terça-feira, 14 de julho de 2009

Lula e Lobão já acertaram como poder global cuidará de fundos social e trabalhista da nova estatal do pré-sal

Edição do Alerta Total - www.alertatotal.net

Por Jorge Serrão

Já foi negociado com a Oligarquia Financeira Transnacional como funcionará a nova estatal que o chefão Lula da Silva e seu ministro Edson Lobão (aliado de José Sarney) vão criar para administrar a exploração do petróleo na camada pré-sal brasileira. Os banqueiros internacionais participarão da gestão de dois lucrativos fundos (um social e outro trabalhista) com os recursos oriundos do empreendimento petrolífero.

O Ministério da Fazenda, que oficialmente tocará os fundos, será um direcionador dos recursos para aplicação nos bancos “amigos” – lá de fora ou aqui de dentro, o que é praticamente a mesma coisa. O modelo da exploração do pré-sal será a consagração do Capimunismo – no qual a intervenção estatal facilita a gestão e colabora para os lucros dos grandes conglomerados privados.

Em 15 dias, a presidente do Conselho de Administração da Petrobras, Dilma Rousseff (por acaso ministra da Casa Civil e presidenciável em 2010), e o ministro Edson Lobão finalizam o novo marco regulatório do setor de óleo & gás no Brasil. Além da criação da nova “estatal”, será instituído um sistema de partilha de produção. Na teoria, o óleo do pré-sal pertence à União. As empresas contratadas para explorar e produzir o petróleo (incluindo a Petrobras) recebem em troca um pagamento, que pode ser em dinheiro ou com parte da produção.

O novo marco regulatório será encaminhado ao Congresso, o mais rápido possível, para aprovação urgente. O grande mistério até agora, que vai mexer com grandes interesses na Câmara e no Senado, será como se dará o rateio da parcela a ser entregue à União pelo operador do campo no regime de partilha. Será uma nova guerra pelos royalties do petróleo. O ministro Lobão já sabe perfeitamente o que será feito. Tanto que, dois meses atrás, recebeu homenagens na Inglaterra (de onde emanam as ordens da Oligarquia Financeira Transnacional para seus agentes conscientes ou vassalos globais nos países do terceiro mundo).

Depois de abduzido pelas vovozinhas globalitárias, o nosso Lobão já avisou que o sistema de concessão de campos de petróleo, hoje em vigor, permanecerá para os contratos já firmados. As novas regras valerão para o pré-sal - que é uma área de cerca de 800 quilômetros de extensão, que vai do litoral do Espírito Santo até Santa Catarina. O óleo está localizado abaixo da camada de sal, a mais de 2 mil metros de profundidade.

Mais capimunismo na agenda

Outro exemplo da gripe capimunista que assola o Brasil é a proposta do governo petralha de recriar uma grande rede própria de telecomunicações, dirigida pela antiga Telebrás, que se pensava morta com a privatização das teles na Era FHC.

Dilma Rousseff (Casa Civil), Paulo Bernando (Planejamento) e Hélio Costa (Comunicações) já aprontaram todo um projeto técnico para o retorno triunfal da Telebrás.

O chefão Lula já deu as ordens para tocar logo o projeto.

Problema superado

O governo pensa mais em utilizar a Eletronet como ponto de partida para a composição da rede que será utilizada pela "nova Telebrás".

Os ministros de Lula descobriram que não precisam esperar o desfecho sobre o passivo da Eletronet, que está em discussão na Justiça.

A opção será usar as redes de telecomunicações das estatais Petrobras e Furnas como ponto de partida para a nova empresa.

O foco da nova Telebrás será aumentar a oferta de banda larga, reforçando os programas de inclusão digital, que interessam aos grandes grupos financeiros.

Nada a declarar (nem ao leão)

Ao deixar ontem a reunião ministerial na Granja do Torto, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, se recusou a comentar a demissão da secretária da Receita Federal, Lina Vieira.

Questionado pelos jornalistas, Mantega declarou apenas que o assunto "não foi tratado na reunião".

A leoa destituída do cargo passou o dia trancada em seu escritório, na sede da Receita Federal.

Defesa globalitária

Em mais uma prova de que obedece direitinho aos seus controladores globais, o chefão Lula pregou ontem que é preciso definir o G-20 como o grupo de países que discutirá o novo modelo de regulamentação da economia mundial.

Lula defendeu que a Organização das Nações Unidas (ONU) também envolva países menores nas principais discussões globais, mas destacou que os efeitos e soluções da crise financeira devem ser debatidos no G-20, que tem mais representatividade para tratar desse assunto por reunir 80% da economia mundial.

Para cada assunto, você reúne quem você quiser. Agora, na questão econômica, nós precisamos definir que o G-20 é que tem que decidir as regras que vão controlar o sistema financeiro e vão reger a economia mundial daqui para frente”.

Foi o recado do chefão Lula em seu programa semanal de rádio, "Café com o Presidente".

Próximo encontro

A próxima reunião do G-20 acontecerá em setembro.

Lula já avisou que, além da crise financeira, constará da pauta do encontro a conclusão da Rodada de Doha, que discute a abertura comercial global no âmbito da Organização Mundial do Comércio (OMC).

Eu até falei para o Pascal Lamy (diretor-geral da OMC), que é o homem que coordena as negociações, que 2010 não é dezembro, é janeiro de 2010 ou fevereiro, para que seja uma coisa feita com uma certa rapidez e para que o acordo na Organização Mundial do Comércio possa trazer benefícios para os países que sofreram o problema da crise”.

Cpi da embromabras

Só o Grande Empreiteiro do Universo, apelido dado a Deus pelo governo do crime organizado no Brasil, pode saber se a CPI da Petrobras começará realmente nesta terça-feira.

Os senadores Renan Calheiros (PMDB-AL), Romero Jucá (PMDB-RR) e Ideli Salvati (PT-SC), se reuniram ontem à noite na casa do petebista Gim Argelo (DF) decidindo o que fazer para não deixar a CPI começar.

Uma das armações previstas é que o atual presidente interino da CPI, Paulo Duque (PMDB-RJ), abra os trabalhos, receba os requerimentos, mas não coloque em votação a escolha do presidente da Comissão, alegando o número insuficiente de parlamentares para a votação.

Morte à CPI

A intenção dos governistas é ganhar tempo para abrir o diálogo com a oposição para abortar a CPI.

Eles pretendem levar para a mesa de negociações argumentos de empresários afirmando que a CPI pode mesmo prejudicar a estatal.

O Palhaço do Planalto aposta em seu tradicional poder de conven$imento para impedir a CPI.

Sarney sem segredos?

O presimente do Senado, José Sarney, assinou ontem um ato moralizador determinando a anulação dos 663 atos secretos, publicados em 312 Boletins Administrativos de Pessoal.

Os atos secretos foram decisões administrativas mantidas em sigilo e que serviam para nomear, exonerar afilhados e parentes dos senadores, além de aumentar salários e benefícios.

Sarney agora faz de tudo para não ser detonado no Conselho de Ética, por quebra de decoro.
senador Epitácio Cafeteira (PTB-MA).

Apuração?

Sarney também criou ontem uma comissão para avaliar os atos secretos que trouxeram prejuízos financeiros e determinar o ressarcimento aos cofres do Senado.

O diretor-geral do Senado, Haroldo Tajra, escolheu o consultor legislativo Bruno Dantas para coordenar os trabalhos.

Sarney agora quer dividir o ônus de todos os erros com os demais senadores, na esperança de que a cumplicidade geral garanta a impunidade ampla.

O Dilmo do Serginho

O Diário Oficial do Estado do Rio de Janeiro publicou ontem um decreto de três páginas do governador Sérgio Cabral, dando mais poderes a sua super secretaria da Casa Civil.

A Casa Civil agora passa a reunir 1. Assessoria de Controle e Apoio às Empresas Estatais. 2. A representação do governo em Brasília. 3. A Assessoria de Empresas em Liquidação. 4. O Departamento de Administração Financeira. 5. O Departamento de Contabilidade Analítica. 6. O Departamento de Recursos Humanos. 7. A Subsecretaria de Comunicação Social.

Cabralzinho aumentou os poderes de seu já poderoso secretário Regis Fichtner - sujeito que tem muito futuro, pois é muito bem visto pelos parceiros ingleses do governo fluminense.

Time ganhando...

Durante a reunião ministerial de ontem, o presimente Luiz Inácio Lula da Silva avisou que pretende mexer o mínimo possível na equipe de ministros por conta das eleições de 2010.

O chefão avisou que os ministros que serão candidatos terão que sair até o início de abril de 2010.

Lula pretende, na maioria dos casos, substituir os ministros-candidatos pelos seus secretários-executivos nos ministérios.

Tomou doril...

A Folha de S. Paulo informa que os documentos da Polícia Civil referentes à guerrilha do Araguaia são dados como perdidos pelo governo do Pará, que suspeita que eles tenham sido queimados há nove anos.

O acervo do Arquivo Central da polícia, em Belém, guardava, entre outros papéis alusivos à repressão aos guerrilheiros, atestados de conduta e de vida e residência emitidos por delegacias a moradores da região.

Esses documentos não existem mais no acervo -o que foi comprovado após uma busca.

Tudo destruído?

Um ato do delegado-geral de Polícia Civil, João Nazareno Nascimento Moraes, na gestão do governador Almir Gabriel (PSDB), abriu caminho para a possível destruição.

Em 19 de janeiro de 2000, ele assinou a instrução normativa 001/ 2000, "com o objetivo de estabelecer normas e traçar diretrizes acerca da conservação e do desfazimento de documentos do acervo do Arquivo Central".

A Secretaria de Segurança Pública do Estado não informou se algum documento chegou a ser destruído.

Normal, Rubinho?

Rubens Barrichello resolveu dar ontem uma freada no discurso sobre o desempenho prejudicial da equipe inglesa Brawn no GP da Alemanha de F-1:

Aconteceram erros normais. Não foi nada deliberado”.

Após a prova, o piloto reclamou à BBC que se sentia “roubado” por ter chegado em sexto após ter liderado a corrida no início.

Vida que segue...

Ave atque Vale!

Fiquem com Deus.

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Inteligente (analítico e provocador de novos valores humanos) com análise estratégica, conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva.

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 14 de Julho de 2009.

9 comentários:

Kozel® disse...

Não é bem assim...
A proposta de marco regulatório para o setor de petróleo que será apresentada ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva será de um sistema de partilha para a região do pré-sal, confirmou nesta segunda-feira o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão.

Lula deverá receber a proposta, formatada por uma comissão interministerial, em 15 dias e decidirá sobre o modelo a ser enviado para o Congresso através de um projeto de lei, com recomendação para que tramite em regime de urgência.

"Para toda a região do pré-sal e outras regiões estratégicas estamos imaginando criar um sistema de partilha", disse a jornalistas Lobão após reunião ministerial realizada na Granja do Torto.

Atualmente o sistema adotado para o setor de petróleo é o de concessão. Conheça os modelos de exploração de petróleo no mundo .

Apesar do anúncio de Lobão, ainda é preciso formatar juridicamente a proposta e decidir como ela será implantada. O ministro disse ainda, sem dar detalhes, que a proposta inclui a criação de um fundo social para financiar saúde e educação que seria gerido pelo Ministério da Fazenda.

A comissão interministerial foi criada em julho do ano passado para estudar novas regras de exploração da região pré-sal na costa brasileira, uma faixa que se estende do Espírito Santo a Santa Catarina, em águas ultraprofundas, e com potencial de conter bilhões de barris de petróleo.

Até o momento são conhecidos os volumes de apenas dois campos, Tupi e Iara, que juntos teriam reservas entre 8 e 12 bilhões de barris de óleo equivalente, praticamente dobrando as reservas brasileiras atuais.

Antes da descoberta, anunciada pela Petrobras em 2007, o governo vendeu em leilões 38 por cento da área do pré-sal, com 60 por cento do total arrematado pela estatal.

O argumento do governo para a elaboração de um novo marco é de que a região pré-sal não oferece tanto risco como as áreas licitadas até o momento pelo governo brasileiro. Por este motivo, o sistema de concessão deveria ser substituído por outro que desse maior poder ao país sobre os volumes gigantescos de hidrobarbonetos que podem existir no local.

A informação divulgada na semana passada de que um poço operado pela Exxon no pré-sal da bacia de Santos não obteve sucesso, se revelando seco, levantou questionamentos de que a região não seria o "bilhete premiado" que o governo vem divulgando. Este foi, no entanto, o único de um total de 16 poços perfurados no complexo de Tupi, em Santos, a não revelar a existência de jazida.

Alerta Total disse...

É bem assim, Kosel.

Lula e Lobão já acertaram tudo lá fora...

O resto é conversa fiada da mídia amestrada.

Anônimo disse...

Falta de Criatividade e Honestidade Política.!

Por Ricardo Antonio Filgueiras.

Brasil 13 Julho 2009.

A falta de criatividade política em nosso Brasil não é de hoje e já vem de muito tempo parece que os eleitos do povo são verdadeiros analfabetos de pai e mãe, pois só pensam neles é lógico tirando alguns que lutam e não são ouvidos pela maioria política para melhorar a vida dos brasileiros, pois os seus projetos viáveis a nação são engavetados, vejam hoje o Senado Brasileiro as sujeiras que se acumulava ha anos e neguem dizia nada, o Sr. Sarney, hoje Presidente do Senado e o falecido Senador Sr. Antonio Carlos Magalhães que época atrás esses dois homens tiveram o poder em suas mãos dadas pela maioria política e nada fizeram para moralizar e reformular a política brasileira, assistimos hoje o que realmente progrediu em nossa Pátria dada pela maioria dos Políticos que vem de anos para o dia de hoje, a vergonha e o fedor nacional no entrave no desenvolvimento social e intelectual do nosso povo brasileiro, partidos políticos que também deixaram-se envergonhar-se pelo tempo e pior ainda é a Justiça, pois homens que fazem parte do processo judiciário, pessoas estas libadas de famílias integras que não fizeram parte e não fazem parte da corja podre dos maus políticos, estes estão como tivessem sido anestesiados e embriagados por homens que com tantas sujeiras que acumularam em seus mandatos aos anos na política do Brasil a justiça de hoje se encontra inertes contra eles e isso mesmo inertes contra estas corjas e isso tem que acabar. Estamos digo todos sendo atingidos pela miséria política dos miseráveis que atuaram e atuam nos dia de hoje, e ainda tem os que estufam o peito e diz em alto e bom som que voltara para política assim que terminar o mandato, pois será eleito de novo em nosso território nacional, mais triste do que é ver isso tudo é os verdadeiros Patriotas que só pensamos numa verdadeira sociedade justa e de bons costumes assistir nos jornais e nos meios de comunicação o nosso Presidente da Republica Exmo .Sr. Lula da Silva eleito democraticamente como são todos os políticos na democracia, apoiar pessoas que vergonhosamente se enriqueceram e se enriquecem através do erário publico com medidas sujas criadas e praticadas por eles, pessoas estas que se tornaram publicas e que se acham donos da política e do erário publico e ainda se encontram livres e soltos sendo aplaudidos pelos seus pares que comungam com as mesmas atitudes e pensamentos, é triste é muito triste mesmos nós cidadãos vivermos debaixo dessa Pobreza Política Brasileira.

Anônimo disse...

terça-feira, Julho 14, 2009
14 DE JULHO: DIA DE SE ENVERGONHAR
GUTO LEITE
(nos comentários)


Hoje, 14 de julho, dia que se comemora o aniversário da Revolução Francesa, é dia para nos envergonharmos.
Dia para lembrarmos os ideais de Liberdade, Igualdade, Fraternidade e nos envergonharmos.
Dia para recordar o exemplo que nos foi dado pelo povo francês, e nos envergonharmos de nós. Para nos envergonharmos de nossa falta de iniciativa contra tudo o que este governo faz com a Nação Brasileira.
É dia para nos envergonharmos de nossa passividade. Para nos envergonharmos de nosso falso moralismo; de nossa leniência, de nossa falta de vergonha.

É dia para nos envergonharmos de um senado que tem 81 senadores e cuja gráfica tem 1100 funcionários, isso mesmo, hum mil e cem funcionários. De nos envergonharmos desse mesmo senado que tem mais de dez mil funcionários para atender 81 senadores. Sequer sei dos números da câmara federal, mas temos de nos envergonhar mesmo sem saber desses números, pois não são melhores que os do senado.

Hoje, 14 de julho, dia que a Revolução Francesa nos deu o maior exemplo de como cuidar da Res Publica, é dia de nos envergonharmos.
De nos envergonharmos de nossa pusilanimidade, de nos envergonharmos por deixarmos a decisão dos nossos problemas para os outros.
De nos envergonharmos por não votar nulo ou não comparecer para votar como forma de protesto.
De nos envergonharmos por não ir para as ruas gritar em protesto contra tudo o que julgamos errado.
De nos envergonharmos por viver num país onde um motorista do Senado ganha mais para dirigir um automóvel do que um oficial da Marinha para pilotar uma fragata; onde um ascensorista da Câmara Federal ganha mais para servir os elevadores da casa, do que um oficial da Força Aérea para pilotar um Mirage; onde um diretor que é responsável pela garagem do Senado ganha mais que um oficial-general do Exército que comanda um regimento de blindados; onde um diretor sem diretoria do Senado, cujo título é só para justificar o salário, ganha o dobro de um professor universitário federal concursado, com mestrado, doutorado e prestígio internacional; onde um assessor de 3º nível de um deputado, que também tem esse título para justificar seus ganhos, mas que não passa de um "aspone" ou um mero estafeta, ganha mais que um cientista-pesquisador da Fundação Instituto Oswaldo Cruz, com muitos anos de formado, que dedica o seu tempo buscando curas e vacinas para salvar vidas.

Precisamos de um choque de moralidade. Mas não de um choque de moralidade que parta do outro, mas que parta de cada um de nós.
Precisamos nos envergonhar dos oportunismos e dos cabides de emprego; precisamos nos envergonhar do destino que dão aos impostos que pagamos com tanto sacrifício. Precisamos nos envergonhar dos currais eleitorais que transformaram o Brasil numa oligarquia sem escrúpulos e sem honra.
Precisamos nos envergonhar da nossa imprensa refém do governo, ela mesma que poderia ser o nosso grito de vergonha e de revolta.

Mas não é preciso somente nos envergonharmos. É preciso nos envergonharmos e protestar. Protestar nas ruas, no trabalho, nas escolas. Protestar em todo lugar e sempre. Porque sem revolta e sem protesto, cada vez teremos mais coisas das quais nos envergonhar.
Postado por Saramar às 5:11 PM

http://lidosevividos.blogspot.com/2009/07/14-de-julho-dia-de-se-envergonhar.html

carlos disse...

muito bom comentario anonimo, muito mesmo , ja copiei e vou divulgar pois vc coloca com todos os pontos, nos seus isss,,,,resumidamente perfeito sua colocaçao...

Anônimo disse...

Serrão, isso é o fim do mundo!

Carlos José dos Santos é réu confesso de um crime que chocou a Paraíba. Ao lado da esposa Edileuza Oliveira dos Santos ele invadiu a casa do vizinho, no bairro do Rangel, e assassinou cinco pessoas a golpes de facão.

No crime foram mortos Moisés Soares Santos (o pai de 33 anos), Ivanice Lima dos Santos (a mãe de 37 anos e grávidas de gêmeos) e Raissa, Rai e Raquel dos Santos Soares (filhos de 2, 4 e 10 anos respectivamente).

Duas pessoas sobreviveram. Rian Soares Santos (de seis anos) levou vários golpes, foi internado em estado grave, mas se recuperou. Já seu irmão Tirciano Soares Santos, de 11 anos, saiu completamente ileso da chacina depois que conseguiu se esconder debaixo da cama.

FONTE:
http://felipegesteira.com/blog/?p=606
Vídeo da Tortura:

VÍDEO:

http://www.youtube.com/watch?v=JA8oRuYgKFg

À parte qualquer análise, antes de sentirmos muita peninha da cara de coitado dele, é preciso lembrar: matou barbaramente toda uma família, a golpes de facão, inclusive uma mulher grávida de gêmeos e três crianças. Aos meus colegas... paraibanos,parabéns!

Anônimo disse...

Serrão, isso é o fim do mundo!

Carlos José dos Santos é réu confesso de um crime que chocou a Paraíba. Ao lado da esposa Edileuza Oliveira dos Santos ele invadiu a casa do vizinho, no bairro do Rangel, e assassinou cinco pessoas a golpes de facão.

No crime foram mortos Moisés Soares Santos (o pai de 33 anos), Ivanice Lima dos Santos (a mãe de 37 anos e grávidas de gêmeos) e Raissa, Rai e Raquel dos Santos Soares (filhos de 2, 4 e 10 anos respectivamente).

Duas pessoas sobreviveram. Rian Soares Santos (de seis anos) levou vários golpes, foi internado em estado grave, mas se recuperou. Já seu irmão Tirciano Soares Santos, de 11 anos, saiu completamente ileso da chacina depois que conseguiu se esconder debaixo da cama.

FONTE:
http://felipegesteira.com/blog/?p=606
Vídeo da Tortura:

VÍDEO:

http://www.youtube.com/watch?v=JA8oRuYgKFg

À parte qualquer análise, antes de sentirmos muita peninha da cara de coitado dele, é preciso lembrar: matou barbaramente toda uma família, a golpes de facão, inclusive uma mulher grávida de gêmeos e três crianças. Aos meus colegas... paraibanos,parabéns!

Kozel® disse...

O meu "nao é bem assim" refere-se às quantidades de óleo e sua viabilidade ,já que não é garantida a presença de óleo como alardeou mulla.E mais,a exploração do pré -sal só se torna viável no preço de USD 500 o barril....
Abraço!

Anônimo disse...

Fundos são especialidades dos petralhas e por essa notícia aí estão é criando um estado supranacional e uma válvula de escape para quando minguar os recursos dos atuais fundos que eles controlam e estão aos poucos esvaziando.