é um parceiro indesejado das Organizações Globo.

Derrota’s Secret

Gisele Bündchen, aquele monumento esbelto de 26 anos, rompeu seu contrato com a Victoria's Secret.

Tudo porque a grife de lingerie norte-americana se recusou a aumentar o salário anual de US$ 5 milhões da modelo brasileira.

"O cachê que ela pedia era escandaloso. Ela está fora da realidade. A Victoria's Secret não está incomodada. Vai encontrar novas garotas belas e sexys. A grife não quer participar de nenhuma loucura".

Foi a desculpa dada por um porta voz da derrotada Victoria's Secret para justificar tão valiosa perda.

Detona eles, Mengão

O apoiador Juninho Paulista reaparece hoje à noite entre os titulares do Flamengo na partida contra o Defensor, em Montividéu, no Uruguai, pelo primeiro confronto das oitavas-de-final da Copa Libertadores da América.

O técnico Ney Franco quer dar mais mobilidade ao meio-de-campo rubro-negro e acredita que a equipe não terá problemas por mudar de esquema em menos de uma semana.

Contra o Botafogo, na final do Carioca, Ney Franco escalou o Flamengo no esquema 3-6-1.

Juninho Paulista entra na vaga do zagueiro Ronaldo Angelim, assim como Leandro Salino, que ganhou a posição de Claiton por ser mais ágil na marcação.

Vida que segue...

Fiquem com Deus!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Inteligente, inovador, fortemente analítico e propositivo, utilizando as mais modernas tecnologias para transmissão instantânea e eletrônica de informação privilegiada e análise estratégica, junto com a difusão de novos conhecimentos voltados para a construção e consolidação de novos valores humanos.

11 comentários:

marco disse...

Parece mentira que estejamos hoje reféns dos bolivianos e venezuelanos.O índio Morales,com uma canetada,pode fazer parar parte da indústria brasileira,enquanto o coronel fanfarrão do Caribe continua com sua campanha socialista-bolivariana entre nós.Ídolo do MST,modelo de governante para o Roberto Requião,continua em sua escalada para substituir,em nossas mentes, a figura de Tiradentes - de quem já não se fala mais - pela do Libertador das Américas,Simón Bolivar.Até quando vamos permitir isso?Até quando vamos assistir,de braços cruzados, o MST invadir propriedades privadas impunemente. Ou o Lula,por uma MP,pretende revogar o direito à propriedade da terra?

Anônimo disse...

Muito bom, como sempre; mas aqui vai uma pequenina correção: o estúdio de Hollywood que pertence à News Corporation de Rupert Murdoch é a 20th Century Fox (http://en.wikipedia.org/wiki/20th_Century-Fox), e não a Universal (http://en.wikipedia.org/wiki/Universal_Studios).

AO SOM DAS BOTAS disse...

A "chave" do Luiz.

Luiz, um dia você ganhou uma “chave”, disseste: “olhe Marisa que chave bonita”, de fato era uma “chave” esquisita, "vermelha", toda trabalhada, quente, feita de um material diferente, nunca jamais visto. Aí tu ficaste curioso para que serviria tão extraordinária “chave”, que porta com ela se abriria, procurou, procurou e enfim achaste a porta em cujo orificio a “chave” se encaixava perfeitamente, sem pestanejar introduziste a “chave” no “buraco” e girou-a rapidamente, pronto a porta se abriu.

Pronto Luiz, você conseguiu, abriste a ‘PORTA DO INFERNO”, do teu inferno Luiz e para onde vais carregar toda tua família, teus “companheiros”, teus amiguinhos dito “intelectuais”, teu “políticos venais”, teus “jornalistas de bolso”, enfim todos os “vermelhinhos” e canalhas deste País, irão atravessar contigo os umbrais da porta que tu abriste. Escute o som atrás de ti, preste atenção no compasso, o que lhe parece? Não adivinhas? É o som das BOTAS que irão te ajudar nessa “passagem”.

Não adianta correr Luiz, quem abre essa porta não tem volta, vais pedir socorro para quem? Para o Hugo, quem sabe o Evo, talvez o Zé, o Franklin, quiçá a Dilma, não Luiz eles já estarão do outro lado da porta só te aguardando, não sobrou ninguém Luiz, enfim encontraste a tua morada, a recepção já está pronta, ouça os gritos: “misericórdia”, “perdão”, tarde demais!

Vá Luiz, vá logo para dentro do teu futuro e eterno “lar”, hás de apreciar, lá é tudo “VERMELHO” que nem tu Luiz, afinal Luiz foi de lá que você nasceu. Volte Luiz, volte logo para a casa do teu "pai" e o “DIABO QUE TE CARREGUE”, o mesmo que te deu a "chave".


Bootlead

http://bootlead.blogspot.com/

Anônimo disse...

Saudações.

ASSUNTO:
CALANDO A "COMUNIDADE DA INTERNET"

POR QUE ?

POR QUE A CENSURA ?

QUEM SAIRÁ GANHANDO ?

SAIRÁ GANHANDO TODOS AQUELES QUE NÃO QUEREM QUE ALGUMAS VERDADES SEJAM DITAS.


Hoje, falando pelo PSDB do PT:
Neste momento (16:49 h - 02/05/07), o Senador EDUARDO AZEREDO do PSDB/MG , está discursando sobre:

PROJETO PARA IDENTIFICAR O USUÁRIO DA INTERNET POR 3 ANOS.

Malandramente ele informa que o PROVEDOR é que ficará responsável pelo que o usuário fizer na conexão.

NOTA:

1) TODA A TURMA DO PSDB DO PT ESTÁ CONCORDANDO !!!
Silêncio conivente do DEM, antigo PFL. (acho que hoje é DEM do PT)

2) Todo o senado passou a tarde de hoje elogiando "mortos".
São "HORAS E HORAS DE TRABALHO DO SENADO" usadas para N A D A ...
Biografias e mais biografias inúteis.
Trabalho produtivo --- Z E R O

3) Ideologicamente, a viuva do falecido comunista Paulo Freire sentou-se à mesa do senado.
Tuma, Suplici, et c... etc., elogiaram e perderam horas de trabalho...
O Sr. Renan elogiou a presença, alegando que essa presença "na mesa" traz muito orgulho para a casa.
Será que todos os BRASILEIROS pensam assim ?
Lamentável a "lavagem cerebral comunista" em execução.

4)Eu não sabia ...hoje o "senador que estiver na tribuna" pode fazer "PROPAGANDA COMERCIAL".
Hoje foi a UOL, Folha de São Paulo, etc....
Durante horas ...

CONCLUINDO.
Sobre os assuntos relevantes, como o "CASO COLÔMBIA", CPI do Apagão, etc., etc., etc... NADA, NADA, NADA......

Atenciosamente.

ALGUÉM QUE AINDA PENSA QUE HAJA SOLUÇÃO PARA ESSA CRISE MORAL, ÉTICA.
ALGUÉM QUE ACREDITA QUE A OMISSÃO DAQUELES QUE DEVEM DEFENDER A DEMOCRACIA E A CONSTITUIÇÃO SÃO UM GRUPO PEQUENO, QUE ESTARÁ BREVEMENTE COLOCADO À ESQUERDA DA "LEGIÃO" ....

Anônimo disse...

A maior doença do homem é não admitir quando erra !

Ricardo .A.F

RIGHT WING disse...

Jorge, aqui entre nós... vc consegue ver alguma luz no fim do tunel?????????????

BRASIL ACIMA DE TUDO! disse...

SOMOS SOLDADOS POBRES, JAMAIS SEREMOS POBRES SOLDADOS.

TERNUMA Regional Brasília



Pelo Cel Res Gerson Marquardt



São cegos e inconseqüentes. Não olham nossos olhos. Não compreendem e não aceitam nossa altivez. Não tem a coragem e a grandeza de enfrentar o olhar franco e iluminado do soldado.

Não existe traição, perfídia, perseguição sem fim, rancor sem limites, vingança covarde que nos destrua. Somos mais fortes, treinados na adversidade, resistentes na agonia, unidos na dor. Nós esperamos, perseveramos, resistimos. E aguardamos!

Se enganam os que buscam nosso fim, agindo covardemente, tentando nos asfixiar pela falta de recursos, municiando nossos detratores, investindo contra nossa sagrada missão, desprezando nossas instituições. Instituições seculares, sagradas, permanentes, indispensáveis à Nação.

SOMOS SOLDADOS POBRES, JAMAIS SEREMOS POBRES SOLDADOS

Anônimo disse...

Anônimo 5:46h - Não surpreende mais as traições do Senador Eduardo Azeredo. Apenas para refrescar a memória: ele é o responsável pela Lei 10.740/03 que torna nossas eleições “inauditáveis”. Esta lei foi aprovada em 1º de outubro de 2003, na Câmara, na calada da noite, sem qualquer discussão técnica. Só sei de uma coisa: para mim CHEGA de “socialistas, trabalhistas, comunistas” e quaisquer outros “istas” que surgirem por aí. Acabou!

RIGHT WING disse...

Amigos que aqui comentam e tb meu caro Jorge:

Estamos sem representação! Meia dúzia de jornalistas tentam informar e acordar a população, mas após 5 anos de imundice generalizada, tudo o q conseguimos foi a reeleição do Mafioso com o aval do povo, do empresariado e dos poderosos para a transformação deste país num lixo fedido e podre.

NÃO EXISTE SAÍDA, ATÉ OS AEROPORTOS ESTÃO PARADOS!
ESTAMOS PRESOS E ELES LIVRES, LEVES E SOLTOS!

Anônimo disse...

Saudações.

ASSUNTO REFERENTE AO COMENTÁRIO: RIGHT WING disse...
Estamos sem representação!

Estou totalmente de acordo com seu comentário.

Seu comentário foi gentil ao escrever as palavras "sem representação".

... o que nos falta é liderança mesmo...

MAIS CLARAMENTE:
...nos falta liderança militar que parece ser a última dose do antídoto dessa doença "vermelha" que assola esse país doente terminal...

Atenciosamente.

...já fomos felizes e não sabía-mos...

José Paulo Malquias Ex Cabo da FAB disse...

“DIREITOS DE IGUALDADE”.


Só queremos do Presidente Lula, os direitos de igualdades para toda a unidade de Cabos da FAB, que foram punidos injustamente como “Subversivos de Fundo Comunista” pela Portaria 1.104/Gm3/1964, vigente do Alto Comando da Aeronáutica no período da Ditadura Militar, os quais em sua administração, só foram anistiados 2.880 Ex Cabos ficando o restante com seus direitos prejudicados. Não pode haver dois pesos e duas medidas em uma portaria que puniu os Ex militares da FAB na mesma situação. Ou anistia-se com justiça todos como determina a Lei, ou não anistia ninguém. Uma Portaria não poderia de forma alguma substituir a “Lei do Serviço Militar e seu Estatuto”, assim como a “Lei de Anistia Política 10559/2002”, não pode de forma alguma ser contrariada pelo um Governo que se proclamou democrata. Só pedimos o cumprimento da referida Lei que assegura os direitos líquidos de todos idosos ex militares da FAB que foram punidos pela referida Portaria, onde efetivamente, tinha sido fortalecido pelo Ato Institucional nº 5, que penalizou uma parte da população brasileira no período de 1964 á 1985. E atualmente, a Constituição de 1988 vem sendo desrespeitada no transcurso do seu 1º e 2º mandato. Até quando vamos continuar sendo perseguidos com os nossos direitos retirados abruptamente pela Comissão de Anistia do Ministério da Justiça do seu Governo?