terça-feira, 21 de agosto de 2007

Esquizofrenia oficial: Tarso Genro acredita que julgamento do Mensalão não respinga no governo Lula

Segunda Edição de Terça-feira do Alerta Total http://alertatotal.blogspot.com/

Ouça agora o podcast Alerta Total no seu computador.
http://podcast.br.inter.net/podcast/alertatotal

Adicione nosso blog e podcast a seus favoritos do Internet Explorer.

Por Jorge Serrão

O Supremo Tribunal Federal começa a decidir nesta quarta-feira, a partir das 10 horas, se aceita ou não a denúncia da Procuradoria-Geral da República contra 40 acusados de envolvimento no Mensalão. O ministro da Justiça, Tarso Genro, interpreta que o escândalo "não respinga no Palácio do Planalto, pois não tem qualquer alusão ao governo e ao presidente Lula". Tarso deve saber bem o que afirma. A sessão será transmitida ao vivo pela TV Justiça, pela DirecTV e pela Rádio Justiça, inclusive pela internet. Dois telões foram instalados no edifício do Supremo para jornalistas e para o público que quiser assistir à sessão.

Ao contrário do que interpreta e prevê Tarso Genro, a denúncia do procurador-geral Antonio Fernando de Souza ao STF aponta para a existência de uma "sofisticada organização criminosa" chefiada pelo ex-chefe da Casa Civil e deputado cassado José Dirceu (PT-SP). O julgamento pode transformar em réus outras figuras-chave do primeiro mandato do governo Lula, como o ex-ministro Luiz Gushiken, da extinta Secretaria de Comunicação da Presidência, e o ex-presidente do PT e deputado federal José Genoino (PT-SP).

O ministro Joaquim Barbosa (indicado para o STF no governo Lula) lerá o relatório de 50 páginas em que resume a denúncia. Em seguida, o procurador-geral Antonio Fernando de Souza terá uma hora para justificar por que, na avaliação jurídica dele, os ministros devem transformar o inquérito em ação penal. A partir daí, cada advogado dos 40 suspeitos do mensalão terá 15 minutos para rebater a denúncia. Terminada esta longa fase, o o relator volta para analisar questões preliminares propostas pelos advogados. O principal objetivo da defesa é anular provas obtidas em quebras de sigilo bancário determinadas em primeira instância pela Justiça Federal de Minas Gerais, onde as investigações começaram. Na etapa seguinte, Barbosa lerá seu voto, analisando cada imputação feita aos acusados. Depois disso, será a vez de os outros ministros votarem.

Provavelmente daqui a uma semana, na sexta-feira, dia 31, a ministra presidente Ellen Gracie vai proclamar a decisão final sobre a aceitação ou não da denúncia. A tendência é que os ministros do STF vão tocar o processo para frente. Mas é bem provável que o julgamento seja com rigor seletivo. Serão escolhidos “bois de piranha” entre os 40 para o caso seguir adiante, sem que pareça que ficou impune, como realmente ficará. Além disso, os ministros sabem que o julgamento de tal caso pode demorar uma década (literalmente) até ser finalizado. Assim, o tempo será o senhor de quem estiver com a razão do poder. Ou o senhor da impunidade bem planejada na técnica jurídica do Brasil sem Justiça.

4 comentários:

SARGENTO DA MARINHA disse...

Aumento dos Militares

Extraído do site http://www.usinadeletras.com.br

Caros tenentes do Exército que estão nas nossas distantes fronteiras, caros tenentes da nossa Marinha de Guerra que estão arriscando suas vidas em nossos velhos navios, prezados corajosos tenentes pilotos da nossa Força Aérea, é melhor e muito mais vantajoso vocês pedirem baixa das nossas Forças Desarmadas e prestar concurso para cabo da Polícia Mlitar do DF.
Com a inteligência e a escolaridade de vocês, garanto que serão imediatamente aprovados.
Como cabos da Polícia Militar do DF seus salários serão muito maiores.

Além disso, vocês não terão que mudar, continuamente, de residência. Suas esposas terão oportunidade de trabalhar, seus filhos não vão mudar constantemente de escola e trocar, de dois em dois anos, os seus amigos do peito. Vocês terão estabilidade para viver o resto da suas vidas, numa cidade com todos os recursos que Brasília possui. Receberão terreno para construir a casa própria.Terão equipamentos modernos. O atendimento de saúde de seus familiare será excelente, pois, além do Serviço Medico da PM, vocês contarão com o Hospital das Forças Armadas.

O governo Lula que paga vocês é o mesmo que paga a Polícia Federal, A Policia Rodoviária Federal, a Polícia CIvil e a Polícia Militar do DF. O dinheiro sai todo do mesmo saco.

Agora acenam para vocês com um aumento de 14%. Se sair o tal aumento penso que será parcelado, como das outras vezes. E mesmo que saia de uma só vez voces ganharão o mesmo que um 3ºsargento da PM.

Portanto, às favas a vocação.

Agora vejam a diferença de tratamento. A PMDF fez dois dias de operação padrão, com o objetivo de melhorar os seus vencimentos. O governador Arruda foi correndo ao Palácio da Planalto e pediu o aumento para eles . O Sr Lula e a Sra Dilma autorizaram na hora. O aumento já vai ser creditado.

A Policia Federal fez operação padrão e ganhou. A Polícia Rodoviária vai no mesmo caminho
Enquanto isso os nossos controladoprers de vôo, que ganham em torno de 1500 reais mensais, se meteram a fazer operação padrão e agora vão ser julgados por motim pela Justiça Militar.

Chega de subserviência. Vamos exigir o mesmo tipo de tratamento.

Um general de 4 estrelas deveria ganhar o mesmo que um ministro dos Tribunais Superiores e daí para baixo estabelecer o pagamento do restante.

O Exército lembra, até hoje, de Calógeras, o único civil que foi Ministro da Guerrra. Calógeras reformulou o Exército. Modernizou-o. Deu-lhe instalações adequadas. Pagou salários decentes. É lembrado até hoje.

O novo Ministro da Defesa tem tudo para se tornar um novo Calógeras ou então cair, para sempre, no esquecimento. Ele poderia começar lutando pela dignidade dos nossos vencimentos.

Ustra


Obs.: Carlos Alberto Brilhante Ustra é coronel do Exército (reformado), autor dos livros "Rompendo o Silêncio" e "A Verdade Sufocada - A História que a esquerda não quer que o Brasil conheça" (F.M.).

Só para contribuir com o texto, atualmente eu e minha família estamos morando em Belém, fui movimentado do RJ para cá a serviço. Fiquei interessado em ser policial militar do DF.

Anônimo disse...

O que causa estranheza é que as "otoridades" pedem devolução de dinheiro(supõe-se que tenha sido desviado), pedem que mandatos sejam cassados, direitos políticos sejam suspensos, contratos c/ orgãos publicos sejam impedidos, etc.,etc.. Sim, e daí? Não se pede cadeia? Não houve crime?
Só queria entender...

Anônimo disse...

Minha mãe me ensinou, já quando eu era pequeno: O malando nega veementemente suas trapaças. De tanto negar vira inocente e vítima. Assim acaba por derrotar seus inimigos. O homem de boa índole que se envolve com um trapaceiro cai no primeiro obstáculo e acaba ficando o ruim da história.
E agora, nós retrocedemos àquela época, de 50 anos atrás, graças à pouca educação do nosso povo, cujas mães não conseguem ensinar a banir o malandro de carteirinha.
Enquanto isso: Viva! Tarso Genro.

Anônimo disse...

Caro Sargento da Marinha:
Gostaria de lhe dizer que a primeira graduação para entrada na PMDF é a de Soldado. Para ingresso, ao contrário das Forças Armadas, exige nível superior e elevado grau de habilidades intelectuais, físicas e psicológica.
Além do mais, para trabalhar na rua (e não no interior de um aquartelamento) é necessário mais um requisito: coragem.
Portanto, antes de tentar valorizar o profissional militar desmerecendo o profissional policial militar, reflita sobre o quanto vale a vida de um homem que trabalha nas ruas, exposto a todos os tipos de mazelas.

As portas da PMDF estão abertas, caso você atenda aos requisitos acima citados e se disponha a fazer parte do nosso honrado efetivo.