segunda-feira, 18 de maio de 2009

Especulação: CPI pode ajudar desgoverno a baixar cotações para viabilizar aumento de capital da Petrobras

Edição de Segunda-feira do Alerta Total http://www.alertatotal.blogspot.com

Adicione nosso blog e podcast aos seus favoritos.

Por Jorge Serrão

Exclusivo - A CPI da Petrobras, que em tese parece prejudicar o chefão Lula, pode facilitar uma de suas maiores armações financeiras do desgoverno. A crise pode servir de desculpa psicológica para fazer baixar as cotações das ações da empresa para, em seguida, viabilizar uma operação de aumento de capital - só subscrita pela sócia União que aumentaria sua participação no capital social da “estatal”. O alerta é de um grande guru do mercado financeiro que jamais investe em papeis do governo porque tem juízo e conhece o risco de manobras de conveniência como estas.

A jogada fica facilitada porque só o sócio governo federal detém informação privilegiada sobre o verdadeiro valor e a real dimensão das novas reservas de óleo e gás do pré-sal – que são o grande trunfo da Petrobrás. Qualquer manobra acionária fica facilitada, sem que o mercado possa se defender, porque o governo sabe que a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) nada pode contra ele. Mas como a Petrobrás tem ações negociadas na Bolsa de NovaYork seria bom ficar esperto com a fiscalização rigorosa da SEC (Securities and Exchange Commission) – órgão regulador dos EUA.

A possível armação do desgoverno petista obedeceria ao seguinte roteiro. 1) Aproveita-se do escândalo gerado pela CPI (que Lula afirma ser “falta do que fazer da oposição”). 2) Cai o preço das ações da Petrobras. 3) Invocando a necessidade de equilíbrio financeiro da companhia “em um momento de ouro na Era do petróleo”, o governo chama um aumento de capital. Faz isso já sabendo, de antemão, que poucos se animariam a subscrevê-lo – em função do cenário sombrio.

A sequência da armação é natural. 4) O governo subscreve, sozinho, o aumento de capital. E fica com um percentual mais elevado do capital total (social e votante) da empresa de economia mista. 5) Em seguida, o desgoverno desanuvia o cenário, fazendo anúncios de investimentos ou de descobertas que geram grande euforia. 6) Vende ações que subscreveu realizando um belo lucro, em tempos de crise global, sem perder o controle da Petrobras.

Se tal armação ocorrer, será uma jogada digna do mais puro Capimunismo (Capitalismo de Estado). Será mais uma prova, para investidores incautos, que ser sócio do governo brasileiro tem o mesmo significado de fazer uma joint venture para criar a Omelete de Bacon SA. Nesta operação, a esperta galinha entra com seus supostos ovos de ouro. Mas o incauto porco entra com o próprio lombo no negócio.

Composição

De acordo com o Balanço Oficial da Petrobras de 2008, publicado em 16 de março, a União Federal detinha 55,7% do capital votante (em ações ordinárias).

Já do capital social, a União detinha 32,2%.

Em 2008, a Petrobras comemorou um e propagandeou um lucro líquido recorde de R$ 33 bilhões – 53% a mais do que em 2007.

Quem decide

Toda operação da Petrobras conta com o apoio ou não de seus conselheiros de Administração.

A presidenta do Conselho é a ministra Dilma Vana Rousseff – candidata a suceder o chefão Lula, se tudo correr como deseja em seu tratamento contra um linfoma (câncer linfático).

São Conselheiros: Silas Rondeau (Ministro das Minas e Energia), Guido Mantega (Ministro da Fazenda), José Sérgio Gabrielii de Azevedo (Presidente da Petrobras), Francisco Roberto de Albuquerque (General de Exército da Reserva), Fábio Colletti Barbosa (Presidente do Banco Santander e da Federação dos Bancos – Febraban), Jorge Gerdau Johanpeter (empresário, controlador do Grupo Gerdau) e Luciano Coutinho (Presidente do BNDES – cujo BNDESpar tem 1,9% das ações ordinárias e 7,6% do capital social da Petrobrás).

Para BOI dormir...

O chefão Lula voltou a criticar ontem os senadores que assinaram o requerimento para a criação da CPI da Petrobras.

Numa coletiva de imprensa na sede da embaixada brasileira em Riad, na Arábia Saudita, Lula lamentou a tentativa de envolver a Petrobras em "questões políticas menores", em um momento importante para o crescimento da empresa:

Eu até agora não sei o que está por trás disso. Possivelmente alguns que assinaram estavam querendo tirar das suas costas todo esse debate que a imprensa está fazendo sobre o Senado. Outros, possivelmente, estejam preocupados com o processo eleitoral de 2010. Eu, francamente, estou preocupado em governar o Brasil e vou me dedicar a isso”.

Vai custar quanto?

O governo tentará uma última negociação com tucanos e democratas para evitar a abertura da CPI.

Caso volte a fracassar, o que tem grande chance de ocorrer, a ordem seria “isolar os tucanos”.

Para não dar na pinta que a CPI na Petrobras pode lhe render bons frutos, Lula reclamou que senadores que pediram a CPI "não têm outra coisa para fazer".

Chávez fazendo escola?

Na Arábia Saudita, um dia antes de se encontrar com os companheiros capimunistas chineses, Lula aproveitou para ensaiar seu velho discursinho contra o “imperialismo norte-americano”.

Lula defendeu que os países emergentes destinem o dinheiro de suas reservas internacionais para investir em atividades produtivas e educação, em vez de aplicar em títulos do Tesouro dos EUA.

Será nesta mesma toada que Lula vai propor aos chineses que o comércio bilateral com o Brasil seja feito em reais e yauans (mais conhecida na China Comunista como renminbi) – abandonando o dólar.

Em tempo: O Chapolim Colorado do Foro de São Paulo, Hugo Chávez, já ordenou e a Assembleia da Venezuela deve aprovar uma lei que lhe dá controle total sobre fundos estrangeiros e pode impedir o trabalho de ONGs.

Banco Imobiliário sino-tupiniquim

Lula vai brincar de “Banco Imobiliário” com os comunistas Chineses.

O chefão brasileiro quer estabelecer duas moedas que não valem nada para o comércio internacional.

Se o pacto for firmado, Brasil e China vão “inovar” com a “moderna” técnica do escambo entre os dois países...

Aprende, Lula

Como não existe mais lastro físico para nenhuma moeda, o que vale hoje é o lastro moral e o poderio militar do país emissor.

Além disso, uma moeda internacional precisa ter como emissor um país soberano e respeitador das regras do jogo.

Brasil e China, praticantes de Capitalismos de Estado, respeitam sequer a mais elementar regrinha de um joguinho de Banco Imobiliário – vide a recente tungada na poupança dos brasileiros que o Fuhrer cabloco Lula da Silva tenta impor.

Big Brother Mangabeira

O Ministro Extraordinário da Secretaria Especial de Assuntos Estratégicos, Roberto Mangabeira Unger, será introduzido, amanhã, em um grande templo maçônico lotado.

Nesta terça-feira, às 19h 30min, Mangabeira dará uma palestra no templo nobre da Grande Loja Maçônica do Estado de São Paulo (GLESP).

Mangabeira será recebido oficialmente pelo Grão-estre Francisco Gomes da Silva e por centenas de maçons devidamente paramentados com seus aventais e alfaias.

Agora parece holding...

O famoso comercial do Unibanco, com o slogan “um banco que nem parece banco” parece que foi profético na fusão com o Itaú.

Na pressa da junção, a empresa inicialmente formada para servir controladora do novo grupo ganhou um termo indevidamente legal em sua razão social: Itaú Unibanco Banco Múltiplo SA – que não era banco, muito menos múltiplo, apenas holding.

Por isso, se resolveu mudar o nome da controladora para Itaú Unibanco Holding SA.

Terrorismo bancário

Entidades de defesa do consumidor abriram guerra contra o que classificam de "terrorismo econômico" dos bancos, em parceria com o desgoverno, na batalha judicial pela correção dos planos econômicos nas contas da poupança.

O Instituto de Defesa do Consumidor (Idec) denuncia que os bancos inflaram o valor da indenização devida para R$ 180 bilhões.

Nos cálculos do Ministério da Fazenda, o valor estimado é de R$ 110 bilhões (atualizado até novembro).

Preocupação

A maior preocupação dos órgãos de defesa do consumidor é que o Supremo Tribunal Federal atenda uma ação da Confederação Nacional do Sistema Financeiro (Consif), em nome da Febraban.

A manobra jurídica propõe suspender imediatamente o pagamento de todas as ações favoráveis aos consumidores em diversas instâncias da Justiça, até que o STF declare que os planos são constitucionais.

No processo, para fazer terrorismo, a entidade soma impactos dos planos Cruzado, Bresser, Verão, Collor I e Collor II.

Manipulação

O Idec também acusa os bancos de aproveitarem a crise global para argumentar que, se a decisão for favorável aos poupadores, o governo federal terá de injetar dinheiro no sistema financeiro.

O Idec cita estudo do ex-economista da Federação Brasileira de Bancos (Febraban) Roberto Luís Troster, segundo o qual o impacto do Plano Verão, que tem o maior índice de correção e decisões da Justiça favoráveis aos poupadores, é de R$ 29 bilhões.

Segundo o Idec, os bancos incluíram nos seus cálculos quatro planos econômicos já com decisão da Justiça e que não dão ganho de causa aos consumidores, como o Plano Collor - correspondia a 80% do valor pleiteado pelos poupadores.

O bancos, por terrorismo, também colocam na conta os expurgos do FGTS, já liquidados pelo governo.

PERDIA?

Os principais acionistas de Perdigão e Sadia concluíram ontem à tarde o acordo para a união das companhias na Brasil Foods.

A nova empresa nasce como a líder no setor de alimentos industrializados do País e a número 1 do mundo no processamento de carne de frango.

Analistas esperam que a Brasil Foods concentre suas forças no exterior, já que, no mercado interno, as duas marcas serão mantidas.

O infame macaco José Simão, nobre Esculhambador-Geral da República, aconselhou que o nome resultante da fusão entre as dias empresas deveria ser “Perdia” – justificado pelos recentes prejuízos da Sadia com a crise especulativa global.

Record pela Globo

A Central Globo de Comunicação (Cgcom) contratou o executivo Ricardo Frota, que até o último mês de fevereiro, ocupava o cargo de gerente de comunicação nacional da Rede Record, e agora leva para a Globo informações estratégicas da concorrente.

A Globo foi buscar o executivo na emissora concorrente para ocupar o cargo de gerente da divisão de comunicação, deixando-o responsável pelo relacionamento com a diretoria geral de comercialização na definição de estratégias de comunicação.

Antes da Globo, Frota teve duas gestões à frente das relações com a imprensa na Record, sendo a última delas por um período de cinco anos.

A Globo também contratou Luiz Henrique Romanholli, que será responsável pela edição da homepage da Rede Globo.

Crise Argentina

O Valor Econômico informa que, no primeiro quadrimestre, a economia argentina perdeu pouco mais de US$ 7 bilhões, valor enviado para fora do país por empresas e cidadãos, nacionais e estrangeiros.

O Banco Central revela que US$ 5,6 bilhões deixaram o país entre janeiro e março.

O valor de abril, aproximadamente US$ 1,5 bilhão, é uma estimativa otimista das corretoras de câmbio da City portenha.

Contendo a fuga?

O Banco Central tenta conter a fuga de capitais por meio da colocação de títulos e venda de moeda nacional.

Mas o esforço está ameaçado pelas eleições legislativas marcadas para 29 de junho.

No ano passado, fugiram da Argentina US$ 22 bilhões remetidos ao exterior.

Hermanos em desespero

A situação político-econômica Argentina se complica a cada dia.

A previsão na Argentina é que até o final do ano o dólar chegue a valer 4,50 pesos.

Os hermanos comentam que este seria o “efeito Brasil”...

Malta Imortal

Será lançado hoje, no Rio de Janeiro, o livro "Augusto Malta e o Rio de Janeiro - 1903-1936", de George Ermakoff.

Entre as cerca de 300 fotos publicadas em 288 páginas, chama atenção uma da Ipanema do começo do século passado, quando o bairro era nada além de um grande areal.

O livro (R$ 145) pode ser comprado em livrarias ou pelo site http://www.ermakoff.com.br/.

Para Lamentar...

Frase de um caboclo paulista muito católico, preocupado com a conjuntura do Brasil capimunista sob o comando do Fuhrer cabloco Lula da Silva:

Se até o Papa foi ao muro da lamentações, imagine nós, brasileiros...

Vida que segue...

Ave atque vale!

Fiquem com Deus!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Inteligente (analítico e provocador de novos valores humanos) com análise estratégica, conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva.

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 18 de Maio de 2009.

3 comentários:

Anônimo disse...

O capimunismo se tem revelado nos moldes mais agressivos do capitalismo. Mais capitalista que os capitalistas tradicionais. Só falta a liberdade democrática, que contraria os interesses globais revelados.

lili, rj disse...

" 2) Cai o preço das ações da Petrobras."

Eles tem que combinar com o inimigo (o mercado). As oscilações nas cotações tem vários motivos e, agora, a CPI também.
Mas, como são malandros, qualquer oscilação pra baixo, vão jogar a responsabilidade pra cima da CPI.

Como o mercado é imprevisível, também, por outros motivos, a cotação das ações da Ptbras pode subir.

Como esse fator pode ser julgado positivo, é claro que eles não terão necessidade de jogar a culpa nos outros, como sempre fazem quando as coisas dão erradas..

Anônimo disse...

Prezado,

Ainda vou viver o suficiente para ver escrito nos muros por pichadores: FORA CHINA.....