quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

Rapidinhas Políticas e Econômicas

Edição de Quarta-feira do Alerta Total http://www.alertatotal.blogspot.com

Adicione nosso blog e podcast aos seus favoritos.

Por Jorge Serrão

Socialismo das perdas

Os bancos negociam com o governo redução nas taxas de empréstimos para pequenas e médias empresas.

Desde que o governo aceite dividir com eles o eventual risco de inadimplência, em uma espécie de seguro de crédito.

Com a sociedade sempre pagando a conta mais cara, é mole ser banqueiro no Brasil...

Socialista Fabiano

O megainvestidor George Soros, por exemplo, divulgou ontem ao mercado que quase dobrou sua participação na Petrobras.

Soros comemorou que já tem 1,45% do capital da empresa “estatal” brasileira – que, na verdade, tem cerca de 25% de suas ações em poder de estrangeiros.

Socialista Fabiano convicto, Soros também se prepara para comprar, na surdina e na bacia das almas, várias usinas de álcool no Brasil que se encontram pertinho da falência...

Viva o capimunismo

O vice-presidente da China, Xi Jinping, desembarca amanhã no Brasil.

O bom comuna vem acertar a concessão de um empréstimo de US$ 10 bilhões para a Petrobrás.

Os detalhes finais do negócio deverão ser anunciados em maio, quando o presidente Lula visitará Pequim.

Por trás dos chineses...

Está a Oligarquia Financeira Transcional que é sócia do capitalismo de Estado em vigor na China.

Eles liberam o dinheiro para a Petrobras explorar o tão esperado petróleo da camada do pré-sal.

Mais adiante, os banqueiros por trás dos chineses comunistas se tornam sócios ocultos da lucrativa e estratégica operação.

Transparência opaca

A Mesa Diretora da Câmara promete tornar públicos, a partir de abril, os comprovantes das despesas dos deputados com o benefício de R$ 15 mil mensais da verba indenizatória.

Mas não vai revelar o CNPJ do fornecedor, que facilita sua identificação, e dá transparência aos negócios com dinheiro público.

A Câmara também não reproduzirá a nota fiscal da empresa e nem exibirá dados de prestações de contas anteriores dos deputados.

Viva a impunidade

O governador da Paraíba, Cássio Cunha Lima (PSDB), recorrerá da cassação decidida pelo próprio Tribunal Superior Eleitoral em novembro e confirmada ontem, por unanimidade.

Seus advogados pretendem solicitar ao Supremo Tribunal Federal a concessão de liminar para que ele continue no cargo.

Mesmo condenado pelas acusações de abuso de poder e uso da máquina administrativa nas eleições de 2006.

Derrubado na área

O jornalista Eduardo Zebini não responde mais pela área de esportes da Rede Record.

Foi detonado da emissora, depois de 13 anos de trabalho.

Para o lugar dele, a fim de tocar os projetos das Olimpíadas de 2012, especulava-se ontem que viria alguém do SportTV.

A Record adora contratar quem trabalhou para as Organizações Globo – a sempre líder perseguida...

Mais poder

No entanto, tudo indica que a área de esportes da Record será mais uma função acumulada pelo jornalista Douglas Tavolaro.

Oficialmente, ele já é o Diretor de Jornalismo da Rede Record.

Douglas, que é membro da Igreja Universal do Reino de Deus, também coordena toda a área de comunicação (jornais, programas de televisão e outros produtos de mídia) do complexo religioso comandado por Edir Macedo Bezerra.
Aliás, Douglas Tavolaro é autor da biografia oficial de Macedo: “O Bispo” (Ed. Larousse).

Mais golpes

O investidor texano sir Robert Allen Stanford é acusado de praticar uma fraude de US$ 8 bilhões de dólares, com a venda de certificados de depósitos do Stanford International Bank Ltd., com sede no paraíso fiscal de Antigua.

Problema de Stanford afeta nada menos que 30.000 clientes, em 131 países, que investem com o Stanford Financial Group (SFG).

São investigadas as empresas do bilionário: Stanford International Bank (SIB), Stanford Group Company (SGC) e Stanford Capital Management – a resonsável maior pelos investimentos.

E ontem teve muito brasileiro com dor de barriga por causa dos prejuízos causados por Stanford.

Todos contra Madoff

Um grupo de 5 mil advogados de 21 países, entre eles o Brasil, anunciou ontem a criação de uma aliança para defender vítimas da fraude financeira comandada por Bernard Madoff.

Um dos objetivos do pacto é o intercâmbio de informações e a recopilação de dados referentes ao caso.

Os lesados apelaram à Fraudnet, divisão da ICC International Chamber of Commerce de combate à fraude.

A estimativa é que os prejuízos com a fraude passem de US$ 50 bilhões.

Quase solto

O ladrão britânico Ronald Biggs, famoso por sua participação no assalto a um trem postal em 1963, poderá ser solto em julho próximo.

O filho de Biggs, o brasileiro Mike, informou ao canal de TV ITV, que foi procurado por autoridades da prisão e membros do conselho de liberdade condicional.

Eles agora estudam a transferência de Ronald Biggs para um asilo, quando ele sair da prisão.

O conselho que determina a liberdade condicional dos prisioneiros tem reunião marcada para o próximo dia 3 de julho, pouco antes de Biggs completar 80 anos.

Vida que segue...

Ave atque vale!

Fiquem com Deus!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Inteligente, inovador, fortemente analítico e propositivo, utilizando as mais modernas tecnologias para transmissão instantânea e eletrônica de informação privilegiada e análise estratégica, junto com a difusão de novos conhecimentos voltados para a construção e consolidação de novos valores humanos.

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Solicitamos uma notificação sobre a publicação para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 18 de Fevereiro de 2009.

2 comentários:

Anônimo disse...

As empresas pagam o dobro de impostos em relação aos bancos. Os banqueiros querem sempre mais. E os governantes, comem na mão destes bandoleiros internacionais.

Anônimo disse...

Salário medio mensal de cada deputado, somando todas as mamatas oficiais (carro, gasolina, passagens aéreas, casa e comida, empregados...) maior que 30 mil Reais mensais. Pagamos e ficamos de bico calado?