sábado, 9 de agosto de 2008

Por que Cabo Anselmo não é candidato a Presidente?

Edição de Artigos de Sábado do Alerta Total http://www.alertatotal.blogspot.com

Adicione nosso blog e podcast aos seus favoritos.

Por Luciano Blandy

"Presidente da República... Só faltava essa". Fui surpreendido com a notícia, divulgada no Jornal do Brasil de quinta-feira, que meu cliente José Anselmo dos Santos, estaria planejando candidatar-se à Presidência da República em 2010. Segundo dava conta a matéria, existiriam cinco partidos “de direita” interessados em lhe conceder legenda e a suposta campanha teria até slogan: “Salvei o Brasil do comunismo em 64 e irei salvá-lo de novo”.

Em momento algum acreditei que tal devaneio tivesse partido da cabeça de Anselmo por alguns singelos motivos que passo a enumerar:

1 – Não existe um único partido de direita, assim considerado aquele que defende de forma intransigente o liberalismo econômico e o conservadorismo político, quanto mais cinco. A sociedade brasileira de hoje encontra, no máximo, representações políticas de centro-esquerda e esquerda liberal (respectivamente DEM e PSDB), além de outras legendas puramente fisiológicas e sem qualquer ideologia política que não o poder pelo poder.

2 – José Anselmo dos Santos, antes de se candidatar a qualquer cargo público, é candidato a cidadão brasileiro. O que pleiteia é somente sua identidade como cidadão brasileiro para que possa viver o que lhe resta de vida como tal.

3 – O slogan divulgado é de um exagero incompatível com o entendimento de Anselmo acerca de si próprio. José Anselmo dos Santos não acredita que tenha “salvado o Brasil” de nada em 64. O que já mencionou incontáveis vezes – inclusive neste blog, em entrevista, foi que sua rendição às forças da repressão (e a palavra correta é essa - rendição – e não traição) contribuiu para por fim ao derramamento de sangue a que a nação se via vítima por conta da ideologia de descelerados que, do alto de suas coberturas de luxo, ou de seus auto-exílios na Europa, enviavam jovens para morrer em uma luta que sabiam perdida. Mesmo assim, Anselmo não foi o único. Muitos além dele, alguns inclusive integrando cargos importantes no Governo, ou recebendo polpudas indenizações do Estado, também tomaram a mesma decisão. A de não morrer por uma causa perdida.

4 – Anselmo tem plena noção de suas capacitações e limitações. Ao contrário do nosso sindicalista-presidente, ele sabe que governar um país demanda muito mais do que discursos inflamados e retórica, e não se sente capaz, mesmo com tudo o que vivenciou, leu e estudou, de governar um país tão cheio de contradições como o nosso.

Diante destas impressões iniciais, tentei buscar contato com meu cliente para confirmar minha conclusão ou constatar que o sofrimento o deixara louco de pedra. Feliz, concluí que meu cliente/amigo ainda não perdeu sua sanidade. Nem ele tinha conhecimento desta história.

Fui em busca, então, da verdade, já que também conheço o Dr. Carlos Alberto Augusto e sei que o mesmo não é dado a inventar histórias ao sabor dos ventos.

A verdade é que, segundo Carlos Alberto, algumas pessoas que militam em pequenos partidos e sabem de sua proximidade com Anselmo, chegaram a lhe sondar acerca do interesse dele em futuramente se candidatar à Presidência da República. Procurado pelo repórter do Jornal do Brasil, comentou que até esse tipo de sondagem havia lhe chegado aos ouvidos.

Diante deste fato bizarro, duas são as constatações:

1 - José Anselmo dos Santos, 44 anos após o célebre discurso escrito por Marighela e lido por ele na Associação dos Marinheiros continua a ser objeto de boataria: Já foi agente da CIA, agente do CENIMAR, delegado da Polícia Federal, candidato a vereador e agora, pré-candidato à sucessão do Presidente Lula. O nível de boataria a seu respeito só se iguala a outro célebre personagem do folclore nacional: O chupa-cabras que a todo momento retorna à imprensa na boca de alguém que o viu ou dele foi vítima.

2 – O brasileiro, após deixar a esperança vencer o medo, a viu ir embora e a procura desesperadamente nos lugares mais absurdos. Já vi campanhas e buchichos tentando alçar à Presidência da República personagens como Olavo de Carvalho e General Heleno, pessoas que, embora patriotas e aparentemente honestas, não tem a mínima vocação para o cargo. Na esteira deste quase desespero, a luta de Anselmo para recuperar o direito à cidadania brasileira fez dele um virtual candidato ao posto. Durmam com um barulho desses.

Luciano Blandy é Advogado.

PS - O recado do Cabo Anselmo

"Ninguém está autorizado a relacionar meu nome com partidos políticos ou pretensões eleitorais. A única coisa que desejo é ter minha cidadania e identidade devolvida. Considero abusivo que qualquer pessoa fale em meu nome, desrespeitando meu foro íntimo. Em relação ao processo de anistia, especificamente, somente o Dr. Luciano Blandy, tem procuração para falar em meu nome, inclusive na relação com a imprensa".

10 comentários:

Anônimo disse...

"Ninguém, está autorizado..."
Náo se separa, com vírgula, sujeito do predicado.

Alerta Total disse...

Erro corrigido, para que o cara também não seja acusado de traidor da língua portuguesa...

Anônimo disse...

Ótimo comentário Serrão...é cada imbecil que me aparece!

Anônimo disse...

Deve ser lá do Reinaldo de
Azevedo...

Anônimo disse...

Engraçado, "nóis vai ou nóis fica" nos faz passar a maior vergonha no exterior e não vi críticas qto a isso.

Anônimo disse...

"Pera aí,pô!Se Anselmo tem 44 anos
eu tenho 20.Pois estive na Marinha
na mesma época que ele.Essa não!
Creio ter sido engano de seu advo-
gado.

Saudações,Serrão.

Anônimo disse...

Perdão! fui mal na interpretação
da leitura sobre os 44 anos(fal
ta de atenção,o que não justifica
meu erro)de Anselmo.
Corrijo-me: "44 anos após o discur-
so..." e não sobre a sua idade atu-
al.
Perdão, ilustre Serrão!
Perdão, ilustre advogado!
Da próxima serei mais cuidadoso.
Paz para todos! É o desejo deste
anônimo que errou no comentário an-
terior.

Abração.

Anônimo disse...

Foi só uma brincadeira com o Serrão. Como o texto está entre aspas,entendi-o como da autoria do cabo e, não, do jornalista.
Não sou do Reinaldo nem de ninguém. Sou leitor assíduo deste blog,o qual admiro muito.Até já o indiquei para outras pessoas.

Alerta Total disse...

Imagina se eu iria perder a chance de fazer a piada...

ahahahahahahahahahahaha

Anônimo disse...

Anselmo é um grande d um traidor, desgraçado, filho da mãe e que por todas as suas qualidades é amado pelos E.U.A.(Estados Unidos dos Assassinos) Estados Unidos da América.