segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008

CPI das ONGs prepara devassa nos contratos de Marta Suplicy com fundação da UnB acusada de irregularidades

Edição de Segunda-feira do Alerta Total http://alertatotal.blogspot.com/

Adicione nosso blog e podcast a seus favoritos do Internet Explorer.

Por Jorge Serrão

A ministra do Turismo de Lula, que sonha voltar à Prefeitura de São Paulo, sofrerá grandes pesadelos com as investigações da CPI das ONGs. Martga Suplicy será alvo de investigações sobre os contratos firmados na gestão dela entre a Prefeitura de São Paulo e a Finatec – a fundação da Universidade de Brasília sob intervenção por práticas administrativas irregulares. Em 2003, a Prefeitura de São Paulo contratou a Finatec por mais de R$ 12 milhões. Pagou R$ 9 milhões, sendo que quase R$ 5 milhões foram parar no caixa de um consórcio de consultores composto pela Intercorp e pela Camarero. As duas consultorias são ligadas intimamente aos petistas. O dono da Intercorp é Luiz Antônio Lima, que, segundo a revista "Época", foi assessor da prefeitura petista de Porto Alegre.

Preocupado com seu terceiro lugar nas pesquisas para a sucessão de si mesmo, atrás de Geraldo Alckmin e de Marta Suplicy, o prefeito Gilberto Kassab (DEM) determinou ontem que a Corregedoria do Município instaure processo de correição na Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (SMADS), especificamente voltado para o exame de contrato realizado com a Finatec. Kassab anulou o contrato da gestão Marta e agora e quer entrar na Justiça para recuperar o dinheiro. O caso promete render na campanha eleitoral paulistana. O ex-secretário das Subprefetrituras de São Paulo na época em que Marta era a prefeita, Antônio Donato, nega as acusações. Donato garante que foi o próprio Kassab (agora perseguidor) quem contratou a Finatec em 2007 pela Secretaria de Ação Social.

A Finatec foi contratada para assessorar a implantação das subprefeituras. A auditoria já constatou ausência de documentos comprobatórios dos serviços prestados e muitos indícios de que não foram efetivamente prestados. O relatório das irregularidades constatadas foi encaminhado ao Tribunal de Contas do Município e ao Ministério Público Estadual. O caso tem tudo para render mais um processo contra Marta Suplicy. Mais um caso em véspera de eleição que vai dar rigorosamente em nada.

Viva a investigação

Um documento Controladoria Geral do Município do Rio de Janeiro, através de sua Auditoria Geral, aponta diversos problemas na ONG Viva Rio - aquele que lidera campanhas contra o desarmamento.

Os principais problemas apontados são a ausência de comprovação de despesas administrativas, a falta de evidência de acompanhamento de serviços executados, discrepância de valores, ausência de documentos fiscais, despesas realizadas em desacordo com os objetos dos convênios, entre outros gastos não justificados que totalizam quase R$ 50 mil.

O documento, que circula no Congresso, chama a atenção que o Secretário Executivo do Viva Rio, Rubem Cezar Fernandes, seja sócio de uma empresa que prestou serviços à própria entidade

O Viva Rio integra a rede mundial de organizações não-governamentais chamada IANSA (International Action Network of Small Arms), que é financiada por indústrias estrangeiras de armas de fogo, principalmente a americana e inglesa, que, há muito, estão de olho no mercado brasileiro.

CPI de araque

Indicado pelo PT para assumir a relatoria da CPI do Cartão Corporativo, o deputado Luiz Sérgio (RJ) defende que as investigações comecem por uma auditoria completa na prestação de contas e notas fiscais apresentadas por quem usou o cartão ou é detentor de conta B.

No Poder Executivo, existem 11,5 mil cartões corporativos e mais de 20 mil contas do tipo B.
Essas contas bancárias (em nome do ordenador de despesas de cada órgão) seriam substituídas gradativamente pelos cartões corporativos, criados em 2001.

No ano passado, os gastos com contas B foram de R$ 99,5 milhões e com cartão, R$ 78 milhões.

Tática da oposição

O Senador Álvaro Dias tem uma estratégia e algumas táticas para anular a força governista na CPI dos Cartões:

Defendo a tese de que nós da Oposição devemos adotar a estratégia de participar, mas radicalizando a investigação desse novo escândalo do governo do PT, sem admitir a hipótese de qualquer acordo. Essa investigação não pode ter limite. O único limite que eu admito neste caso é o limite da lei. Assim, dentro dessa estratégia que proponho, os Partidos de Oposição devem encaminhar, formal e oficialmente, ao Ministério Público, cada fato relevante apurado, pedindo a abertura do competente inquérito. Isso quer dizer que não devemos aguardar o Relatório final desta CPI porque ele vai ser faccioso. Não podemos duvidar disso, pois, se trata de uma CPI chapa branca, que vai gerar um relatório favorável ao governo. Daí a tese que defendo de não esperar o Relatório Final, mas anteciparmos-nos com o encaminhamento dos fatos apurados imediatamente para a Procuradoria Geral da República, que, pela Constituição, tem competência para processar membros do governo”.

Vale a pena tentar o ataque direto às irregularidades no caminho processual-judicial.

Vídeos de sucesso

O filósofo Olavo de Carvalho faz um desabafo contra o PT e seus parlamentares (principalmente contra o agora relator da CPI dos Cartões), revelando a ligação da política com o narcotráfico na América Latina.

http://br.youtube.com/watch?v=KtuDhG2Fpl0

Relembre também o discurso de 21 de junho de 2006, no qual o falecido senador Antônio Carlos Magalhães afirma que Lula é o maior ladrão do Brasil.

http://www.weshow.com/br/p/29508/acm_chama_lula_de_ladrao

De cabeça para baixo

O jornalista Pedro Porfírio observa que puseram nossa pátria amada de cabeça para baixo.

O Executivo legisla por medidas provisórias, o Judiciário, por liminares, e o medíocre Poder Legislativo simula investigar para ser pautado pela grande mídia.

No caso da medida provisória, embora ela possa ser reeditada muitas vezes, tem prazo para votação no Congresso e ainda tranca sua pauta.

Já nas liminares, elas podem durar como se fossem leis: estão aí os escândalos dos bingos, dos combustíveis adulterados e outros mais que não convém falar aqui, agora.

Leia o artigo dele: Por que a Lei de Imprensa é o filão dos danos morais

Ação Popular contra Lula

Luiz Inácio Lula da Silva, nosso popular chefão, é alvo de uma ação popular por improbidade administrativa: processo 200860000022479.

A ação foi impetrada por Paulo Magalhães Araujo (OAB/MS 10.761), numa iniciativa da ONG Brasil Verdade.

Leia aqui os argumentos da Ação Popular – mais uma a pressionar o desgoverno.

Porre de desgoverno

O sensacional Macaco Simão indagou em sua coluna:

Se o Obama ganhar? Vai ser Obama na Casa Branca e OBRAHMA no Planalto

Vai não, Simão. O chefão aqui prefere Kaiser.

E a liminar para a turma da Varig?

O Jornalista Pedro Porfírio lembra que o PDT assinou uma Ação Direta de Inconstitucionalidade - a ADI 3994 - contra artigos da Lei 11.101/05, que ferrou de cara 9 mil trabalhadores da VARIG, cujos direitos trabalhistas foram solenemente desconhecidos.

Na ação de agosto do ano passado, que criou o primeiro grande desconforto para o ministro Carlos Lupi, o PDT também requereu LIMINAR.

Só que a petição dormita entre as pilhas de processos distribuídos ao ministro Ricardo Lewandowski, desde o dia 2 de agosto de 2007.

Apelo

Cleia Carvalho, Pensionista do fundo AERUS/VARIG, faz mais um apelo ao desgoverno Lula:

Todos os aposentados e pensionistas do Instituto AERUS/VARIG, estão sendo torturados e massacrados pelo nosso atual governo por não ter o mesmo amor ao próximo. Porque estão nos enrolando tanto para resolver uma situação gravíssima como a nossa?

A pensionista lembra que, por causa do descaso do nosso governo, a cada dia que passa temos notícias de mortes de amigos que não agüentaram viver com tantos sofrimentos morais intensos em todos os sentidos:

A nossa decadência, se deve a má administração e incompetência dos órgãos que não fiscalizaram os nossos direitos dentro da lei. E por que temos que suportar tal castigo causado por terceiros? Como cidadãos honestos, não merecemos, pois pagamos para ter uma vida tranqüila. Queremos solução imediata e não enrolação!

Fome de negócio

Hoje, o brasileiro gasta fora de casa 25% das despesas com alimentação.

Nas daqui a cinco anos, esse número deve subir para 40%.

Por isso, várias redes de restaurantes de pequeno porte estão à venda e (quase) todas as grandes dizem ter apetite para comprar.

Fundos como Advent, Merrill Lynch, UBS Pactual e Deutsche Bank estão com fome desse negócio que movimenta acima de R$ 100 bilhões por ano no Brasil.

Farra do Crédito

O montante destinado às operações de crédito do sistema financeiro nacional deverá atingir a marca histórica de R$ 1 trilhão entre julho e agosto deste ano.

O mercado estima que a concessão de crédito deverá terminar o ano de 2008 no patamar de R$ 1,1 trilhão, aumento de 21%.

O volume emprestado encerrou dezembro de 2007 em R$ 932,311 bilhões - 34,7% do Produto Interno Bruto (PIB) do País.

Quem trabalha mais?

Uma pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia Estatística (IBGE) derruba o mito do senso comum de que os paulistas são os que mais trabalham no Brasil.

Considerando os números de horas efetivamente trabalhadas, o Rio de Janeiro é a cidade onde os habitantes têm a maior média de horas trabalhadas por semana, em comparação com outras cinco capitais brasileiras

Em 2007, o carioca trabalhou, em média, 41,1 horas semanais.

Em segundo lugar vêm os recifenses, com 41 horas, e São Paulo só surge em terceiro, com 40,7 horas.

Você acredita?

O moribundo Fidel Castro foi substituído na presidência do Conselho de Estado, órgão máximo de poder na ilha, pelo seu jovem irmão Raúl Castro, de 76 anos.

Confirmado presidente ontem pela Assembléia Nacional de Cuba, Raúl avisou logo no discurso de posse que vai reestruturar a máquina estatal, cortando órgãos para diminuir a burocracia.

E prometeu que na semana que vem eliminará "proibições simples", dando mais liberdade ao povo do último país socialista do Ocidente.

Raúl só não detalhou quais direitos os cubanos ganharão.

Leia o artigo de Maria Lucia Barbosa: “Só se salvarão os que sabem nadar”

Por falar em Nazismo...

O ditador alemão Adolf Hitler era um apaixonado pelos desenhos de Branca de Neve e de Pinóquio dos estúdios de Walt Disney, até o ponto de se entreter fazendo cópias dos desenhos, segundo um historiador norueguês.

William Hakvaag, diretor do Museu da Guerra de Lofoten, na Noruega, adquiriu quatro cópias de desenhos saídos das mãos do "Führer".

As cópias, datadas de 1940, um ano depois da invasão da Polônia que culminou na Segunda Guerra Mundial, foram adquiridas por Hakvaag em um leilão na Alemanha e levam a sigla "A.H." ou, no caso da Branca de Neve, como "A. Hitler".

O ministro da Propaganda, Joseph Goebbels, presenteou o líder no Natal de 1937 com 12 cópias de filmes do rato Mickey e, segundo lembra a "Spiegel", a partir daí surgiu o projeto de dar ao regime sua própria produtora de desenhos animados.

Inglês guloso

Um homem britânico de 34 anos morreu no fim de semana após engasgar durante uma competição para ver quem comia a maior quantidade de bolinhos doces.

A competição, realizada num bar da cidade de Swansea, no sul do País de Gales, era parte de uma festa para arrecadar fundos para uma exposição de arte.

Após o homem desmaiar, supostamente com um bolinho entalado na garganta, os funcionários e freqüentadores do bar tentaram reavivá-lo, mas as tentativas foram em vão.

18 Taças Guanabara

Mengo! Mengo! Mengo!

Créeeeeeeeeeeeeeeeeeeuuuuuuuuuuuuuu, no Fogão!

Vida que segue...

Ave atque vale!

Fiquem com Deus!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Inteligente, inovador, fortemente analítico e propositivo, utilizando as mais modernas tecnologias para transmissão instantânea e eletrônica de informação privilegiada e análise estratégica, junto com a difusão de novos conhecimentos voltados para a construção e consolidação de novos valores humanos.

Nenhum comentário: