terça-feira, 25 de março de 2008

Vai tudo bem, obrigado!

Edição de Artigos de Terça-feira do Alerta Total http://alertatotal.blogspot.com

Por Arlindo Montenegro

Um amigo, que gerenciava uma multinacional em sua pátria antes da tomada de poder pelos comunistas e foi obrigado a retirar-se com dois filhos menores, com uma mão na frente e outra atrás, deixando o patrimônio moral, material e afetivo lá em Angola, mandou-me um destes pps que circulam pela internet, intitulado “Consertando o Mundo”.

Um cientista, aporrinhado pelo filho menor rasga um mapa e manda o menino “consertar o mundo”, pensando ocupá-lo por um bom tempo. Em minutos a criança diz: “Pai, acabei”. O cientista olha e vê o mapa montado e correto. “Como você conseguiu?” “Foi fácil, eu não sabia como consertar o mundo, mas sabia como era o homem que estava do outro lado: consertei o homem, consertei o mundo.”

O diacho é que cada homem é diferente e nenhuma civilização, nem mesmo a cristã deu jeito de unificar e isolar a bestialidade. Fico pensando nas inteligências, nos homens de visão, nas pessoas conscientes que atentam para o que ocorre aqui, no quintal da nossa casa: hábitos, modismos, alardes, contas a pagar, cartões de crédito, pão e feijão mais caro cada dia, emprego mais difícil e pretensões de consertar o nosso mundo limitado, pior ainda.

Na década de 1960, ouvi de um casal de intelectuais formados pelo ITA e USP, que a ONU seria o governo mundial, num mundo pacificado. Na ignorância juvenil, fiquei admirado, perplexo até! Um governo lá tão longe, ia dar as cartas por aqui? Chego à velhice ouvindo os repetecos e alarde sobre ideologias, crenças, poder, controles e partidos. E percebendo que os partidos, são blocos monolíticos e impermeáveis onde imperam “donos” que parecem ouvir somente a própria voz e os louvores dos filiados mais próximos. Que nenhum partido se dá ao trabalho de montar um plano estratégico fundado no bem comum e na soberania pátria, muito menos polemizar racionalmente para escolher e divulgar caminhos diferentes, inovadores . Que isto, incluindo esta página, parece mais conversa pra boi dormir.

O painel que utilizo como mapa mental mostra que os controladores do mundo fundaram um clube com o nome de Diálogo Interamericano, que pariu o Foro de São Paulo, que elegeu o Presidente Lula e mais recentemente os presidentes da Venezuela, da Argentina, do Peru, da Nicarágua, da Bolívia...

E que as farc participam do Foro São Paulo, treinam o mst e todos juntos aplaudem e ajudam a nova e mais poderosa força armada guerrilheira do Brasil (Revista Isto É, 26/Mar/08), a LIGA DOS CAMPONESES POBRES, atuante em Rondônia, Minas Gerais e no Pará, com conhecimento das Forças Armadas há mais de um ano, com o silêncio da imprensa até agora, com o beneplácito do governo que na linha do seu partido, o PT, reconhece os narcotraficantes sequestradores das farc, como “força insurgente”, gente fina, que luta para dominar a Colômbia e destituir o governante eleito e aprovado por 85 ou mais por cento da população daquele país. Tudo isto contra o capitalismo e o império americano que subsidia a Venezuela com a compra do petróleo, dólares que financiam as pretensões da revolução bolivariana, pese a miséria do povo, aprovada por Fidel Castro, amigo particular do Presidente Lula e dos que o cercam.

Tudo isto me faz pensar como um desvairado nas possibilidades futuras dos que vão integrar uma América Latina com nova divisão territorial, novas fronteiras, novos países limitados por biomas e culturas locais diferenciadas: Amazônia em sua integridade, Chaco e Pantanal em sua integridade, Pampas em sua integridade, Cerrado com todas as riquezas minerais intocadas. Com a facilidade que as oligarquias locais dominantes já estão desde a fundação do Brasil, prontinhas para servir aos colonizadores, garantindo seu churrasco, peixada, uísque e meninas de programa, preferencialmente menores de idade.

Grana e organizações aéticas, ignorantes e de cabresto, não faltam. Violência drogada, não falta. Drogas submetendo a juventude, anulando o espírito crítico e vontade, não faltam. Desinformação estratégica local e importada, não falta. Veículos de divulgação e propaganda permanente, não faltam. A costura deste admirável mundo novo vem sendo feita pelos controladores das finanças mundiais há mais de meio século.

Isto soa como teoria da conspiração! É apenas construção de mente ociosa!
Por favor, deletem. O país nunca antes jamais em tempo algum “se beneficiou-se”nem “beneficiou” tantos em tão pouco tempo. A dívida externa está paga. Podemos “atrevessá” sem arranhão a quebradeira dos EUA. O Produto Interno (dos) Brutos está crescendo. Tem crédito nos bancos pra quem quiser. A educação vai bem, a saúde vai bem. O mundo tem conserto... o homem... sei não!

E você vai bem?

Arlindo Montenegro é Apicultor e dá suas ferroadas por aqui sempre que a polêmica exige.

Um comentário:

Eraldo Angelo disse...

Caríssimo Sr.Arlindo Montenegro. Finalmente alguem escreveu algo com sabedoria tal que dispensa comentários. Mas quero comentar. Foi Disraeli quem disse que o mundo é governado por pessoas muito diferentes das que vemos nos bastidores. Jorge Serrão afirma que quem dá as cartas na condução do mundo é a casa dos Rotschild, de Londres. Eu, modestamente, só sei que o poder está onde está o dinheiro. O dinheiro, foi criado, acredito, com a melhor das intenções, pois o sistema de trocas seria impossível na atual vastidão dos negócios. Mas, daí criaram a moeda papel, na qual aplicam o valor que bem entendem. Agora, temos a moeda virtual, que nada mais são do números na tela do computador. Meu Deus do céu, Quem controla isso? Quem tem poder para exercer influência sobre essa parafernália? Coitados que somos, com um presidente semi-analfabeto. Pertencente a um partido político composto de patifes. Falando em patifes, lí, não lembro onde, uma frase assim: de cada cem bolchevistas - ou comunistas, ou socialistas, ou esquerdistas, ou petistas, tanto faz - um é autêntico lider, 39 são patifes e os outros 60 são imbecis. É cruel, mas temo que seja verdadeiro.